Você está na página 1de 28
Universidade Federal de São Paulo COREMU Residência Multiprofissional RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM 2012 Nome do Candidato

Universidade Federal de São Paulo COREMU Residência Multiprofissional

RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM 2012

Nome do Candidato

Nome do Candidato N.Inscrição

N.Inscrição

Nome do Candidato N.Inscrição

INSTRUÇÕES Verifique se este caderno de prova contém um total de 70 questões, numeradas de 1 a 70. Se o caderno estiver incompleto, solicite outro ao fiscal da sala. Não serão aceitas reclamações posteriores. Para cada questão existe apenas UMA resposta correta. Você deve ler cuidadosamente cada uma das questões e escolher UMA resposta. Essa resposta deve ser marcada na FOLHA DE RESPOSTAS que você recebeu. VOCÊ DEVE

Procurar, na FOLHA DE RESPOSTAS, o número da questão a que você está respondendo.

Verificar, no caderno de prova, qual a letra (A, B, C, D, E) da resposta que você escolheu.

Marcar essa letra na FOLHA DE RESPOSTAS fazendo um traço no quadrinho que aparece abaixo dessa letra.

ATENÇÃO

Marque as respostas com caneta esferográfica azul ou preta.

Marque apenas uma letra para cada questão: mais de uma letra assinalada implicará anulação dessa questão.

Responda a todas as questões.

Não será permitida qualquer espécie de consulta, nem o uso de aparelhos eletrônicos.

Você terá 4h (quatro horas) para responder a todas as questões e preencher a Folha de Respostas.

"Direitos autorais reservados. Proibida a reprodução, ainda que parcial, sem autorização prévia".

edudata

1.

Furosemida, diltiazen, losartan, hidralazina e enalapril são respectivamente:

(A)

Diurético, bloqueador do canal de cálcio, bloqueador do receptor de angiotensina, vasodilatador e inibidor da enzima conversora de angiotensina.

(B)

Diurético, bloqueador do canal de cálcio, vasodilatador, bloqueador do receptor de angiotensina e inibidor da enzima conversora de angiotensina.

(C)

Diurético, bloqueador do canal de potássio, bloqueador do receptor de angiotensina, vasodilatador e inibidor da enzima conversora de angiotensina.

(D)

Diurético, bloqueador do canal de sódio, bloqueador do receptor de angiotensinogênio, vasodilatador e inibidor da enzima conversora de angiotensina.

(E)

Diurético, bloqueador do canal de sódio, vasodilatador, bloqueador do receptor de angiotensina e inibidor da enzima conversora de angiotensina.

2.

Um indivíduo pesa 100 kg e mede 1,85 m de altura. De acordo com o Índice de Massa

Corpórea, como poderia ser classificado?

(A)

Estrófico

(B)

Sobrepeso

(C)

Desnutrido

(D)

Obeso - grau I

(E)

Obeso mórbido

3. Quando um profissional executa um procedimento sem o adequado conhecimento técnico-científico, está expondo o paciente a danos decorrentes de:

(A)

Omissão.

(B)

Imperícia.

(C)

Dolo.

(D)

Imprudência.

(E)

Negligência.

4.

Quais

os cuidados

angiografia cerebral?

de enfermagem

com

pacientes

submetidos

ao exame

de

(A)

Repouso relativo, podendo o paciente sair do leito com auxílio da cadeira de rodas sem fletir o membro em que foi realizado o exame.

(B)

Repouso absoluto no leito por 6 horas e movimentação precoce do membro em que foi realizado o exame para prevenir possíveis alterações de perfusão.

(C)

Repouso absoluto no leito, não fletir o membro em que foi realizado o exame por 6 horas e atentar para presença de hematomas e sangramento no local da punção.

(D)

Repouso absoluto até quando o paciente estiver bem acordado e podendo se locomover sem risco de queda.

(E)

Estimular deambulação precoce para evitar problemas como trombose.

2 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

5. Uma das complicações da insuficiência hepática relacionada com o metabolismo da

amônia é:

(A)

Síndrome hepatorrenal

(B)

Insuficiência hepática

(C)

Hepatite

(D)

Encefalopatia hepática

(E)

Varizes de esôfago

6. A respiração é um sinal vital que é regularmente observado e controlado pelo enfermeiro e sua equipe. No processo respiratório normal estão envolvidos mecanismos fisiológicos que visam garantir a ventilação e a perfusão pulmonar para que haja trocas gasosas. Se o individuo estiver com uma frequência respiratória muito alta ou muito baixa, isso acarretará:

(A)

Hiperventilação e consequentemente hipocapnia. Hipoventilação e consequentemente hipercapnia. Hipoxemia secundária.

(B)

Hiperventilação e consequentemente hipercapnia. Hipoventilação e consequentemente hipocapnia. Hipoxemia grave

(C)

Hiperventilação

e

consequentemente

hipocapnia.

Hipoventilação

e

consequentemente hipoxemia refratária. Hipercapnia secundária

 

(D)

Hipoventilação e consequentemente hipocapnia. Hiperventilação e consequentemente hiperoxigenação. Hipercapnia grave.

(E)

Hipoventilação e consequentemente hipercapnia. Hiperventilação e consequentemente hiperoxigenação. Hipocapnia grave.

7. A manobra de Heimlich é indicada quando houver:

(A)

Sinais de bexigoma, desconforto abdominal, indicação pelo paciente de que está com dificuldade para urinar, dor na região abdominal,hematúria.

(B)

Sinais de desconforto abdominal, massa abdominal palpável, dor aguda à palpação, indicação pelo paciente de que está com dificuldade para evacuar ou eliminar flatos, distensão e abdome em tábua.

(C)

Palidez cutânea, sudorese, dispnéia, taquicardia, hipotensão, indicação pelo paciente de que está com dificuldade para tossir, extremidades frias.

(D)

Sinais de obstrução de via aérea tais como: impossibilidade ou dificuldade de falar ou tossir, indicação pelo paciente de que está engasgado, dificuldade respiratória.

(E)

Taquicardia acima de 150 batimentos por minuto associada à hipotensão, agitação psicomotora, dispnéia, dor torácica, sensação de fadiga, extremidades frias.

8. De acordo com as definições e classificação dos diagnósticos de Enfermagem da NANDA, os diagnósticos de: constipação ou risco de constipação, troca de gases prejudicada, retenção urinária são exemplos do domínio:

(A)

“Segurança e proteção”

(B)

“Percepção e eliminação”

(C)

“Eliminação e troca”

(D)

“Percepção e troca”

(E)

“Promoção à saúde e eliminação”

9. Foi admitida na sala de emergência uma paciente de 19 anos, em coma, pós-ingestão

de 50 comprimidos de benzodiazepínico (Diazepan). O médico prescreveu lavagem gástrica e após este procedimento, deverá ser iniciado carvão ativado 40g por sonda gástrica. Qual a função do carvão ativado?

(A)

Absorção do produto intoxicante

(B)

Antídoto para benzodiazepinicos

(C)

Produzir diarréia para facilitar a excreção do produto intoxicante

(D)

Adsorção do produto intoxicante

(E)

Induzir obstipação para controlar o efeito do benzodiazepínico

10.

Qual a tríade fatal nas vítimas de trauma grave?

(A)

Hipovolemia, hipotermia e taquicardia

(B)

Hipotermia, acidose metabólica e alteração da coagulação

(C)

Acidose metabólica, taquicardia e sepse

(D)

Hipovolemia, sepse e taquicardia

(E)

Alteração da coagulação, sepse e taquicardia

11. A meta do tratamento do paciente diabético que apresenta Sindrome Hiperosmolar

Hiperglicêmica é:

(A)

Reidratação lenta do paciente com solução fisiológica 0,9% ou 0,45% devido a hiperosmolaridade

(B)

Reidratação rápida do paciente com solução fisiológica 0,9% devido a cetoacidose

(C)

Administração de insulina endovenosa para redução rápida da hiperglicemia para níveis normais

(D)

Administração de bicarbonato para corrigir a cetoacidose

(E)

Administração de diuréticos para favorecer a eliminação de líquidos

4 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

12. Sobre os cuidados de Enfermagem durante o Período de Greenberg assinale a

afirmativa correta.

(A)

Nas primeiras doze horas pós-parto, a pressão arterial e o pulso devem ser verificados de hora em hora.

(B)

Por ser considerado o período das grandes hemorragias, é imprescindível iniciar o aleitamento materno para estimular a contração uterina.

(C)

A aceleração progressiva da frequência do pulso e a redução da pressão arterial podem ser indícios de hemorragia puerperal, portanto tais parâmetros devem ser checados a cada 15 minutos, ou com maior frequência se indicado.

(D)

Na palpação abdominal, o útero deve estar firme e/ou contraído dois centímetros acima da sínfise púbica.

(E)

O exame de membros inferiores poderá ser dispensado devido à diminuição da mobilidade pelo efeito anestésico.

13.

Na palpação obstétrica, a etapa onde são realizados movimentos de lateralidade,

que permitem verificar se a cabeça está alta e móvel ou ajustada e fixa, em relação ao estreito superior é denominada:

(A)

Exploração das escavas

(B)

Exploração do fundo uterino

(C)

Exploração dos flancos

(D)

Manobra de Kristeller

(E)

Manobra de Leopold

14. Gestante, H.P.S., 25 anos, católica, em união consensual, 6 anos de estudo. IG: 20

semanas. Comparece a UBS para a coleta de citologia oncótica. No exame especular foi observado conteúdo vaginal amarelo-esverdeado, em grande quantidade e com odor fétido. Assinale a alternativa que corresponde a suspeita e a respectiva tomada de decisão:

(A)

Corrimento de característica normal; coleta de amostra para citologia oncótica e agendamento de retorno em 40 dias.

(B)

Corrimento sugestivo de Gardenerella; tratamento com Metronidazol 2g em dose única.

(C)

Corrimento sugestivo de Tricomoníase; coleta de amostra para citologia oncótica e agendamento de retorno em 15 dias para possível tratamento.

(D)

Corrimento sugestivo de Tricomoníase; tratamento com Metronidazol 5% creme vaginal por 7 noites.

(E)

Corrimento sugestivo de Gardenerella; realização de exame à fresco e agendamento de retorno em 30 dias para possível tratamento.

15.

Com relação a aspiração endotraqueal, podemos afirmar:

(A)

Deve-se instilar soro fisiológico todas as vezes que realizar a aspiração

(B)

Deve-se prescrever aspiração a cada 2 horas

(C)

Deve-se utilizar sistema fechado de aspiração quando o paciente estiver utilizando pressão positiva expiratória final baixa

(D)

Deve-se manter alta pressão de cuff, durante a aspiração

(E)

Deve-se realizar hiperoxigenação antes da aspiração

16. Paciente jovem, internado devido a quadro de pneumonia, agitado, confuso, com dispnéia, frequência respiratória de 32rpm, saturação periférica de oxigênio de 88%, taquicárdico (FC = 112bpm), hipertenso (PA = 160x95 mmHg) e febril (Tº = 38,4ºC) Realizado coleta de gasometria arterial em ar ambiente, que revelou o seguinte resultado:

pH= 7.48; PaCO 2 = 30mmHg; PaO 2 = 65mmHg; HCO 3 = 24mEq/L; BE = +2 mEq/L. Pergunta-se: quais distúrbios o paciente apresenta?

(A)

Alcalose metabólica e hipoxemia

(B)

Acidose respiratória e hipoxemia

(C)

Acidose metabólica e hiperoxigenação

(D)

Alcalose mista e hiperoxigenação

(E)

Alcalose respiratória e hipoxemia

17. Os fatores relacionados ao diagnóstico de enfermagem “Risco de Choque” segundo a

NANDA são:

(A)

Taquicardia, hipotensão, sepse, infarto agudo do miocárdio, síndrome da resposta inflamatória sistêmica, hipercapnia.

(B)

Hipotensão, hipovolemia, hipoxemia, hipóxia, infecção, sepse e síndrome da resposta inflamatória sistêmica.

(C)

Síndrome da resposta inflamatória sistêmica, hipertensão, taquicardia, hipoxemia, hipercapnia e extremidades frias.

(D)

Hipotensão, bradicardia, Síndrome da resposta inflamatória sistêmica, infecção, extremidades frias, dispneia, febre.

(E)

Hipoxemia, Síndrome da resposta inflamatória sistêmica, infarto agudo do miocárdio, infecção e má perfusão periférica.

6 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

18. Para avaliação da eficácia da oxigenioterapia a beira-leito, o enfermeiro deve avaliar:

(A)

Nível de consciência, saturação periférica de oxigênio, frequência cardíaca, padrão respiratório, coloração da pele, presença ou não de desconforto respiratório.

(B)

Padrão respiratório, coloração da pele, presença ou não de cianose central, gasometria arterial, saturação venosa de oxigênio e Raio X de toráx.

(C)

Sinais vitais, coloração da pele, gasometria arterial, saturação venosa de oxigênio, Raio X de tórax, presença de respiração paradoxal e nível de consciência .

(D)

Sinais vitais, coloração da pele, saturação periférica e venosa de oxigênio, hipercapnia ou hipocapnia, hipertensão arterial, presença de respiração paradoxal e assimétrica.

(E)

Presença de respiração paradoxal e superficial, hipercapnia, hipoxemia, saturação arterial de oxigênio, taquicardia, taquipneia e coloração da pele, RX de tórax.

19. Dentre os eletrólitos corporais, o íon potássio (K + ) é um dos mais importantes. Em relação as suas funções, características e alterações pode-se afirmar:

(A)

O K + é um dos elementos mais importantes do Líquido Extracelular (LEC). Suas principais características estão relacionadas com as funções renais, neurais e musculares. A hiperpotassemia pode levar insuficiência renal aguda que se não for adequadamente corrigida poderá levar a insuficiência renal crônica.

(B)

O K + é um dos elementos mais importantes do Líquido Extracelular (LEC). Suas principais características estão relacionadas com as funções cardíacas e musculares. Condições anormais do K + podem ser reconhecidas através de alterações eletrocardiográficas e sensação de dormência ou formigamento nas extremidades.

(C)

O K + é um dos elementos mais importantes do Líquido Intracelular (LIC). Suas principais características estão relacionadas com as funções cardíacas, neurais e musculares. A hiperpotassemia e a hipopotassemia podem levar a arritmias cardíacas graves que se não corrigidas prontamente podem ser fatais.

(D)

O K + é um dos elementos mais importantes do Líquido Intracelular (LIC). Suas principais características estão relacionadas com as funções cardíacas, renais e endócrinas. O controle dos níveis de K + é realizado pela aldosterona que promove a transferência do íon para o Líquido Extracelular (LEC), evitando seu acúmulo na célula.

(E)

O K + é um dos elementos mais importantes do Líquido Extracelular (LEC). Suas principais características estão relacionadas com as funções cardíacas, musculares e controle de líquidos corporais. Se houver excesso de K + no Líquido Extracelular (LEC), a aldosterona é ativada para que possa haver excreção renal.

20.

O Sr Antonio está recebendo uma transfusão sanguínea. Uma possível complicação

da terapêutica é a reação transfusional aguda que pode ser reconhecida através dos seguintes sinais e sintomas:

(A)

Hipotermia, cefaléia, rubor, ansiedade, dor muscular ou lombar, bradicardia, taquipneia, dor intensa no membro puncionado.

(B)

Dor intensa no membro puncionado, ansiedade, palidez cutânea, dor precordial, hipertensão arterial, e sensação de morte iminente.

(C)

Tremores súbitos, calafrios, febre, cefaléia, rubor, ansiedade, dor muscular ou lombar, taquicardia, hipotensão e dispnéia.

(D)

Hipotermia, cefaléia, palidez, ansiedade, bradicardia, hipertensão arterial, taquipneia, dor difusa e generalizada.

(E)

Febre, calafrios, rubor, hipertensão arterial, dispnéia, dor difusa e generalizada, ansiedade e sensação de sufocamento

21.

Em relação à administração de medicamentos através de sondas enterais, alguns cuidados são considerados relevantes, destacando-se:

(A)

Posicionar o paciente em decúbito semi-elevado para diminuir o risco de

broncoaspiração. Checar o posicionamento da sonda através da marcação externa

da

sonda, insuflação de ar através de seringa e ausculta do ruído abdominal, lavar a

sonda depois da administração do medicamento com 100 mL de água.

(B)

Posicionar o paciente em decúbito semi-elevado para diminuir o risco de broncoaspiração, mantendo-o nessa posição durante aproximadamente 30 minutos

após a administração do medicamento. Checar o posicionamento da sonda através

da

marcação externa da sonda e do aspirado gástrico, lavar a sonda antes e depois

da

administração do medicamento com 20-30 mL de água.

(C)

Manter o paciente em decúbito horizontal a 15° se consciente, e em decúbito semi- elevado se inconsciente. Checar o posicionamento da sonda através da marcação externa da sonda. Lavar a sonda depois da administração do medicamento com 100

ml

de solução fisiológica a 0,9%.

(D)

Manter o paciente consciente em decúbito lateralizado para a direita. Se inconsciente, manter em decúbito semi-elevado. Checar o posicionamento da sonda através da marcação externa da sonda e ausculta do ruído abdominal. Lavar a sonda depois da administração do medicamento com 30-50 mL de água estéril.

(E)

Posicionar pacientes idosos ou crianças pequenas em decúbito semi-elevado para diminuir o risco de broncoaspiração, mantendo-o nessa posição durante aproximadamente 60 minutos após a administração do medicamento. Checar o posicionamento da sonda através da ausculta do ruído abdominal. Lavar a sonda depois da administração do medicamento com 10 mL de água estéril.

8 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

22.

Em relação aos medicamentos:

(A)

A reação idiossincrática é a resposta secundária e não evitável de um medicamento, podendo ser inócua ou lesiva, dependendo da resposta individual.

(B)

O órgão mais importante para a metabolização dos medicamentos é o intestino devido a sua grande capacidade de remover substâncias químicas biologicamente ativas.

(C)

10 mL de uma determinada solução corresponde a 0,001 L.

(D)

A injeção de um medicamento por via subcutânea ou intradérmica não causa lesão ou dano tecidual se realizada por um profissional de enfermagem treinado e também porque o medicamento não é injetado em camadas profundas.

(E)

Interação medicamentosa é quando um medicamento modifica a ação de outro medicamento e efeito sinergístico é quando um medicamento potencializa o efeito do outro.

23.

Em relação aos medicamentos utilizados para controle da dor:

(A)

Os agentes antiinflamatórios não esteroidais, tais como ibuprofeno e diclofenaco são de uso frequente para dores leves a moderadas. O enfermeiro deve estar atento aos principais efeitos colaterais tais como: cefaléia, hipotensão, sonolência, broncoespasmo e prurido.

(B)

Os analgésicos acetaminofeno, ácido acetil salicílico e midazolan são indicados para dor de intensidade leve ou moderada. Além do controle da dor, são miorelaxantes e antiinflamatórios. Os efeitos colaterais mais comuns são náuseas e vômitos, reações alérgicas e hipotensão.

(C)

Os ansiolíticos midazolan, morfina e haloperidol são adjuvantes indicados para dor moderada ou intensa, aguda ou crônica. O enfermeiro deve estar atento aos principais efeitos colaterais tais como sonolência, náuseas e vômitos, dor abdominal e erupções cutâneas.

(D)

São exemplos de opióides: morfina, tramadol, meperidina. Indicados para dor aguda ou crônica de moderada ou intensa. O enfermeiro deve estar atento aos principais efeitos colaterais tais como: náuseas e vômitos, depressão respiratória, sonolência ou euforia e hipotensão.

(E)

Os neurolépticos haloperidol, difenil-hidantoina e tramadol são adjuvantes indicados para dor moderada ou intensa, aguda ou crônica. O enfermeiro deve estar atento aos principais efeitos colaterais tais como sonolência ou euforia, alteração da coagulação sanguínea e erupções cutâneas.

24. Em relação aos transtornos mentais:

(A)

Esquizofrenia é um transtorno mental caracterizado por pensamentos obsessivos e atos compulsivos. O indivíduo desenvolve idéias delirantes relacionadas a si próprio e ao ambiente. Em geral é crônico, recorrente e mais prevalente em homens. Dentre os sintomas destacam-se: angustia incontrolável, pensamentos e ações repetitivas.

(B)

Psicose pós-parto ou puerperal é um transtorno que ocorre após alguns dias do parto e acomete cerca de 10 a 20% das mulheres, podendo persistir por algumas semanas até dois anos. Caracteriza-se por depressão grave, pensamentos suicidas, agressão ou idéias homicidas em relação ao neonato, bulimia nervosa e alucinações.

(C)

Agorafobia é o medo incontrolável do momento presente. Em geral é uma complicação frequente no transtorno do pânico, no qual todas as situações presentes são temidas e os indivíduos temem não receber o socorro fácil ou imediato.

(D)

Na síndrome de dependência do álcool se o indivíduo manter-se durante 5 anos sem ingerir substâncias alcoólicas, a chance de reiniciar a ingestão é mínima.

(E)

A depressão é um transtorno mental frequente na população geral, em geral, é crônico e recorrente e mais prevalente em mulheres. Dentre os sintomas depressivos destacam-se: humor deprimido, perda de interesse e prazer, sono perturbado, apetite diminuido, falta de energia.

25. Em relação ao câncer infantil:

(A)

Os tipos de cânceres mais comuns nas crianças menores de 18 anos são as leucemias seguido pelos linfomas.

(B)

Os tumores pediátricos apresentam um período de latência maior, apresentando um crescimento lento e sinais e sintomas inespecíficos.

(C)

Os tumores de Sistema Nervoso Central são os mais comuns entre os tumores considerados sólidos e as crianças menores de 02 anos de idades são as mais acometidas.

(D)

Astrocitoma e craniofaringeoma são os tipos de cânceres mais comuns nas crianças menores de 18 anos seguido pelo retinoblastoma.

(E)

Os sinais e sintomas mais importantes de tumores do Sistema Nervoso Central em crianças são cefaleia, sonolência e perda da acuidade visual.

10 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

26. Em relação à quimioterapia antineoplásica:

(A)

A alopecia é um dos efeitos colaterais, tóxico, que ocorre precocemente e se mantém enquanto durar o tratamento.

(B)

É denominada adjuvante quando se segue ao tratamento principal (cirurgia ou radioterapia), tendo o objetivo de esterilizar células residuais locais ou circulantes, diminuindo a incidência de metástases à distância.

(C)

Alguns medicamentos antineoplásicos são considerados irritantes provocando formação de vesículas e destruição tecidual resultando em necrose local.

(D)

Alguns medicamentos antineoplásicos podem provocar efeitos tóxicos principalmente fibrose ou cirrose hepática após algumas semanas de tratamento.

(E)

A mucosite e anemias são efeitos colaterais, tóxicos, que ocorrem precocemente e se mantém enquanto durar o tratamento.

27.

O médico prescreveu para um paciente com diagnóstico de Insuficiência Cardíaca

Congestiva uma solução para administração intravenosa contínua em bomba de infusão:

Droga XIS 250mg – uma ampola + SF 0,9% 230 mL. Na prescrição é solicitado que a infusão seja iniciada com 05 mcg/kg/min (mcg = microgramas) Considerando-se que a ampola da Droga XIS contém 20 mL e que o paciente pesa 50 kg, quantos ml/hora devem ser programados na bomba de infusão?

(A)

10 mL/h

(B)

1,5 mL/h

(C)

15 mL/h

(D)

05 mL/h

(E)

1,0 mL/h

28.

Em relação à definição sobre “Vigilância Epidemiológica das infecções hospitalares”:

(A)

É um método ativo, sistemático e contínuo de coleta, análise e interpretação de dados que proporcionam o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde individual e coletiva com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos.

(B)

É um conjunto de ações das comissões de controle de infecções hospitalares visando a detecção de surtos de infecção intrahospitalar bem como medidas de controle. Sua finalidade principal é recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos.

(C)

É um método de vigilância de pacientes infectados visando o isolamento ou outras medidas de precaução de acordo com os sítios infectados e os microorganismos responsáveis pelo processo infeccioso. Sua finalidade é recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos.

(D)

É um conjunto de ações das comissões de controle de infecções hospitalares cujo principal objetivo é a coleta de informações de forma prospectiva relacionadas a presença de infecções intrahospitalar. Sua finalidade é recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos.

(E)

É um método prospectivo de coleta, análise e interpretação de dados que proporcionam a detecção ou prevenção de qualquer processo infeccioso que sejam determinantes ou condicionantes das alterações de saúde individual e coletiva nos ambientes com alto risco de desenvolvimento e propagação de infecções.

29. De acordo com as recomendações de especialistas e da ANVISA, os curativos devem ser realizados com determinados produtos ou soluções e mantidos abertos ou fechados de acordo com o tipo de incisão/lesão. Dentre as recomendações destacam-se:

(A)

Os curativos com secreção purulenta devem ser realizados com soluções antissépticas e utilização de cremes ou pomadas que contenham antibióticos para inibir a proliferação de microrganismos. Deve ser mantido fechado.

(B)

Curativos de cateteres venosos centrais devem ser limpos com Soro Fisiológico 0,9% e soluções antissépticas. Devem ser mantidos abertos se não houver secreções.

(C)

Os curativos cirúrgicos limpos devem ser realizados somente com Soro Fisiológico 0,9% e devem ser mantidos oclusivos nas primeiras 24 h. Após esse período podem ser mantidos abertos se não houver secreções.

(D)

Curativos com sistema de drenagem aberta devem ser realizados com solução fisiológica e solução alcoólica. Em caso de drenagem de secreções ou fluídos deve- se colocar uma bolsa coletora.

(E)

Feridas abertas com pouco exsudato, fibrina e necrose residual devem ser lavadas com solução fisiológica. A seguir, deve ser aplicado AGE (Ácidos Graxos Essenciais em toda sua extensão). Deve ser mantido fechado.

12 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

30. Paciente irá realizar endoscopia digestiva. O médico solicita que seja administrado

15mg de midazolan intravenoso. No armário de medicações você tem estocado três ampolas que contém 50mg cada, sendo que cada ampola tem 10 mL. Quantos mL você deve administrar?

(A)

15 mL

(B)

5 mL

(C)

3 mL

(D)

30 mL

(E)

10 mL

31. Em relação às substâncias psicoativas:

(A)

O álcool é a substância psicoativa mais utilizada no mundo, sendo o alcoolismo o diagnóstico mais frequente das internações psiquiátricas.

(B)

O abuso de cocaína pode ocasionar bradicardia e hipotensão que pode levar a parada cardíaca. Cronicamente, pode levar a rinorréia, úlceras nasais e diarréia.

(C)

A Síndrome de Abstinência Alcoólica pode ser reconhecida após a cessação do consumo de álcool. Os principais sintomas são: fala pastosa, letargia, irritabilidade ou sonolência e alterações de humor.

(D)

A cocaina é a substância psicoativa mais utilizada no mundo. Além dos graves problemas sociais e familiares relacionados ao seu consumo, os indivíduos podem evoluir para demência.

(E)

O uso prolongado da Cannabis (“maconha”) pode ocasionar a intoxicação, reconhecida através de quadro de ansiedade, sudorese, midríase, taquicardia e convulsões.

32. Paresia e parestesia são alterações neurológicas que significam respectivamente:

(A)

Alteração da força motora e ausência de força motora.

(B)

Alteração da força motora e alteração da sensibilidade.

(C)

Alteração da sensibilidade e ausência de força motora.

(D)

Diminuição da sensibilidade e força motora normal.

(E)

Ausência de força motora e da sensibilidade.

33. Para a avaliação correta da pressão arterial de um indivíduo deve-se utilizar uma bolsa de borracha do manguito do esfigmomanômetro apropriada à circunferência do braço. Recomenda-se que tenha as seguintes dimensões:

(A)

Largura de 30% da circunferência do braço e comprimento de 80% da circunferência do braço

(B)

Largura de dois terços da distância entre o ombro e o cotovelo e comprimento de 80% da circunferência do braço

(C)

Largura de 40% da circunferência do braço e comprimento de 100% da circunferência do braço

(D)

Largura de 40% da circunferência do braço e comprimento de 80% da circunferência do braço

(E)

Largura de 80% da circunferência do braço e comprimento de 40% da circunferência do braço

34.

Considerando-se as alterações fisiológicas do processo de envelhecimento, assinale

a alternativa correta:

(A)

No sistema cardiovascular ocorre diminuição da espessura da parede das artérias, com menor rigidez e menor complacência e aumento da massa cardíaca.

(B)

No trato urinário ocorre uma diminuição dos glomérulos e do tecido fibroso, causando uma diminuição do peso da massa renal.

(C)

A quantidade de água corporal diminui com o progredir da idade, tornando as pessoas idosas mais susceptíveis a complicações graves relacionadas à perda de líquidos e maior dificuldade à rápida reposição do volume perdido.

(D)

Há um aumento da PaO 2 e um declínio gradual da PaCaO 2 a partir dos 30 anos.

(E)

Há um aumento da resposta medular às agressões agudas e a resposta a dor é mais intensa.

35. O que é morte encefálica?

(A)

Diminuição irreversível da atividade metabólica cerebral

(B)

Diminuição do fluxo sanguíneo cerebral e diminuição do débito cardíaco

(C)

Diminuição da atividade elétrica cerebral e diminuição do débito cardíaco

(D)

Parada total e reversível do fluxo sanguíneo cerebral

(E)

Parada total e irreversível das funções cerebrais

14 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

36. Em relação ao sistema cardiovascular assinale a alternativa correta:

(A)

A frequência cardíaca normal é resultante dos impulsos elétricos gerados pelo marcapasso átrio-ventricular.

(B)

O volume total de sangue na circulação é de aproximadamente 5 litros sendo que a maior parte encontra-se nas artérias e arteríolas.

(C)

A taquicardia é benéfica em algumas situações por elevar o débito cardíaco. Entretanto, se persistente, pode aumentar o volume sistólico, ocasionando sobrecarga cardíaca e diminuição da perfusão coronariana.

(D)

A pressão arterial é regulada pelo tônus vasomotor das artérias e arteríolas, débito cardíaco e volemia.

(E)

A pós-carga corresponde ao volume ventricular diastólico final.

37. A dor no tórax pode ser sugestiva de dor torácica de origem cardíaca quando

apresentar as seguintes características:

(A)

Localização centroesternal, intensa, irradiada para o pescoço, ombro e braço esquerdo. Em geral, está associada a tremores profusos náuseas ou vômitos e palpitação. O paciente apresenta um ou mais fatores de risco, tais como tabagismo, obesidade, antecedente familiar, hipertensão, e doença neoplásica.

(B)

Localização centroesternal, intensa, irradiada para hemicorpo esquerdo ou dorso. Em geral, está associada a taquicardia, palpitação e hipotensão. O paciente apresenta um ou mais fatores de risco, tais como tabagismo, obesidade, doença pulmonar prévia, diabetes, dislipidemia.

(C)

Localização precordial ou dorsal, intensa, frequentemente irradiada para braço direito ou esquerdo. Em geral, está associada a sudorese profusa, hipertensão, cefaléia e o paciente apresenta um ou mais fatores de risco, tais como tabagismo, alcoolismo, doença neoplásica, dislipidemia.

(D)

Localização retroesternal, de moderada a intensa, frequentemente irradiada para a região epigástrica. Em geral, está associada a tremores, cefaléia e naúseas. O paciente apresenta um ou mais fatores de risco, tais como tabagismo, alcoolismo, doença pulmonar prévia e dislipidemia.

(E)

Localização retroesternal, intensa, que pode ser irradiada para mandíbula, pescoço, ombro e braço. Em geral, está associada a sudorese profusa, dispneia, náuseas e o paciente apresenta um ou mais fatores de risco, tais como tabagismo, obesidade, antecedente familiar, diabetes, dislipidemia.

38.

Os achados físicos facilmente identificáveis para o reconhecimento do Acidente

Vascular Encefálico (AVE) agudo de acordo com a escala de Cincinnati são:

(A)

Desvio de rima, desvio de pupila e fala anormal

(B)

Desvio de pupila, afonia, fraqueza no braço

(C)

Fraqueza no braço, fala anormal e desvio de pupila

(D)

Desvio de rima, fraqueza no braço e fraqueza em mãos

(E)

Desvio de rima, fraqueza no braço e fala anormal

39.

Em relação a infecção pelo vírus HIV:

(A)

Atualmente, entre a população de 25-59 anos há mais casos da doença entre as mulheres do que entre homens. Entretanto, a incidência nas crianças recém- nascidas, filhas de mães soropositivas está diminuindo gradativamente.

(B)

No Brasil, os casos de AIDS entre pessoas acima dos 60 anos dobraram na última década, sendo que 65% dos casos são em homens e 35% em mulheres.

(C)

HIV é a denominação do vírus da imunodeficiência humana. Causador da AIDS, ataca o sistema hematológico, tornando os portadores do vírus susceptíveis a várias doenças oportunistas e sangramento. As células mais atingidas são os linfócitos T

CD4+.

(D)

No Brasil, a região nordeste apresenta maior número de pessoas infectadas por HIV seguida pela região sul e sudeste, respectivamente. Nessas regiões a incidência nas crianças recém-nascidas, filhas de mães soropositivas está aumentando.

(E)

Todo portador do vírus tem direito a comunicar apenas às pessoas que deseja seu estado de saúde e o resultado dos seus testes. No trabalho, a exigência do exame para admissão, permanência ou demissão por razão da sorologia positiva para o HIV

e pode ser solicitada pelo médico.

40. Em pacientes submetidos a drenagem torácica:

(A)

Para manter o dreno torácico sem obstrução o enfermeiro deve realizar periodicamente a ordenha ou o deslizamento manual do tubo de drenagem externo.

(B)

O pinçamento do dreno torácico deve ser realizado sempre que for necessário trocar

a

água do frasco coletor ou durante a manipulação do paciente.

(C)

Uma das indicações imediata para a retirada do dreno torácico é o sangramento contínuo, devido ao risco de obstrução por coágulos.

(D)

O frasco de drenagem deve ser trocado de 24-48h para evitar a manipulação excessiva e risco de contaminação.

(E)

A coluna d’agua ou selo d’agua do sistema deve oscilar com a respiração do paciente. A ausência de oscilação pode indicar que o pulmão está expandido ou que há obstrução em algum ponto do sistema.

16 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

41. Segundo o Código de Ética Profissional de Enfermagem:

(A)

São exemplos de ações privativas do enfermeiro: chefia de serviço e de unidade de enfermagem, planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços da assistência de enfermagem; prescrição da assistência de enfermagem; cuidados diretos de enfermagem a pacientes graves com risco de vida; cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica e que exijam conhecimentos de base científica e capacidade de tomar decisões imediatas;

(B)

O enfermeiro pode participar de projetos de construção ou reforma de unidades de internação; prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar e de doenças transmissíveis em geral; gerenciar serviços de apoio tais como: farmácia, lavanderia, almoxarifado.

(C)

O titular do diploma ou certificado de Obstetriz ou de Enfermeira Obstétrica, conferido nos termos da lei pode: prestar assistência de enfermagem à gestante, parturiente e puérpera; acompanhamento da evolução e do trabalho de parto; execução do parto sem distocia e circular nos partos cesarianas.

(D)

Os auxiliares de enfermagem podem executar tarefas sob supervisão do enfermeiro tais como ministrar medicamentos por via oral e parenteral; realizar controle hídrico; fazer curativos; aplicar oxigenoterapia, nebulização, enteroclisma, enema, realizar sondagens tais como vesical, gástrica e enteral.

(E)

Todo o pessoal de Enfermagem deve: cumprir e fazer cumprir o Código de Deontologia da Enfermagem; participar em bancas examinadoras em matérias específicas de Enfermagem, nos concursos para provimento de cargo ou contratação de pessoal Técnico e Auxiliar de Enfermagem.

42. A aspiração endotraqueal do paciente intubado ou traqueostomizado deve ser realizada na presença de:

(A)

Sinais de desconforto respiratório, presença de secreção rolhosa, diminuição da ventilação constatada pela ausência de ruídos adventício, saturação periférica de oxigênio entre 90- 96 %, uso de musculatura abdominal e cianose periférica.

(B)

Cianose periférica, diminuição da ventilação e oxigenação, ausculta pulmonar com sibilos e estertores, escore na escala de Coma de Glasgow igual ou menor que 15 pontos, ausência de tosse e saturação periférica de oxigênio abaixo do normal.

(C)

Escore na escala de Coma de Glasgow igual ou menor que 09 pontos, ausência de tosse, ausculta pulmonar com sibilos, ou diminuição dos murmúrios vesiculares, cianose periférica, hipersecreção sanguinolenta.

(D)

Secreção pulmonar visível, ausculta pulmonar com presença de roncos, diminuição da oxigenação constatada pela saturação periférica de oxigênio abaixo do normal, sinais de desconforto respiratório e tosse.

(E)

Secreção pulmonar visível, ausculta pulmonar com presença de estertores, diminuição da oxigenação constatada pela saturação periférica de oxigênio menor que 70%, sinais de instabilidade hemodinâmica e respiratória.

43. Em relação a oxigenioterapia é correto afirmar:

(A)

O fornecimento de oxigênio por dispositivos de baixo fluxo ou alto fluxo, devem possibilitar a umidificação nasal pois o oxigênio é seco e irritante, podendo ocasionar ressecamento e até sangramento. Se as narinas estiverem obstruídas por secreção deve-se lavá-las com solução fisiológica e proceder a aspiração, se necessário.

(B)

Se o dispositivo para o fornecimento de oxigênio for de baixo fluxo, a umidificação é opcional e é importante que o enfermeiro oriente o paciente a respirar pelo nariz. Se as narinas estiverem obstruídas por secreção deve-se lavá-las com solução fisiológica e proceder a aspiração, se necessário.

(C)

A

máscara facial de nebulização pode ser uma opção para o paciente que não tolera

cateter nasal. Se o cateter estiver ajustado para oferecer 3L/min, deve-se ajustar o fluxo do nebulizador com a mesma concentração. O enfermeiro deve orientar o paciente a respirar pelo nariz.

o

(D)

A máscara de Venturi a 10L/min é preferencial pois sua utilização permite maior controle da oferta de oxigênio. Outras vantagens são: mantém a umidade das narinas e não comprime as fácies proporcionando maior conforto ao paciente. As desvantagens são: é ruidosa e pode causar claustrofobia.

(E)

A

máscara de Venturi a 5L/min. é preferencial pois sua utilização permite oferecer o

oxigênio de forma mais precisa. Outras vantagens são: não resseca as narinas e o paciente pode respirar tanto pela boca como pelo nariz proporcionando maior conforto. Não apresenta desvantagens, pois é tolerada facilmente pelo paciente.

44. Em uma visita domiciliar o enfermeiro encontra uma senhora muito ansiosa e

apreensiva, realizando ora respirações profundas, ora respirações rápidas. O motivo da alteração foi à notícia recente do atropelamento do filho que naquele momento estava sendo levado ao Pronto-Socorro. A enfermeira tenta acalmá-la, pois está preocupada com as consequências dessa condição respiratória, pois pode acarretar:

(A)

Alcalose metabólica devido ao aumento do volume-minuto

(B)

Alcalose mista devido à diminuição do volume-minuto

(C)

Acidose respiratória devido ao acúmulo de CO 2

(D)

Alcalose respiratória devido ao aumento do volume-minuto

(E)

Acidose mista devido ao acúmulo de CO 2

45. Um paciente com Insuficiência Hepática por cirrose pode apresentar alteração da

coagulação sanguínea. A identificação desta alteração pode ser obtida através da coleta dos seguintes exames laboratoriais:

(A)

Fosfatase alcalina

(B)

Amilase

(C)

TGO e TGP

(D)

Hematócrito e Hemoglobina

(E)

TP e TTPA

18 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

46. Um paciente com diagnóstico de pancreatite aguda vai reiniciar a alimentação. Qual dos seguintes itens deve ser limitado na sua dieta para ajudar a evitar futuros episódios de pancreatite?

(A)

Ingestão de carboidratos

(B)

Ingestão de proteínas

(C)

Ingestão de água

(D)

Ingestão de lipídios

(E)

Ingestão de carboidratos e proteínas

47. Você está analisando os resultados laboratoriais de um paciente. A contagem absoluta de neutrófilos é de 2.200 células/mm 3 e as plaquetas = 60.000mm 3 respectivamente. Tais resultados são indicativos de:

(A)

Risco aumentado de reações alérgicas a terapia e plaquetopenia que aumenta o risco de sangramento.

(B)

Capacidade diminuída do paciente de responder a infecções e plaquetopenia, que aumenta o risco de sangramento.

(C)

Presença de leucócitos neoplásicos e plaquetopenia que aumenta o tempo de coagulação sanguínea.

(D)

Provável necessidade de reposição de hemocomponentes e coagulação sanguínea prejudicada.

(E)

Capacidade diminuída do paciente de processar a coagulação e risco de reações alérgicas.

48.

No paciente em crise asmática o tratamento por via inalatória com broncodilatador

beta-2-agonista de curta duração é mandatório. A associação do broncodilatador beta-2- agonista com brometo de ipatrópio é contra-indicada em crises moderadas a severas.

(A)

A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma proposição falsa

(B)

As duas asserções são proposições verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira

(C)

A primeira asserção é uma proposição falsa e a segunda é uma proposição verdadeira

(D)

As duas asserções são proposições falsas

(E)

A primeira asserção é uma proposição falsa e a segunda é uma proposição verdadeira

49. Um técnico de enfermagem não consegue entender a grafia de um medicamento prescrito pelo médico. Ele recorre a enfermeira que também não consegue realizar a leitura. A enfermeira tenta localizar o médico para esclarecer sua dúvida, sem sucesso e decide não autorizar a administração do medicamento. No dia seguinte, o médico queixa- se a diretoria do hospital e exige que ambos sejam punidos, pois discorda da conduta dos profissionais e porque não há registros em prontuário relacionados ao caso. De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (Conselho Federal de Enfermagem - COFEN 2007) considere a frase:

(I) É direito do profissional de saúde recusar-se a executar prescrição medicamentosa em caso de identificação de erro ou ilegibilidade. Entretanto, (II) os profissionais de enfermagem deixaram de cumprir o dever de registrar as informações inerentes e indispensáveis ao processo de cuidar de forma clara, objetiva e completa e estão sujeitos a multa.

(A)

A primeira asserção (I) é uma proposição verdadeira, e a (II) é uma proposição falsa.

(B)

A asserção (I) é uma proposição falsa e a (II) é uma proposição verdadeira.

(C)

As duas asserções são proposições verdadeiras.

(D)

As duas asserções são proposições falsas.

(E)

A

asserção (I) é uma proposição verdadeira e a (II) é uma proposição parcialmente

verdadeira, pois no caso, os profissionais estão sujeitos a advertência verbal.

50. (I) Um infarto do miocárdio ocorre quando células do músculo cardíaco ficam privadas

de oxigênio devido a um inadequado suprimento de sangue pelas artérias coronárias. (II) Estas células ficam danificadas ou morrem, dependendo de quanto tempo dura a interrupção da circulação sanguínea e do quanto do músculo cardíaco foi afetado pela mesma. (III) Estas células mortas ou danificadas afetam o coração em sua capacidade de contrair-se limitando assim a sua habilidade de bombear o sangue para o corpo.

(A)

As três asserções são proposições verdadeiras.

(B)

A primeira asserção (I) é uma proposição verdadeira, a (II) é uma proposição falsa e

a (III) é uma proposição verdadeira

(C)

As asserções (I) e (II) são proposições verdadeiras, e a (III) uma proposição falsa.

(D)

A

primeira asserção (I) é uma proposição verdadeira e as asserções (II) e (III) são

proposições falsas

(E)

As três asserções são proposições falsas

20 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

51. (I) No infarto agudo do miocárdio, algumas substâncias são liberadas pelas células

miocárdicas em razão do suprimento de sangue ficar bloqueado. (II) Entre as enzimas liberadas estão as Troponinas e a CKMB (creatino quinase do músculo cardíaco). (III) Estas enzimas aparecem na circulação sanguínea após 12-24 horas do infarto podendo ser dosadas e ser verificado o seu aumento.

(A)

As três asserções são proposições falsas.

(B)

A

primeira asserção (I) é uma proposição verdadeira e as asserções (II) e (III) são

proposições falsas.

(C)

As asserções (I) e (II) são proposições verdadeiras, e a (III) uma proposição falsa.

(D)

As três asserções são proposições verdadeiras.

(E)

A primeira asserção (I) é uma proposição verdadeira, a (II) é uma proposição falsa e

a (III) é uma proposição verdadeira.

52. Combine corretamente as doenças infecciosas (número) e o seu respectivo agente

etiológico (letra).

(1)

Malária

(A)

Treponema pallidum

(2)

Botulismo

(B)

Plasmodium (vivax, falciparum e malariae)

(3)

Sífilis

(C)

Clostridium botulinum

(4)

Coqueluche

(D)

Arbovírus do gênero Flavivirus

(5)

Dengue

(E)

Bordetella pertussis

(A)

1C; 2B; 3E; 4D; 5A

(B)

1B; 2C; 3A; 4E; 5D

(C)

1C; 2A; 3E; 4D; 5B

(D)

1D; 2C; 3A; 4E; 5B

(E)

1B; 2C; 3A; 4B; 5D

53.

Em relação ao sistema urinário:

(A)

Oliguria refere-se ao volume urinário inferior a 1000mL/dia

(B)

Polaciúria refere-se ao aumento do volume urinário superior a 2000mL/dia

(C)

Enurese: urgência urinária, principalmente à noite

(D)

Anuria refere-se ao volume urinário inferior a 100mL/dia

(E)

Mioglobinúria : presença de hemoglobina na urina

54. É uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmissível e

extremamente contagiosa. A viremia causada pela infecção provoca uma vasculite generalizada, responsável pelo aparecimento das diversas manifestações clínicas, inclusive pelas perdas consideráveis de eletrólitos e proteínas, gerando o quadro espoliante característico da infecção. Além disso, as complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença particularmente, em crianças desnutridas e menores de 1 ano.

A descrição do quadro acima se refere a:

(A)

Rubéola

(B)

Leishmaniose Visceral

(C)

Sarampo

(D)

Dengue

(E)

Difteria

55.

Em

relação

a

vacinação

do

adolescente

(11-19

anos)

quais

as

vacinas

recomendadas

pelo

Programa

Nacional

de

Imunizações

do

Ministério

da

Saúde

(PNI/MS)?

 

(A)

Hepatite B, Dupla (difteria e tétano), Febre Amarela e Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola).

(B)

Dupla (difteria e tétano), Febre Amarela, Hepatite B e C, Tríplice viral (sarampo, meningite e rubéola).

(C)

Dupla (caxumba e tétano), Febre Amarela, Hepatite C, Tríplice viral (sarampo, meningite e rubéola).

(D)

Hepatite C, Dupla (difteria e tétano), Meningite, Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola).

(E)

Dupla (caxumba e sarampo), Febre Amarela, Hepatite C, Tríplice viral (difteria, meningite e rubéola).

22 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

56. Considere as orientações abaixo quanto à utilização da insulina para pacientes

diabéticos:

I.

O

frasco de insulina aberto poderá ser armazenado na geladeira, mantendo-se a

temperatura entre 2-8°C ou em temperatura ambiente entre 15-30°C. Em ambas as

condições, o medicamento deverá ser utilizado no prazo de 30 dias.

II.

Antes de utilizar a insulina, se armazenada em geladeira, deve-se retirá-la aproximadamente 10-20min antes de sua aplicação, pois insulina gelada causa irritação e dor no local da aplicação.

III.

Deve-se introduzir a mesma quantidade de ar no frasco de insulina (com seringa própria) que corresponda a dose de insulina prescrita. Este cuidado impede a formação de vácuo dentro do frasco, facilita a aspiração e promove a retirada da dose correta.

IV.

A

insulina NPH deve ser homogeneizada e para tanto deve-se agitar o frasco

rigorosamente.

(A)

As afirmativas II, III são verdadeiras e as afirmativas I e IV são falsas.

(B)

As afirmativas I, II, III são verdadeiras e a IV é falsa.

(C)

Todas as afirmativas são verdadeiras.

(D)

As afirmativas II e IV são verdadeiras e as afirmativas I e III são falsas.

(E)

A afirmativa IV é verdadeira e as afirmativas I,II e III são falsas.

57. Em relação à Reanimação Cardiopulmonar (RCP), as recomendações atuais para o seu atendimento intra-hospitalar são:

I.

No adulto as compressões torácicas são prioritárias e devem ser realizadas numa frequência mínima de 100 compressões por minuto, com uma profundidade mínima de 5 cm.

II.

Antes de iniciar as manobras de ventilação no indivíduo (adulto ou criança) em parada cardiorrespiratória (PCR) deve-se "Ver, ouvir e sentir se há respiração", se

respiração não estiver presente iniciar as ventilações com o dispositivo bolsa- máscara (Ambu ®)

a

III.

O

número de compressões torácicas sequenciais que deve ser realizado (até a

colocação da via aérea avançada) no adulto com 1 ou 2 socorristas é de 30 vezes alternadas com 2 ventilações.

IV.

Nas crianças e bebes se houver 2 socorristas deve-se manter 15 compressões alternadas com 2 ventilações e se houver apenas 1 profissional deve ser realizado 30 compressões alternadas com 2 ventilações.

(A)

Todas as afirmativas são verdadeiras.

(B)

As afirmativas III e IV são verdadeiras e as afirmativas I e II são falsas.

(C)

As afirmativas II e III são verdadeiras e as afirmativas I e IV são falsas.

(D)

As afirmativas II, III e IV são verdadeiras e a afirmativa I é falsa.

(E)

As afirmativas I, III e IV são verdadeiras e a afirmativa II é falsa.

58. Considere as asserções abaixo:

I A hipoglicemia é um evento adverso relativamente frequente do paciente diabético que recebe insulinoterapia.

II A hipoglicemia estimula o sistema simpático, propiciando a ocorrência de arritmias, aumenta a demanda miocárdica de oxigênio, favorecendo quadros anginosos, e aumenta a liberação de citoquinas inflamatórias.

III Quando severa pode levar perda da consciência, convulsão, coma e morte cerebral.

(A)

As afirmativas I e III são verdadeiras e a afirmativa II é falsa

(B)

As afirmativas I e II são verdadeiras e a afirmativa III é falsa

(C)

A afirmativa I é verdadeira e as afirmativas II e III são falsas

(D)

As afirmativas II, III são verdadeiras e a afirmativa I é falsa

(E)

As afirmativas I, II e III são verdadeiras

59. No Brasil, em relação à Intoxicação Exógena, as afirmações A, B, C, D são respectivamente (V) verdadeira ou (F) falsas.

A.

( ) Crianças menores de cinco anos são as maiores vítimas dos casos de intoxicação por medicamentos

B.

( ) Os casos de Intoxicação por domissanitários são mais frequentes em crianças maiores de 10 anos na região sudeste e sul do Brasil.

C.

) Os medicamentos, animais peçonhentos e produtos de limpeza domiciliar são os principais agentes causadores de intoxicações em seres humanos.

(

D.

(

) Os três principais agentes tóxicos envolvidos nas intoxicações de adolescentes

de

15 a 19 anos são: medicamentos, animais peçonhentos e produtos veterinários .

(A)

F, V, F, V

(B)

F, F, V, V

(C)

V, V, F, F

(D)

V, F, V, F

(E)

F, F, F, V

24 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

60. Em relação a higiene das mãos pelos profissionais de saúde, as afirmações A,B, C,

D, são respectivamente (V) verdadeira ou (F) falsa.

Higienização das mãos com antissépticos próprios visa reduzir a flora microbiana transitória sem necessariamente afetar a flora residente da pele.

( ) Lavagem das mãos realizada imediatamente antes das cirurgias pela equipe

cirúrgica com antissépticos de ação residual, visa eliminar a flora transitória e diminuir a flora residente da pele.

( ) Aplicação de solução aquosa alcoólica visa reduzir ou inibir o crescimento de

microorganismos sem a necessidade de uma fonte exógena de água e de lavagem ou de secagem com toalhas ou outros dispositivos.

ou

( )

antissepsia das mãos com um antisséptico próprio e água.

(

)

Desinfecção

das

mãos

é

uma

expressão

inapropriada

para

a

lavagem

(A)

V, V, V, V

(B)

F, V, F, V

(C)

F, F, V, V

(D)

V, V, F, F

(E)

V, V, V, F

61. A Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) orientada pelos valores da ética, do

profissionalismo e da participação, expressa o acerto na definição pelo Ministério da Saúde de revitalizar a Atenção Básica à Saúde no Brasil. Quais são esses eixos transversais nos quais a PNAB se fundamenta?

(A)

Equidade, organização e conscientização

(B)

Equidade, gestão e organização

(C)

Integralidade, financiamento e organização

(D)

Universalidade, integralidade e equidade

(E)

Integralidade, gestão e comunicação

62. O Programa de Saúde da Família do Ministério da Saúde:

(A)

É um programa que visa à capacitação dos profissionais da região metropolitana para trabalharem no processo de orientação de alta hospitalar.

(B)

É uma estratégia de reorientação do modelo assistencial, operacionalizada mediante

a implantação de equipes multiprofissionais em unidades básicas de saúde.

(C)

É um programa de orientação domiciliar, operacionalizado mediante uma equipe única, especializada em hospitais terciários.

(D)

É uma estratégia de recrutamento pessoal no modelo assistencial, humanizado e especializado em hospitais secundários.

(E)

É uma estratégia regional que intenciona a reabilitação por meio de agentes de saúde treinados e capacitados em unidades básicas de saúde.

63. A criação dos NASF (Núcleos de Apoio a Saúde da Família) teve como objetivo:

(A)

Inserir a Estratégia de Saúde da Família na rede de serviços públicos incluindo atendimento hospitalar.

(B)

Inserir o programa de Saúde da Criança e do Adolescente e de Atenção à Saúde da Mulher na rede de serviços públicos.

(C)

Ampliar a abrangência e o escopo das ações na Atenção Básica, aumentando sua resolutividade, reforçando os processos de territorialização e regionalização em saúde.

(D)

Segmentar as equipes de saúde e facilitar o atendimento especializado com ênfase na territorialização.

(E)

Promover qualidade de vida as pessoas com deficiência, garantindo os direitos civis

e de saúde a estes indivíduos.

64. Com relação às ações de reabilitação que a equipe multiprofissional do Núcleo de

Apoio a Saúde da Família (NASF) faz às equipes de Saúde da Família (SF), são verdadeiras as afirmações:

I. Discutir e construir Projeto Terapêutico Singular (PTS).

II. Orientar e informar as equipes SF, as pessoas com deficiência, os cuidadores sobre manuseio, posicionamento e as atividades de vida diária.

III. Realizar a transferência de idosos com problemas de locomoção ou acamados para hospital mais próximo a sua região.

IV. Encaminhar e orientar, quando necessário, procedimentos para obtenção de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção.

V. Realizar ações que facilitem a inclusão escolar, laboral ou social de pessoas com deficiência.

Assinale a alternativa que contém os itens corretos:

(A)

I,

II, IV, V

(B)

II, III, IV

(C)

I,

III, IV

(D)

II, IV, V

(E)

I,

II, III, IV

65. A Lei Nº 8142/1990, que dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do

Sistema Único de Saúde, estabelece em seu Artigo 1º, que o Controle Social deve ser efetivado por duas instâncias colegiadas devidamente nominadas. Analise as alternativas abaixo relacionadas e assinale quais são as duas instâncias que efetivam o Controle Social:

(A)

Organizações Governamentais e Conselho Nacional de Secretários de Saúde.

(B)

Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde e Conselho Nacional de Secretários de Saúde.

(C)

Organização Estudantil de Estudantes da área da Saúde e Orçamento Participativo.

(D)

Ministério da Saúde e Ministério da Educação.

(E)

Conferências de Saúde e Conselhos de Saúde.

26 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012

66. “A compreensão da complexidade do processo saúde-doença exige que os

profissionais de saúde percebam a necessidade de trabalhar em equipe multiprofissional

trabalho em equipe requer a interação de pessoas e áreas de saberes diversos que

deverão operar sobre um objeto complexo como o processo saúde doença. Essa diversidade origina diferenças e desigualdades no âmbito da equipe ”

O “

Analisando o sentido do texto acima, assinale qual das afirmações apresentadas nas alternativas abaixo é falsa ou verdadeira.

(

) Diferença significa as singularidades e especificidades que apresentam cada uma das profissões que compõe as equipes de saúde, provenientes dos recortes de seus objetos de interesse, dos instrumentos utilizados e de suas sustentações teóricas.

(

) Desigualdades dizem respeito às decorrências sociais dessas diferenças, ou seja, do maior ou menor prestígio e reconhecimento e do poder que ocupam no quadro geral das profissões da saúde.

(

) Desigualdade e diferença são sinônimos e designam os contornos e características de cada uma das profissões da saúde.

(A)

F, F, V

(B)

F, F, F

(C)

V, V, V

(D)

F, V, F

(E)

V, V, F

67. A partir dos anos 80, inicia-se o processo de redemocratização do país, com a

reconquista da cidadania. É nessa época que toma grande impulso a discussão da reforma sanitária brasileira. Pode-se afirmar que reforma sanitária objetivou:

I. Ampliar o conceito de Saúde

II. Redemocratizar o setor de saúde

III. Apresentar a saúde como resultante das condições de alimentação, habitação, educação, lazer, trabalho, salário, transporte, meio ambiente e acesso a serviços.

IV. Tornar a saúde como direito de cidadania e dever do Estado e instituir um Sistema Único de Saúde

(A)

I e II estão corretas

(B)

I, III e IV estão corretas

(C)

Todas as afirmações estão corretas

(D)

Apenas o item III está correto

(E)

I e IV estão corretas

68. A Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador - RENAST foi criada

através da Portaria n.º 1679/GM em 19 de setembro de 2002. A RENAST é uma rede desenvolvida de forma articulada entre o Ministério da Saúde e as Secretarias de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e tem como principal objetivo:

(A)

Estabelecer as ações de vigilância sanitária e epidemiológica a serem executadas pela estratégia saúde da família.

(B)

Integrar a rede de serviços do SUS, voltados à assistência e à vigilância.

(C)

Estabelecer as ações da principal prioridade do Pacto pela Vida.

(D)

Manter a articulação com as ações voltadas à saúde do trabalhador, executadas pelo Instituto Nacional de Seguro Social.

(E)

Concentrar as ações de vigilância no âmbito federal.

69. Qual é a concepção de humanização que fundamenta a Política Nacional de

Humanização da Atenção e Gestão no Sistema Único de Saúde - “HumanizaSUS”.

(A)

identificação das dimensões de necessidades subjetivas de saúde; a melhoria do atendimento e a manutenção dos modelos de atenção e gestão.

(B)

atuação com foco apenas na produção de saúde, valorizando o trabalho em rede com equipes multiprofissionais, com atuação transdisciplinar.

(C)

redução das filas e o tempo de espera, com ampliação do acesso e atendimento acolhedor.

(D)

valorização dos sujeitos; gestão participativa; a efetivação do pacto entre os diferentes níveis de gestão do SUS e entre as diferentes instâncias.

(E)

atenção aos usuários, valorização dos trabalhadores e relativa autonomia dos gestores, com a responsabilidade dos sujeitos.

70. (I). O “acolhimento” tem sido apresentado como uma estratégia para colocar em prática os princípios previstos no SUS PORQUE (II). É uma diretriz ético-estético-política constitutiva dos modos de se produzir saúde e uma ferramenta tecnológica de intervenção na qualificação da escuta, construção de vínculo, garantia do acesso com responsabilização e resolutividade nos serviços.

(A)

As duas afirmativas são proposições verdadeiras e a segunda não é uma justificativa correta da primeira.

(B)

As duas afirmativas são proposições verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira.

(C)

A primeira afirmativa é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma proposição falsa.

(D)

A primeira afirmativa é uma proposição falsa e a segunda é uma proposição verdadeira.

(E)

As duas afirmativas são proposições falsas.

28 – UNIFESP – Residência em Enfermagem – 2012