Você está na página 1de 2

Endereço: http://espacoeducar-liza.blogspot.

com/

Espaço Educar é um blog criado por Liza, sendo que os principais matérias
disponíveis são para educação infantil, mas tem um link para a Educação de Jovens e
Adultos. Todos os conteúdos são fáceis de baixar e todos gratuitos, porém os materiais não
são adequados para a EJA, são infantilizados tem um ou outro que fala sobre os direitos
humanos, sobre a população, mas poucos arquivos que se pode trabalhar com adultos.
Trabalhar com material didático infantil sem levar em conta as expectativas de
aprendizagem e os conhecimentos prévios é um equívoco do educador. A EJA tem de ser
encarada como um atendimento específico, que pede um currículo estruturado de acordo
com a realidade. Só assim o grupo vai aprender e tomar consciência do que está fazendo. Se
o educador quiser abordar a origem do ser humano, deve tratar o tema de forma adulta, com
respeito à diversidade sem se desviar das propostas curriculares e aprofundar a discussão
científica. E, embora a necessidade de respeito à vivência prévia vale para todos os alunos,
seja lá qual for à idade deles, no caso de jovens e adultos esses é fundamental. Para usar
cantigas e parlendas, por exemplo, usadas na alfabetização das crianças podem ser
substituídas por poesias sendo adaptadas para os leitores adultos.
.....................................................................................................................
Endereço: www.eja.org.br

Um site indicado para professores, fácil de navegar e com algumas abordagens


pedagógicas, com os parâmetros legais da EJA, pressupostos pedagógicos, entre outros.
Tendo a principal finalidade de sugerir propostas pedagógicas com o intuito de ajudar os
professores na realização de planejamentos para um maior aproveitamento em sala de aula
de forma que possa ajudar os alunos no desenvolvimento cognitivo.
Proporcionando aos professores da EJA um conjunto de materiais que atendam as
necessidades educacionais da população como: estimular a autonomia, a cultivação de
valores, o respeito a diversidades culturais, o diálogo entre professor e aluno fazendo
reflexões da própria realidade, a integração dos próprios conhecimentos com o ambiente de
trabalho, a busca constante de pesquisas levando o aluno à prática e assim por diante.
Os cadernos da EJA disponíveis no site são gratuitos e diferenciados, pois tem os
cadernos dos alunos, dos professores e um guia metodológico com informações
fundamentais para os professores, ajudando-os a organizarem as atividades de acordo com
as vivencias do dia-a-dia com o intuito de formar um aluno cidadão que conseguirá utilizar
os conhecimentos adquiridos na sua vida em sociedade.
Para acessar os materiais é necessário fazer o cadastro com login e senha, não
sendo cobrada nenhuma taxa. Além de poder fazer pesquisas de acordo com as matérias e
assuntos desejados.
Os conteúdos dos materiais expostos no site são de grande valia para os professores,
porque as atividades não têm uma seqüência pré-definida, não são livros didáticos, os
professores podem usar da maneira que acharem melhor, criando uma seqüência apropriada
aos alunos, sendo um apoio diário e são devidos em primeiro segmento de 1º à 4º séries e
segundo segmento 5º à 8º séries e têm uma linguagem adequada e estruturada estando de
acordo com a realidade dos alunos.
Este material foi elaborado por uma equipe de 25 professores de varias
universidades brasileira apoiados pelo MEC. E através de oficinas de trabalho estabeleceu
um diálogo com vários especialistas, órgãos públicos, com organizações da sociedade civil
que atuam em EJA, com professores que estão diretamente na sala de aula nas diversas
regiões do país. Após a apresentação do trabalho a órgãos governamentais foram sugeridos
e escolhidos os temas para os cadernos da coleção proporcionado um ensino de qualidade
aos alunos com o objetivo de reduzir as desigualdades educacionais, surgindo então a
Secretaria da Educação Continuada, Alfabetização e Diversidades – SECAD

.............................................................................................................................

Endereço: http://www.ibeac.org.br/?seg=pudh

O Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário – IBEAC é uma organização não


governamental fundada em 1981 por André Franco Montoro (1916-1999) ao lado de lideranças sociais e
educacionais, tem por finalidade estimular a participação e autonomia das pessoas lutando pela democracia,
pela garantia de direitos transformando uma realidade de exclusão em uma cidadania participativa, solidaria
sem desigualdades educacionais, sócias e políticas.
Desde sua fundação, o IBEAC priorizou em investir nos processos de formação sobre cidadania e
direitos para grupos de mulheres, negros, jovens, agentes de direitos, agentes constituintes, agentes
comunitários de saúde e educadores publicando livros, cadernos e vídeos diversos para que contribuísse num
processo de aprimoramento.
No decorrer do tempo foram criados programas de Alfabetização e Escolarização de Jovens e
Adultos (EJA) e de Direitos Humanos, no qual foram realizados seminários e grupos de reflexão, com
educadores e representantes governamentais em educação, alem de Conselhos Comunitários de Educação,
Cultura e Ação Social – CCECAS.
O IBEAC vem expandindo sua obra e suas parcerias avaliando projetos e programas, desenvolvendo
metodologias, métodos e materiais escritos e áudios-visuais, integrando teoria e prática, formação, ação e
reflexão para um pensamento critico, contribuindo para uma cultura de direitos humanos, fortalecendo e
incentivando o pleno exercício da cidadania de jovens e adultos através da alfabetização e escolarização no
qual a pratica é fundamental para o desenvolvimento cognitivo, conscientizando sobre a importância da
preservação ao meio ambiente no que resultara na qualidade de uma vida saudável com respeito, igualdade e
dignidade para todas as pessoas sem exceção.
A proposta de projetos que façam as pessoas desenvolverem seus conhecimentos é muito importante,
pois assim acabam tomando gosto pela pesquisa, pelo trabalho em grupo, resultando assim numa grande
procura por parte das pessoas não alfabetizadas, afim de concluírem os estudos aumentando as qualificações e
habilidades pessoais. O IBEAC traz esses projetos como: projeto de pano, reciclagem - construindo um bairro
melhor, projeto Ambiente verde e saudável, projetos por área temática em formação em Direitos
Humanos (diversos assuntos relacionados).