Você está na página 1de 20

Circuitos Elétricos II

Aula 6
Prof. Luciano Malaquias
Curso de Engenharia Elétrica – EGE
Departamento de Ciências Exatas e Engenharias - DCEEng
Luciano.malaquias@unijui.edu.br
1. Análise de Circuitos Senoidais em Regime Permanente.

1.8 Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
INTRODUÇÃO
 Será abordado o conceito da ressonância, apresentando suas
características nos circuitos elétricos ressonantes.
 A ressonância pode ser definida, como a tendência de um
sistema oscilar em máxima amplitude, em certas frequências,
conhecidas como frequências ressonantes.
 Nessas frequências, até mesmo forças periódicas pequenas
podem produzir vibrações de grande amplitude, pois o sistema
armazena energia vibracional.
 O fenômeno da ressonância ocorre com todas as vibrações ou
ondas, inclusive eletromagnéticas.
 Os sistemas ressonantes podem ser usados para gerar vibrações
em uma frequência específica, ou obter frequências específicas
de vibrações complexas.

Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
INTRODUÇÃO
 A ressonância é semelhante ao eco.
 Este fenômeno tem aplicações importantes na ciência, utilizada
quando há possibilidade de troca de energia entre sistemas
oscilantes.
 A aplicação mais comum da ressonância é em telecomunicações.
Por exemplo, o receptor de um sinal deve estar sintonizado na
frequência de envio desse sinal para que ocorra ressonância,
onde obtém-se a maior amplitude do sinal enviado.
 Entretanto, existem casos em que a ressonância é indesejada,
dentro dos sistemas elétricos podem causar sobretensões.



Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
INTRODUÇÃO
 O circuito ressonante é uma combinação de elementos R, L e C,
onde as reatâncias são iguais (X
L
= X
C
). A resposta de frequência
é semelhante a representada na figura abaixo:
A resposta de um circuito é
máxima, para a frequência de
ressonância – f
r
.
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
INTRODUÇÃO
 Um circuito elétrico ressonante está vinculado a presença de
indutores, capacitores e resistência, em virtude de não existirem
capacitores e indutores ideais.
 A resistência em um circuito ressonante configura a taxa de
amortecimento do mesmo, controlando a forma da curva de
ressonância.
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
INTRODUÇÃO
 Quando a ressonância ocorre através da frequência f
r
, a energia
armazenada em um elemento reativo, é igual a fornecida pelo
outro elemento reativo do sistema, oscilando entre eles.

 Um circuito LC ideal em estado de
ressonância, não necessitária de potência
reativa externa, pois a potência seria
trocada entre os elementos.


Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM SÉRIE
 A partir da definição de ressonância em circuitos série, quando
X
L
= X
C
, obtêm-se a frequência de ressonância.

=

2π =
1


ω

=
1

f

=
1

=

=
A impedância é mínima
nesta condição,
resultando em Z
R
.
Em termos de Impedância.
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM SÉRIE
 Em circuitos em série, a corrente que circula é a mesma, enquanto
que a tensão total é dada pela soma fasorial de V
R
, V
L
e V
C
.

= ∟º. R∟º = IR∟º
Em termos de Corrente Em termos de Tensão

=

+

+

Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM SÉRIE
 As potências nos componentes é dada por:

=
2

=
2

=
2

Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM SÉRIE
Características do Circuito Ressonante em Série:
 Comportamento puramente resistivo na frequência de
ressonância
 Abaixo da frequência de ressonância, impedância capacitiva,
corrente adiantada com relação à tensão
 Acima da frequência de ressonância, impedância indutiva,
corrente atrasada com relação à tensão
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM SÉRIE
Exemplo – Circuitos Ressonantes em Série:
 Para o circuito dado, obter a corrente e as tensões, considerando
que o mesmo se encontra em estado de ressonância.
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM PARALELO
 Em circuitos em paralelo, a tensão aplicada nos ramos é a mesma,
enquanto que a corrente total é dada pela soma fasorial de I
R
, I
L
e I
C
.
I

=

=

Em termos de Corrente Em termos de Tensão
I

=

I

=

=

+

+

Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM PARALELO
 Para análise real, deve ser considerada a resistência intrínseca dos
indutores. No circuito série, esta foi somada as demais resistências.
 Analisando o circuito ideal em termos de admitância:
1

=
1

f

=
1


A frequência de
ressonância é a
mesma para um
circuito série
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM PARALELO
 Considerando o circuito real, com a resistência intrínseca do
indutor, a frequência de ressonância é dada por:
Separando a parte real e a parte imaginária
Escrevendo em termos de admitância

=

+

+

=
1

+

2
+

2
−j

2
+

2
+
1

=
1

+

2
+

2
+j
1


2
+

2

Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM PARALELO
1

=

2
+

2

Para encontrar a nova frequência de
ressonância, faz-se:
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM PARALELO
 Em termos da frequência de ressonância para circuitos em
série, tem-se que:
Ou
Multiplicando numerador e denominador
dentro da raiz por C/L obtêm-se:
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM PARALELO
Circuitos ressonante em paralelo:
 Comportamento puramente resistivo na frequência de
ressonância.
 Acima da frequência de ressonância, impedância capacitiva,
corrente adiantada com relação à tensão.
 Abaixo da frequência de ressonância, impedância indutiva,
corrente atrasada com relação à tensão.
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
CIRCUITOS EM SÉRIE
Exemplo – Circuitos Ressonantes em Paralelo:
 Para o circuito dado, considerando C=15,83nF, determine a
frequência de ressonância.
f

=
1
2π 110
−3
. 15,8310
−9

. 1 −
10
2
. 15,8310
−9

110
−3

=24,6 μHZ
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
Exercícios
1) Para o circuito ressonante abaixo, calcule a L, X
L
, X
C
e I, considerando f
s
=1800Hz.
2) Considere um circuito RLC em série, com uma frequência de ressonância de
12kHz. Sendo R=5Ω, X
L
=300Ω e I= 1+j0A, calcule o valor da tensão total.

3) Um circuito série possui uma f
s
=10kHz, R=5Ω e uma X
C
=200Ω. Considerando uma
tensão de entrada de V=30V∟0
0
, determine as tensões no indutor e no capacitor,
na forma fasorial. EXERCÍCIO Nº 6 PÁG 633.
Aula 6 – Circuitos Ressonantes em Série e Paralelo
Exercícios
4) Para o circuito ressonante abaixo, calcule a frequência de ressonância e a tensão
aplicada no capacitor, considerando R
l
=∞.
5) Dado o circuito ressonante abaixo, composto por elementos ideias, calcule f
p
, Z
T
,
V
C
e I
L
.