P. 1
O que Você pode saber sobre a Próstata

O que Você pode saber sobre a Próstata

|Views: 430|Likes:
Publicado porP. Bastos
Informação importante para os homens. Evite os problemas graves, como a Impotência e a Incontinência
Informação importante para os homens. Evite os problemas graves, como a Impotência e a Incontinência

More info:

Published by: P. Bastos on Mar 29, 2012
Direitos Autorais:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF or read online from Scribd
See more
See less

03/03/2013

pdf

VOCÊ É HOMEM com mais de 40 anos e tem algum destes sintomas?

Tem dor ou ardor ao urinar? Dificuldade para urinar ou fluxo fraco? Á noite acorda com frequência para urinar? Sente que sua bexiga está cheia, evidenciado por um gotejamento? Desempenho sexual fraco ou doloroso? Erecções fracas ou impotência ocasional? Tem história familiar de aumento da próstata?

Se respondeu que sim a algum destes sintomas sobre a próstata, é possível que já esteja com problemas.

Após 40 anos a próstata aumentada afeta 80% dos homens * (1) e um em cada quatro normalmente precisa de tratamento * (2). A próstata é um pequeno orgão do sistema reprodutor masculino que pode causar grandes problemas á medida que envelhecemos. Um aumento da próstata significa que a glândula se tornou maior e isto acontece com a maior parte dos homens a partir dos 40 anos * (2). Como consequência drástica, a vida sexual é afectada, entre muitos outros sintomas.

* De acordo com relatórios do Grupo de Urologia: (1) (2) (3) HPB (Hiperplasia Prostatica Benigna) Walter M. O'Brien, MD, urologista. O Grupo de Urologia Virginia, U. S.

1

A próstata é uma parte importante do sistema reprodutor masculino. Para mantê-la saudável é importante exercitála. Como? Ora, faça mais sexo! Sim, com mais sexo, a próstata funciona melhor e ajuda a protegê-la contar as prostatites. Ejaculações frequentes são muito importantes para a saúde da sua próstata. Há evidências de que os homens com mais atividade sexual são menos propensos a sofrer de problemas na próstata. A atividade sexual é benéfica. Conselhos alimentares, para manter a Próstata saudável (e também outros órgãos): - Evite as gorduras alimentares (excepto o azeite), - Evite os doces - Evite o álcool (1 copo de vinho á refeição é suficiente) - Não coma pão branco. Coma pão escuro. - Não coma arroz branco, prefira o INTREGRAL - Evite o café (não ultrapassar 1 por dia) - Não fumar - Não comer carnes vermelhas - Evitar comer a carne de Porco e derivados (enchidos, por exemplo) - Evitar as carnes processadas, como o fiambre e o presunto - Não beba leite, a não ser que seja puro e biológico. - Evite os queijos E ainda: - Faça exercício físico com regularidade. - Leia as bulas dos fármacos que compra na farmácia, porque muitos deles causam problemas na próstata, com efeitos secundários prejudiciais. Que Você Deve Saber Sobre a Próstata. 1. O que é a próstata? 2. Problemas da próstata. 3. Prostatite. 4. Próstata Aumentada. 5. Um aumento da próstata não é um sinal de câncer. 6. Triagem ao Alargamento da próstata. 7. Tratamento da Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) Remoção de tecido da Próstata não significa remover a próstata inteira. Efeitos colaterais dos tratamentos do câncer de próstata. 1- O que é a próstata? A próstata faz parte do aparelho reprodutor masculino. Tem o tamanho de uma noz e envolve a uretra, um tubo abaixo da bexiga. A uretra tem duas funções. 1. A primeira é para levar a urina da bexiga para fora do corpo durante a micção. 2. A segunda é levar o esperma durante clímax sexual ou ejaculação. 2- Problemas da próstata. O problema da próstata em homens mais jovens que os cinquenta anos é normalmente uma prostatite. Em homens com mais de 50 anos, o problema mais comum é o aumento da próstata. Esta condição é também conhecida como hiperplasia prostática benigna (HPB). Os homens mais velhos também estão em risco do câncer de próstata , mas isso é doença muito menos comum do que a HPB. 2

3- Prostatite "Prostatite" significa inflamação da próstata. Com o aumento da próstata, esta pode ficar inchada, vermelha e quente. Se você tem prostatite, você pode ter um ou mais destes seguintes sintomas: - Ardor ao urinar. - Necessidade de urinar com mais frequência. - Febre. - Fadiga. A inflamação é, geralmente, um sinal que o seu organismo está lutando contra corpos estranhos ou a reparar algum problema. Alguns tipos de prostatite são causados por micróbios, especialmente bactérias. Se tiver prostatite bacteriana o seu médico poderá identificar a bactéria causadora através da análise microscópica á sua urina. Se tem infecções constantes, então você pode ter algum problema na próstata que permite que as bactérias se desenvolvam com frequência. Geralmente, este tipo de problema pode ser corrigido com cirurgia. Na maior parte das vezes os médicos não encontram bactérias nos homens com prostatite. Se você tiver problemas urinários, o médico deve procurar outras causas possíveis, como pedras nos rins ou como o câncer. Antibióticos não têm efeito neste tio de prostatite (não bacteriana). Você pode ter de analisar com o seu médico para determinar o melhor tratamento. Mudar sua alimentação diária. Tomar banhos quentes ou pode ser uma parte do tratamento. É possível também que o seu médico dá-lhe um medicamento chamado bloqueador alfa para relaxar o tecido muscular da próstata. Neste caso é quase certo que terá efeitos secundários, alguns prejudiciais á sua actividade sexual. Por isto, leve em consideração o SSP3 FORTE. Ele tem ingredientes naturais na sua fórmula que fazem essa função, sem efeitos secundários. 4- Aumento da próstata Se você é um homem na casa dos cinquenta e que começou a ter problemas em urinar, isto pode ser devido a um aumento da próstata. Enquanto os homens envelhecem, a próstata continua a crescer. À medida que cresce, ela comprime a uretra. Como a urina sai da bexiga através da uretra, a pressão causada por um aumento da próstata pode afectar o controle de sua bexiga. Se sua próstata está aumentada, você pode ter um ou mais dos seguintes problemas: - Frequente e urgente necessidade de urinar (á noite levanta-se com frequência para urinar). - Dificuldade para começar a urinar - Redução da força de fluxo de urina. - Pequena quantidade de urina, cada vez que você ivai urinar. - Sensação de que não esvazia por completo a bexiga. - Gotejamento depois de urinar. - Presença de pequenas quantidades de sangue na urina. Alguns homens percebem que têm algum destes sintomas. Outros sentem que a dificuldade de micção controlar suas vidas.

5- Um aumento da próstata não é um sinal de câncer. É verdade que alguns homens com câncer de próstata também têm a próstata aumentada (HPB). Isso não significa que estas duas condições estejam sempre ligadas. A maioria dos homens com HPB (próstata aumentada) não desenvolve câncer de próstata. Contudo, porque os sintomas iniciais são os mesmos em ambas as condições, você deve consultar o seu médico para avaliação. Até que ponto é sério? Como determinar a gravidade do aumento da próstata? 3

Um aumento da próstata não é em si uma doença grave (é uma deficiência nutricional), a menos que os sintomas sejam tão incómodos de tal modo que você não possa viver descansado. Contudo, a HPB pode causar sérios problemas! Umas delas são as infecções do trato urinário. Se você não consegue urinar tudo, deve procurar atenção médica imediatamente. Às vezes isso acontece por causa de certos medicamentos, por exemplo para a hipertensão, calmantes, diuréticos, anti-histamínicos. Em casos raros, um aumento da próstata e constantes problemas em urinar, podem causar danos nos rins.

6- Triagem para as doenças da próstata Exame retal: Normalmente este é a primeira coisa a fazer. O médico insere um dedo enluvado no reto e sente a próstata. Este exame médico dá a idéia geral do tamanho e da condição da próstata. Exame de sangue: O seu médico pode querer fazer um teste de sangue para detectar o antígeno prostático específico (PSA). Níveis elevados de isso pode indicar suspeita de câncer de próstata. Contudo, este teste não é perfeito. Existem casos de homens com o PSA elevado, mas não têm câncer, têm apenas a próstata aumentada No entanto, é sempre um bom indicador. Ecografia ou radiografia na próstata: O médico pode querer obter um raio-x ou ultra-sonografia da próstata. O IVP (Urografia excretora, urografia retrógrada, pielograma intravenoso ou pielografia) é um raio-X do trato urinário. Este procedimento envolve a injeção de um fluido em uma veia. Mais tarde, quando o líquido é transferido para o sangue a partir da urina, pode ser visto na radiologia. Usando uma sonda de ultra-som transretal no reto para enviar ondas sonoras reflectidas na próstata. Urofluxometria: a urofluxometria é a determinação não invasiva da micção. Isto é, a urina que acaba de ser expulsa livremente pelo canal da uretra passa por um processo de aferição (automática ou manual) que tem como fatores analisados o fluxo urinário e o tempo. Nada mais é do que urinar livremente em um vaso semelhante ao da foto acima. Cada paciente deve urinar na posição que habitualmente realizam a micção, urinar apenas quando estiver com vontade e ainda se possível, não urinar diretamente no orifício do funil. Deve-se ainda evitar o esforço abdominal. Preste atenção durante a micção e informe ao médico se a forma como acabou de urinar é a maneira como normalmente se urina. Um fluxo de urina reduzido, pode indicar a dilatação da próstata. Cistoscopia: Outra maneira de identificar um problema a partir do interior é com o citoscópia. Esse exame faz parte do arsenal propedêutico de todo urologista e é utilizado frequentemente, principalmente antes da cirurgia de ressecção transuretral de próstata (RTU de próstata).Consiste na passagem de um aparelho rígido ou flexível, no canal da uretra, para visualização tanto desse último como da bexiga. Esse exame é desconfortável e doloroso principalmente em homens, necessitando em muitos casos a realização de uma internação hospitalar para oferecer ao paciente um conforto maior. O cistoscópio é um tubo fino com lentes como um microscópio. O tubo é inserido na bexiga pela uretra e o médico olha através do cistoscópio.

7- Tratamento da próstata com hiperplasia benigna. Existem vários tratamentos, que passam pela medicina convencional ou pela medicina alternativa nutricional.. Para a cura na próstata com HPB, você vai precisar de estar em sintonia com o seu médico para determinar o melhor tratamento para o seu problema na próstata A Espera Vigiada: Se os sintomas não incomodam o muito, você pode escolher para morar com eles em vez de tomar remédios todos os dias ou submetidos a cirurgia. Contudo, você deve fazer exames regulares para certificar-se se a sua condição não está piorando. Esta é a altura certa de usar o SSP3 FORTE , o melhor suplemento alimentar, para dar a um bom suporte nutricional á sua próstata, a fim de que ela recupere o seu tamanho normal. 4

Os suplementos nutricionais, a espera vigiada com atitude: - Nos últimos anos, os cientistas desenvolveram vários medicamentos, mais correctamente chamados de drogas medicamentosas. Estes medicamentos são utilizados para reduzir o tamanho da próstata ou para relaxar, para não obstruir a abertura da bexiga urinária. No em tanto, por serem produtos químicos sintéticos, apresentam sempre efeitos secundários prejudiciais, como a impotência sexual. Além disto, só eliminam os sintomas e não as causas do problema. É importante dizer que, como alternativa, existem bons resultados também com as terapias de saúde natural (medicina Alternativa, Nutricional e complementar). O SSP3 Forte tem provado ser uma excelente alternativa natural. Procedimentos não cirúrgicos: Existem dispositivos inventados para remover várias partes da próstata. Normalmente estes procedimentos podem ser realizados num hospital ou clínica sem a necessidade de pernoitar. Dá-se o nome de transuretral. Isto significa que o médico alcança a área em questão, através da uretra. Um tubo fino é inserido através da uretra com um microondas para aquecer e destruir o tecido da próstata em excesso. Usa-se a aplicação de um gel (pomada) na uretra para evitar dor ou desconforto. Não é necessário administrar anestesia geral. Este procedimento é chamado de Termoterapia transuretral por microondas (TUMT). A Ablação transuretral com agulha (TUNA): este procedimento utiliza uma agulha aquecida para queimar as pequenas quantidades de tecido da próstata. Como o TUMT, este procedimento é menos oneroso do que o TURP e tem menos complicações. Além disso, é necessário passar a noite no hospital. O tratamento com cirurgia: Prostatectomia (Ressecção transuretral de próstata) através de Ultra-som TULIP : Através do uso de um ultrasom, o cirurgião remove o excesso de tecido da próstata com um feixe de laser. O laser visual assistido prostatectomia (VLAP) é uma variante deste processo, mas usa um telescópio, ao invés de uma ultra-sonografia. Cirurgia aberta: Ocasionalmente, uma próstata muito grande ou outros fatores complicadores, como danos à bexiga, necessitam de uma incisão acima do osso púbico para remover o tecido da próstata excessivo. Remover tecido da Próstata não significa remover toda a glândula. Procedimentos para a RTUP e BPH é remover apenas tecido suficiente para eliminar o bloqueio urina. Em alguns casos, a próstata continua a crescer em tamanho e há a possibilidade de ter de repetir a cirurgia passado algum tempo. Hemorragias e problemas urinários podem ocorrer. O procedimento para remover a próstata inteira é chamada de prostatectomia radical. Normalmente só feito para parar a propagação do câncer de próstata. Tem frequentemente como consequência a impotência sexual e a incontinência urinária.

Efeitos colaterais de tratamentos cirúrgicos na próstata. A cirurgia para tratar o aumento da próstata pode ter um efeito temporário sobre a função sexual. A maioria dos homens nem sempre recupera capazmente a função sexual após a cirurgia. O tempo exato de recuperação depende do tipo de cirurgia e quanto tempo você teve sintomas antes do procedimento. Após RTUP, alguns homens ficam a sofrer de ejaculação retrógrada. Em vez de ir através do pénis, o esperma vai para trás, para a bexiga. Eis o que cirurgia á próstata pode causar, segundo as estatísticas: 1. 2. 3. 4. 5. Cinco a Dez porcento dos homens deixam de ter erecções e tornam-se impotentes. 8% dos operados irão parar de novo no hospital dentro de 3 meses. 20% terão de repetir esta cirurgia 2% irão, na verdade morrer. Os que removem a próstata (prostatectomia total), cerca de 90% ficam IMPOTENTES 5

Muitos também irão ficar INCONTINENTES, que é outra consequência da cirurgia. Podem ter de ficar a usar fraldas! É, de facto, uma maneira horrível de viver, sob qualquer circunstância. Também poderão ter de usar fraldas para o resto da sua vida, devido ao embaraçoso pingar constante de urina. Sua próstata só deve ser removida para parar completamente o câncer. Caso contrário, não há necessidade de correr riscos, para não lhe acontecer o que descrevemos acima.

A pesquisa continua. Existem muitos programas de pesquisa destinados à busca de tratamentos para os problemas urinários, prostatites e aumento da próstata, tanto na Medicina Convencional como na Medicina Alternativa, Nutricional e Natural Mas para uma próstata aumentada (HPB), acreditamos que a melhor solução que pode ajudar a evitar todos estes problemas com a próstata, incluindo os problemas pós-operatórios, é a alternativa oferecida pela Medicina Nutricional. Tendo em conta que a HPB é uma deficiência nutricional esta é, na opinião de muitos, a melhor opção para tratar e diminuir o tamanho da próstata. Neste área, o SSP3 FORTE tem provado ser muito eficaz, como uma excelente solução nutricional e natural. Todos os problemas relativos á bexiga e á impotência sexual poderão ser evitados. SSP3 FORTE é a ajuda que pode (e tem) ajudado milhares homens. Normalmente, a grande parte dos tratamentos convencionais para a Hiperplasia Prostática Benigna, não resolvem o problema. Porquê? Porque são tratamentos voltados para eliminar os sintomas (consequências) e não as causas que estão na origem dos problemas da próstata aumentada.

Medicina Alternativa – Terapia Nutricional
Tratamento e alivio do aumento da próstata, através do suplemento alimentar SSP3-FORTE, para suprimir a deficiência nutricional e evitar a cirurgia.

O que é o SSP3Forte? SSP3-FORTE tem sido considerado por muitos homens como a melhor alternativa de base Natural, para ajudar a tratar do aumento da próstata (Hiperplasia ou Hipertrofia, Benigna da Próstata), evitando a cirurgia e os problemas pós-operatórios como hemorragias, incontinência (pode vir a ter de usar fralda) e impotência sexual (nada de erecções). SSP3-FORTE não é um fármaco, é um Suplemento Alimentar de base Natural, especificamente criado para ajudar a manter a Próstata de boa saúde e funcional. Mais segurança e garantia de qualidade: SSP3-Forte é um produto certificado. O fabrico SSP3-Forte obedece ás normas GMP (Good Manufacturing Practice) e o laboratório europeu que o produz tem a Certificação ISO 9001. A maioria dos produtos que estão no mercado para o mesmo fim, valem muito pouco, porque não são fabricados com GMP nem têm o ISO 9001. Não têm garantia de qualidade (que é fundamental para que haja eficácia a tratar a Próstata). “A ISO 9001 é de longe a estrutura de qualidade melhor estabelecida (…)”. Como se usa? SSP3FORTE é tomado no meio refeições (almoço e jantar), 1 cápsula, duas vezes ao dia. Tomado com regularidade pode evitar todos estes problemas relacionados com o aumento da próstata. Deve-se tomar por 90 6

dias seguidos. Depois, desaparecendo os sintomas, a manutenção deve ser feita com 2 cápsulas por dia, mas dia sim, dia não. Mas como o SSP3-Forte actua na próstata? Veja você mesmo a composição de fórmula natural do SSP3-FORTE e o que estes ingredientes podem fazerem por si e pela sua Próstata: - Ingrediente I, é rico em Beta-Sitosterol, que impede a conversão da Testosterona em Dehidrotestosterona (DHT), diminuindo assim as causas do aumento da próstata. - Ingrediente II , reforça eficácia do Ingrediente I, porque também contém Beta-Sitosterol. Mais, estudos recentes demonstraram que tem um efeito anti-estrogénico, o que é benéfico, pois sabe-se que o estrogénio contribui para os problemas da Próstata ao inibir a eliminação do DHT. - Ingrediente III, outra planta medicinal muito utilizada pelos antigos no tratamento dos males da próstata, rins e bexiga. Ajuda na melhoria do jacto urinário. - Ingrediente IV, é uma das vitaminas mais importantes para a saúde e bem-estar do aparelho reprodutor masculino, do qual a próstata faz parte. - Ingrediente V, um Mineral que é elemento essencial a muitas funções do organismo humano, sendo que uma das mais importantes é a de promover o bom funcionamento da próstata e do sistema reprodutor masculino. Ajuda a reduzir o tamanho porque está relacionado com a diminuição da produção da DHT. Tem ainda um efeito anti-bacteriano, ajudando a evitar as infecções urinárias. - Ingrediente VI, que faz a grande diferença nesta fórmula e que podemos revelar; é o Licopeno, um potente antioxidante que ajuda á prevenção do cancro da próstata. Sendo assim, SSP3-Forte pode ajudar a: - Alívio seguro e eficaz dos problemas da próstata que está a ter, podendo evitar a cirurgia. - Redução do tamanho - Redução do PSA - Protecção á dor que poderá estar a afectá-lo. - Retoma e Melhoria da Actividade Sexual. - Melhores noites de sono, porque não se vai levantar frequentemente para ter de ir urinar. SSP3-FORTE, é o suporte nutricional mais avançado para a Próstata. Todos estes ingredientes naturais (sem conservantes, sem amidos, sem sintéticos, sem açúcar, sem sal, sem aditivos, cores ou sabores artificiais) desta fórmula, actuam ou ajudam a actuar positivamente sobre a Próstata. Por analogia, podemos dizer com segurança que o SSP3-Forte contém uma composição SUPERIOR para ajudar a sua Próstata. Com tantos produtos no mercado, que garantia de qualidade e eficácia tem o SSP3-FORTE e porquê é que ele é a melhor alternativa natural para o tratamento da próstata inchada? O SSP3-FORTE é o suporte nutricional muito eficaz para a Próstata. Inquéritos realizados aos utilizadores provam isso. Todos estes ingredientes naturais (sem conservantes, sem amidos, sem sintéticos, sem açúcar, sem sal,, sem aditivos artificiais, cores ou sabores) desta fórmula, actuam ou ajudam a actuar positivamente sobre a saúde da Próstata. Portanto, por analogia, SSP3-Forte contém uma composição SUPERIOR para ajudar a sua Próstata a ficar do tamanho normal, a manter-se saudável e a prevenir os problemas que abordámos.

7

Possível Avaliação Provisória dos Sintomas do Aumento da Próstata
(não despensa os exames convencionais á próstata ) Responda para si a estas questões. Durante o mês passado, você: 1. Teve a sensação de não esvaziar completamente a bexiga depois de urinar? 2. Teve de urinar em menos de 2 em 2 horas? 3. Acha que pára e recomeça a urinar novamente, várias vezes? 4. Teve dificuldade em reter a vontade de urinar? 5. Teve fraco fluxo ao urinar? 6. Teve de fazer esforço para começar a urinar? 7. Teve de se levantar para urinar, desde que o fez ao deitar? 8. Teve Dor ou ardor ao urinar? 9. Teve Desempenho sexual fraco e/ou doloroso? 10. Teve Erecção fraca ou impotência ocasional? Quais foram as suas respostas? • Se respondeu a todas as perguntas “NÃO”, então deve significar que a sua Próstata está bem. • Se respondeu uma a duas perguntas “SIM” - significa que você pode sofrer de leves sintomas de Hiperplasia (aumento) Prostática ; • Se respondeu a 3 ou 4 perguntas “SIM” - pode significar está com uma Hiperplasia da Próstata moderada; • Se respondeu a 5 ou a todas as perguntas “SIM” - pode significar que tem uma severa Hiperplasia da Próstata. Medidas a ter em conta e que você deve saber: PSA - Um estudo conduzido pelo Dr. Claus Roehrborn, publicado no Journal of Urology, afirma que homens com nível de PSA en torno de 3,3 nanogramas por litro, ou acima, têm uma taxa de crescimento da próstata quatro vezes maior do que indivíduos com níveis iguais a, ou abaixo de, 1,3 nanogramas por litro do mesmo num período de quatro anos. Valores do PSA em nanograma por mililitro (ng/ml): •0 a 2,5 ng/ml é considerado um valor baixo •2.6 a 9,9 ng/ml é considerado um valor ligeiro a moderado •10 a 19,9 ng/ml é considerado um valor moderadamente elevado •20 ng/ml ou mais é considerado um valor significativamente elevado Peso normal da próstata - entre 15 a 20 gramas.

Glossário de termos relacionadas com a Próstata
8

Aguda: uma doença caracterizada por um início súbito de sintomas e um forte aumento nos sintomas. Duração é normalmente curto. Androgênios: hormonas (ou hormonas) responsáveis pelo desenvolvimento e manutenção das características sexuais masculinas. A testosterona é um andrógeno. Uma ausência de andrógenos costumam fazer com que a glândula da próstata encolha; isto também causará impotência sexual Atrofia: desperdício ou encolhimento do tamanho dos tecidos ou órgãos. Antígeno prostático específico (PSA): uma proteína do sangue produzida pelo crescimento das células da próstata. Um teste de sangue PSA geralmente pode ajudar detectar câncer de próstata através de medições desta proteína no sangue. Também ajuda a controlar a HBP Ácidos graxos essenciais: são os ácidos nutricionais que ajudam a manter a elasticidade dos tecidos celulares. Benigna: um termo usado para descrever um crescimento não maligno, que não invade e destrói tecidos vizinhos. Biopsia: remoção de uma pequena quantidade de tecido de um órgão ou glândula para o estudo e diagnóstico. Muito usado para determinar se o câncer está presente. Bexiga: um saco elástico que armazena a urina antes de ser eliminada do corpo através da uretra. Braquiterapia: a terapia de radiação que usa implantado bolinhas radioativas ou "sementes". É também chamada de radiação intersticial. Cancerígenas, substâncias: agentes causadores de câncer. Cateter: um tubo oco flexível que é passado através da uretra para a bexiga para drenar a urina. Ele é usado durante e após a cirurgia, ou sempre que um paciente não consegue urinar normalmente. Crônica: um termo que descreve uma condição que dura ou se repete ao longo de um tempo. Algumas doenças são crónicas, porque eles progridem lentamente ou porque os sintomas persistem por um longo tempo. Corpos cavernosos: dois cilindros localizados ao longo do pénis, que se enchem de sangue e fornecer rigidez durante a ereção. Corpo esponjoso: um canal cilíndrico que passa entre os corpos cavernosos. Ele fornece um canal para o feixe de nervos que dá a sensibilidade na cabeça do pénis Cistoscopia: exame do trato urinário através de um tubo de visualização especial. É usado para ajudar a encontrar obstruções urinárias. Citometria de fluxo: um procedimento usado para medir a quantidade de material genético dentro de uma amostra de células biopsiadas. Estas amostras ajudam os médicos nos planos de tratamentos contra o cancro. Disúria: micção difícil ou dolorosa. É ser um sintoma de distúrbios da próstata. Dutos ejaculatórios: tubos que ligam as vesículas seminais para a próstata e da uretra. Dilatação com balão: um tratamento de hipertrofia benigna da próstata também chamado de dilatação transuretral, onde se usa um cateter com um balão especial. Quando dentro da próstata, o balão é inflado para ampliar a passagem para o fluxo de urina.

9

Ejaculação: expulsão do sémen do pénis, geralmente acompanhada de um orgasmo. O líquido ejaculado, ou sémen, consiste no esperma e outras secreções. Estéril: incapazes de produzir descendentes Epidídimo: O epidídimo é um pequeno ducto que coleta e armazena os espermatozóides produzidos pelo testículo. Localiza-se atrás do testículo, no saco escrotal, e desemboca na base do ducto deferente, o canal que conduz os espermatozóides até a próstata. Os espermatozóides são armazenados no epidídimo até atingirem a maturidade. Ereção: o alargamento e enrijecimento do pénis como um resultado de simulação sexual. Escroto: o saco de pele externa que contém os testículos. Espermatozóides ou espermatozóides: a célula sexual masculina ou gameta que carrega a informação genética do sexo masculino e se esforça para fertilizar o óvulo feminino e criar uma nova vida. É um componente do sémen ejaculado do pénis. Estrogénio: um nome genérico para os hormonas (ou hormonas) femininos, que são responsáveis pelo desenvolvimento dos órgãos reprodutivos e características sexuais secundários na mulher. Foi utilizado para o tratamento do câncer de próstata. Férteis: capaz de conceber filhos. Glândula da próstata: uma glândula do tamanho de castanhas localizado directamente abaixo da bexiga masculino e em torno de uma porção da uretra. Ela secreta um componente líquido do sémen, que é expelido durante a ejaculação. Hipertermia: outra palavra para "calor". A Terapia de hipertermia usa o calor de microondas, aplicada a todo o corpo da próstata ou a uma área específica, para encolher as células cancerosas. Hipertrofia: desenvolvimento ou crescimento excessivo de um órgão ou glândula. Hipertrofia prostática benigna (BPH): alargamento, aumento ou crescimento do tecido glandular da próstata, que normalmente começa por volta dos 40 anos. Isto não é câncer, não invade nem ataca as células vizinhas. A condição pode causar o crescimento da próstata contra a uretra e comprimir a saída da bexiga, causando dificuldade para urinar. Impotência: incapacidade do homem para alcançar e manter uma ereção suficiente para penetração de uma vagina feminina. Incontinência: incapacidade para controlar as funções da bexiga ou intestino. Líquido seminal (sémen): um líquido branco-amarelado espesso que contém esperma. É uma mistura de secreções dos testículos, vesículas seminais, próstata e glândula de Cowper , concebido para fornecer espermatozóides saudáveis para o sistema reprodutor feminino. Macrobiótica: um método para estender o prazo de vida e evitar a doenças através da dieta e estilo de vida em harmonia com o meio ambiente. Masturbação: estimular ou manipulação de genitais própria para a gratificação sexual. Metástase: a disseminação de células cancerosas para outras partes afetadas do corpo.

10

Nefrite: inflamação renal aguda ou crônica. Às vezes é um resultado da estagnação da urina devido a problemas de próstata não tratados. Nervos pudendos: nervos responsáveis pela realização sexual sensações do pénis para a medula espinhal e, em seguida, para o cérebro. Esses nervos são frequentemente cortados durante cirurgias de próstata abdominal, o que causa a impotência permanente. Noctúria: um desejo ou necessidade de urinar durante a noite, com frequência. Nódulo: uma pequena massa de tecido ou de um tumor, geralmente malignos. Nervos parassimpáticos: o sistema de nervos responsáveis pela ereção peniana. Oncogene, terapia: terapia do câncer em potencial que substitui genes defeituosos por outros saudáveis. Orgasmo: o clímax do ato sexual. É acompanhado por contrações musculares, liberação de tensão e sensações prazerosas. Nos homens, o orgasmo é geralmente acompanhado pela ejaculação. O orgasmo pode ocorrer sem uma ereção. Próteses penianas: implantes colocados no pénis que permitem a simulação de uma ereção natural. Eles normalmente são usados por homens impotentes por doença, cirurgia, hormonas ou tratamentos com radiação. Pénis: órgão sexual masculino excretor e urinário. Potência: a capacidade de atingir e manter uma ereção suficiente para penetração vaginal. Potência poupada, Técnica: uma variação da prostatectomia radical aberta, na qual os nervos e vasos sanguíneos responsáveis pela ereção são deixados no local. Pode ser inviável quando o tumor é grande ou se espalhou por toda a próstata. Prostatite: inflamação aguda ou crónica da próstata, geralmente causada por uma infecção, ou congestionamento ou irritação. Radiação de alta energia: uma terapia que usa aceleradores de radiação, como os neutrões, protões e íões de hélio para irradiar tumores de câncer. Ressectoscópio: um instrumento cirúrgico inserido no pénis durante a prostatectomia transuretral. Retrógrada: um termo que descreve uma condição na qual o esperma vai para trás para a bexiga ao invés de ser movido para a frente e para fora da extremidade do pénis. Isto é frequentemente um resultado inócuo de algumas operações de próstata. Selênio: um oligoelemento necessário para preservar a elasticidade das células e melhorar o suprimento de oxigênio para o coração. Sigmoidoscópio: um instrumento de visualização de cerca de 10 centímetros de comprimento. Às vezes, é introduzido no ânus como parte do exame retal. Stent: um pequeno dispositivo tubular feita de metal ou plástico cirúrgico. Cirurgiões utilizam este implante experimental para aliviar a próstata, obstrução e escorar o colo da bexiga. Suprapúbica / retropúbica, Prostatectomia: procedimentos cirúrgicos pelo qual a totalidade ou parte da próstata é removida através de uma incisão abdominal. 11

Testículos: duas glândulas reprodutoras masculinas que são colocadas na bolsa escrotal. Os testículos ou testículos, produzem espermatozóides e andrógenos. Terapia biológica: uma terapia experimental do câncer, baseada no aumento da resistência do próprio organismo ao câncer. Substâncias em estudo incluem o fator estimulante de colónia (que estimula a produção de glóbulos brancos) e interferonas e interleucinas (proteínas do corpo que combatem as infecções). Terapia hormonal: um tratamento de câncer de próstata que usa hormonas femininas para reduzir a produção de testosterona que é necessário para a reprodução do câncer de próstata. ( Obs.: Terapia muito usada pela medicina convencional. Tem a impotência sexual como uma das principais consequências. Sabe-se hoje que, reduzir a testosterona não é o melhor caminho.) Vesículas seminais: são duas glândulas que produzem um líquido viscoso, o líquido seminal, que vai se misturar à secreção prostática e aos espermatozóides vindos do duto ejaculador, para formar o sémen. É o local onde se produz a maior quantidade (80%) do líquido seminal. Esse líquido nutre os espermatozóides e facilita sua mobilidade.

Este texto se destina apenas a informar e alertar, não tem intenção de diagnosticar ou de prescrever.

12

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->