Você está na página 1de 6

-Os circuitos de iluminação e tomadas devem ser separados.

-Normalmente elabora-se um projeto elétrico definindo as TUG (tomadas de uso geral) e as TUE (tomadas de uso específico).

-Nas escolas, salvo o uso de uma enceradeira que é utilizada em tomadas aleatórias (TUG) os outros utilitários elétricos são fixos, tais como, TV, projetor, impressora, PC,

espremedor de frutas, exaustor, ar condicionado, bomba, ventilador, moedor de carne circuito, conhecendo a carga podemos calcular a queda de tensão.

,

ou seja, 99% utilizam TUE, logo, podemos calcular a distância linear de cada

-Cada circuito utiliza um condutor, deve ser informada sua área (mm²), a tensão de isolamento Vo/V (450/750 ou 0,6 /1 KV) e queda de tensão.

-Cada circuito é protegido por um disjuntor, seja ela monopolar, bipolar ou tripolar, descrendo qual tipo de curva (B ou C).

-Salvo os circuitos resistivos, o restante utiliza a potência reativa, logo, deve ser definido fator de potência para determinar a potência aparente (KVA), pois é esta que a Concessionária necessita conhecer.

CIRCUITOS DO QUADRO SECUNDÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO

7º-Cada circuito deve ser identificado, exemplo 101/ QSD 1 ( circuito 101 do quadro secundário de distribuição 1) ou circuito 201/QSD 2( circuito 201 do quadro secundário de distribuição 2)

8º- Informar o local do circuito (exemplo: sala 10)

9º- Descrever usuário (o tipo de utilitário elétrico, exemplo: chuveiro)

10º-Descrever modelo (exemplo: Lorenzetti 5.500 W)

11º- Informar a potência ativa (W).

12º-Tensão de trabalho (127 ou 220 V)

13º-Quantidade de Fases (1,2 ou 3.)

14º- Fator de potência.

15º- Calcular a potência aparente (VA).

16º-Calcular a corrente de trabalho (A).

17º-Detrminar a seção ( área ) do condutor(mm²).

18º-Informar a tensão de isolamento do condutor (V/Vo).

19º-Informar o fator de temperatura (consultar tabela do fabricante.)

20º-Informar a queda de tensão do condutor (consultar tabela do fabricante).

21º-Informar a distância do ponto de consumo ao disjuntor (Km).

22º-Calcular a corrente de projeto (A).

23º-Calcular a queda de tensão no circuito (deve ser menor de 2% do quadro de distribuição ao ponto de consumo ou 4% do PC ao ponto de consumo).

24º-Determinar a capacidade de disparo do disjuntor (A).

25º- Informar a curva de trabalho do disjuntor (somente para IEC 60898 se B ou C).

26º- Quantidade de polos e capacidade do DDR (quando sua utilização for necessária, vide NBR 5410).

Exemplos de circuitos elétricos:

queda fator Queda de capac. potência tensão potência I Qtd. fator de condutor temp distância
queda
fator
Queda de
capac.
potência
tensão
potência
I
Qtd.
fator de
condutor
temp
distância
I proj.
tensão do
Disparo
curva
QDS
cicruito
local
usuário
modelo
ativa
trabalho
aparente
trab.
(V/Vo)
tensão
condutor
( V / A
Km)
DDR
fases
potência
( mm2)
( 45º
(Km)
( A)
circuito
disj
disj
( W)
( V)
( VA)
( A)
C)
(≤ 2%)
( A)
ar
Springer
1 101
sala 10
condicionado
2100 220
2
0,7
3000
13,6
4 mm2
450/750
0,83
10,5
0,02
16,4
1,57%
25
C
NT
Silentia
21.000 BTU/h
queda tensão fator Queda de capac. potência potência I tensão de Qtd. fator de condutor
queda
tensão
fator
Queda de
capac.
potência
potência
I
tensão
de
Qtd.
fator de
condutor
temp
distância
I
proj.
tensão do
Disparo
curva
QDS
cicruito
local
usuário
modelo
ativa
aparente
trab.
(V/Vo)
condutor
DDR
trabalho
fases
potência
( mm2)
( 45º
(Km)
(
A)
circuito
disj
disjuntor
( W)
(
VA)
( A)
(
( V)
C)
V / A
Km)
(≤ 2%)
(
A)
wc
chuveiro wc
2
lorenzetti
5500
220
2
1
5500
25,0
6 mm2
450/750
0,83
7
0,015
30,1
1,44%
32
B
2P-40
205 direção
fem

QDS

cicruito

local

usuário

modelo

potência

ativa

( W)

tensão

de

trabalho

Qtd.

fases

fator de

potência

potência

aparente

(

VA)

I

trab.

( A)

condutor

( mm2)

(V/Vo)

fator temp

( 45º C)

queda

tensão

condutor

(

distância

(Km)

I

proj.

(

A)

Queda de

tensão do

circuito

capac.

Disparo

disj

curva

disjuntor

DDR

( V)

 

V / A Km)

 

(≤ 2%)

(

A)

3

311

secretraria

microondas

lg 300

700

127

 

1 0,92

761

6,0

                   

3

311

secretraria

cafeteira

walita 25

1000

127

 

1 0,92

1087

8,6

                   
       

brastemp

                               

3

311

secretraria

geladeira

kh

150

127

1 0,92

163

1,3

     

purificador

                                 

3

311

secretraria

água

brastempll

50

127

1 0,92

 

54

0,4

3 311 secretraria 127 1 2065 16,3 10 mm2 450/750 0,83 4,2 0,03 19,6 1,94%
3 311
secretraria
127
1
2065
16,3
10 mm2
450/750
0,83
4,2
0,03
19,6
1,94%
25
C
NT

PROTEÇÃO DO QUADRO SECUNDÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO

26º- Conhecendo os circuitos instalados de um QDS, determinar as características do disjuntor de proteção IEC 60947-2, tais como a capacidade de disparo, capacidade mínima de interrupção simétrica e o condutor apropriado.

Exemplo

Suponha que o disjuntor do PC seja de 400 A / 25 KA( determinado pelo cálculo de demanda) e esteja separado de um QDS por 20 m e que seja necessário suportar 88 A.

Sendo 88 A, necessita de um disjuntor de 100 A.

O condutor para este disjuntor deve ser de 35 mm²-450/750 V ou 25 mm²-0,6 / 1 KV

Supondo que utilize a primeira opção de condutor este disjuntor deve possuir uma capacidade mínima de interrupção simétrica igual ou maior a 11,9 KA (este valor deve

ser demonstrado por meio de cálculo, ábaco, tabela, software, etc

).

27º- Desenhar visão frontal do QSD.

27º- Desenhar visão frontal do QSD. ATENÇÃO: ESTAS IMAGENS SÃO MERAMENTE ILUSTRATIVAS.

28º- Desenhar diagrama unifilar do QSD.

28º- Desenhar diagrama unifilar do QSD. ATENÇÃO: ESTAS IMAGENS SÃO MERAMENTE ILUSTRATIVAS.

ATENÇÃO: ESTAS IMAGENS SÃO MERAMENTE ILUSTRATIVAS.

29º- Desenhar diagrama unifilar do sistema elétrico

29º- Desenhar diagrama unifilar do sistema elétrico ATENÇÃO: ESTAS IMAGENS SÃO MERAMENTE ILUSTRATIVAS.

ATENÇÃO: ESTAS IMAGENS SÃO MERAMENTE ILUSTRATIVAS.