Cultura: A cultura é a totalidade dos conhecimentos, das crenças, das artes, dos valores, das leis, dos costumes

e de todas as outras capacidades e hábitos adquiridos pelo Homem enquanto membro da sociedade. Assim, as crenças englobam as diferentes religiões, as ideologias políticas e as ideias acerca da natureza humana as teorias de conhecimento englobam a ci!ncia moderna, as diversas astrologias e as várias medicinas alternativas as construções e ob"etos englobam casas, satélites, estradas, computadores, garfos, roupas, garrafas# os valores englobam a atribuiç$o a certos comportamentos, qualidades e ob"etos as leis e normas regulam a vida em comum as artes e%primem os modos de uma determinada sociedade por fim, os costumes s$o modos de interaç$o social, de comportamento, de apresentaç$o & sociedade e englobam os rituais de saudaç$o, os modos de preparar alimentos e de os consumir, as celebrações e os modos de vestir. 'odos estes elementos encontram(se organizados no todo cultural, isto é, mudam e influenciam(se mutuamente. Assim, os elementos simb)licos, como as crenças, os valores e as normas materializam(se nas m*ltiplas produções culturais, nomeadamente em peças de roupa, em instrumentos e em matérias(primas utilizadas. A cultura, ao longo da vida, traduz(se em m*ltiplas consequ!ncias na forma como cada um pensa, sente e se comporta. +as nem tudo o que somos resulta da influ!ncia da cultura, pois, para além de sermos produtos da cultura, também somos produtores de cultura. ,omos produtores de cultura, uma vez que cada geraç$o dá a uma cultura o seu contributo, ao encontrar novas normas e valores, ao inventar novas formas de relacionamento ou de realizaç$o. Assim, cada geraç$o herda a cultura, trabalha(a, acrescentando, desta forma, as suas contribuições.

assim como varia de lugar para lugar. alimentamo(nos e cumprimentamo(nos de maneira diferente. os modos de relaç$o entre as pessoas e os significados que lhes est$o associados. -s fatores que contribuem para o aparecimento de diversas culturas s$o. quais s$o as e%periencias comuns e o que estas e%periencias podem significar. por e%emplo. o con"unto de fen)menos resultantes do contacto contínuo entre grupos de indivíduos pertencentes a diferentes culturas. bom ou mau. o que comemos. o modo como nos relacionamos e o que é normal ou anormal. pelo que n$o há nunca uma *nica cultura. Assim. a roupa que usamos. A aculturação é o processo que decorre do contacto entre elementos culturais. o espaço geográfico. a"udam a determinar. mas m*ltiplas culturas. assim como &s . crenças e valores comuns aos membros de uma determinada cultura. isto é. para um dado grupo cultural. o con"unto de comportamentos. -s padrões culturais s$o.A cultura varia no tempo e no espaço. varia com as épocas e momentos hist)ricos. A nossa cultura e%erce uma forte influ!ncia na forma como pensamos e sentimos. cada padr$o cultural muda permanentemente através da aç$o criadora de cada um dos seus membros e através do contacto com outras culturas. as criações que se v$o desenvolvendo. etc. as suas necessidades de sobreviv!ncia e as e%ig!ncias do meio onde vivem. naquilo que consideramos bonito ou feio.oncluindo. o que acontece ao longo do tempo e o contacto que se vai estabelecendo com as outras culturas. vestimo(nos. consideramos adequado ou desadequado e%primirmos certas emoções em determinados lugares ou situações. isto é. os padrões culturais. aceitável ou inaceitável. práticas. As diferentes culturas refletem as diferentes maneiras como as diversas comunidades organizaram e integraram os acontecimentos da sua Historia. . o habitat. ao influenciarem as atividades.

mas também o desaparecimento e a destruiç$o de elementos culturais. que . Assim. divorcio e nascimento de um filho2 nos grupos secundários de socializaç$o 0empresas e associações2 e é responsável pela criaç$o de oportunidades e desafios que v$o implicar aprendizagens novas e uma adaptaç$o dos indivíduos a novas realidades sociais e ao desempenho de novos papéis. &s formas como cada pessoa interioriza e prende os elementos socioculturais que est$o & sua volta e. traduz(se na aprendizagem dos comportamentos considerados adequados e reconhecidos como formas de pensar. por um lado. mas também a reproduç$o deste mesmo grupo e das suas formas de organizaç$o. por outo lado. novas para o individuo 0mudança de escola. fazer e e%primir pr)prias de um determinado grupo social. práticas e instituições. sentir. primeiro emprego. ou se"a. as normas. as práticas e os valores da comunidade em que se insere. A socialização secundária ocorre sempre que a pessoa tem de se adaptar e integrar em situações sociais especificas. casamento. . /esta forma.ada um tem uma hist)ria pessoal que nos individualiza. "ardins de inf1ncia e escola2 e é responsável pelas aprendizagens mais básicas da vida em comum. /esde o nascimento cada pessoa acumula um con"unto de e%peri!ncias vividas com os outros.mudanças nos padrões culturais de ambos os grupos que decorrem desse contacto. vizinhança. A socialização é o processo através do qual cada um de n)s aprende e interioriza os padrões de comportamento. age e se comporta. Assim. A socialização primária ocorre durante os períodos de crescimento nos grupos primários de socializaç$o 0família. em diversas relações. muitas vezes dá(se o aparecimento de criações culturais novas. acontece enquanto essa pessoa participa. a socializaç$o refere(se. permite n$o apenas a integraç$o de cada pessoa no grupo. reforma.

a aus!ncia de familiares e amigos. de as organizar e de lhes atribuir um significado. a mudança de terra e as doenças. os seres humanos s$o seres capazes de autonomia. mas isso pode ter dois significados distintos para essas das pessoas. A capacidade que temos de integrar as e%peri!ncias na nossa hist)ria pessoal. . Assim. 3or isso. tornando(nos *nicos e distintos de todos os outros. cada ser humano atribui significados pessoais &s e%periencias que vive. s$o . uma delas pode gostar porque a escola é o local onde est$o os seus amigos e a outra pode gostar porque gosta de aprender. permite(nos construir permanentemente a continuidade e a coer!ncia de um sentido de n)s pr)prios e do mundo. isto é. ou se"a. A ligaç$o que cada um estabelece com estas e%peri!ncias faz(se através dos significados que cada um lhes atribui. duas pessoas gostam de ir & escola. sentir e agir sobre o mundo.marcam cada um de n)s.ada um de n)s age no seu ambiente de forma a manter a continuidade do seu sentido de si e a compreensibilidade da nossa e%periencia faz com que se"a possível reconhecer que continuamos a ser a mesma pessoa e que o nosso mundo é ainda o nosso mundo. 3or e%emplo. constituem um elemento fundamental da nossa vida. pois essas e%peri!ncias dei%am(nos marcas na nossa forma *nica de ser que nos distingue dos outros e que fazem parte integrante da nossa hist)ria pessoal. Através da aç$o dos processos de auto(organizaç$o sobre seu flu%o de e%peri!ncias. os seres humanos n$o s) criam a sua hist)ria pessoal como também transformam o seu ambiente físico e sociocultural. organizando(se no seu desenvolvimento com o mundo. os seres humanos constroem(se agindo no mundo. As e%peri!ncias vividas. ou se"a. como os encontros amorosos. cada ser humano integra a sua forma pessoas de ver. Ao construir os significados para as suas e%peri!ncias.

cada pessoa torna parte de si. mas também o seu patrim)nio cultural e as suas aprendizagens e viv!ncias sociais. A adaptaç$o é frequentemente entendida como uma característica das respostas dos organismos ao seu conte%to. pois há uma grande diversidade biol)gica. enquanto a hereditariedade individual é o con"unto de características que nos torna *nicos. para além disso. pois é na diversidade humana. ser e de nos comportarmos. n$o s) o ambiente desafia e age sobre os seres humanos como também estes desafiam e agem sobre o ambiente. para as suas ações e as dos outros. pois o programa genético é um con"unto de instruções que favorecem a variaç$o individual e. na diferença de . transformando(o.desenvolvimento envolve uma progressiva diferenciaç$o nos seres humanos. pois a cultura em que estamos inseridos irá tornar distintas maneiras de pensar. Ao faz!(lo. para aquilo que pensa e sente relativamente a tudo isto. A especificidade de cada grupo ou pessoas deve ser valorizada. estar. utiliza e recria n$o s) o seu corpo e o seu cérebro.processo de adaptaç$o dos seres humanos processa(se na interaç$o entre o ser vivo e o seu meio.seres capazes de participar nos processos de transformaç$o e determinaç$o de si e dos seus ambientes socioculturais. mas. pois implica encontrar um significado para o que se vai sucedendo. para a maneira como acontece. ou se"a. . . 'odos os seres humanos partilham características comuns que os tornam distintos de qualquer outra espécie. o processo de desenvolvimento que ocorre em conte%to social vai aprofundar as diferenças que a hereditariedade "á se encarregara de assegurar. todos s$o diferentes. -utro fator que poe a nossa diversidade mais visível é a diversidade cultural. ao mesmo tempo. A nossa diversidade individual é assegurada pela construç$o da hist)ria pessoal. A hereditariedade específica é o con"unto de características de uma espécie.

.cada um realizar e organizar as várias dimensões. que reside a riqueza do ser humano.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful