Você está na página 1de 0
à frente do nosso tempo
à frente do nosso tempo

Análise dos Incêndios Florestais em Portugal e Avaliação do Índice de Risco de Incêndios Florestais ICRIF

Lourdes Bugalho, Luís Pessanha,

Lourdes.Bugalho@meteo.pt

Luis.Pessanha@meteo.pt

1

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Sumário à frente do nosso tempo
Sumário
à frente do nosso tempo

Introdução

Incêndios florestais em Portugal

ICRIF

Exemplos 2006 a 2008

Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007

Conclusões e trabalho futuro

2

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Introdução à frente do nosso tempo
Introdução
à frente do nosso tempo

Introdução

Incêndios florestais em Portugal

ICRIF

Exemplos 2006 a 2008

Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007

Conclusões e trabalho futuro

3

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Introdução à frente do nosso tempo
Introdução
à frente do nosso tempo

Os fogos florestais são um dos mais devastadores desastres naturais que ocorrem frequentemente no Verão em Portugal Continental.

As consequências são imensas, não só pelo impacto que têm na componente económica directa, como também pela influência indirecta que a alteração do coberto vegetal tem para o ambiente e clima.

4

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Incêndios florestais em Portugal à frente do nosso tempo
Incêndios florestais em Portugal
à frente do nosso tempo

Introdução

Incêndios florestais em Portugal

ICRIF

Exemplos 2006 a 2008

Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007

Conclusões e trabalho futuro

5

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Incêndios Florestais em Portugal à frente do nosso tempo
Incêndios Florestais em Portugal
à frente do nosso tempo

A origem dos incêndios florestais é de 10% de causas naturais, 35% de causas desconhecidas, 30% devido a descuido e 25% de origem criminosa (discurso do SEAMAI no congresso Internacional sobre Fogos Florestais em 31/01/2003). No Verão as condições meteorológicas são especialmente favoráveis à deflagração e propagação de incêndios florestais.

Assim, considera-se como período de incêndios florestais em Portugal Continental de 15 de Maio a 15 de Outubro (cerca de 95% dos incêndios florestais ocorrem nesse período).

AVERAGE (1997-2001)

Novembro Setembro Julho Maio Janeiro Março 60000 15000 13000 50000 área ardida (ha) 11000 40000
Novembro
Setembro
Julho
Maio
Janeiro Março
60000
15000
13000
50000
área ardida (ha)
11000
40000
ocorrência
9000
30000
7000
5000
20000
3000
10000
1000
0
-1000
Final Report Forest Fire (2002)- Direcção Geral de Florestas
Burned Area (ha)
Events (nº)

6

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Incêndios Florestais em Portugal à frente do nosso tempo
Incêndios Florestais em Portugal
à frente do nosso tempo

O número de incêndios florestais e a área ardida estão relativamente bem relacionados com a média da temperatura máxima de Verão, com um coeficiente de correlação de cerca de 78%.

Area ardida (ha)

Área Ardida - Temperatura Máxima

Area ardida (ha) Área Ardida - Temperatura Máxima Área ardida Temperatura M áxima 500000 400000 300000

Área ardida

ardida (ha) Área Ardida - Temperatura Máxima Área ardida Temperatura M áxima 500000 400000 300000 200000

Temperatura M áxima

500000

400000

300000

200000

100000

0

30,00 Coeficiente correlação 0.78 29,00 28,00 27,00 26,00 25,00 1994 1995 1996 1997 1998 1999
30,00
Coeficiente correlação 0.78
29,00
28,00
27,00
26,00
25,00
1994
1995
1996
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
Temperatura
Máxima (ºC)

Anos

7

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Incêndios Florestais em Portugal à frente do nosso tempo
Incêndios Florestais em Portugal
à frente do nosso tempo

No entanto, analisando a média da temperatura máxima nos meses de Verão em 1996 e 1999, os valores de área ardida foram inferiores aos

esperados.

Área Ardida - Temperatura Máxima

Área ardida Temperatura Máxima 500000 30,00 Coeficiente correlação 0.78 400000 29,00 300000 28,00 200000
Área ardida
Temperatura Máxima
500000
30,00
Coeficiente correlação 0.78
400000
29,00
300000
28,00
200000
27,00
100000
26,00
0
25,00
Anos
Area ardida (ha)
1994
1995
1996
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
Temperatura
Máxima (ºC)

A explicação deste facto, está em meses de Agosto pouco típicos, com precipitação, especialmente em 1999, e com média temperatura máxima claramente inferior aos valores normais (1961-1990), seguido de Setembro também com valores da média da temperatura máxima inferior aos valores normais (Departamento de Clima do Instituto de Meteorologia).

8

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Incêndios Florestais em Portugal à frente do nosso tempo
Incêndios Florestais em Portugal
à frente do nosso tempo

O ano de 1997, o mais quente até 2003 inclusive, com Primavera muito quente, atingindo valores médios das temperaturas muito superior aos valores normais (por exemplo, em Março de 1997 a temperatura máxima média apresentou um valor superior em 7,1ºC ao valor normal 1961-1990), apresentou no Verão, especialmente Junho e Julho, temperaturas inferiores às normais ainda que Agosto estivesse dentro dos valores normais.

9

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Incêndios Florestais em Portugal à frente do nosso tempo
Incêndios Florestais em Portugal
à frente do nosso tempo

Área ardida no País de 1980 a 2006

País

Area ardida (ha)+1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP.

+1 desvP.Area ardida (ha) média anual (1980/2006) -1 desvP.

média anual (1980/2006)Area ardida (ha) +1 desvP. -1 desvP.

-1 desvP.Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006)

450.000 2003 400.000 350.000 2005 300.000 250.000 200.000 150.000 100.000 50.000 0 1980 1982 1984
450.000
2003
400.000
350.000
2005
300.000
250.000
200.000
150.000
100.000
50.000
0
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

10

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Área ardida por Distrito de 1980 a 2006 à frente do nosso tempo
Área ardida por Distrito de 1980 a 2006
à frente do nosso tempo

1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

Area ard.(ha) Média anual (1980/2006) Cbranco +1 desvP. -1 desvP. 100.000 80.000 60.000 40.000 20.000
Area ard.(ha)
Média anual (1980/2006)
Cbranco
+1 desvP.
-1 desvP.
100.000
80.000
60.000
40.000
20.000
0
-20.000
Évora Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP. 12.000 10.000 8.000 6.000
Évora
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
12.000
10.000
8.000
6.000
4.000
2.000
0
-2.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
Area ardida (ha) média anual (1980/2006) Beja +1 desvP. -1 desvP. 18.000 16.000 14.000 12.000
Area ardida (ha)
média anual (1980/2006)
Beja
+1 desvP.
-1 desvP.
18.000
16.000
14.000
12.000
10.000
8.000
6.000
4.000
2.000
0
-2.000
-4.000
Faro
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
70.000 60.000 50.000 40.000 30.000 20.000 10.000 0 -10.000 1980 1982 1984 1986 1988 1990
70.000
60.000
50.000
40.000
30.000
20.000
10.000
0
-10.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

11

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Área ardida no País de 1980 a 2006 à frente do nosso tempo
Área ardida no País de 1980 a 2006
à frente do nosso tempo
Lisboa Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP. 12.000 10.000 8.000 6.000
Lisboa
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
12.000
10.000
8.000
6.000
4.000
2.000
0
-2.000
Area ardida (ha)
média anual (1980/2006)
Santarem
+1 desvP.
-1 desvP.
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
80.000 70.000 60.000 50.000 40.000 30.000 20.000 10.000 0 -10.000 1980 1982 1984 1986 1988
80.000
70.000
60.000
50.000
40.000
30.000
20.000
10.000
0
-10.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
Area ardida (ha) média anual (1980/2006) Portalegre +1 desvP. -1 desvP. 80.000 70.000 60.000 50.000
Area ardida (ha)
média anual (1980/2006)
Portalegre
+1 desvP.
-1 desvP.
80.000
70.000
60.000
50.000
40.000
30.000
20.000
10.000
0
-10.000
-20.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
Area ardida (ha) média anual (1980/2006) Setubal +1 desvP. -1 desvP. 9.000 8.000 7.000 6.000
Area ardida (ha)
média anual (1980/2006)
Setubal
+1 desvP.
-1 desvP.
9.000
8.000
7.000
6.000
5.000
4.000
3.000
2.000
1.000
0
-1.000
-2.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

12

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Área ardida no País de 1980 a 2006 à frente do nosso tempo
Área ardida no País de 1980 a 2006
à frente do nosso tempo

1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

VReal Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP. 40.000 35.000 30.000 25.000
VReal
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
40.000
35.000
30.000
25.000
20.000
15.000
10.000
5.000
0
Vcastelo Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP. 30.000 25.000 20.000 15.000
Vcastelo
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
30.000
25.000
20.000
15.000
10.000
5.000
0
-5.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
Area ardida (ha) média anual (1980/2006) Viseu +1 desvP. -1 desvP. 45.000 40.000 35.000 30.000
Area ardida (ha)
média anual (1980/2006)
Viseu
+1 desvP.
-1 desvP.
45.000
40.000
35.000
30.000
25.000
20.000
15.000
10.000
5.000
0
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
Aveiro Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP. 25.000 20.000 15.000 10.000
Aveiro
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
25.000
20.000
15.000
10.000
5.000
0
-5.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

13

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Área ardida no País de 1980 a 2006 à frente do nosso tempo
Área ardida no País de 1980 a 2006
à frente do nosso tempo
Area ardida (ha) média anual (1980/2006) Braga +1 desvP. -1 desvP. 20.000 18.000 16.000 14.000
Area ardida (ha)
média anual (1980/2006)
Braga
+1 desvP.
-1 desvP.
20.000
18.000
16.000
14.000
12.000
10.000
8.000
6.000
4.000
2.000
0
-2.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
Porto Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP. 30.000 25.000 20.000 15.000
Porto
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
30.000
25.000
20.000
15.000
10.000
5.000
0
-5.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
Area ardida (ha) média anual (1980/2006) Coimbra +1 desvP. -1 desvP. 60.000 50.000 40.000 30.000
Area ardida (ha)
média anual (1980/2006)
Coimbra
+1 desvP.
-1 desvP.
60.000
50.000
40.000
30.000
20.000
10.000
0
-10.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006
Leiria Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP. 30.000 25.000 20.000 15.000
Leiria
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
30.000
25.000
20.000
15.000
10.000
5.000
0
-5.000
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

14

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Área ardida no País de 1980 a 2006 à frente do nosso tempo
Área ardida no País de 1980 a 2006
à frente do nosso tempo

1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

Bragança Area ardida (ha) +1 desvP. média anual (1980/2006) -1 desvP. 16.000 14.000 12.000 10.000
Bragança
Area ardida (ha)
+1 desvP.
média anual (1980/2006)
-1 desvP.
16.000
14.000
12.000
10.000
8.000
6.000
4.000
2.000
0
Area ardida (ha) média anual (1980/2006) Guarda +1 desvP. -1 desvP. 50.000 45.000 40.000 35.000
Area ardida (ha)
média anual (1980/2006)
Guarda
+1 desvP.
-1 desvP.
50.000
45.000
40.000
35.000
30.000
25.000
20.000
15.000
10.000
5.000
0
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006

15

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Área ardida em 2003 à frente do nosso tempo
Área ardida em 2003
à frente do nosso tempo

Distritos

Área ardida (ha)

Total

Períodos

Área ardida (ha)

Área ardida (%)

 

Povoamentos

Matos

ha

%

C.

Branco

80439

9787

90226

21.3

Janeiro

54

0.0

Portalegre

46135

23213

69348

16.4

Fevereiro

72

0.0

Santarém

53014

12771

65785

15.5

Março

956

0.2

Faro

31826

27264

59090

13.9

Abril

647

0.1

Guarda

14768

34884

49651

11.7

Maio

1766

0.4

Beja

11050

4275

15325

3.6

Junho

12553

3.0

Bragança

3482

11376

14858

3.5

Évora

9280

492

9771

2.3

Julho

80855

19.1

Leiria

6445

3257

9702

2.3

Agosto

280550

66.1

Setúbal

8044

151

8194

1.9

Setembro

46242

11.0

Lisboa

4028

3849

7877

1.9

Outubro

256

0.1

Viseu

2258

3783

6041

1.4

Porto

3119

1797

4916

1.1

Vila Real

1634

3132

4766

1.1

Braga

1095

1900

2995

0.7

Coimbra

2586

358

2944

0.7

V.

Castelo

975

647

1622

0.4

Aveiro

568

269

837

0.2

TOTAL

280746

143203

423949

100

16

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Incêndios Florestais em Portugal à frente do nosso tempo
Incêndios Florestais em Portugal
à frente do nosso tempo

Percentagem de área ardida de fogos florestais do verão/ano

 

2001

2002

2003

2004

2005

2006

Aveiro

69,3

83,3

76,6

25,9(*)

78,6

97,1

CBranco

99,5

99,7

99,9

99,6

98,8

99,1

Beja

99,9

99,3

99,7

99,9

78,7

99,3

Braga

89,4

92,4

92,2

86,0

92,5

98,1

Bragança

98,3

97,5

99,2

97,8

92,9

97,9

Coimbra

76,7

99,2

97,5

90,0

99,8

95,4

Évora

99,9

99,2

99,9

100

98,8

99,9

Faro

99,6

99,3

99,9

100

97,7

95,2

Guarda

98,9

97,2

99,8

97,9

94,4

98,1

Leiria

87,1

98,9

99,7

91,1

99,3

99,8

Lisboa

88,2

96,1

99,7

93,7

87,6

96,9

Portalegre

99,9

99,0

99,9

99,7

98,0

99,3

Porto

---

---

100

93,5

99,9

98,5

Santarem

91,1

99,1

99,9

98,8

99,5

99,2

Setubal

95,4

97,0

99,7

97,0

74,8

98,3

V.Castelo

75,8

95,4

76,4

77,8

92,6

97,3

V.Real

93,5

95,7

94,9

94,8

95,2

93,8

Viseu

96,0

98,2

96,3

95,5

95,8

96,7

17

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais) à frente do nosso tempo
ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais)
à frente do nosso tempo

Introdução

Incêndios florestais em Portugal

ICRIF

Exemplos 2006 a 2008

Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007

Conclusões e trabalho futuro

18

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais) à frente do nosso tempo
ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais)
à frente do nosso tempo
de Risco de Incêndios Florestais) à frente do nosso tempo O IM considerou importante: • A

O IM considerou importante:

A obtenção de um índice de risco de incêndio para Portugal que respondesse melhor às condições de incêndios florestais pelo que desenvolveu o ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais), que combina um índice já em utilização e que responde às condições meteorológicas, FWI (Canadian Fire Weather Index) e já em utilização no IM, com informação sobre o tipo de vegetação e as condições em que se encontram.

validação e a comparação dos

resultados deste índice com o número de ocorrências de incêndios e com a área

ardida.

A

19

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais) à frente do nosso tempo
ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais)
à frente do nosso tempo
FWI Condições meteorológicas Temperatura Humidade relativa Precipitação Vento (Índice Canadiano de Risco
FWI
Condições
meteorológicas
Temperatura
Humidade relativa
Precipitação
Vento
(Índice Canadiano de Risco
Meteorológico de incêndio)
Rede de estações meteorológicas
Espacialização para a resolução do
satélite NOAA 1.1 km x 1.1km
Cobertura do solo
(CORINE 2000)
Risco Estrutural
Factor de
proporcional à
risco
ICRIF
área
de
cada classe e a um factor
de risco estrutural
Estado
da Vegetação
(Índice de vegetação)
Satélite NOAA/EPS
AVHRR
20
Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Instituto de Meteorologia, I. P.
Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal
Tel.: (351) 21 844 7000
Fax: (351) 21 840 2370
e-mail: informacoes@meteo.pt
URL: http://www.meteo.pt
ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais) à frente do nosso tempo
ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndios Florestais)
à frente do nosso tempo

O valor final foi ICRIF foi ajustado de forma a garantir um valor próximo do FWI, bem como a utilização das classes de risco de incêndio actualmente em uso

21

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF: 1) Risco Estrutural à frente do nosso tempo
ICRIF: 1) Risco Estrutural
à frente do nosso tempo
22 e-mail: informacoes@meteo.pt URL: http://www.meteo.pt
22
e-mail: informacoes@meteo.pt
URL: http://www.meteo.pt

Risco Estrutural:

Para cada pixel é obtida a percentagem da área coberta por cada uma das classes de ocupação do solo do CORINE 2000 (A k ).

Para cada classe de ocupação do solo foi estabelecido empiricamente um valor de risco relacionado com a facilidade de deflagração e propagação (R k ).

O risco estrutural final (FUELRISK) para cada pixel é uma combinação dos diferentes risco pela área correspondente.

FUELRISK = (A k * R k )

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

ICRIF: 2) Risco Estrutural à frente do nosso tempo
ICRIF: 2) Risco Estrutural
à frente do nosso tempo

Ak*Rk

1,1 km

1,1 km
1,1 km

FUELRISK (Pixel) = (Ak * Rk)

23

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF: 1) Estado da Vegetação (NDVI) à frente do nosso tempo
ICRIF: 1) Estado da Vegetação (NDVI)
à frente do nosso tempo

Um dos índices de vegetação mais utilizados é o NDVI, (Normalised Difference Vegetation Index), por ser de cálculo simples, e constituir um bom indicador do estado e vigor da vegetação. Por outro lado, este índice está correlacionado com outros índices de vegetação, tais como a fracção de cobertura do solo com vegetação (FVC) e o índice de área foliar (LAI).

O NDVI é calculado recorrendo às medidas do radiómetro AVHRR/NOAA (Advanced Very High Resolution Radiometer). A reflectância medida no canal 1 (Ch1, visível: 0.58 - 0.68 mícron) e no canal 2 (Ch2, infravermelho próximo: 0.725 - 1.0 mícron) são usados no cálculo:

NDVI (Pixel) = (Ch2-Ch1)/(Ch2+Ch1)

24

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF: 2) Estado da Vegetação (NDVI) à frente do nosso tempo
ICRIF: 2) Estado da Vegetação (NDVI)
à frente do nosso tempo

Apesar da utilização da diferença de canais e a sua normalização diminuírem a influência da atmosfera (Holben et al. 1986), o NDVI é afectado por diferentes fenómenos, todos eles contribuindo para a redução do seu valor:

a contaminação dos pixels por nuvens,

perturbações atmosféricas,

variação do ângulo solar e da geometria de observação do satélite.

25

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF: 3) Estado da Vegetação (NDVI) à frente do nosso tempo
ICRIF: 3) Estado da Vegetação (NDVI)
à frente do nosso tempo

O NDVI é calculado diariamente com base em dados do

satélite

Continental:

com passagens entre as 10UTC e as 13UTC para que o ângulo zenital solar não seja superior a 55º

escolhida a passagem com o menor valor do ângulo zenital de observação do satélite sobre Portugal.

Para o cálculo do ICRIF utiliza-se em cada pixel o valor corresponde ao máximo do valor de NDVI obtido nos 10 dias anteriores (10 dias deslizantes).

NOAA,

recebidos

no

IM

e

que

incluam

Portugal

26

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF: FWI à frente do nosso tempo
ICRIF: FWI
à frente do nosso tempo
ICRIF: FWI à frente do nosso tempo O índice meteorológico de risco de incêndio florestal (FWI

O índice meteorológico de risco de

incêndio florestal (FWI – Fire Weather Index) é diariamente calculado pelo

IM, com base nos parâmetros meteorológicos observados às 12 UTC.

Os cálculos, são efectuados para 85 estações meteorológicas da rede de estações do IM em Portugal Continental, estando actualmente complementado com a informação

obtida em mais cerca de 20 estações meteorológicas da rede de estações

do INAG (Instituto da Água, I.P.).

27

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Exemplos 2006 a 2008 à frente do nosso tempo
Exemplos 2006 a 2008
à frente do nosso tempo

Introdução

Incêndios florestais em Portugal

ICRIF

Exemplos 2006 a 2008

Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007

Conclusões e trabalho futuro

28

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo
ICRIF Exemplos para 2008
à frente do nosso tempo
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 29 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 29 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 29 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino

29

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo
ICRIF Exemplos para 2008
à frente do nosso tempo
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 30 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 30 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 30 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino

30

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo
ICRIF Exemplos para 2008
à frente do nosso tempo
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 31 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 31 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino
ICRIF Exemplos para 2008 à frente do nosso tempo 31 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino

31

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
à frente do nosso tempo
à frente do nosso tempo

Selecção de Distritos

Distritos

à frente do nosso tempo Selecção de Distritos Distritos   Distrito #Pixels V. Castelo 3299
 

Distrito

#Pixels

V.

Castelo

3299

Bragança

9700

V.

Real

6341

Braga

3980

Porto

3383

Guarda

7917

Viseu

7203

Aveiro

4025

Coimbra

5609

C.

Branco

9295

Leiria

4889

Santarem

9249

Portalegre

8347

Évora

9982

Lisboa

3823

Setúbal

6763

Beja

13569

Faro

6508

32

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Resultados do ICRIF 2006 e 2007 à frente do nosso tempo
Resultados do ICRIF 2006 e 2007
à frente do nosso tempo
Resultados do ICRIF 2006 e 2007 à frente do nosso tempo Aveiro 900 total2006 nº>25 800
Aveiro 900 total2006 nº>25 800 total2006 nº>35 700 total2007 nº>25 600 total2007 nº>35 500
Aveiro
900
total2006 nº>25
800
total2006 nº>35
700
total2007 nº>25
600
total2007 nº>35
500
400
300
200
100
0
nºpixeis
1 3 5 7 9 11 13 15 17 19 21 23 25 27 29
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23
25
27
29
Dias Junho
AVEIRO
800
700
600
500
400
300
200
100
0
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23 25
27 29
31
nºpixeis

Julho

total2006 nº>25

total2006 nº>35total2006 nº>25

total2007 nº>25

total2007 nº>35total2007 nº>25

nº>35 total2007 nº>25 total2007 nº>35 Castelo Branco 6000 total nº>25 total nº>35
Castelo Branco 6000 total nº>25 total nº>35 5000 total nº>25 total nº>35 4000 3000 2000
Castelo Branco
6000
total nº>25
total nº>35
5000
total nº>25
total nº>35
4000
3000
2000
1000
0
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23
25 27
29
nºpixeis

Dias Junho

Castelo Branco 6000 5000 4000 3000 2000 1000 0 1 3 5 7 9 11
Castelo Branco
6000
5000
4000
3000
2000
1000
0
1
3
5
7
9
11
13
15 17
19 21
23 25
27
29 31
Julho
total2006 nº>25
total2006 nº>35
total2007 nº>25
total2007 nº>35
nºpixeis
total2007 nº>25 total2007 nº>35 nºpixeis Faro 3000 total2006 nº>25 2500 total2006 nº>35
Faro 3000 total2006 nº>25 2500 total2006 nº>35 total2007 nº>25 total2007 nº>35 2000 1500 1000
Faro
3000
total2006 nº>25
2500
total2006 nº>35
total2007 nº>25
total2007 nº>35
2000
1500
1000
500
0
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23 25
27
29
nºpixeis

Dias Junho

Faro 3000 2500 2000 1500 1000 500 0 1 3 5 7 9 11 13
Faro
3000
2500
2000
1500
1000
500
0
1
3
5
7
9
11
13 15
17 19
21
23 25
27 29
31
nºpixeis

Julho

total2006 nº>25

total2006 nº>35total2006 nº>25

total2007 nº>25

total2007 nº>35total2007 nº>25

33

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Resultados do ICRIF 2007 e 2008 à frente do nosso tempo
Resultados do ICRIF 2007 e 2008
à frente do nosso tempo
Evolução do número de pixels superior a 25 em 2007 e 2008
Evolução do número de pixels superior a 25 em 2007 e 2008

34

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Resultados do ICRIF 2007 e 2008 à frente do nosso tempo
Resultados do ICRIF 2007 e 2008
à frente do nosso tempo
Evolução do número de pixels superior a 35 em 2007 e 2008
Evolução do número de pixels superior a 35 em 2007 e 2008

35

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt

Nº ocor

Nº ocor

Nº ocor

Nº ocor

ICRIF vs Nº de Ocorrências à frente do nosso tempo
ICRIF vs Nº de Ocorrências
à frente do nosso tempo
ocor ICRIF vs Nº de Ocorrências à frente do nosso tempo Correlação entre o número de

Correlação entre o número de pixels com ICRIF >25 e o número de ocorrências de fogos florestais em 2006

 

Maio

Junho

Julho

Agosto

 

Aveiro

94%

84%

60%

91%

Braga

52%

87%

50%

95%

Bragança

-

72%

-

72%

Coimbra

68%

68%

63%

85%

Porto

93%

76%

77%

86%

Santarém

50%

45%

56%

62%

V.Castelo

74%

68%

-

82%

V.Real

80%

88%

51%

74%

Viseu

67%

84%

61%

78%

nºpixeis

 
2500 2000 1500 1000 500 0 nºpixeis
2500
2000
1500
1000
500
0
nºpixeis
D ia s M a io 2500 2000 1500 1000 500 0 D ia s
D
ia s
M
a io
2500
2000
1500
1000
500
0
D ia s
J u
n h
o
nºpixeis
1
4
15
17
7
10
19
13
16
21
23
19
22
25
27
25
28
29
31
2000 1800 1600 1400 1200 1000 800 600 400 200 0 D ia s J
2000
1800
1600
1400
1200
1000
800
600
400
200
0
D ia s
J u
lh
o
nºpixeis
1
4
7
10
13
16
19
22
25
28
31
3000 2500 2000 1500 1000 500 0 D ia s A g o s to
3000
2500
2000
1500
1000
500
0
D
ia s
A g o s to
Santarém 2006
1
4
7
10
13
16
19
22
25
28
31

7

6

5

4

3

2

1

0

2

2

1

1

5

0

9

8

7

6

5

4

3

2

1

0

5

0

5

0

4

3

3

2

2

1

1

5

0

0

5

0

5

0

5

0

36

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF vs Nº de Ocorrências à frente do nosso tempo
ICRIF vs Nº de Ocorrências
à frente do nosso tempo

Nºocor.

NºOcorr.

NºOcorr.

nºocor.

nº pixeis

AVEIRO 600 12 total nº>25 500 10 total nº>35 Nºocorrenc. 400 8 300 6 200
AVEIRO
600
12
total nº>25
500
10
total nº>35
Nºocorrenc.
400
8
300
6
200
4
100
2
0
0
1 3
5
7
9
11 13
15
17
19 21
23
25 27
29 31
nºpixeis
NºOcor.

Maio

Aveiro 20 18 total nº>25 16 14 total nº>35 12 nºocorrências 10 8 6 4
Aveiro
20
18
total nº>25
16
14
total nº>35
12
nºocorrências
10
8
6
4
2
0
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23
25
27
29
nº pixeis

Junho

40

35

30

25

20

15

10

5

0

Aveiro 400 350 total nº>25 300 total nº>35 250 nºocorrência 200 150 100 50 0
Aveiro
400
350
total nº>25
300
total nº>35
250
nºocorrência
200
150
100
50
0
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23
25
27
29
31
nº pixeis

Julho

12

10

8

6

4

2

0

Castelo Branco 600 12 total nº>25 500 10 total nº>35 400 Nºocorrenc. 8 300 6
Castelo Branco
600
12
total nº>25
500
10
total nº>35
400
Nºocorrenc.
8
300
6
200
4
100
2
0
0
1 3
5
7
9
11
13
15
17 19
21
23
25 27
29 31
nºpixeis
NºOcor.

Maio

Castelo Branco

1400 12 total nº>25 1200 10 total nº>35 1000 nºocorrências 8 800 6 600 4
1400
12
total nº>25
1200
10
total nº>35
1000
nºocorrências
8
800
6
600
4
400
2
200
0
0
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23
25
27
29
nº pixeis
NºOcorr.

Junho

Castelo Branco total nº>25 total nº>35 6000 nºocor. 5000 4000 3000 2000 1000 0 1
Castelo Branco
total nº>25
total nº>35
6000
nºocor.
5000
4000
3000
2000
1000
0
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23
25
27
29
31
nº pixeis

Julho

12

10

8

6

4

2

0

Faro 1600 12 total nº>25 1400 total nº>35 10 Nºocorrenc. 1200 8 1000 800 6
Faro
1600
12
total nº>25
1400
total nº>35
10
Nºocorrenc.
1200
8
1000
800
6
600
4
400
2
200
0
0
1 3
5
7
9
11 13 15 17 19 21 23 25 27 29 31
nºpixeis
NºOcor.

Maio

Faro 1400 total nº>25 1200 total nº>35 1000 nºocorrência 800 600 400 200 0 nº
Faro
1400
total nº>25
1200
total nº>35
1000
nºocorrência
800
600
400
200
0
nº pixeis

40

35

30

25

20

15

10

5

0

1

3

3000

2500

2000

1500

1000

500

0

5

7

9

11

13

15

17

Junho

19

21

23

25

27

29

Faro 12 total nº>25 10 total nº>35 nºocorrencia 8 6 4 2 0 1 3
Faro
12
total nº>25
10
total nº>35
nºocorrencia
8
6
4
2
0
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23
25
27
29
31
NºOcorr.

Julho

37

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
ICRIF vs Nº de Ocorrências /Áreas ardidas à frente do nosso tempo
ICRIF vs Nº de Ocorrências /Áreas ardidas
à frente do nosso tempo

2007

25 350 nº pixels>35 nº pixel>25 nº ocorrências Área ardida (/10) 300 20 250 15
25
350
nº pixels>35
nº pixel>25
nº ocorrências
Área ardida (/10)
300
20
250
15
200
150
10
100
5
50
0
0
1
10
19
28
6
15
24
3
12
21
30
8
17
26
4
13
22
1
10
19
28
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Nº pixel % do total (%)
area/10
&
NºOcor.

38

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
à frente do nosso tempo
à frente do nosso tempo

O ICRIF mostra resultados bem relacionados com o risco de incêndios florestais. Em geral, há boas correlações entre valores elevados de ICRIF e valores elevados de número de ocorrências ou áreas ardidas.

É possível valores elevados de ICRIF sem ocorrência de fogos florestais, mas se há fogos florestais o ICRIF mostra áreas de valores elevados ou muito elevados.

39

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007 à frente do nosso tempo
Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007
à frente do nosso tempo

Introdução

Incêndios florestais em Portugal

ICRIF

Exemplos 2006 a 2008

Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007

Conclusões e trabalho futuro

40

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007 à frente do nosso tempo
Reprocessamento do ICRIF 1998 a 2007
à frente do nosso tempo

O ICRIF começou a ser operacionalmente processado no IM apenas em 2006

A validação do ICRIF fez sentir a necessidade de reprocessamento:

para validação

definir os limites para o risco levado de incêndio florestal

O ICRIF foi reprocessado para o período 1998-2007, período para o qual existe calculado o FWI

41

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Período 1998-2007 à frente do nosso tempo
Período 1998-2007
à frente do nosso tempo

Com base neste reprocessamento foram calculados de Maio a Outubro:

o valor médio do ICRIF (por pixel) o máximo do valor médio do ICRIF por Distrito (selecção do pixel) o valor máximo do ICRIF (por pixel) o máximo valor máximo do ICRIF por Distrito (selecção do pixel)

42

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Período 1998-2007 à frente do nosso tempo
Período 1998-2007
à frente do nosso tempo

Com base no reprocessamento foram calculados de Maio a Outubro :

o valor médio mensal do número de pixels com valor de ICRIF superior aos patamares 25 e 35 (por Distrito)

comparação entre a anomalia do valor máximo do número de pixels com ICRIF superior a 25/35 e a anomalia da área ardida, para os anos de 2001 a 2006

Considera-se anomalia à diferença entre o valor no mês e a média do valor obtido para o período 1998-2007

43

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Valor médio do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo
Valor médio do ICRIF (por pixel)
à frente do nosso tempo
Valor médio do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo M a i o Junho

Maio

do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo M a i o Junho Julho 44

Junho

ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo M a i o Junho Julho 44 Ministério

Julho

44

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Valor médio do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo
Valor médio do ICRIF (por pixel)
à frente do nosso tempo
Valor médio do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo A g o s t

Agosto

Setembro
Setembro

Outubro

45

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Máximo do Valor Médio do ICRIF à frente do nosso tempo
Máximo do Valor Médio do ICRIF
à frente do nosso tempo
 

Distrito

Maio

Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

V.

Castelo

9

16

21

25

20

9

Bragança

16

33

40

42

29

13

V.

Real

14

27

33

36

25

11

Braga

11

21

26

29

20

9

Porto

11

21

26

29

20

9

Guarda

12

26

33

35

25

11

Viseu

15

31

41

43

29

15

Aveiro

12

22

28

31

22

11

Coimbra

15

28

37

38

27

13

C.

Branco

21

36

48

47

33

16

Leiria

15

25

35

36

26

13

Santarém

19

35

46

45

32

17

Portalegre

18

33

44

45

32

15

Évora

24

40

53

50

36

21

Lisboa

16

26

35

36

27

15

Setúbal

20

34

43

43

31

20

Beja

25

42

55

52

37

24

Faro

24

41

50

47

35

23

46

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Valor máximo do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo
Valor máximo do ICRIF (por pixel)
à frente do nosso tempo
Valor máximo do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo Maio Junho Julho 47 Ministério

Maio

máximo do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo Maio Junho Julho 47 Ministério da

Junho

do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo Maio Junho Julho 47 Ministério da Ciência,

Julho

47

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Valor máximo do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo
Valor máximo do ICRIF (por pixel)
à frente do nosso tempo
Valor máximo do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo Agosto Setembro Outubro 48 Ministério

Agosto

do ICRIF (por pixel) à frente do nosso tempo Agosto Setembro Outubro 48 Ministério da Ciência,

Setembro

Outubro

48

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Máximo Absoluto do ICRIF à frente do nosso tempo
Máximo Absoluto do ICRIF
à frente do nosso tempo
 

Distrito

Maio

Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

V.

Castelo

42

53

53

64

52

48

Bragança

91

100

127

109

81

84

V.

Real

61

71

87

67

70

63

Braga

50

56

56

67

60

53

Porto

58

72

51

74

61

63

Guarda

73

79

75

81

78

86

Viseu

52

106

115

107

100

75

Aveiro

48

60

62

62

59

59

Coimbra

55

114

72

84

82

66

C.

Branco

79

96

119

105

90

102

Leiria

58

76

73

78

69

66

Santarém

72

89

95

86

82

76

Portalegre

61

91

82

87

84

76

Évora

84

90

93

93

89

86

Lisboa

53

92

62

75

68

63

Setúbal

75

75

84

85

92

80

Beja

82

111

112

96

90

68

Faro

73

126

107

92

82

64

49

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Valor médio mensal do número de pixels com ICRIF superior a patamares à frente do
Valor médio mensal do número de pixels com ICRIF superior a patamares
à frente do nosso tempo

Valor médio mensal do número de pixels com valor de ICRIF superior a 25 (1998-2007), por Distrito.

com valor de ICRIF superior a 25 (1998-2007), por Distrito. 50 Ministério da Ciência, Tecnologia e

50

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Valor médio mensal do número de pixels com ICRIF superior a patamares à frente do
Valor médio mensal do número de pixels com ICRIF superior a patamares
à frente do nosso tempo

Valor médio mensal do número de pixels com valor de ICRIF superior a 25 (1998-2007), por Distrito.

com valor de ICRIF superior a 25 (1998-2007), por Distrito. 51 Ministério da Ciência, Tecnologia e
51
51

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Instituto de Meteorologia, I. P.

Rua C – Aeroporto de Lisboa 1749-077 Lisboa – Portugal

Tel.: (351) 21 844 7000

Fax: (351) 21 840 2370

e-mail: informacoes@meteo.pt

URL: http://www.meteo.pt

Lisboa – Portugal Tel.: (351) 21 844 7000 Fax: (351) 21 840 2370 e-mail: informacoes@ meteo.pt
Comparação ICRIF vs Áreas Ardidas à frente do nosso tempo
Comparação ICRIF vs Áreas Ardidas
à frente do nosso tempo

Para efeitos de validação compara-se