Você está na página 1de 2

Circuitos 2011/2012

Operações com números complexos

Representação de números complexos na forma cartesiana: R + jI R: parte real, I: parte imaginária, j: número imaginário = -1 (em análise de circuitos elétricos representa-se o numero imaginário por 'j' em vez de 'i' para não ser confundido com intensidade de corrente elétrica)

Representação na forma polar: M

e jθ

ou M /θ

(M: módulo, θ: ângulo)

Conversão entre as duas representações polar -> cartesiana: R = M cos θ,

cartesiana -> polar: M =

I = M sen θ θ = atan( I/R )

(R 2 + I 2 ),

Im I M θ R Re
Im
I
M θ
R Re

Operações aritméticas entre números complexos

Somar ou subtrair números complexos representados na forma cartesiana (se forem dados na forma polar têm que ser passados para a forma cartesiana):

(R1 +

j

I1 )

±

(

R2

+

j

I2 )

= (R1 ±

R2) + j (I1 ± I2)

Multiplicar números complexos na forma polar:

M1 e jθ1 * M1 e jθ2 = (M1.M2) e j(θ1 + θ2) ou

M1 /θ1

* M2 /θ2 = (M1.M2) /θ1 + θ2

Multiplicar números complexos na forma cartesiana:

(R1 +

j

I1

)

*

(

R2 + j

I2

)

=

R1.R2 + jR1.I2 + jI1.R2 - I1.I2 = (R1.R2-I1.I2) + j ( R1.I2 + I1.R2)

Dividir números complexos na forma polar:

M1 e jθ1 / M1 e jθ2 = (M1/M2) e j(θ1 - θ2)

ou

M1 /θ1

/

M2 /θ2 = (M1 / M2) /θ1 - θ2

Dividir números complexos na forma cartesiana: multiplicar o numerador e o denominador pelo complexo conjugado do denominador R2 - j I2:

(R1 +

(

(R1

j

+

I1

j

)

I1

/

)

(

R2 + j I2

)

* (R2

-

j I2)

=

)

/

(

R2 + j I2

)

* (R2

-

j

I2) ) =

(

(R1

+

j

I1

)

* (R2

-

j I2)

)

/

( ( R2 2

+ I2 2 )

Caso particular na divisão: 1 / j

=

-

j

Análise de circuitos em regime permanente sinusoidal (operando com uma única frequência ωωωω)

- representar as fontes de tensão (ou de corrente) pela sua representação fasorial:

sinal sinusoidal no domínio dos tempos

v1(t) = Vm cos( ωt + φ )

fasor (ou transformada fasorial)

V1 = Vm /φ

- representar os elementos passivos (resistências, condensadores e bobines) pelas respetivas impedâncias (complexas), para a frequência de operação do circuito, ω:

elemento passivo

Impedância (Ω)

 

Resistência R

R

apenas tem parte real positiva

Condensador C

1 / (jωωωωC) = -j / (ωωωωC)

apenas tem parte imaginária negativa

Bobine L

jωωωωL

apenas tem parte imaginária positiva

- ajuda para memorizar estas relações:

quando ω = 0 (o que significa em corrente contínua), um condensador é um circuito aberto ou apresenta uma impedância infinita: 1/(jωC) → ∞ quando ω = 0 uma bobine comporta-se como um curto circuito e apresenta uma impedância nula: jωL = 0

- para resolver um circuito é necessário aplicar os mesmos métodos de análise de circuitos estudados para circuitos de corrente contínua (exceto as questões relacionadas com a análise de potência elétrica, que em circuitos de corrente alternada requer uma abordagem diferente da seguida em circuitos de corrente contínua - a tratar mais tarde)

- se um circuito tiver fontes independentes com frequências diferentes, é necessário usar o princípio da sobreposição para analisar o circuito separadamente para as fontes com diferentes frequências.