Você está na página 1de 3

Manutenção Preditiva: A indústria utiliza a técnica análise de vibração e

Ferrografia para evitar falhas em equipamento de impacto ambiental.


Alcimar Nunes De Paula 1
A manutenção caminha a passos largos para atividades O exaustor de despoiramento é monitorado pelas
que garanta a produtividade, utilizando técnicas de técnicas:
preditiva. • Ferrografia: É a análise de óleo acompanha e
Contudo, temos que arrancar uma “eva daninha” que conhecem os primeiros sintomas de desgaste dos
enraizou, cultivada por gerações uma cultura de elementos de máquinas, essa técnica através das
cumprir intervalos de freqüência determinada baseado quantidades de partículas, tamanho, forma e
em estatística e teoria de probabilidade ao fim do qual a composição fornecem informações precisas a
taxa de falhas acumuladas não supere os índices condição real dos elementos de máquinas.
“ burros”, a proposta era se quebra; repare com eficiência • Vibração: Acompanhamento dos sinais de
em menos tempos possível. vibração e interpretação dos espectros.
A proposta dessas técnicas, cada vez mais voltada ao
monitoramento de máquinas, acompanhando sua No monitoramento de vibração as freqüências com filtro
depreciação e intervindo no momento adequado, oferece de 5KHz gSE, aumentou consideravelmente.
oportunidade para que velhos conceitos em destaque da
manutenção sejam aparados e enterrados. FIG 2 - VALOR GLOBAL 5KHz gSE
EQUIPAMENTO: SISTEMA DE DESPOEIRAMENTO

A geração de pó é inerente ao processo de produção de


uma coqueria. Para diminuir impacto ambiental, são
montado equipamentos auxiliares como: Sistema de
despoiramento com objetivo de amenizar a geração de
pó produzida durante a operação, diminuída para índices
aceitáveis, em conformidade com legislação em
legislações em vigor.

Baseado nesse sistema, a manutenção tem participação


quase que absoluta de manter equipamento funcionando
com qualidade e eficiência.
DADOS MONITORADOS
SOFTWARE : EMONITOR IRD Nos espectro de alta freqüência aparecia com nitidez a
APARELHO : DATAPAC 1250 freqüência de rolamento
EQUIPAMENTO : EXAUSTOR DE DESPOIRAMENTO
ROTAÇÃO : 900 RPM FIG-3 ESPECTRO EM ACELERAÇÃO
ROLAMENTO : SKF 22230CC/C3W33
LUBRIFICAÇÃO : ÓLEO ISO 100.

FIG-1 : DESENHO DO ÓRGÃO DE MÁQUINA.

1– Engenheiro eletricista. 31 97743370 alcimar_paula@bol.com.br


FIG- 4 : FORMA DE ONDA FIG-6 : RESULTADO DE FERROGRAFIA

A forma de onda mostrava um impacto em cada período.

PARECER DO ANALISTA.

• O analista observou que os espectros em logaritmo


exaltam freqüências harmônicas da freqüência de Morfologia apontando desgaste por arrastamento
gaiola.
• E destaca também freqüência de pista externa

FIG- 5 : ESPECTRO EM LOGARITMO

Os espectros em logaritmo foram exaltados a freqüência


de gaiola.

A energia da freqüência de gaiola é baixa, contudo, a


mesma apareceu em vários múltiplos e também em
banda lateral conforme figura 7.

Ao mesmo tempo em que freqüências de vibração Na amostra de óleo, o resultado encontrado confirma a
monitoram a evolução do desgaste a ferrografia evidencia que, provavelmente, o rolamento já estava com
quantitativa apresentando aumento de desgaste. Foi desgaste acentuado.
enviado uma amostra para analise com ferrografia
analítica.
Ao analisarmos a pista confirmou as análises preditivas.
A pista apresentava desgaste característico com marcas
FIG-7 BANDA LATERAL APRESENTAVA profundas e soltando partículas, como foi percebido na
FREQÜÊNCIA DE GAIOLA FTF análise de ferrografia e vibração.

FIG- 9- FOTO DA PISTA EXTERNA DANIFICADA

Banda lateral
de freqüência
de gaiola FTF
386 CPM

A freqüência de gaiola FTF é de 386 CPM, apesar de


gerar vibrações em baixa freqüência aparecem também
em bandas laterais conforme figura 7. Ao analisamos a
gaiola é os elementos rolantes confirmou que os rolos em
suas baia, estavam com um folga acima do normal. CONCLUSÃO

Como os resultados das indústrias são diretamente


FIG- 8 FOTO DA GAIOLA DO ROLAMENTO afetados pelos resultados da manutenção. Os órgão de
máquinas são exigidos ao máximo e os orçamentos a
cada ano que passa tem verbas cada vez menores.

Para redução de custo e controle do meio ambiente a


precisão de monitoramento em condição real de cada
elemento de máquina deve intensificar recurso para tal
situação em que técnicas como análise de vibração e
ferrografia assume papel preponderante para a indústria
aumentando assim a disponibilidade sem comprometer a
produção.

Neste caso, o controle da condição do equipamento é


realizado com base cientifica nessas duas técnicas, que
juntas, têm resultado maior eficiência dos diagnósticos,
confiabilidade e disponibilidade dos órgãos de máquinas
para produção.

Administrar os órgãos de máquinas e seus desgastes


intervindos antes de falhar. Essa é a proposta da
manutenção preditiva. E alcançar classe mundial de
manutenção.