Você está na página 1de 5

Mestrado em FinanÁas e Economia Empresarial Microeconomia - 7 a Lista de ExercÌcios

Prof.: Carlos EugÍnio

Monitor:Pedro Guimar„es

( pedroengel@hotmail.com)

1 a Quest„o Aspectos Conceituais em Escolha sob Incerteza

(a)

DeÖna e dÍ exemplo de uma loteria simples e de uma loteria com- posta.

(b)

Enuncie os 4 axiomas para as preferÍncias do consumidor em um contexto de escolha sob incerteza. (Lembre que agora o indivÌduo escolhe loterias).

(c)

Qual a implicaÁ„o do resultado do item anterior sobre o formato das curvas de indiferenÁa deste consumidor? SoluÁ„o:

a)Loteria simples: L 1 = (x; y; p) Loteria composta: L 2 = (x; L 1 ;q) Uma loteria composta È uma loteria na qual um dos resultados È outra loteria. b)Axiomas:

(A.1)a. (x; y; 1) = x

b. (x; y; p) = c. (x; z; p) =

(A.2)Existe uma relaÁ„o de preferÍncias sob loterias que È transitiva e completa. (A.3)A relaÁ„o de preferÍncias È contÌnua.

(A.4)(IndependÍncia das alternativas irrelevantes)Se (x; y; p) e (x; z; p) s„o 2 loterias. Temos que y z () (x; y; p) (x; z; p) Por simplicidade È conveniente assumirmos:

(A.5)Existe uma melhor loteria,b, e uma pior loteria,w. c)Pelos axiomas acima enunciados, temos que existe uma utilidade sob loterias tal que:

U ((x; y; p)) = pu(x) + (1 p)u(y) Isto È, o comportamento do consumidor sob loterias pode ser descrito pela maximizaÁ„o da utilidade esperada da loteria.

Seja x 2 (x 1 ) tal que:

pu(w + x 1 ) + (1 p)u(w + x 2 (x 1 )) = u(w) temos que:

pu 0 (w) + (1 p)u 0 (w)x 0 2 (0) = 0 =) x 2 0 (0) = p

(y; x; 1 p) (x; y; p + (1 p)q) se z = (x; y; q)

1

p

Note que (x 1 ;x 2 (x 1 ); p) representa as loterias que o indivÌduo de riqueza w Öca indiferente entre jogar ou n„o.

1

pu 00 (w) + (1 p)u 00 (w)x 0 2 (0) + (1

2

p p ) 2 [ u 00 ( w )

(1

u 0 ( w )

]

p)u 0 (w)x 0 2 (0) = 0 =) x 00 (0) =

2

2 a Quest„o Considere a aÖrmativa a seguir e responda verdadeiro ou falso justiÖcando:

"Um consumidor neutro ao risco prefere n„o fazer seguro do seu automÛvel porque o valor esperado em caso de perda (roubo por exemplo) È menor que o valor do automÛvel". Para justiÖcar de forma precisa, considere:

w 0

D

q

SoluÁ„o:

=

riqueza inicial do indivÌduo;

=

valor do automÛvel;

=

probabilidade de ser assaltado;

=

prÍmio de risco (preÁo do seguro/unid monet·ria);

=

valor monet·rio assegurado

Falso.Se o indivÌduo for neutro ao risco e o seguro for atuarialmente justo( = q ), ent„o o indivÌduo Öcar· indiferente entre fazer ou n„o o seguro.

Note que:

U(W SemSeguro ) = (w 0 D) + (1 )w 0 = w 0 D

U(W ComSeguro ) = w 0 qD

Logo, se q = , ent„o U (W SemSeguro ) = U(W ComSeguro ): AlÈm disso, se

q > , ent„o U (W SemSeguro ) >U(W ComSeguro ):

3 a Quest„o Severino economizou 10.000 reais e planeja gastar este dinheiro com uma viagem para Fernando de Noronha. A utilidade da viagem È uma funÁ„o do logaritmo de seus gastos na referida ilha e È dada por U = ln(gastos): Nesta viagem existe ainda uma probabilidade de 25% de que ele venha a perder 1.000 reais. Para evitar esse risco de perda, ela pode fazer um seguro pagando um prÍmio de R$250. Responda (V) ou (F) e justiÖque:

(a)

O prÍmio cobrado È atuarialmente justo?

(b)

Fazendo o seguro, a utilidade esperada da viagem ser· menor do que sem fazÍ-lo?

(c)

O prÍmio m·ximo que Severino deveria pagar È 240 francos.

(d)

Sem seguro, a utilidade esperada da viagem È aproximadamente igual a 9. SoluÁ„o:

a)Note que: w = 10000; p = 0; 25; D = 1000; qD = 250:

Lucro da Örma: = (1 p)qD p(1 q)D CondiÁ„o de Lucro zero: q = p =) q D = 0; 25 1000 = 250: O prÍmio È justo.

2

b)Falso. u(w) = ln(w) =) u 00 (w) = 1 2 < 0 =) indivÌduo È avesso ao risco. Como o prÍmio È justo, o indivÌduo preferir· fazer o seguro. c)Falso, j· vimos que o indivÌduo prefere pagar 250 pelo seguro. Para calcularmos o maior valor que o indivÌduo est· disposto a pagar pelo seguro, devemos resolver:

u(w x) = pu(w D) + (1 p)u(w) =) ln(10000 x) = 0; 25 ln(9000) + 0; 75 ln(10000) =) 10000 x = 9000 1 = 4 10000 3 = 4 =) x = (10000 1 = 4 9000 1 = 4 ) 10000 3 = 4 = (10 9; 74) 1000 = 260:

d) U (w semseguro ) = pu(w D)+(1 p)u(w) = u(w x) = ln(9740) = 9: Verdadeiro.

w

4 a Quest„o Um indivÌduo possui funÁ„o utilidade esperada deÖnida por u(w) = p w , onde w representa sua riqueza. Seja A uma loteria que paga R$36; 00 com probabilidade 1=6 e zero com probabilidade 5=6 e B outra loteria que paga R$100; 00 com probabilidade 0,01, R$25; 00 com probabilidade 0,2 e zero com probabilidade 0,79. Ent„o, podemos aÖrmar:

a. Este indivÌduo prefere a loteria B ‡ Loteria A;

b. Este indivÌduo È indiferente entre a loteria B e receber R$1,21 com certeza;

c. Um outro indivÌduo com utilidade esperada v(w) = 2 p w +3 È mais averso ao risco que o indivÌduo acima.

SoluÁ„o:

a) U (L A ) =

U(L B ) = 100 p 100 +

U(L B ) >U(L A ): Verdadeiro.

1

6 p 36 + 6 p 0 = 1

1

5

100 p 25 +

20

100 p 0 = 1; 1

79

b) U (1; 21) = p 1; 21 = 1; 1 = U (L B ): Verdadeiro.

c)Falso. V (:) = + U (:) representa uma utilidade VNM e possui a mesma relaÁ„o de preferÍncias com relaÁ„o ao risco.

Para notar que V (:) È uma utilidade VNM, temos que

V ((x; y; p)) = + U ((x; y; p)) = + (pu(x) + (1 p)u(y)) = p( + u(x)) + (1 p)( + u(y)) = pv(x) + (1 p)v(y)

Para notar que U (:) e V (:) representam as mesmas preferÍncias com re- laÁ„o ao risco, note que:

r A = u 00 ( w ) = u 00 ( w ) = v 00 ( w )

u

0 ( w )

u 0 ( w )

v

0 ( w )

5 a Quest„o Para as funÁıes utilidade abaixo calcule os coeÖcientes de avers„o absoluta e relativa ao risco.

a. u(x) = x 1 ; 6= 1:

3

b.

u(x) = e rx

SoluÁ„o:

a) u(x) = x 1 =)u 0 (x) = (1 )x ;u 00 (x) = (1 )x 1 =)r A = x 1 ;r R = xr A =

b) u(x) = e rx =)u 0 (x) = re rx ;u 00 (x) = r 2 e rx =)r A = r; r R =

xr A = xr

6 a Quest„o Considere um indivÌduo estritamente avesso ao risco que tem uma renda inicial W mas corre o risco de perda de D dÛlares. A probabilidade de perda È . Uma îunidade de seguroî custa îq î dÛlares e paga 1 dÛlar se a perda ocorre. Se unidades de seguro s„o compradas, a renda do indivÌduo È W q se n„o h· perda e W D q + se h· perda. Note que o problema do indivÌduo È escolher o nÌvel Ûtimo de .

(a)

Calcule a riqueza esperada do indivÌduo caso o mesmo compre unidades de seguro;

(b)

Mostre que se o preÁo do seguro for atuarialmente justo o indivÌduo se assegurar· completamente. SoluÁ„o:

a) U (W seguro ) = u(W D q + ) + (1 )u(W q) b)Problema do indivÌduo:

M ax u(W D q + ) + (1 )u(W q) CPO: u 0 (W D + (1 q) )(1 q) (1 )u 0 (W q)q = o

=) u 0 ( W D +(1 q ) ) = (1 )

u 0 ( W q )

q

(1 q )

Se o seguro for atuarialmente justo( q = ), temos u 0 (W D + (1 q) ) = u 0 (W q) Como o indivÌduo È avesso ao risco, temos u 00 (:) < 0 =) W D + (1 q) = W q =) = D:

7 a Quest„o Considere um indivÌduo com funÁ„o utilidade Bernoulli u(w) = p w , onde

w È sua riqueza. Este indivÌduo possui $50.000 em ativos sem risco e

uma casa localizada em uma ·rea onde a probabilidade de enchente È 1%. Uma enchente faria com que sua residÍncia, que È avaliada em $200.000, passasse a valer apenas $40.000. Pede-se:

(a)

Calcule a utilidade esperada deste indivÌduo.

(b)

Calcule o equivalente de certeza deste indivÌduo.

(c)

Suponha que existe um seguro contra fenÙmenos da natureza (enchente) que custa $1 por $100 segurado. Portanto, para cada unidade mon- et·ria de seguro comprada o indivÌduo recebe $100 caso ocorra enchente. Resolva o problema do indivÌduo para escolha da quantidade Ûtima de seguro a ser comprada.

4

(d) Podemos aÖrmar que o indivÌduo se assegurar· completamente?JustiÖque. SoluÁ„o:

a)Note que: w = 50000 + 200000 = 250000; D = 200000 40000 = 160000; p = 0; 01

U (w) = pu(w D) + (1 p)u(w) = 0; 01 p 90000 + 0; 99 p 250000 = 0; 01(300) + 0; 99(500) = 3 + 495 = 498 b) x È tal que resolve:

u(x) = pu(w D) + (1 p)u(w) =) p x = 498 =) x = 248004 c) e d)prÍmio do seguro: q = 0; 01 = p . Logo, o seguro È atuarialmente justo.

u(w) = p w =)u 00 (w) = 4 w 3 = 2 < 0 =) indivÌduo È avesso ao risco. Como o seguro È atuarialmente justo e o indivÌduo È avesso ao risco, temos que ele vai escolher se segurar completamente, ie, escolher = D = 160000:

1

5