Você está na página 1de 6

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ERMESINDE

BIBLIOTECA ESCOLAR

Plano do Boletim

PP.
Notícias da BE 3
Visitas Guiadas 4
Mês/Dia da Biblioteca Escolar 5
Cantinho das Leituras 5-6
Novas Aquisições 7
Movimento da BE 8
Observatório NET 8
BOLETIM INFORMATIVO N.º 19 Crenças e Mezinhas Populares 8-11
DEZEMBRO DE 2009
Responsabilidade: Equipa Coordenadora

2
NOTÍCIAS DA BE ao desejável, mas a qualidade dos trabalhos é inegável. Recordamos a obra Pedaços de
Memória, de Fernando Neto que se iniciou na escrita graças ao impulso deste concurso.
 A BE recebeu no passado mês de Setembro o seu certificado de mérito. Muita alegria e
muita responsabilidade. Faremos jus a este certificado.  “Há vida na Biblioteca” é o tema do concurso promovido pela Revista Visão Júnior,
Plano Nacional de Leitura (P.N.L.) e Rede de Bibliotecas Escolares a que a escola aderiu.
A dinamização e coordenação desta actividade são da responsabilidade dos professores de
Língua Portuguesa do Ensino Básico e da Biblioteca.

 No átrio de acesso à Biblioteca divulgaremos o nosso leitor e autor do mês. O arranjo


estético é, mais uma vez, da responsabilidade da professora Eugénia Sebastião que à
Biblioteca e às suas actividades traz a arte.

 A Biblioteca está a organizar dossiês temáticos de apoio ao desenvolvimento curricular


e áreas não disciplinares. Agradece-se a oferta de jornais e revistas actuais e sugestões de
temas. Também estamos a organizar um conjunto de sítios web que possam afirmar-se
como um prolongamento da nossa colecção. A responsabilidade é da professora Júlia
Correia. Agradece-se colaboração.

VISITAS GUIADAS
No início do ano lectivo, a Biblioteca Escolar (BE) realizou a tradicional visita
guiada para os alunos do sétimo ano. Este contacto com os novos alunos reveste-se de
muita importância porque permite expressar o sentimento de boas-vindas, demonstrar que
este espaço e os seus recursos são pertença de todos e podem ser usados com liberdade e
que sem utilizadores a BE não tem vida. Animada por este espírito, a professora
bibliotecária, Maria Gracinda Marques, recebeu as nove turmas do sétimo ano. Os alunos
tiveram oportunidade de visualizar um diaporama de apresentação da BE, de percorrer as
 Este ano, estamos a facultar estágio a dois alunos desta Escola, Curso de Animação diferentes zonas funcionais e de as explorar, de falar das suas leituras e do Cantinho das
Sociocultural, Paulo Osório e Daniela Fernandes, da Turma do 12.º OP. Neste momento, Leituras (ideia que surgiu no decorrer desta actividade), de fazer sugestões e de dialogar.
estão atarefados com as comemorações da aprovação da Declaração dos Direitos do
Homem pela Assembleia Geral das Nações Unidas. Vão gostar da decoração da BE e das A avaliação foi feita através de um inquérito preenchido por 103 alunos. Do
actividades a desenvolver com algumas turmas do Ensino Básico. tratamento estatístico dos dados, pode concluir-se que:

 A nossa caixa de sugestões tem sido uma caixinha de surpresas. Já recebemos muitas - A quase totalidade dos alunos interiorizou as normas de funcionamento e
dicas. Espantem-se: um utilizador, de uma só vez, fez 10 sugestões e teve o cuidado de organização da BE focadas;
consultar previamente o catálogo para evitar a repetição de títulos já existentes. Algumas
das sugestões já foram atendidas, outras encontram-se esgotadas e outras aguardam verba. - 92 dos alunos inquiridos gostaram da visita e avaliaram-na com os níveis 4 e 5;
O Pai Natal não vai esquecer-se da BE e as novidades aparecerão.
- O que mais lhes agradou foi percorrer a BE e poder observar tudo;
 Celebrámos o mês (Outubro) /dia (26) da BE (ver notícia).
- Maioritariamente nada lhes desagradou;
 Está aberta a 4.ª edição do Concurso Literário da Escola Secundária de Ermesinde
coordenado pela professora Odete Mendes. O número de adesões nem sempre corresponde - Ficaram a conhecer as redes de bibliotecas das quais fazemos parte.

Em face dos resultados, esta foi uma actividade de muito sucesso.


3 4
MÊS/DIA DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO CANTINHO DAS LEITURAS
“ Já ouviste falar no livro Noite, de Elie Wiesel? Conheces o autor
em questão?

O mês de Outubro é o Mês Internacional da Biblioteca Escolar, por decisão da Recentemente, tive o prazer de ler o livro anteriormente
IASL, e a última segunda-feira do mesmo mês o dia da BE portuguesa, por decisão do mencionado e devo dizer a todos vocês que adorei. A obra retrata uma
Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares. A Biblioteca da nossa escola assinalou a história verídica vivenciada pelo próprio autor, durante a sua terrível
efeméride com uma grande faixa colocada na parede exterior da BE e com um fórum de infância.
leitura que envolveu a turma do 7.º G e a sua professora de Língua Portuguesa, Dr.ª Teresa
Se gostas de ler livros sobre o Holocausto, esta é a tua oportunidade
Ferreira. Os alunos desta turma também foram os autores do texto do cartaz afixado por
para viajares no tempo e testemunhares os horrores aos quais o autor foi submetido.
toda a escola e que constitui a ilustração da capa deste Boletim.
Se não gostas de livros extensos, este é o ideal para ti, pois, este livro apresenta-se
O fórum decorreu com muito
curto, mas muito emotivo, sendo quase capaz de te deixar preso à leitura, durante um
entusiasmo e foi moderado pela
longo período de tempo.
aluna da turma do 12.º I,
Francisca Martins. Acredita que não terás dificuldade em lê-lo, já que o autor consegue usar um
vocabulário bastante simples e, ao mesmo tempo, cativar todos os leitores com o conteúdo
Foi muito gratificante ouvir os
que apresenta.
nossos pequenos grandes
leitores a falar de obras, autores, Por tudo isto, estás à espera de quê para o ler? Vai por mim e não hesites”.
personagens e das razões das
suas escolhas. Foi também (Diogo Pereira, n.º 8, 12.º C)
muito gratificante observar o
entusiasmo com que colocavam
as suas fichas de leitura no
Cantinho das Leituras.

“Lê o livro
CANTINHO DAS LEITURAS
É um livro muito bonito e interessante de se ler.

Aquando da realização da visita Guiada da É uma história triste, mas, depois, torna-se mais bonita graças
Turma do 7.º G, face ao entusiasmo desta ao Cupido, filho de Vénus, e ao esforço de Orfeu para salvar a
turma pela leitura, a professora bibliotecária Eurídice.
sugeriu a criação de um espaço de leitura da
Turma do 7.º G. A ideia desenvolveu-se e [É um tema da mitologia grega, adaptado por] Pedro Azara”.
surgiu o Cantinho das Leituras. Este é um
espaço aberto a todos os membros da (Beatriz Soares, n.º 5, 7.º G)
comunidade educativa. Importa dar-lhe vida
e recheá-los com apreciações a obras,
autores, personagens, ilustrações, enfim,
deixarmo-nos levar pela emoção da leitura e NOVAS AQUISIÇÕES
partilha de ideias. 5 6
Caros leitores, a lista das novas aquisições encontra-se afixada no átrio da BE e no
blogue Nosteca. Conforme podem verificar, demos satisfação a algumas das vossas MOVIMENTO DA BE
sugestões. Agora, boas leituras e que os livros fiquem velhinhos de tanto uso.

"Deram-me este Diário quando fiz anos. Tive tal desilusão Entradas: 3832
quando o desembrulhei que me apeteceu atirá-lo para o caixote do
lixo. Um livro em branco, à espera que eu, que nem para ler tenho Filmes visualizados: 344
paciência, aí escreva a minha vida. Para algum dia qualquer
bisbilhoteiro ficar a saber os meus segredos mais íntimos, se
Requisições para dentro da escola: 61
apanhar a chave. Era o que faltava!"
(Diário de Sofia & C.ª, p. 5)
“Uma mensagem secreta da Al-Qaeda faz soar as campainhas
Requisições domiciliárias: 349
de alarme em Washington. Seduzido por uma bela operacional da
CIA, o historiador e criptanalista português Tomás Noronha é Requisições para aulas: 625
confrontado em Veneza com uma estranha cifra.
Ahmed é um menino egípcio a quem o mullah Saad ensina na Ocupação dos computadores: 2623 blocos de
mesquita o carácter pacífico e indulgente do Islão. Mas nas aulas da 45 minutos
madrassa aparece um novo professor com um Islão diferente,
agressivo e intolerante. O mullah e o novo professor digladiam-se
por Ahmed e o menino irá fazer uma escolha que nos transporta ao
maior pesadelo do nosso tempo”.
(Sinopse Fnac)

“O leitor mergulha mais uma vez num mundo de misticismo,


sociedades secretas e locais escondidos de uma Washington pouco
reconhecida. O que esconde, afinal, a Chave de Salomão? Que
mensagens secretas estão codificadas nesse livro misterioso?
Robert Langdon, o professor de Harvard especialista em
Simbologia, tem apenas 12 horas para o revelar”. OBSERVATÓRIO NET
(Sinopse Fnac)

“Em A Saga das Pedras Mágicas os heróis, diz-nos Sandra


Carvalho, têm uma profunda ligação à Natureza e aos Elementos, A Escola Secundária de Ermesinde, sob a
são apaixonados pela Vida e inteiramente determinados na sua coordenação do Conselho Pedagógico, está a
coragem. A acção passa-se num tempo em que os sábios Druidas se organizar um projecto de trabalho centrado nas
recolhiam nas florestas para perpetuarem o Conhecimento que em comemorações do Centenário da República.
eras passadas lhes fora transmitido pelos Seres Mágicos. O berço Neste contexto, o Observatório Net recomenda
da heroína desta história, Catelyn, e dos seus cinco irmãos varões, o sítio oficial do Centenário da República –
situa-se na Grande Ilha .” Repúblicas nas Escolas
(Sinopse Fnac) (http://www.centenariorepublica.pt/escolas).

Experimentem e ficarão surpreendidos!

7 8
CRENÇAS E MEZINHAS POPULARES - Não, tirei-lhe eu um, disse que estava ceguinha, não via nada, a cara dela… era um
monstro, um monstro… eu ia lá a casa dela, todos os dias, tirar o cobranto.

- Quantos dias durou isso?


Na semana de 16 a 20 de Novembro, as
turmas EFA do Ensino Secundário fizeram a -Tinha que ser nove dias. No fim dos nove dias, passa. Outra coisa … para se tirar o
apresentação dos seus trabalhos sobre A cobrão é ir à farmácia comprar óleo de trigo. A gente, com o óleo de trigo,
Saúde. Do FESN 3, a Luísa Martins, a Paula besunta onde está o mal (diz-se a mesma lengalenga do cobrão….. os pés
Costa, a Rosa Ramos e a Sofia Pereira com a cabeça). Para tirar o cobranto não interessa a distância - uma vez, o
assumiram o papel de bruxas para meu filho que vive na Suíça telefonou-me e disse que estava com muita dor
apresentarem o seu trabalho Crenças e
Mezinhas Populares do qual constava a
de cabeça. Tirei-lhe o cobranto e, passado um tempo, já estava bom. Estava
entrevista à tia Helena: eu a morar na Rua das Burras, ao pé do ribeiro, vim para a rua da minha
cunhada com as vizinhas. Era uma noite de lua… Sabe que a lua dá
- Sabe alguma coisa sobre o cobrão? cobranto?
- Sim, a reza é assim, arranja-se um prato com água e diz-se o nome da pessoa, por - Ai, a lua também dá?
exemplo, Maria Helena tens cobranto, Deus to deu, Deus to tirou, malvados os olhos que
para ti olhou. Depois, deitam-se 3 pingos de azeite e diz-se N. S. do Cobranto “cando” - O cobranto da lua é o pior que pode existir.
pelo mundo andava, pedindo pousada, o máximo deu o brau ou a magada. N. S. do
Cobranto tira – o, esse cobranto, com o corninho da cabra. Se for pela frente, tira S. Bento, - Porque é que a lua dá cobranto?
se for por trás, tira S. Brás, se for pela testa que acuda bem depressa.
- Não sei, é por ser rija… Não sei.
- Quando é que as pessoas pediam para tirar o cobranto?
- É a lua cheia, ou qualquer uma?
- Quando estavam aflitas, com muitas dores de cabeça. Eu, uma vez, estava tão mal, tão
mal, que tirei a mim própria. - É qualquer lua, mas a lua cheia é a pior.

O cobranto é um “bicho de morte” (zona) a gente diz que é um bicho morto, uma coisa - Mas nem qualquer pessoa fica com o cobranto?
com “borbulhos” que faz muita comichão e mata a pessoa, se juntar a cabeça com o rabo e
a gente “antão” diz esta oração assim: És cobra ou cobrão, és lagarto ou lagartão, - Não sei… não sei… mas com o feitiço da lua, toda a gente fica com ele. Uma vez, estive
garanhinho ou garanhão , sapinho ou sapão, eu te corto a ti, cobrão, o rabo, a cabeça e a com ele e fiquei quase a morrer.
raiz do coração, que não cresças nem “revedeixas” nem nunca unas os pés com a cabeça.
Se a gente juntar os pés com a cabeça, a gente morre. - Como é que sabia que era da lua?

- Onde é que se apanham esses bichos? - Porque eu a tinha visto. O meu filho em pequenino a gatinhar, também a viu, estávamos
todas na rua que estava metade à sombra e a outra metade à claridade da lua. O
- Esses bichos… antes a gente estendia a roupa aqui no chão, nos cabides, ou nas paredes, cachopinho estava a gatinhar na rua e apanhou com a claridade e começou num pranto tão
a escorrer e basta uma aranha ou um bicho qualquer passar pela roupa, põe o veneno; a grande, tão grande,… até tremia agarrado a mim! Tão mal estava que eu até pensei que
gente veste, fica logo com o cobranto, com uma comichão tão grande, tão grande… Uma tinha sido um bicho que lhe tinha mordido. Depois, o S. Libertário disse que aquilo era o
vez, o meu marido teve uma que começou pelo pescoço e saiu no fundo das costas. cobranto da lua. Era meia-noite, fui à casa da minha mãe: tira lá o cobranto ao meu
Conheceu a Ti Maria de Jesus? Conheceu de certeza! menino, que é da lua.

- Conheci, era muito amiga da minha avó. Ela também tirava? - Como é que tu sabes?

9 10
- Eu sei que foi, porque ele estava tão caladinho e, depois que viu a lua, ficou aos gritos
como vossemecê o está a ver aqui.

Depois de tirar o cobranto o menino deitou a cabecinha no meu ombro e adormeceu até de
manhã.

- Veja lá como se lembra dessas coisas! Lembra-se daquela dos caminhos cruzados?

- Há pessoas que sabem, eu não sei. Mas há uma do cemitério que é assim: Adeus finados
já “fôrandes” como nós, que “vindes” a DEUS por mim que eu rezarei por vós. Isto dizem
as pessoas quando estão no cemitério.

- Quando se faziam os bolos, a minha avó, dizia uma reza qualquer, que se punham
os 5 dedos. Dia de Natal
- DEUS te acrescente pelas 5 chagas de Cristo e furava-se a massa com os nossos dedos.

- A minha avó também fazia uma reza quando punha qualquer coisa no forno, ela
nunca nos dizia nada…

- Ah! era o cobranto.


“Hoje é dia de ser bom.
-Também se tirava o cobranto?

-Ás vezes punham-se coisas para o forno e não calhavam bem, entrava o cobrão e a porta
não fechava. Era assim: bolos, tendes cobranto? Deus vos fez, Deus vos arranjou,
É dia de passar a mão pelo rosto das crianças,
malvados os olhos que para vós olhou. Já não sei mais nada sobre rezinhas e orações.

(Luísa Martins, Paula Costa, Rosa Ramos e Sofia Pereira, FESN 3) De falar e ouvir (…)

É dia de pensar nos outros.

António Gedeão

A equipa da BE deseja a todos um Bom Natal!

11 12