Você está na página 1de 21

Trabalho realizado por:

Tatiana Figueira
Nº20 8ºD
O que são os recursos biológicos:
 Os recursos biológicos correspondem a
todos os organismos vivos que tem ou
poderiam vir a ter valor para a humanidade.
 Não se sabe ao certo quantas espécies
existem no mundo. Até ao momento, foram
identificadas 1 750 000 espécies.
Biodiversidade:
 A diversidade dos seres vivos é enorme.
 Os organismos distribuem-se por todo o
planeta, desde os mares mais profundos as
montanhas mais elevadas, das geladas
regiões polares aos desertos mais quentes e
áridos.
 A perda de biodiversidade é um dos maiores
problemas ambientais a nível global.
Como são utilizados os recursos
biológicos.
 Os recursos biológicos são utilizados pela
humanidade de diversos modos:
 Na alimentação;
 Na produção de vestuário e calçado;
 No fabrico de diversos produtos;
 Na medicina;
 Nas actividades económicas.
Na alimentação;
 Através da agricultura, da pecuária, da caça
ou da piscicultura, obtêm-se vários
alimentos.
 Na agricultura através do trigo, do arroz do
milho (etc.)
 Na pecuária e da piscicultura através da
criação de gado para a alimentação humana.
 Além da carne, alguns destes animais
fornecem ainda outros alimentos como os
ovos e o leite.
 Através da caça, da pesca e da recolha, as
populações recolhem directamente da
floresta diversos alimentos.
Na produção de vestuário e
calçado:
 Vários produtos derivados de plantas e
animais são utilizados na produção de
vestuário e calçado.
 Como o algodão, o linho, a seda, a lã ou o
couro, são substancias de origem vegetal e
animal utilizados na produção de vestuário e
calçado.
No fabrico de diversos produtos;
 Muitos produtos do nosso quotidiano são
obtidos a partir dos recursos biológicos.
 As plantas fornecem-nos materiais como a
madeira, a cortiça, a borracha e as resinas,
utilizados no fabrico e inúmeros produtos.
Na Medicina;
 São conhecidas, desde sempre, as
potencialidades de diferentes plantas
no tratamento de várias doenças.
 Os seus princípios activos,
responsáveis pelos efeitos terapêuticos,
são utilizados na produção de
medicamentos.
Em outras actividades
económicas;
 O turismo, está frequentemente
relacionado com os recursos biológicos.
 Como nos safaris e na observação de
animais marinhos são actividades que
os turistas procuram cada vez mais.
Quais as consequências da
utilização dos recursos
biológicos?
 Apesar de os recursos biológicos serem
inesgotáveis, quando são explorados
acima da sua capacidade de renovação,
podem tornar-se escassos.
 A perda de biodiversidade é a principal
consequência da utilização incorrecta
dos recursos biológicos.
Sobreexploração:
 O crescimento da população humana
contribui para a exploração dos recursos
naturais acima da capacidade de renovação
destes. A caça e a pesca excessiva põem em
perigo muitas espécies muitas espécies, bem
como os animais que delas se alimentam.
Tráfico ilegal de plantas e de
animais:
 Apesar da existência de acordos
internacionais que proíbem o comércio de
plantas e de animais selvagens, bem como
de partes dos seus corpos (por exemplo,
peles, presas, e carapaças), verifica-se que
este tipo de tráfico continua.
Introdução de espécies exóticas:
 A introdução intencional ou acidental de
organismos em locais onde antes não
existiam é, muitas vezes, prejudicial ao
ecossistema. Os invasores podem disseminar
pragas e doenças até então inexistentes.
Muitas destas novas espécies não tem
predadores nestes novos habitats, o que as
favorece na competição com as espécies
locais.
Degradação, destruição e
fragmentação de habitats:
 A poluição do ar e da água tem degradado
muitos habitats, com efeitos negativos sobre
os recursos biológicos.
 A limpeza dos leitos dos rios e a substituição
de ecossistemas por monocultura de cereais
ou por florestas monoespecíficas degradam
os habitats, uma vez que os empobrecem.
 A agricultura, a exploração florestal, a
expansão urbana e industrial e a pesca de
arrasto são responsáveis pela destruição de
grande número de habitats.
 Apesar de indespensáveis, algumas vias de
comunicação podem fragmentar os habitats,
isolando populações e dificultando as
migrações.
Por que é importante preservar a
biodiversidade?
 Podemos encontrar quatro grandes motivos
para preservar a biodiversidade:
 Razões éticas;
 Razões ecológicas;
 Razões económicas;
 Razões estética.
Razões éticas:
 A espécie humana, única com a percepção
total do mundo e consciência das
consequências dos seus actos, tem o dever
moral de proteger as outras formas de vida
ou, pelo menos, não provocar a sua
extinção.
Razões ecológicas:
 Na natureza, todas as espécies estão
interligadas. A extinção de uma delas pode
levar á destruição de todo o ecossistema e
pôr em perigo mecanismos naturais
importantes, como a regulação do clima, a
purificação do ar, a protecção dos solos
contra a erosão ou a polinização das plantas,
o que poderá colocar em risco o próprio ser
humano.
Razões económicas:
 A diminuição do número de espécies pode
prejudicar actividades já existentes (por
exemplo, a pesca), e comprometer futuras
utilizações, como a produção de novos
medicamentos.
Razões estéticas:
 A beleza da natureza está muito relacionadas
com a diversidade de seres que a habitam.
 Uma paisagem natural agradável contribui
para o aumento da qualidade de vida das
populações.