Você está na página 1de 1

Cidades/Metrópole C3

%HermesFileInfo:C-3:20110515:

O ESTADO DE S. PAULO DOMINGO, 15 DE MAIO DE 2011

Fernão terá novo terminal de cargas


Prefeitura prevê concessão de 35 anos a empresa que construir entreposto; obra de R$ 750 milhões deve ficar pronta no ano que vem
JOSE PATRICIO/AE–30/3/2011
Rodrigo Burgarelli gião.Comonovoterminal,aPre-
feitura pretende tanto resolver
Para segurar os caminhões do esse problema quanto criar con-
lado de fora da cidade, a Prefei- dições para que, no futuro, seja
tura de São Paulo vai cons- adotadaumarestriçãomaisseve-
truir um terminal de cargas no ra aos caminhões em São Paulo.
cruzamento entre as Rodo- Umadecisãoassimsóserápos-
vias Fernão Dias e Dutra. O en- sível após a inauguração do Tre-
treposto terá 500 mil m² de choNortedoRodoanel–ogover-
área e custará R$ 750 milhões. no estadual planeja entregar es-
O objetivo é possibilitar que sa parte do anel viário em 2014.
carretas sejam descarregadas Assim, os caminhões vindo de
ali, deixando de congestionar Minas Gerais ou do Rio com des-
vias como a Marginal do Tietê tino ao Porto de Santos ou ao in-
e as Avenidas do Estado e Sa- terior poderão usar o Rodoanel,
lim Farah Maluf. A obra deve sem passar por São Paulo. Já os
ser entregue em 2012. que forem abastecer a capital te-
Atualmente, há um terminal riam de descarregar no novo en-
privado a poucas quadras dali, treposto e deixar a parte final do
na Vila Medeiros, na zona norte, transporte para veículos urba- Área. Terreno destinado ao entreposto às margens da Fernão Dias tem 500 mil m2: obra deve começar em setembro
mas caminhoneiros reclamam nos de carga (VUCs). A Prefeitu-
que sua capacidade já está esgo- ra espera, no entanto, que essa O projeto está sendo feito na licitação da obra seja lançado até tão Gilberto Kassab (PSD), mas da pasta de Desenvolvimento,
tada. Como resultado, pátios prática seja adotada quando o Secretaria de Desenvolvimento junho e os trabalhos comecem o funcionamento completo só Marcos Cintra, o terminal será
clandestinos começaram a ser terminal for inaugurado, inde- Econômico e do Trabalho e fi- em setembro. A Prefeitura esti- começaria alguns meses depois. custeado pela iniciativa privada,
explorados em terrenos no en- pendente de o Trecho Norte do cou pronto no fim do mês passa- ma que uma parte do pátio pode- que, em troca, poderá explorar o
torno e há filas de carretas na re- Rodoanel estar funcionando. do. A previsão é que o edital para rá ser inaugurada no fim da ges- Privatização. Segundo o titular entrepostopor35anos.“Aexpec-
tativa é que o vencedor pague à
Prefeitura cerca de R$ 100 mi-
lhões nesse período pelo direito
Wrobleski também apoia a de explorar o terminal”, diz. O
Obra abre espaço para novas restrições ideia de intensificar a restrição
dos veículos de carga com a en-
pátio será construído às mar-
gens da Fernão, onde já existem
trega do novo terminal. “Você os estacionamentos irregulares.
Embora apoiem o projeto do no- trarem na cidade”, explica o es- mas a maior parte das carretas rodovias que cortam a cidade. tem de ter a restrição, mas ofere- A promessa é que esse será o
voterminaldecargas da Rodovia pecialista em transportes Jorge quecortamacapitalpaulistaper- No entanto, a Prefeitura de São cendo também a solução, que é o terminal mais moderno do País.
Fernão Dias, especialistas ouvi- Hori. tence a caminhoneiros autôno- Paulo não possui planos para terminal funcionando.” Segundo o projeto, haverá um
dospelo Estadoacreditam que a Segundo ele, o terminal “já mos, que ficam sem ter a opção construir outros terminais. Contatado pela reportagem painel eletrônico mostrando os
cidade seria ainda mais benefi- chega atrasado”. “Isso já deveria de descarregar a carga e evitar Já o especialista em logística do Estado, o Sindicato das Em- caminhões autorizados a entrar,
ciada se a entrada de caminhões estar sendo feito há muito tem- entrar na cidade. “Para esses ca- Antonio Wrobleski acredita que presas de Transporte de Cargas marcação de horáriospor telefo-
fosse proibida após a inaugura- po”, afirma Hori. Ele diz que vá- minhões,têmdeserumainiciati- isso não é necessário. “Basta o do Estado de São Paulo ne e internet, empresas de logís-
ção do entreposto. rias empresas privadas já cons- va do poder público.” terminal estar perto do Rodoa- (Setcesp) afirmou que ainda es- ticas e de aluguel de VUCs, ofici-
“Com o terminal e o Trecho truíram seus próprios terminais Hori também acredita que pá- nelpara quesejaatraente paraos tava estudando o novo projeto e nas de caminhões, hotel para os
Norte do Rodoanel, não há mais de logística nos mesmos moldes tios assim também deveriam ser caminhões que vêm de qualquer não se pronunciaria antes de motoristas, restaurantes e ou-
necessidade desses veículos en- do planejado para a Fernão Dias, erguidos às margens das outras rodovia.” completar a análise. / R.B. tras funcionalidades.

PONTOS-CHAVE

● Histórico ● Circulação ● Futuro


Em 1997, um grupo intergover-
namental formado para discutir
o Rodoanel sugeriu que se er-
100 km²
é a área de restrição a caminhões
O Trecho Norte do Rodoanel
terá seis túneis e acesso nas
Avenidas Raimundo Pereira de
guessem entrepostos do tipo na capital, que vem sendo aumen- Magalhães e General Edgar Fa-
em toda interseção do anel viá- tada. Com o Rodoanel Norte pron- có e nas Rodovias Fernão Dias
rio com alguma rodovia. to, Marginal do Tietê será vetada. e Dutra.
AYRTON VIGNOLA/AE

ERNESTO RODRIGUES/AE

Devagar e sempre
DIVULGAÇÃO
dro. Quatro guindastes foram
usados, com capacidade para
içar até 500 toneladas. A mes-
ma alternativa foi adotada
nos kms 15 e 47, quando as
três peças também foram er-
guidas por cima do viaduto.
“Por causa das dimensões das
peças, não era possível trans-
portá-las por baixo do viadu-
to”, explica Zuppardo.
Quando a transposição foi
inviável, optou-se por levan-
taravigaprincipaldeumapas-
sarela na altura do km 67 da
mesma estrada.

Reta final. Neste fim de se-


mana, o comboio chega a
Campinas, a cerca de 20 km
da Replan. Hoje, quando a cir-
culação de carros e pedestres
é menor, vias até a refinaria
serão interditadas das 7h às
17hparaapassagemdasmega-
carretas.
A Companhia Paulista de
Força e Luz vai desligar cabos
elétricos e as companhias de
TV a cabo e internet recolhe-
Jornada. Entre os desafios no caminho das megacarretas está içamento de passarela; em outros trechos, carregamento foi erguido por cima de viadutos rão fios. Os serviços voltarão
aonormal depoisqueoscami-
comenda.Éocasodetrêsequipa- O conjunto dos equipamentos, tospelaempresa, comoriscos de nhões acessarem a Rodovia
MEGACARRETA mentos, embarcados no Porto
de Tarragona, na Espanha, que
que na refinaria serão montados
um sobre o outro, como em uma
deslizamentos e enchentes p0r
causa das chuvas no fim do ano.
Zeferino Vaz.

chegaram ao Brasil em junho de torre, pesam 660 toneladas. Fo- A equipe ainda parou os cami- No volante. O motorista Ail-
LEVA SETE MESES 2010. Não bastassem os quatro
mesesparaaliberação,osdesem-
ram necessárias três carretas de
40m de comprimento cada para
nhões para comemorar Natal e
ano-novo e não obstruir o fluxo
ton Ellipronti, de 47 anos, es-
tá há mais de 20 anos na fun-
baraços alfandegários, o docu- levaras peças, que medem 8mde de turistas rumo ao litoral. O ção e é considerado um expe-
PARA IR DE PORTO mento de nacionalização, as ta-
xas, os carimbos e tantos outros
largura por 8m de altura e com-
primento entre 27m e 30m. De-
comboio também parou no car-
naval, na Páscoa, nos feriados de
riente condutor de supercar-
retas. Morador da cidade de
detalhes burocráticos, o peso pendendo do ponto da estrada, Tiradentes e de 1.º de Maio e no São Paulo, ele diz que está
AO INTERIOR das máquinas nos levou de volta
a tempos coloniais.
uma carreta segue enquanto as
demais aguardam a vez.
Dia da Mães.
Entre uma parada e outra, foi
acostumado a ficar meses fo-
ra de casa trabalhando.
Do Porto de São Sebastião, no “Para evitar transtorno ao trá- preciso transpor viadutos, des- Segundoele,serviçonãofal-
Carga de 660 toneladas com destino a refinaria litoral norte paulista, a Paulínia, fego, a circulação das três estru- viar de pontes e abrir áreas de ta por causa dos investimen-
em Paulínia só pode circular nas estradas da a cerca de 300 km de distância, turas foi permitida somente a escape como ponto de apoio aos tos em setores como constru-
no interior do Estado, serão sete partirdameia-noiteeatéporvol- caminhões. Para fugir de obstá- ção civil. “Rodei praticamen-
meia-noite à 5h, a uma velocidade de 20 km/h meses para transportar o imen- ta das 5h”, diz Renato Zuppardo, culos naturais das estradas as te o Brasil todo, mas o traba-
so carregamento. No fim de ou- gerente de projetos da empresa carretas passaram por dentro de lho não é só soltar o caminhão
Rose Mary de Souza sesparachegaraodestino,trans- tubro, a carga finalmente foi co- transportadora Megatranz. De uma fazenda no km 84 da Rodo- na estrada.”
ESPECIAL PARA O ESTADO portadas no lombo de mulas por locadanaestradaparasubiraser- dia, a circulação só ocorria den- via Carvalho Pinto. Foram aber- A entrega na refinaria foi
CAMPINAS caminhos íngremes abertos na ra. A previsão é chegar ao portão tro de propriedades rurais. A ve- tas estradas na propriedade par- uma das mais demoradas que
Serra do Mar. da Refinaria do Planalto, a Re- locidade do comboio fica entre ticular, com a autorização dos Ailtonjáfezporcausadosdes-

N
a época da coloniza- Hoje,mesmocomestradaspa- plan, nesta terça-feira. 10 km/h e 20 km/h. proprietários. vios. “Passamos por cima de
çãodoBrasil,asmer- vimentadas e veículos velozes, O transporte dos três módu- Em certos trechos, a única al- viadutos e circulamos de ma-
cadorias vindas da pode-selevar umbomtempo pa- los chamados Catalist Continue Obstáculos. Na estrada, o com- ternativa era a transposição de drugada, quando quase nin-
Europalevavamme- ra despachar e entregar uma en- Regenerator (CCR) é complexo. boio enfrentou atrasos já previs- viadutos,comonaRodoviaD.Pe- guém pega estrada.”