Você está na página 1de 7

VIBRAÇÕES E ONDAS (versão 1.0)

VIBRAÇÕES E ONDAS (versão 1.0) Prof. Neemias Alves de Lima Colegiado de Pós-Graduação em Ciência dos

Prof. Neemias Alves de Lima Colegiado de Pós-Graduação em Ciência dos Materiais UNIVASF

1

Movimento periódico, de massas em molas à vibrações de átomos, é um dos mais importantes tipos de comportamento físico. Neste módulo estudaremos com detalhe a lei de Hooke, onde a força é proporcional ao deslocamento (F = - kx), que tende a restaurar objetos a alguma posição de equilíbrio. Um grande número de sistemas físicos pode com sucesso ser modelado com a esta simples idéia, incluindo as vibrações de corda, a oscilação de um pêndulo, e a propagação de ondas de todos tipos. Todos estes fenômenos físicos envolvem movimento periódico.

VIBRAÇÕES E ONDAS (versão 1.0) Prof. Neemias Alves de Lima Colegiado de Pós-Graduação em Ciência dos

Vibrações periódicas podem causar perturbações que movem através de um meio na forma de ondas. Muitos tipos de ondas ocorrem na natureza, tais como ondas sonoras, ondas de água, ondas sísmicas, e ondas eletromagnéticas. Estes muito diferentes de fenômenos físicos são descritos pelos termos comuns e conceitos que introduziremos aqui.

2

LEI DE HOOKE

Massa-mola = mais simples tipo de movimento vibratório

LEI DE HOOKE Massa-mola = mais simples tipo de movimento vibratório Para compressões ou estiramentos de

Para compressões ou estiramentos de pequenas distâncias x temos experimentalmente que:

constante elástica da mola
constante elástica da mola

deslocamento pequeno a partir da posição de equilíbrio que escolhemos estar na origem:

LEI DE HOOKE Massa-mola = mais simples tipo de movimento vibratório Para compressões ou estiramentos de
força restauradora movimento oscilatório
força restauradora
movimento oscilatório

3

Dinâmica do movimento do bloco desprezando-se todas forças de atrito:

Movimento harmônico simples
Movimento harmônico simples
LEI DE HOOKE Massa-mola = mais simples tipo de movimento vibratório Para compressões ou estiramentos de
deslocamento velocidade aceleração
deslocamento
velocidade
aceleração

4

Que função x(t) que derivada duas vezes em relação ao tempo é proporcional a ela mesma?

LEI DE HOOKE Massa-mola = mais simples tipo de movimento vibratório Para compressões ou estiramentos de

Amplitude = distância máxima da posição de equilíbrio que o bloco chega

LEI DE HOOKE Massa-mola = mais simples tipo de movimento vibratório Para compressões ou estiramentos de

freqüência angular

freqüência
freqüência
LEI DE HOOKE Massa-mola = mais simples tipo de movimento vibratório Para compressões ou estiramentos de

MOVIMENTO DE UM PÊNDULO SIMPLES

Lei de Hooke!!! Para oscilações com pequenos ângulos 5
Lei de Hooke!!!
Para oscilações com pequenos ângulos
5

ENERGIA POTENCIAL ELÁSTICA

MOVIMENTO DE UM PÊNDULO SIMPLES Lei de Hooke!!! Para oscilações com pequenos ângulos 5 ENERGIA POTENCIAL
Energia = energia cinética Desprezando o atrito:
Energia = energia cinética
Desprezando o atrito:

Considerando o atrito:

Energia = energia potencial elástica

Podemos desprezar nesta situação a variação de energia potencial comparada outras energias! com as
Podemos
desprezar nesta
situação a variação de energia
potencial comparada
outras energias!
com
as
MOVIMENTO DE UM PÊNDULO SIMPLES Lei de Hooke!!! Para oscilações com pequenos ângulos 5 ENERGIA POTENCIAL

Trabalho feito pelas forças de atrito

6

Variáveis Básicas do Movimento Ondulatório

Variáveis Básicas do Movimento Ondulatório comprimento de onda período freqüência Amplitude Ondas longitudinais Direção do Deslocamento
comprimento de onda

comprimento de onda

período

período

freqüência
freqüência

freqüência

Amplitude

Amplitude

Ondas longitudinais

Direção do Deslocamento das Partículas

Ondas transversais

Variáveis Básicas do Movimento Ondulatório comprimento de onda período freqüência Amplitude Ondas longitudinais Direção do Deslocamento
Variáveis Básicas do Movimento Ondulatório comprimento de onda período freqüência Amplitude Ondas longitudinais Direção do Deslocamento

7

Ondas Unidimensionais

(a) Pulso em t=0 (b) Pulso no tempo t
(a) Pulso em t=0
(b) Pulso no tempo t

Y(x,t) representa a coordenada de qualquer ponto P do meio em qualquer tempo t.

Se a forma da onda não muda com o tempo, então de acordo com a ilustração acima, podemos escrever para um tempo após t=0 que:

Variáveis Básicas do Movimento Ondulatório comprimento de onda período freqüência Amplitude Ondas longitudinais Direção do Deslocamento

(Onda viajando para a direita)

Variáveis Básicas do Movimento Ondulatório comprimento de onda período freqüência Amplitude Ondas longitudinais Direção do Deslocamento

(Onda viajando para a esquerda)

8

Ondas Senoidais

Ondas Senoidais Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica: Onda viajando para a direita Fórmula

Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica:

Ondas Senoidais Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica: Onda viajando para a direita Fórmula
Ondas Senoidais Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica: Onda viajando para a direita Fórmula
Ondas Senoidais Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica: Onda viajando para a direita Fórmula

Onda viajando para a direita

Fórmula geral

Ondas Senoidais Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica: Onda viajando para a direita Fórmula

(Ondas senoidais)

9

A Velocidade de Ondas em Fios Esticados

Ondas Senoidais Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica: Onda viajando para a direita Fórmula

Pulso se movendo para a direita com velocidade v

Ondas Senoidais Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica: Onda viajando para a direita Fórmula

Referencial inercial que se move com velocidade v com o pulso

Ondas Senoidais Exemplo mais simples de uma onda contínua periódica: Onda viajando para a direita Fórmula

10

Superposição e interferência de Ondas

Superposição e interferência de Ondas Princípio da superposição para ondas lineares: Se duas ou mais ondas

Princípio da superposição para ondas lineares:

Se duas ou mais ondas estão se movendo através de um meio, a função de onda resultante em qualquer ponto é a soma algébrica das ondas individuais.

Superposição e interferência de Ondas Princípio da superposição para ondas lineares: Se duas ou mais ondas

interferência

Superposição e interferência de Ondas Princípio da superposição para ondas lineares: Se duas ou mais ondas
Superposição e interferência de Ondas Princípio da superposição para ondas lineares: Se duas ou mais ondas

11

Reflexão e Transmissão

Reflexão Pulso incidente Pulso refletido
Reflexão
Pulso
incidente
Pulso
refletido

Transmissão

Pulso incidente velocidade maior Pulso transmitido Pulso refletido
Pulso
incidente
velocidade maior
Pulso transmitido
Pulso
refletido
Pulso incidente Pulso Pulso refletido transmitido 12
Pulso
incidente
Pulso
Pulso
refletido
transmitido
12

corda “menos” densa

Pulso incidente Pulso refletido
Pulso
incidente
Pulso
refletido

ONDAS

Slides com animações em Física Aplicada a Zootecnia

13