Você está na página 1de 16

INSTITUTO MERCOSUL DE

ESTUDOS AVANÇADOS - IMEA


PROGRAMA DE CÁTEDRAS
LATINO-AMERICANAS
2º SEMESTRE - 2009
Universidade Federal do Paraná (UFPR) (Instituição Tutora da UNILA)

Reitor: Zaki Akel Sobrinho


Vice-Reitor: Rogério Mulinari
Pró-Reitor de Administração: Paulo Roberto Rocha Krüger
Pró-Reitor de Extensão e Cultura: Elenice Mara Matos Novak
Pró-Reitoria de Graduação: Maria Amélia Sabbag Zainko
Pró-Reitoria de Planejamento, Orçamento e Finanças:
Lucia R. Assumpção Monatanhini
Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação: Sérgio Scheer
Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas: Laryssa Martins Born
Escritório UFPR/UNILA: Flávio Zanette

Comissão de Implantação da Universidade Federal


da Integração Latino-Americana (UNILA)

Presidente: Hélgio Trindade


Alessandro Candeas
Carlos Roberto Antunes dos Santos
Célio da Cunha
Gerônimo de Sierra
Ingrid Sarti
Marcos Costa Lima
Mercedes Maria Loguercio Canepa
Paulino Motter
Paulo Mayall Guillayn
Raphael Perseghini Del Sarto
Ricardo Brisolla Balestrini
Stela Maria Meneghel
IMEA: LABORATÓRIO DE IDEIAS

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) inicia suas atividades no segundo semestre
de 2009, em Foz do Iguaçu, de uma forma inovadora: com a implantação do Instituto Mercosul de Estudos
Avançados (IMEA), instituído pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), instituição tutora da UNILA, e
instalado no Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu.

Esta inovação institucional e acadêmica tem por objetivo reunir acadêmicos de nível e reconhecimento
internacional para realizar seminários em sua área de conhecimento e, ao mesmo tempo, contribuir para planejar,
de forma integrada, as atividades de pós-graduação articuladas com as de pesquisa e de ensino de graduação
da UNILA.

missão institucional DO IMEA

O IMEA tem como finalidades institucionais:


1 promover, por sua vocação nacional e internacional, através de parcerias com universidades da região, a
formação de professores e estudantes, em cursos de pós-graduação e pesquisas de ponta, visando contribuir
para a sua qualificação em termos acadêmicos, científicos e profissionais para atender às demandas de suas
respectivas regiões;

2 desenvolver seu trabalho acadêmico-científico em cooperação com centros de ensino e pesquisa nacionais
e internacionais, com a vocação de formar, desde a graduação, quadros acadêmicos, científicos e lideranças
para construção da integração latino-americana;

3 oferecer, além de sua vocação para o intercâmbio e cooperação com instituições nacionais, latino-americanas e
internacionais, cursos regulares, seminários especializados, conferências sobre temas inovadores em cooperação
com instituições universitárias brasileiras e dos países latino-americanos, com o objetivo de estimular a mobilidade
de professores e estudantes;

4 interagir com o centro de documentação da biblioteca de referência latino-americana da UNILA e na difusão


das suas atividades e produção científica, no âmbito latino-americano e internacional, gerando uma sinergia
permanente entre ambos.
PERFIL DAS CÁTEDRAS LATINO-AMERICANAS DO IMEA
Cada cátedra terá um patrono e um fundador. A escolha dos primeiros teve como critério ser um nome

latino-americano que legou uma relevante contribuição acadêmico-científica, associada a uma área do saber,

e oriundo de diferentes países da América Latina; enquanto os fundadores das cátedras foram escolhidos por

seu alto prestígio acadêmico-científico na respectiva área de conhecimento e com reconhecida competência

internacional em sua especialidade.

PROGRAMA COMUM DE ATIVIDADES


O professor convidado de nível internacional desenvolverá sua Bolsa de Disseminação de Estudos, em tempo

integral, com o seguinte programa de atividades:

1 oferecer três conferências-seminário num total de 12 horas, para professores e alunos de nível de

pós-graduação do próprio IMEA ou convidados oriundos de instituições da região da tríplice fronteira

argentina, brasileira e paraguaia, incluindo as universidades da rede do Grupo de Montevidéu (AUGM);

2 realizar reuniões de trabalho com professores e alunos do IMEA com o objetivo de planejar as atividades
de ensino graduado e pós-graduado e de pesquisas avançadas dentro de sua especialidade, visando definir

as bases do desenvolvimento das disciplinas inter e transdisciplinares da futura universidade.


Cátedra Amilcar Herrera
Ciência, Tecnologia, Inovação
e Inclusão Social

BLOCO I - Período: 31 de agosto a 05 de setembro de 2009

PATRONO | Amilcar Herrera (1920-1995)


Geólogo argentino, que foi um defensor radical de mudanças sociais, no campo interdisciplinar da ciência,
tecnologia e desenvolvimento. Politicamente suas ideias contribuíram ao esforço teórico no plano internacional
no sentido de olhar para o interior da “caixa preta” da tecnologia. Conceitualmente salientava que mais do
que de gestão, nosso problema se situava na interface entre a policy e a politcs da ciência e tecnologia.
Sua contribuição se deu pela via da política científica e não pela abordagem da economia e da tecnologia
hegemônica. Em 1979, aceitou o convite do Reitor da Unicamp para organizar e ser o primeiro diretor do
Instituto de Geociências (IG) e do Departamento de Política Científica e Tecnológica (DPCT) da Unicamp, onde
foi Professor Emérito.

FUNDADOR | Hebe Vessuri


Antropóloga, doutora pela Universidade de Oxford, Grã-Bretanha, em 1971. Foi vice-presidente da
Comissão de Ética da Ciência (UNESCO), recebeu o Prêmio Nacional de Ciência e Tecnologia e, atualmente,
é pesquisadora sênior do Instituto Venezuelano de Investigaciones Científicas (IVIC). Presidiu o Comitê
Científico Latino-Americano do Fórum UNESCO de Educação Superior, Pesquisa e Conhecimento.
Integra o Conselho de Governo da Universidad de las Naciones Unidas (UNU). Foi vice-presidente da União
Internacional de Ciências Antropológicas e Etnológicas (IUAES) representando-a no Conselho Internacional
de Ciências Sociais (ISSC).
Cátedra Celso Furtado
Economia e Desenvolvimento

BLOCO II - Período: 14 a 19 de setembro de 2009

PATRONO | Celso Furtado (1920-2004)


Economista latino-americano emérito, nascido na Paraíba (Brasil), doutorou-se em Economia na
Sorbonne (1948). Em 1949, ingressou na CEPAL e, com Raul Prebisch, produziu teorias sobre a
economia do desenvolvimento. Retorna ao Brasil, integrando a Diretoria do BNDE e, em 1959, participou
da criação da SUDENE, sendo seu primeiro Superintendente. Ministro do Planejamento do Presidente
Goulart (1961-1964), teve seus direitos políticos cassados. Exilou-se no Chile, Estados Unidos e França,
onde lecionou nas Universidades de Yale e Sorbonne. Foi Embaixador junto à CEE, Ministro da Cultura
(1985-1990) e membro da Academia Brasileira de Letras.

FUNDADOR | Aldo Ferrer


Economista, com doutorado na Universidade de Buenos Aires, em 1949, e discípulo de
Raul Prebich da CEPAL. Professor de Política Econômica nas Universidades de Buenos Aires e La
Plata (1959-1966). Ministro da Economia e Fazenda da Província de Buenos Aires (1958-1960), de Obras
e Serviços Públicos da Nação (1970), de Economia e Trabalho da Nação (1970-1971). Foi Coordenador
da Comissão Organizadora do CLACSO e seu primeiro Secretário Executivo. Atualmente, Professor Emérito
da Universidad de Buenos Aires (UBA), membro honorário do Conselho de Economistas do México e da
Academia Nacional de Ciências Econômicas.
Cátedra Octavio Ianni
Desenvolvimento Rural Sustentável
e Segurança Alimentar

BLOCO III - Período: 21 a 26 de setembro de 2009

PATRONO | Octavio Ianni (1926-2004)


Destacado sociólogo brasileiro, integrante da “escola paulista de sociologia” de Florestan Fernandes.
Sua obra teve ampla circulação na América Latina, especialmente nos temas do populismo latino-
americano e da globalização. Cassado da USP, exilou-se na década de 1970. Ao retornar ao Brasil foi
professor da PUCSP e, posteriormente, da Unicamp.

FUNDADOR | Jacques Chonchol


Agrônomo e ex-Ministro da Agricultura do Governo de Unidade Popular de Salvador Allende. Exilado na
França, fez doutorado de Estado em Agronomia na Université de Paris. Foi Diretor do Institut des Hautes
Etudes de l´Amérique Latine (IHEAL), na França, e Professor Emérito da Nouvelle Sorbonne. Atualmente,
leciona no Chile nas Universidades Alberto Hurtado, Austral e Arcis.
Cátedra Francisco Bilbao
Integração e Identidade
Latino-Americana

BLOCO IV - Período: 13 a 16 de outubro de 2009

PATRONO | Francisco Bilbao (1823-1865)


Escritor e político chileno, conhecido como “Apóstolo da liberdade”. Estudou no Instituto Nacional do
Chile e em Lima (Peru) e foi discípulo de Andrés Bello. Em 1844, publicou artigo sobre a Sociabilidad
Chilena que provocou escândalo na época. Mudou-se para Paris onde circulou nos meios intelectuais.
Retornou ao Chile, em 1850, para formar um movimento radical contra a política conservadora de
Diego Portales. Foi o primeiro, em 1856, a utilizar o termo “América Latina”, em conferência
pronunciada em Paris, conceito que foi posteriormente adotado por Napoleão III para legitimar a
invasão francesa no México em oposição à América anglo-saxônica.

FUNDADOR | Miguel Rojas Mix


Chileno, escritor e historiador. Catedrático da Universidad de Chile e Diretor do Instituto de Arte
Latinoamericano da Universidad de Chile. Exilado em 1973, doutorou-se em Filosofia na
Universidade de Colônia (Alemanha) e obteve o doutorado de Estado ès Lettres na Universidade de
Paris. Foi Diretor de Pesquisa no Institut des Hautes Études de l´Ámérique Latine (França). Titular da
Cátedra UNESCO de Cooperación Cultural e ex-Diretor do Centro Extremeño de Estudios y
Cooperación con Iberoamérica (Espanha). Professor de universidades europeias e americanas e doutor
honoris causa de várias universidades latino-americanas.
Cátedra Andrés Bello
Educação Superior Comparada

BLOCO III - Período: 19 a 23 de OUTUBRO de 2009

PATRONO | Andrés Bello (1781-1865)


Humanista venezuelano dos mais reconhecidos na América Latina. Poeta, filólogo, educador
e jurista. Estudou Medicina e Direito, mas sua formação foi autodidata. Participou do processo de
independência, representou seu país em Londres, frequentando assiduamente a Biblioteca do
Museu de Londres (1810-1829). Com sua reconhecida competência, vai trabalhar no Chile (1829),
tornando-se cidadão chileno. Elaborou o Código Civil, foi senador, fundador e primeiro reitor da
Universidad de Chile (1843-1865).

FUNDADOR | Carmen Guadilla


Doutora pela Université Renée Descartes (França), mestre em Educação Internacional pela
Stanford University (USA). Coordena o Projeto Pensamiento Universitário Latinoamericano, junto ao
IESALC/UNESCO, e integra o Consejo de la Red de Investigadores sobre Educación Superior
(RISEU, México). Ex-diretora e pesquisadora sênior do Centro de Estudios del Desarrollo (CENDES) da
Universidad Central de Venezuela, é uma das melhores especialistas em pesquisas sobre educação
superior comparada.
Cátedra Josué de Castro
Desenvolvimento Sustentável
e Meio Ambiente

BLOCO V - Período: 03 a 07 de novembro de 2009

PATRONO | Josué de Castro (1908-1973)


Nascido no Recife, graduado em medicina pela Universidade do Brasil (1929), logo nos primeiros anos
de formado, entendeu que “a fome” estava presente na vida de grande parte da população brasileira.
Comemorou-se, em 2008, o centenário de seu nascimento. Figura marcante de cientista que legou uma obra
de grande influência na vida nacional, onde se projetou internacionalmente, com seu livro pioneiro e clássico
Geografia da Fome (1946). Crítico das especializações, seu trabalho foi marcado pela multidisciplinaridade.
Além da fome, estudou questões relativas ao meio ambiente, ao subdesenvolvimento e à paz.

FUNDADOR | Ignacy Sachs


Nascido na Polônia, com formação acadêmica internacional. Graduou-se em Economia e Estatística
na Universidade Federal do Rio de Janeiro, doutorou-se em Economia na Universidade de Delhi (Índia)
e depois na École Centrale de Planification et Statistique de Varsóvia (Polônia). Como professor de l´École
des Hautes Etudes en Sciences Sociales (EHESS), fundada em Paris por Fernand Braudel, conquistou
reputação internacional por sua obra e pelo grande número de doutores europeus e latino-americanos
que formou nas áreas de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.
Cátedra Augusto Roa Bastos
Literatura Latino-Americana

BLOCO VI - Período: 23 a 28 de novembro de 2009

PATRONO | Augusto Roa Bastos (1917-2005)


Escritor paraguaio contemporâneo, com obra reconhecida internacionalmente, nasceu em Assunção e com
apenas 15 anos participou da Guerra do Chaco entre a Bolívia e o Paraguai. Foi um escritor de ensaios,
poesias e romances, com uma obra profícua. Em 1947, foi obrigado a exilar-se na Argentina e, em 1970,
na França, por motivos políticos. Recebeu diversos prêmios pelo mérito, originalidade e qualidade da sua
obra, entre os quais o “Concours International de Romans Losada” (1959), o “Prix du Memorial de América
Latina” (1988) e é distinguido com o Prêmio Miguel de Cervantes em 1989. Seus livros foram traduzidos
para 25 línguas.

FUNDADOR | Flávio Loureiro Chaves


Professor de literatura brasileira, portuguesa e latino-americana, escritor, ensaísta e crítico literário. Bacharelou-se
em Português e Literatura de Língua Portuguesa e licenciou-se em Língua e Literatura Italiana (UFRGS).
Mestre em Literatura de Língua Portuguesa, doutorou-se em Literatura pela Universidade de São Paulo,
com tese clássica sobre Érico Veríssimo. Membro do Instituto Histórico e Geográfico do RS e da Academia
Rio-Grandense de Letras. Professor titular aposentado da UFRGS e coordenador da pós-graduação da
Universidade de Caxias do Sul, tendo sido também professor-visitante na Universidade de Rennes (França).
Cátedra Eugênio de Santa Cruz
y Espejo
Saúde Pública na América Latina

BLOCO VI - Período: 23 a 28 de novembro de 2009

PATRONO | Eugênio de Santa Cruz y Espejo (1747-1795)


Nasceu em Quito e morreu encarcerado na mesma cidade. Foi um eminente investigador científico,
médico, escritor, advogado, jornalista, ideólogo político da independência. Em 1779, publicou El
Nuevo Luciano de Quito, uma forte crítica da vida cultural na Real Audiência de Quito, foi o primeiro a
afirmar a necessidade da emancipação da Espanha e a proclamar a identidade do país, inspirando os
revolucionários de 1809. Seu pensamento reflete as ideias da Ilustração, mas promovendo a igualdade
de todos os cidadãos e nacionalização das propriedades eclesiásticas e referem-se pela primeira vez a
igualdade dos indígenas con los criollos e os direitos da mulher.

FUNDADOR | Maria Isabel Rodriguez


Mesmo desencorajada por seu diretor a fazer medicina por ser uma profissão masculina,
graduou-se, com louvor, e fez brilhante carreira como fisiologista cardiovascular e pesquisadora
biomédica. Foi a primeira mulher latino-americana a tornar-se diretora de uma Faculdade de Medicina.
Durante a guerra civil, com intervenção militar na Universidad de El Salvador, foi para a Organização
Pan-Americana de Saúde, onde construiu projetos internacionais para Educação Médica e Saúde
Pública. Doutora honoris-causa na República Dominicana, Cuba, México e Peru, em 1999, foi eleita
Reitora da Universidad de El Salvador e, atualmente, é Ministra de la Salud do Governo de seu país.
Cátedra Juan José Giambiagi
Ciências Físicas e as Novas
Fronteiras Tecnológicas

BLOCO VII - Período: 30 de NOVEMBRO a 05 de dezembro de 2009

PATRONO | Juan José Giambiagi (1924 – 1996)


Físico argentino, que desenvolveu o método de eliminação da divergência na teoria quântica de
campos. Considerado um dos maiores físicos teóricos do mundo pelo número de trabalhos e artigos
publicados. Graduou-se na Facultad de Ciências Exatas da Universidad de Buenos Aires (1948).
Doutorou-se em Física na UBA (1950), fez pós-doutorado na Universidade de Manchester (Inglaterra), e
foi professor associado ao Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. (CBPF). Foi um dos fundadores da Escola
Latino-Americana de Física, ao lado de Marcus Moshinsky e Leite Lopes. Membro da Academia Brasileira
de Ciências, da Academia de Ciências da América Latina, da Academia de Ciências do Terceiro Mundo
e da Academia Nacional de Ciências Exatas e Naturais da Argentina.

FUNDADOR | Celso Pinto de Melo


Doutor em Física (1980) pela Universidade da Califórnia (Santa Bárbara), mestre em Física pela UFPE
(1975) e graduado em Engenharia Química pela UFPE. Foi Fulbright Sênior Scholar no MIT/USA.
Atualmente é professor associado da UFPE, pesquisador 1-A do CNPq e Presidente da Sociedade
Brasileira de Física. Representante da comunidade científica no Comitê Gestor do Fundo Setorial de
Petróleo e Gás do MCT. Seu grupo de pesquisa desenvolve trabalhos experimentais com preparação
de amostras de polímeros condutores e multicamadas orgânicas. Membro da Academia Brasileira de
Ciências foi Diretor do CNPq, Vice-Presidente da SBPC, Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPE
e do comitê técnico-científico do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF).
Cátedra Crodowaldo Pavan
Ciências da Vida: evolução
e biodiversidade

BLOCO VII - Período: 30 de NOVEMBRO a 05 de dezembro de 2009

PATRONO | Crodowaldo Pavan (1919-2009)


Biólogo e precursor da genética brasileira. Líder científico influente na defesa do desenvolvimento da ciência

e tecnologia no Brasil, Presidente da SBPC na resistência à ditadura militar (1980-1986). Presidente do CNPq

(1986-1990). Professor emérito da Universidade de São Paulo. Foi membro de várias sociedades científicas

internacionais: Academia de Ciências do Terceiro Mundo, Academia das Ciências de Lisboa, Sociedade Real

de Fisiografia de Lunde e Academia de Ciências do Chile, da Pontifícia Academia das Ciências, da Academia

Brasileira de Ciências e da Sociedade Brasileira de Genética.

FUNDADOR | Francisco Salzano


Professor titular aposentado e pesquisador sênior do Departamento de Genética UFRGS. Bolsista de

Produtividade em Pesquisa do CNPq 1-A. Graduado em História Natural na UFRGS (1950), especialização

em Genética na USP (1952) e em Genética e Biologia Molecular na UFRGS (1956), doutorado em Ciências

Biológicas (Biologia Genética) pela Universidade de São Paulo (1955) e pós-doutorado pela University of

Michigan-Ann Arbor (1957). Membro da Academia Brasileira de Ciências. Especialista em Genética, com

ênfase em Genética Humana e Médica (Ameríndios, Polimorfismos, Genéticos, Demografia).


APROVEITAMENTO DE CRÉDITO POR ALUNO DE PÓS-GRADUAÇÃO

As atividades desenvolvidas pelas cátedras latino-americanas oferecerão aos alunos de pós-graduação


regularmente inscritos os créditos correspondentes à sua participação nas diferentes cátedras. Estes
alunos serão oriundos das instituições de educação superior da região da tríplice fronteira e da Associação de
Universidades do Grupo de Montevidéu. Os alunos inscritos poderão participar das atividades de uma ou mais
cátedras, segundo seu interesse acadêmico e a afinidade temática das mesmas, uma vez que as cátedras
estão agrupadas em quatro blocos, geralmente com mais de uma cátedra funcionando simultaneamente.

Cada cátedra atribuirá 1 (um) crédito correspondente a presença obrigatória nas 12 horas de
seminários-conferências e em 3 (três) horas complementares de atividades sob a coordenação dos
professores-tutores associados às diferentes cátedras. Estes serão responsáveis pelo envio da avaliação
individualizada do aproveitamento dos alunos para certificação dos créditos pela Pró-Reitoria de Pesquisa e
Pós-Graduação da UFPR, instituição tutora.

COMO SE INSCREVER PARA AS CÁTEDRAS LATINO-AMERICANAS

As inscrições para as Cátedras Latino-Americanas do IMEA/UNILA podem ser feitas de duas formas:

1 on-line, no site da UNILA, mediante preenchimento e envio automático do formulário próprio, disponível
no menu “Inscrições” do site www.unila.ufpr.br;

2 via e-mail, mediante envio de:


• Dados pessoais (nome completo, RG, CPF ou número do passaporte, endereço, telefone/celular e e-mail);
• Dados acadêmicos (instituição de ensino de origem, programa de pós-graduação, área de pesquisa
e cátedra selecionada);
• Endereços eletrônicos: unila@ufpr.br; unila@mec.gov.br

O programa das cátedras é financiado com recursos da Capes, MCT e Itaipu Binacional. A participação é
gratuita. Se o inscrito tiver necessidade de auxílio para hospedagem e alimentação em Foz do Iguaçu, deverá
encaminhar justificativa por escrito para os endereços eletrônicos.
Você pode acompanhar
ao vivo os Seminários das
Cátedras Latino-Americanas,
no site da UNILA:

www.unila.ufpr.br