Você está na página 1de 1
Ano 14, nº 11, novembro de 2011 Os empresários mineiros continuam pessimistas Os indicadores de
Ano 14, nº 11, novembro de 2011 Os empresários mineiros continuam pessimistas Os indicadores de
Ano 14, nº 11, novembro de 2011 Os empresários mineiros continuam pessimistas Os indicadores de

Ano 14, nº 11, novembro de 2011

Os empresários mineiros continuam pessimistas

Os indicadores de desempenho da indústria mineira continuam abaixo da linha dos 50,0 pontos no mês de novembro. A produção da indústria mostrou redução, conforme índice de com 48,3 pontos. O indicador de emprego (47,1 pontos) mostrou decréscimo de 0,9 ponto, quando comparado a outubro (48,0 pontos). O nível de utilização da capacidade instalada continua operando abaixo do considerado usual pelas empresas, com 42,5 pontos. O nível de estoques de produtos finais mostrou relativa estabilidade, atingindo 50,7 pontos. Assim as empresas encerraram o mês com estoques acima do planejado, com 52,8 pontos.

Os empresários mineiros demonstraram expectativas negativas para os próximos seis meses. As perspectivas de evolução na demanda registraram relativa estabilidade, com 49,4 pontos em dezembro. O pessimismo com relação as exportações (45,5 pontos) foi influenciado pelo cenário econômico e político mundial que demonstra instabilidade principalmente nos países Europeus. As expectativas de contratações para o próximo semestre são ainda menores (45,8 pontos) bem como as de compra de matéria-prima (47,6 pontos), confirmando o pessimismo dos empresários de Minas para o próximo semestre.

Desempenho em outubro e novembro de 2011 Expectativas em novembro e dezembro de 2011
Desempenho em outubro e novembro de 2011
Expectativas em novembro e dezembro de 2011

Indicador varia no intervalo de 0 a 100. Valores acima de 50 indicam evolução positiva.

   

Nível de Atividade

   

Estoques

   

Expectativas

 
 

Produção

Nº Empregados

UCI efetiva / Usual

Efetivo /

Evolução dos

Demanda

Exportações

Compra de

Contratações

Planejado

Estoques

matéria-prima

 

out/11

nov/11

out/11

nov/11

out/11

nov/11

out/11

nov/11

out/11

nov/11

nov/11

dez/11

nov/11

dez/11

nov/11

dez/11

nov/11

dez/11

Indústria Geral

46,1

48,3

48,0

47,1

41,1

42,5

51,2

52,8

49,1

50,7

49,8

49,4

42,5

45,5

49,2

47,6

47,4

45,8

Pequeno Porte

45,7

45,5

48,3

48,5

41,8

45,5

47,8

44,4

46,2

45,8

49,0

50,4

32,5

46,4

48,6

50,4

47,3

48,4

Médio Porte

46,7

50,0

47,1

50,8

41,2

43,1

54,2

55,3

48,7

52,6

51,5

48,4

49,2

48,1

50,8

47,2

48,1

47,6

Grande Porte

46,1

49,3

48,4

43,4

40,6

39,7

51,7

57,6

51,7

53,1

49,2

49,3

45,4

42,9

48,4

45,6

46,9

42,6

Período de Coleta das Informações: de 1 a 14 de dezembro de 2011. Perfil da Amostra Sondagem: 34 grandes empresas, 62 médias e 67 pequenas empresas. O Índice de Confiança do Empresário Industrial de Minas Gerais – ICEI e a Sondagem Industrial são elaborados pela Gerência de Estudos e Diagnósticos do Instituto EuvaldoLodi do Estado de Minas Gerais (IEL MG) em conjunto com a Confederação Nacional das Indústrias (CNI). As informações solicitadas são de natureza qualitativa e resultam do levantamento direto realizado com base em questionário próprio. Cada pergunta permite cinco alternativas (0, 25, 50, 75 e 100, da pior para a melhor, respectivamente) excludentes a respeito da evolução ou expectativa de evolução da variável em questão. Os indicadores variam no intervalo de 0 a 100. Valores acima de 50 pontos indicam empresários confiantes. A amostra considera o porte da empresa. São considerados três portes, definidos segundo o número de empregados da empresa:

Pequeno: com 20 a 99 empregados; Médio: com 100 a 499 empregados; Grande: com 500 ou mais empregados. Coordenação:Gerência de Estudos Econômicos do Instituto EuvaldoLodi do Estado de Minas Gerais - IEL MG – Núcleo de Pesquisa Equipe Técnica:Guilherme Velloso Leão (Gerente), Annelise Rodrigues Fonseca (Economista), Érika Cristina Mendes Amaral (Economista), Daniela Araujo Costa Melo (Economista), Ana Carolina de Oliveira Alves (Assistente Técnico), Glaucia Lúcia Pereira de Oliveira (Socióloga), Tatiana Vilela de Oliveira Santos (Estagiária), Ana Guaraciaba Gontijo (Administrativo). Assessoria de Comunicação Corporativa