Você está na página 1de 28

Receitas

Tradicionais De
Natal

Aletria Com Ovos (Minho e Douro) Migas Doces (Trás-os-Montes e Alto


Douro)
Bacalhau Da Consoada (Minho e
Douro) Pudim de Natal

Bolinhos de Jerimu (Minho e Douro) Rabanadas Antigas (Minho e Douro)

Bolo de Família (Madeira) Rabanadas ou Fatias-de-paridas


(Minho e Douro)
Bolo de Natal (Açores)
Rabanadas Douradas ou Fidalgas
Bolo Rei (Minho e Douro)

Bolos Podres de Natal (Ribatejo) Roupa-velha (Minho e Douro)

Broas de Natal (Estremadura) Sonhos (Minho e Douro)

Filhós de chila (Douro) Sonhos de Cenoura

Filhós Enroladas (Alentejo) Sonhos de Fanhões (Estremadura)

Filhós de Forma (Alentejo) Sopa Doce (Douro)

Merendeiras do Natal (Estremadura) Sopa Dourada

Mexidos de Natal (Minho e Douro) Vinho do Porto Quente (Douro)

Mexidos de ovos com amêndoas


Vinho Quente (Minho e Douro)
(Minho e Douro)

Aletria com Ovos

Ingredientes (para 10 pessoas):


100g de aletria
4dl de leite
150g de açúcar
50g de manteiga
3 gemas
casca de limão
canela

Preparação:
Coze-se a aletria em água durante 5 minutos e escorre-se.
Em seguida, leva-se o leite ao lume juntamente com casca de limão,
açúcar e a aletria e deixa-se cozer. Depois da aletria estar cozida,
junta-se a manteiga e, fora do lume, misturam-se as gemas
previamente batidas
Leva-se ao lume apenas para que as gemas cozam ligeiramente.
Serve-se a aletria polvilhada com canela.
Bacalhau da
Consoada
Preparação:
Cozem-se postas de bacalhau bem alto demolhado juntamente com
couves pencas (couve portuguesa).
À parte, cozem-se batatas com pele.
Na altura de servir, descascam-se os ovos e pelam-se as batatas.
Serve-se tudo junto ou em recipientes separados.
Deve preparar-se tudo à última da hora para que seja servido bem
quente.

Preparação do molho:
Leva-se ao lume uma porção de azeite (cerca de 0,5 dl por pessoa)
com alguns dentes de alho abertos ao meio. Quando levantar fervura,
retira-se do lume e junta-se um pouco vinagre.
Serve-se numa molheira.
Bolinhos de Jerimu
Ingredientes:
2 kg de abóbora-menina (jerimu)
5 colheres de sopa de açúcar
60 g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
5 ovos
1 cálice de vinho do Porto
raspa da casca de 2 limões

Preparação:
Começa-se por cozer a abóbora em água temperada com um pouco
de sal. Passa-se por um passador e espreme-se o puré obtido dentro
de um pano, para se retirar toda a água. Junta-se ao puré de abóbora
a farinha com o fermento, as gemas, o açúcar, a raspa das cascas dos
limões e o vinho do Porto. Mexe-se bem.
Por fim, adicionam-se as claras batidas em castelo bem firme.
Fritam-se colheradas desta massa em óleo bem quente.
Servem-se os bolinhos polvilhados com açúcar e canela.
Bolo de Família

Ingredientes:
1 kg de farinha
1 kg de açúcar
250 g de manteiga
60 g de banha
raspa da casca de 1 limão
1 pacote de bicarbonato de sódio (15 g)
6 ovos
2 colheres de chá de canela
1 litro de leite
8 colheres de sopa de melaço
passas, cidra cristalizada picada e nozes picadas a gosto

Preparação:
Batem-se bem todos os ingredientes e deita-se a massa em formas
redondas forradas com papel vegetal e untadas. Levam-se a cozer em
forno bem quente. O forno será mais ou menos quente conforme o
tamanho dos bolos: quanto mais pequenos mais quente.

Nota: Para serem comidos aguarda-se pelo menos 3 semanas.


Bolo de Natal
Ingredientes:
500 g de farinha
500 g de açúcar
250 g de manteiga
6 ovos
3 colheres de chá de fermento em pó
raspa da casca de 1 limão
noz-moscada
1 cálice de aguardente
1 cálice de vinho de Porto
500 g de frutas cristalizadas (tendo de incluir obrigatoriamente
cidrão)
125 g de nozes
1,5 dl de melaço
2 variedades de doce de fruta (2 colheres de sopa de cada um:
marmelo, figo, uva, morango, entre outros)
Preparação:
Picam-se as frutas cristalizadas e polvilham-se com farinha. Bate-se a
manteiga com o açúcar até se obter um creme. Juntam-se as gemas,
misturam-se bem e adicionam-se os restantes ingredientes com a
excepção com excepção das claras, sendo a farinha peneirada com o
fermento.
Batem-se as claras em castelo bem firme e juntam-se ao preparado
anterior. Deita-se a massa numa forma redonda bem untada com
manteiga e polvilhada com farinha e leva-se a cozer em forno médio
durante cerca de uma hora e meia. Verifica-se a cozedura com um
palito, que deve sair seco.
Nota: Este bolo, que deve ser feito pelo menos com 8 dias de
antecedência, serve-se no Natal sem qualquer enfeite ou apenas
enfeitado com frutas cristalizadas.

Bolo Rei
Tempo de preparação: 7 h. Grau de dificuldade: Difícil
Ingredientes (para 6 pessoas):
150g açúcar; 750g farinha; 1 fava; 30g fermento de padeiro;
175g frutas cristalizadas; 250g frutos secos; raspas de laranja q.b.
raspas limão q.b.; 150g margarina; 1 colher de sobremesa sal
4 ovos; 1 dl. vinho do Porto

Preparação:
Depois de retirar as sementes que possam haver, pique as frutas e
deixe-as a macerar com o vinho do Porto (deixe algumas inteiras para
enfeitar). Dissolva o fermento de padeiro em 1 decilitro de água
morna, junte a 1 chávena de farinha e deixe a levedar em lugar não
muito frio durante 15m. Entretanto, bata a margarina, o açúcar, e as
raspas de limão e laranja, junte os ovos (batendo um a um), e o
fermento. Quando tudo estiver bem ligado adicione o resto da farinha
e o sal. Amasse até que a massa fique elástica e macia e junte as
frutas, misturando muito bem. Molde a massa numa bola, polvilhe
com farinha e tape a massa com um pano, deixando levedar num
ambiente não muito frio durante 5 horas. Depois da massa ter
duplicado de volume, coloque-a sobre um tabuleiro e faça-lhe um
buraco no meio. Introduza um brinde (bem embrulhado em papel
vegetal) e 1 fava, e deixe levedar mais uma hora. Pincele o bolo com
gema de ovo, enfeite com frutas cristalizadas inteiras, torrões de
açúcar, pinhões, nozes, etc., e leve a cozer em forno bem quente.
Depois de cozido pincele o bolo-rei com geleia diluída num pouco de
água quente.
Bolos Podres de
Natal

Ingredientes:
750 g de farinha de trigo
3,5 dl de azeite
250 g de açúcar
2 dl de água
5 g de canela
5 g de erva-doce
amêndoas

Preparação:
Num tacho levam-se ao lume todos os ingredientes com excepção da
farinha, do açúcar e das amêndoas. Deixa-se levantar fervura.
Tem-se a farinha peneirada com o açúcar num alguidar e escalda-se
com a mistura anterior a ferver. Amassa-se tudo muito bem e tende-
se a massa em pequenos bolos de forma cónica, no cimo dos quais se
pode espetar uma amêndoa.
Colocam-se os bolos num tabuleiro e levam-se a cozer em forno
quente. Deixam-se arrefecer um pouco e depois passam-se por
açúcar.
Broas de Natal

Ingredientes:
2 kg de batata-doce
1,750 g de açúcar
1,5 kg de farinha de milho amarelo
1 colher de sopa de canela
1 colher de sopa de erva-doce
raspa da casca de 1 limão
farinha de trigo
gemas de ovos

Preparação:
Lavam-se as batatas e cozem-se em água temperada com um pouco
de sal. Reserva-se a água. Pelam-se as batatas e reduzem-se a puré.
Pesa-se este puré e tomam-se 2 quilos. Leva-se o açúcar ao lume com
um copo da água de cozer as batatas e deixa-se ferver até fazer
ponto de pérola (108º C). Junta-se o puré de batata e deixa-se ferver
até se ver o fundo do tacho.
Entretanto, peneira-se a farinha para um alguidar. Junta-se-lhe a
canela, a erva-doce e um pouco de sal. Escalda-se a farinha com o
preparado de batata. Mexe-se, deixando o puré de batata absorver
(afogar) completamente a farinha. Esta operação deve ser feita à
noite, ficando assim para o até ao dia seguinte.
No dia seguinte retiram-se bocadinhos de massa que se moldam que
se moldam em broas sobre uma tábua polvilhada com farinha de
trigo.
Dispõem-se as broas em tabuleiros untados com azeite. Pincelam-se
com gemas de ovo e levam-se a cozer em forno quente.

Filhós de Chila

Ingredientes:
400 g de chila cozida e espremida
4 colheres de sopa de farinha
4 ovos
óleo para fritar
açúcar e canela para polvilhar

Preparação:
Coza a chila em água e sal. Em seguida, esprema bem e desfaça-a
em fios com as mãos. Deite a chila num alguidar e junte a farinha e
os ovos inteiros. Bata tudo muito bem. Deste preparado molde, com
duas colheres de sopa, as filhós e coloque-as em óleo previamente
aquecido. Depois de frias, escorra-as sobre papel absorvente,
envolvendo-as com açúcar e canela, enquanto bem quentes.
Filhós Enroladas

Ingredientes:
6 ovos
1 colher de sopa de banha
1 colher de sopa de manteiga
1 dl de aguardente
1 colher de sopa de açúcar
farinha
1 kg de açúcar para calda

Preparação:
Batem-se muito bem os ovos com a banha, a manteiga, a aguardente
e a colher de açúcar. Em seguida começa a juntar-se a farinha e a
amassar até se obter uma massa elástica e que se estenda bem.
Deixa-se descansar um pouco. Põe-se o azeite ao lume.
Estende-se a massa da qual se cortam umas tiras com cerca de 7 cm
x 20 cm. Pega-se com a mão numa das extremidades da tira de
massa e segura-se a outra extremidade com um garfo comprido.
Introduz-se o garfo com a ponta da massa no azeite a ferver e vai-se
deixando cair e enrolando. Deixam-se fritar as filhós até estarem
louras e passam-se depois por açúcar em ponto de voar (110º C),
ficando muito brilhantes.

Filhós de Forma

Ingredientes:
500 g de farinha
5 ovos
2 laranjas
1 colher de sopa de açúcar
água
sal
1 cálice de vinho do Porto

Preparação:
Peneira-se a farinha para uma tigela. Junta-se uma pitada de sal, o
açúcar e a água suficiente para obter uma massa mole. Adicionam-se
as gemas, a raspa da casca das laranjas e o vinho do Porto e deixa-se
a massa a repousar. Na altura de se utilizar, incorporam-se as claras
batidas em castelo.
Mergulha-se a forma de filhós em óleo bem quente, escorre-se muito
bem e introduz-se a massa, mas sem ficar totalmente coberta.
Mergulha-se a forma no óleo, sacode-se para a massa cair e deixa-se
fritar até alourar.
Servem-se polvilhadas com açúcar e canela.

Nota: Não se deve deixar cair o óleo na massa, pois ela deixaria de
aderir à forma.

Merendeiras do
Natal
Ingredientes:
1 abóbora-menina média (5 kg a 6 kg)
1,5 kg de farinha de milho branco
1,250 kg de farinha de trigo
30 g de fermento de padeiro
75 g de manteiga
650 g de açúcar
2 limões
1 colher de sopa de erva-doce
1 colher de sopa de canela
sal

Preparação:
Coze-se a abóbora em água temperada com sal.
Peneira-se a farinha de milho para um alguidar e escalda-se com a
água de cozer a abóbora. A farinha deve ficar toda molhada. Tapa-se
com um pano e deixa-se descansar durante 1 hora.
Desfaz-se o fermento com um pouco de água de cozer da abóbora
amornada. Junta-se à farinha de milho que, entretanto, já repousou.
Junta-se ainda a farinha de trigo, a erva-doce, a canela, o açúcar, a
manteiga, a raspa da casca dos dois limões, a abóbora desfeita (em
puré) e um pouco de sal dissolvido num pouco de água onde a
abóbora cozeu. Amassa-se tudo muito bem e polvilha-se com farinha.
Tapa-se com um pano e deixa-se levedar em local temperado.
Geralmente faz-se uma marca no alguidar 8 cm a 10 cm acima do
nivel da massa. Quando atingir essa marca considera-se levedada.
Tendem-se as merendeiras em forma redonda e levam-se a cozer em
forno bem quente.

Mexidos

Ingredientes:
1 abóbora-menina média (5 kg a 6 kg)
1,5 kg de farinha de milho branco
1,250 kg de farinha de trigo
30 g de fermento de padeiro
75 g de manteiga
650 g de açúcar
2 limões
1 colher de sopa de erva-doce
1 colher de sopa de canela
sal

Preparação:
Leva-se a água ao lume com todos os ingredientes, com excepção
dos frutos e do pão. Deixe ferver durante 15 minutos. Juntam-se
então os frutos e deixa-se ferver mais 15 minutos.
Corta-se o pão em fatias muito finas (o mais fino possível) e escalda-
se com água a ferver. Esta água deve ser na menor quantidade
possível. Junta-se o pão ao preparado anterior, cuidadosamente, para
evitar que ganhe grumos.
Deixa-se ferver um pouco mais para apurar, mexendo sempre.

Mexidos de ovos
com amêndoas
Ingredientes:
400 g de açúcar
125 g de amêndoas peladas
100 g de uvas passa
1 pau de canela
1 colher de sopa de manteiga
1 cálice de vinho do Porto
100 g de pão cacete
12 gemas
leite

Preparação:
Leva-se o açúcar ao lume com 2 dl de água a ferver até fazer ponto
de pérola fraco. Rala-se a amêndoa (devendo ficar grossa). Adiciona-
se a amêndoa à calda, juntamente com as passas, o pau de canela, a
manteiga e o Porto. Deixa-se engrossar.
Entretanto, escalda-se o pão (só o miolo) com um pouco de leite a
ferver. O leite é apenas o suficiente para embeber o pão. Desfaz-se o
pão o melhor possível (com a varinha), escalda-se com o preparado
anterior e leva-se novamente ao lume a ferver.
Depois de bem cozido, retira-se o calor, deixa-se arrefecer um pouco
e adicionam-se as gemas desfeitas.
Leva-se novamente ao lume só para levantar fervura.
Serve-se em travessas, devendo ficar ralo e fino, sendo às vezes
preciso juntar mais calda fraca de açúcar, que será feira à parte.

Migas Doces
Ingredientes:
12 ovos
18 colheres de sopa de açúcar
125 g de miolo de noz
canela

Preparação:
Misturam-se os ovos com o açúcar e batem-se ligeiramente. Deita-se
a mistura num tacho e leva-se a lume brando até começar a
engrossar. Retira-se o preparado do lume e mexe-se um pouco mais.
Deita-se na travessa.
Parte-se o miolo de noz, esfregando-o entre as mãos, e junta-se ao
doce.
Pudim de Natal
Tempo de preparação: 2 h. 40 min. Grau de dificuldade: Difícil
Ingredientes (para 6 pessoas):
100g açúcar mascavado; 100g banha; 6 colheres de sopa Brandy
0,5 colher de chá canela em pó; 100g farinha; raspas de laranja q.b.
raspas de limão q.b.; 75g miolo de amêndoa; 0,5 colher de chá noz-
moscada
2 ovos; 75g pão ralado; 175g passas; 100g pêssego; 175g sultanas
sumo de limão q.b.

Preparação:
Numa tigela misture os pêssegos com as passas, as sultanas, o miolo
de amêndoa, a raspa da laranja, a raspa e o sumo de limão. Para uma
outra tigela peneire a farinha e junte a canela, a noz-moscada, o
miolo de pão, a banha e o açúcar mascavado. Deite os ovos e misture
bem. Adicione a este preparado os frutos secos, mexa, tape e deixe
em repouso até ao dia seguinte. Unte com manteiga uma forma de
pudim. Junte à massa o brandy e deite na forma. Leve o pudim a lume
brando, em banho-maria, e deixe que ele coza durante umas 2 horas.
Uma vez cozido, deixe que o pudim arrefeça completamente e
desenforme-o. Na hora de levar para a mesa flameja-o. Para tal, leve
um pouco de brandy ao lume dentro de uma concha de sopa. Puxe o
fogo ao brandy e deite-o cuidadosamente sobre o pudim.

Rabanadas Antigas
Ingredientes:
1 pão de cacete de 500 g
300 g de açúcar
1 colher de sopa de manteiga
1 pau de canela
1 casca de limão
2 gemas
2 ovos
7,5 dl de vinho tinto verde ou maduro
250 g de mel
1 colher de sobremesa de canela em pó
óleo para fritar

Preparação:
Corta-se o cacete em fatias com cerca de 1 cm de espessura.
Leva-se ao lume o açúcar com 2 dl de água, a manteiga, o pau de
canela, a casca de limão e uma pitada de sal. Deixa-se ferver durante
5 minutos.
Retira-se do lume e introduzem-se as fatias de pão na calda bem
quente.
Escorrem-se sobre uma peneira ou passador.
Em seguida, passam-se as fatias pelas gemas batidas com os ovos
inteiros e alouram-se em óleo quente. À medida que se vão fritando
as rabanadas, põem-se numa travessa funda e polvilham-se com
açúcar e canela.
À parte, mistura-se o vinho tinto com o mel, a canela em pó e, se
ovinho for verde ou agreste, açúcar. Leva-se ao lume só para levantar
fervura e deita-se sobre as rabanadas. Viram-se com cuidado para
não se partirem.
Servem-se no dia seguinte.

Rabanadas ou
Fatias-de-paridas

Ingredientes:
1 pão de véspera (cacete ou de forma)
3 dl de leite
4 ovos
300g de açúcar
canela
1 casca de limão
óleo para fritar
1 vagem de baunilha

Preparação:
Leva-se o leite e ferver com 2 colheres de sopa de açúcar, a casca de
limão e a vagem de baunilha. Batem-se os ovos muito bem, de modo
que a clara fique imperceptível. Corta-se o pão em fatias com cerca
de 1,5 cm e passam-se primeiro pelo leite e depois pelos ovos.
Fritam-se em óleo bem quente e escorrem-se sobre papel absorvente
ou sobre um pano. Servem-se polvilhadas com açúcar e canela ou
com calda de açúcar.

Nota: Se desejar em vez de polvilhar com açúcar e canela ou com


calda de açúcar, pode fazer leite-creme e deita-lo na barriga das
rabanadas.

Rabanadas
Douradas ou
Fidalgas
Ingredientes:
12 fatias de pão de véspera (cacete); 5 dl de leite
1 colher de sopa de manteiga; 350 g de açúcar
2 paus de canela; 2 casquinhas de limão
8 gemas; 1 clara de ovo
canela em pó; 1 cálice de vinho do Porto (facultativo)
Preparação:
Leva-se o leite ao lume com manteiga, três colheres de sopa de
açúcar, um pau de canela, uma casca de laranja e uma pitada de sal.
Deixa-se ferver durante 5 minutos. Passam-se as fatias por este leite
e dispõem-se numa travessa ou sobre uma toalha para absorver o
leite.
Noutro recipiente largo e baixo, leva-se o restante açúcar ao lume
com 4 dl de água, um pau de canela e uma casca de limão. Deixa-se
ferver durante 10 minutos.
Entretanto batem-se muito bem as gemas com a clara.
Passam-se as fatias de pão pelos ovos, introduzem-se duas a duas na
calda de açúcar a ferver, e deixam-se cozer, primeiro de um lado
depois do outro. Entre a cozedura de cada par de rabanadas,
adiciona-se um cálice de água fria à calda.
Polvilham-se as rabanadas com canela e, finalmente, regam-se com a
calda a que se adicionou um cálice de vinho do Porto. Servem-se no
dia seguinte.

Roupa Velha

Preparação:
Cortam-se aos bocadinhos a couve, o bacalhau e as batatas que
sobraram da consoada.
Picam-se alguns dentes de alho e alouram-se em azeite. Juntam-se as
couves, o bacalhau e as batatas, mexe-se e deixa-se ao lume apenas
o tempo necessário para aquecer bem.
Atenção:
Este prato é feito apenas com os restos da consoada, que já se fez
mais abundante para que a roupa-velha possa ser feita no almoço do
dia de Natal.

Sonhos
Ingredientes:
30 g de açúcar ; 50 g de manteiga; 200 g de farinha; 50 g de farinha
maisena
4 dl de água; 5 ovos; casca de limão; sal

Ingredientes para calda:


500 g de açúcar; 1 casca de limão
1 casca de laranja; 1 pau de canela

Preparação:
Num tacho põe-se a água, a manteiga, o açúcar, a casca de limão e
uma pitada de sal. Leva-se ao lume e, quando levantar fervura, tira-
se a casca de limão e juntam-se as farinhas, previamente peneiradas
e misturadas.
Mexe-se muito bem com uma colher de pau até fazer uma bola. Tira-
se do lume e deita-se num alguidar, mexendo sempre com a colher
de pau até arrefecer completamente.
Juntam-se os ovos um a um, batendo sempre entre cada adição até o
ovo estar completamente absorvido. Fritam-se colheradas desta
massa em óleo abundante, mas um pouco quente (150ºC).
O lume deve estar no mínimo para que a temperatura se mantenha
durante a cozedura dos sonhos.
À medida que estes vão alourando, picam-se com um garfo ou com
uma agulha de tricô.
Servem-se regados com a calda de açúcar.

Preparação da calda:
Levam-se ao lume a ferver 3 dl de água com açúcar. Juntam-se um
pau de canela, as cascas de limão e laranja e deixa-se ferver durante
15 minutos. Retiram-se as cascas, deixa-se arrefecer e serve-se.

Sonhos de Cenoura

Ingredientes:
30 g de fermento de padeiro
0,5 dl de leite
250 g de farinha
500 g de cenoura cozida
sal, óleo, açúcar e canela q.b.
Preparação:
Comece por dissolver o fermento em leite morno. Adicione a farinha,
depois a cenoura, previamente feita em puré. Tempere com uma
pitada de sal, amasse bem e tape com um pano. Coloque em local
aquecido e deixe levedar. Em seguida, com uma colher retire pedaços
de massa e ponha fritar em óleo quente, virando-os de vez em
quando. Retire com uma escumadeira e deixe a escorrer em papel
absorvente. Passe-os por açúcar e canela enquanto estiverem
mornos.

Sopa Doce
Ingredientes:
0,5 l de vinho verde tinto
300 g de açúcar
200 g de pão
1 pau de canela
canela em pó q. b.
Preparação:
De véspera, ponha o pão de molho num pouco de água. Leve ao lume
o vinho com açúcar e o pau de canela. Deixe levantar fervura e
adicione o pão. Mexa e deixe cozer durante cerca de 10 minutos, até
obter um creme espesso, homogéneo e de cor avermelhada. Depois,
coloque em pratos de servir e depois de frio polvilhe com canela.

Sopa Dourada

Ingredientes:
750 g de açúcar
300 g de pão-de-ló
15 gemas de ovos
canela em pó
Preparação:
Leva-se o açúcar ao lume com 3dl de água e deixa ferver até se obter
e deixa-se ferver até se obter ponto cabelo (106º C). Corta-se o pão-
de-ló em fatias grossas, que se passam pela calda de açúcar e se
colocam numa travessa cuidadosamente e com a ajuda de uma
escumadeira.
Adiciona-se um pouco de água à calda e deixa-se ferver até fazer
ponto de pérola (108º C).
Adiciona-se um pouco de calda às gemas, apenas cortadas com uma
faca e junta-se à restante calda. Leva-se ao lume a engrossar, ficando
com consistência de ovos-moles.
Deitam-se estes ovos-moles sobre fatias de pão-de-ló e polvilha-se
tudo com canela.

Vinho do Porto
Quente

Ingredientes:
0,5 l de vinho do Porto de boa qualidade
½ cálice de aguardente velha
1 colher de sopa de mel
1 chávena de café de passas
1 chávena de café de corintos
1 pau de canela

Preparação:
Deite o vinho do Porto num tacho. Em seguida, leve-o ao lume e vá
adicionando os ingredientes pela ordem acima referidos. Mexa muito
bem até levantar fervura e sirva.

Vinho Quente
Ingredientes (para 6 pessoas):
6 ovos
1 l de água
250 g de açúcar
2,5 dl de vinho verde tinto
2,5 dl de vinho Madeira tinto ou Moscatel
2,5 dl de vinho do Porto (tinto doce)
pão duro
sal

Preparação:
Batem-se as gemas com açúcar até se obter uma boa gemada.
Entretanto, leva-se ao lume 1 l de água a que se juntam umas
pedrinhas de sal. Deixa-se levantar fervura. Retira-se do calor,
juntam-se os vinhos verde e Madeira (ou moscatel) e leva-se
novamente ao lume para levantar fervura.
Depois, adiciona-se o líquido, a pouco e pouco, à gemada. Volta a ir
ao lume apenas para ferver. Os ovos ficaram assim cozidos.
Fora do calor, adiciona-se o vinho do Porto que já não vai ao lume.
Mexe-se e, se for necessário, junta-se um pouco mais de açúcar.
Na altura de servir, aquece-se o vinho em banho-maria e serve-se em
chávenas com bocadinhos de pão fazendo sopas.

Interesses relacionados