P. 1
Configurações e Comandos de Switchs Cisco

Configurações e Comandos de Switchs Cisco

|Views: 10.165|Likes:
Publicado porEber Santana

More info:

Published by: Eber Santana on Jun 18, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/02/2013

pdf

text

original

Configurações e Comandos Cisco

Comandos para diagnóstico geral Switch# show running-config Switch# show startup-config Switch# show version Switch# dir flash: Switch# show flash Comandos para diagnóstico de interface

Switch# show interface fastethernet 0/4 Comandosparadiagnóstico de VLANs

Switch# show Switch# show Switch# show Switch# show Switch# show

interface vlan 1 ip interface vlan 1 vlan vlan id 2 vlan name VLAN2

Comandosparadiagnóstico de tabela CAM (mac -address)

Switch# show mac-address-table Comandos para diagnóstico de características da interface

Switch# show port-security Comandosparadiagnóstico de STP

Switch# show spanning-tree brief Comandos para configurações gerais de um switch

Switch# copy running-config startup-config Switch# hostname Meu-Cisco Switch# clear mac-address-table dynamic Tarefa - Excluir todas as configurações de um switch e colocá-lo nos padrões de fábrica

Switch# erase startup-config Switch# delete flash:vlan.dat Switch# reload Tarefa - Configurar Usuário e Senha na Console e para Acesso Telnet

Switch(config)# line console 0 Switch(config-line)# password cisco Switch(config-line)# login

1 Tarefa .255.2917.1.1.Criar vlans em um Switch Switch# vlan database Switch(vlan)# vlan 2 name VLAN2 Switch(vlan)# vlan 3 name VLAN3 Switch(vlan)# exit Tarefa .0 Switch(config-if)# no shutdown Switch(config-if)# exit Switch(config)# ip default-gateway 192.Configurar Acesso Camada 3 do Switch através da VLAN 1 Switch(config)# interface vlan 1 Switch(config-if)# ip address 192.Configurar aprendizagem fixa de endereços MAC (sticky) Switch# configure terminal Switch(config)# interface fastethernet 0/4 Switch(config-if)# switchport mode access Switch(config-if)# switchport port-security Switch(config-if)# switchport port-security mac-address sticky Switch(config-if)# switchport port-security maximum 1 Switch(config-if)# switchport port-security violation shutdown Switch(config-if)# exit Tarefa .1884 vlan 1 interface fastethernet 0/4 Tarefa .Configurar parâmetros de uma porta ethernet de swich Switch(config)# interface gigabitethernet 0/5 Switch(config-if)# speed 100 Switch(config-if)# duplex full Tarefa .Excluir VLANs configuradas em um switch Switch# vlan database Switch(vlan)# no vlan 2 Switch(vlan)# exit Atenção: a VLAN 1 (default) não pode ser excluída.Configurar senhas para acesso ao modo privilegiado Switch(config)# enable password cisco Switch(config)# enable secret cisco Tarefa .Switch(config)# line vty 0 15 Switch(config-line)# password cisco Switch(config-line)# login Tarefa .255.Configurar um endereço MAC estático Switch(config)# mac-address-table static 00e0. .2 255.168.168.

Tarefa .1Q padrão) Switch_A# configure terminal Switch_A(config)# interface fastethernet 0/1 Switch_A(config-if)# switchport mode trunk Switch_A(config-if)# exit Switch_B# configure terminal Switch_B(config)# interface fastethernet 0/1 Switch_B(config-if)# switchport mode trunk Switch_B(config-if)# exit Caso seja necessário configurar o tipo de encapsulamento utilizar o comando: Switch(config-if)# switchport trunk encapsulation dot1q Tarefa .Configurar um enlace trunk entre dois switches 2960 (encapsulamento 802.Alocar portas de um switch em uma determinada VLAN Switch# configure terminal Switch(config)# interface fastethernet 0/2 Switch(config-if)# switchport mode access Switch(config-if)# switchport access vlan 2 Switch(config-if)# end Tarefa .Configurar um switch no modo VTP SERVER Switch# vlan database Switch(vlan)# vtp server Switch(vlan)# vtp domain group1 Switch(vlan)# exit Tarefa .Configurar um switch no modo VTP CLIENT Switch# vlan database Switch(vlan)# vtp client Switch(vlan)# vtp domain group1 Switch(vlan)# exit Tarefa .Redefinindo o root bridge Switch# configure terminal Switch(config)# spanning-tree priority 1 ou Switch(config)# spanning-tree vlan 1 priority 4096 .

Cisco Internetwork Operating System Software IOS Œ C2950 Software (C2950 -I6Q4L2-M).1(22)EA4 Copyright (c) 1986 -2005 by cisco Systems. Com esta permissão você não conseguirá fazer muita coisa. Em qualquer uns dos programas. Version 12. Em seguida ficará aberto o prompt abaixo: Switch> Switch é o nome atual do dispositivo e o sinal de maior > significa que um usuário não privilegiado está acessando o equipamento. Compiled Wed 18-May-05 22:31 by jharirba Press RETURN to get started! Configurando Pressione Enter para continuar.Guia básico de configuração de Switches Cisco Conectando no switch Geralmente switches vem sem IP de gerenciamento ativo. Para acessar o modo privilegiado digite o comando enable e o sinal de maior dará lugar ao cerquilha # Switch# . sendo assim a primeira configuração precisará ser feita via cabo serial. No Linux o Minicom é a melhor alternativa. configure a porta serial que será usada para configurar usando os parâmetros abaixo: Ligue o switch. Uma vez conectado você cairá em um prompt parecido com o abaixo. Inc. isso vale para quase todos os fabricantes. No Windows a melhor maneira é usando o HyperTerminal.

Outra maneira de sair do modo de configuração é executar o comando Ctrl + Z. Isso fez com que o prompt mudasse paranome_do_switch(config-if)#. precisou selecionar a Vlan 1. O prompt ficará assim: Switch(config)# A partir daqui todos os comandos de configuração pode ser executados.8301) BW 100000 Kbit. Portas Gigabit ou 1000 mbps começam com o prefixo Gi. Para mudar o nome do switch execute o comando hostname nome_do_switch. r Para mostrar como estão configuradas as portas é necessário sair do modo de configuração (dando exit ou Ctrl + Z) e executando o comando: nome_do_switch#show int O resultado será algo assim: FastEthernet0/1 is up. para isso execute os comandos abaixo.200 255. reliability 255/255. address is 0090. Note que o comando para habilitar uma porta é no shutdown.2132. Note que o comando completo neste caso é configure terminal. que voltará para o modo privilegiado onde o prompt é assim: nome_do_switch# Para habilitar a porta 1. execute os comandos: nome_do_switch(config)#int range Fa 0/1-10 nome_do_switch(config-if-range)#no shutdown nome_do_switch(config-if-range)#exit O comando range serve para selecionar mais de uma porta.2132.8301 (bia 0090. Para desabilitar a porta o comando é shutdown. DLY 1000 usec. considerando que a porta 1 é uma porta Fast Ethernet ou 100 mbps: nome_do_switch(config)#intFa 0/1 nome_do_switch(config-if)#no shutdown nome_do_switch(config-if)#exit Portas Fast Ethernet ou 100 mbps começam com o prefixo Fa.1 Note que quando você começou a configurar o ip do switch.0. loopback not set . Para selecionar a Vlan 1 que é a Vlan default do switch: nome_do_switch(config)#interface vlan 1 Para configurar o IP: nome_do_switch(config-if)#ip address 192. line protocol is up (connected) Hardware is Lance. mas todos os comandos podem ser abreviados desde que não haja ambiguidade entre os mesmos.255. Quando qualquer configuração de interface terminar você deve executar o comando exit para voltar para o promptnome_do_switch(config)#. Para habilitar as portas de 1 a 10.Mesmo neste modo você precisará digitar o comando conf t para poder executar os comandos de configuração.0 nome_do_switch(config-if)#no shutdown Para adicionar o default gateway ou roteador da rede: nome_do_switch(config-if)#ip default-gateway 192. txload 1/255.168.255.0. Todos os comandos são validados imediatamente então o prompt mudará para: nome_do_switch(config)# Para poder gereciar o switch via web você deverá colocar um IP na vlan 1. rxload 1/255 Encapsulation ARPA.168. por exemplo. Então aqui vai mais uma regra: Todo comando que você quer desfazer no Cisco basta coloca um no na frente.

0 CRC. basta digitar o comando: nome_do_switch#showintFa 0/11 Neste caso só a interface 11 será exibida. 100Mb/s input flow-control is off. 0 runts. 0 throttles 0 input errors. 0 frame. Tudo o que foi configurado até agora foi feito na memória do sistema operacional do switch. mas se quiser ver só uma interface. Por motivos óbvios eu prefiro a segunda opção: nome_do_switch#copy running-config startup-config ou nome_do_switch#write (ou digite somente wr) Como eu não tenho um switch Cisco em casa eu testei os comandos utilizando o software da Cisco Packet Tracer que simula os seus equipamentos. 0 giants. 0 packets/sec 5 minute output rate 0 bits/sec. . 0 underruns ±More± Teclando barra de espaços você verá todas as portas do switch. 193351 bytes. 263570 bytes. output flow-control is off ARP type: ARPA. todas as alterações serão perdidas. 0 pause input 0 input packets with dribble condition detected 2357 packets output. 0 overrun.Keepalive set (10 sec) Full-duplex. 0 abort 0 watchdog. Total output drops: 0 Queueing strategy: fifo Output queue :0/40 (size/max) 5 minute input rate 0 bits/sec. 0 no buffer Received 956 broadcasts. Para salvar existem dois comandos. output 00:00:05. ARP Timeout 04:00:00 Last input 00:00:08. output hang never Last clearing of ³show interface´ counters never Input queue: 0/75/0/0 (size/max/drops/flushes). Logo eu posto a segunda par deste guia te de configuração. Se você desligá-lo. por exemplo a porta 11. 0 multicast. 0 packets/sec 956 packets input. 0 ignored.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->