Você está na página 1de 40
Desenvolvimento territorial e meio ambiente MESTRADO PROFISSIONAL EM POLÍTICAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO IPEA/ENAP 21/9 a 14/12
Desenvolvimento territorial
e meio ambiente
MESTRADO PROFISSIONAL EM POLÍTICAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO
IPEA/ENAP 21/9 a 14/12 de 2006
BERNARDO ALVES FURTADO,
ARISTIDES MONTEIRO NETO,
SANDRA SILVA PAULSEN
Aula 1 • Apresentações • Ementa, plano de ensino • • Dinâmica das aulas, avaliação Referências
Aula 1
• Apresentações
• Ementa, plano de ensino
Dinâmica das aulas, avaliação
Referências
• Textos Nadalin, 2011, Monte-Mór, 2006
Na sequência: Monasterio, Cavalcante, 2011 e Thisse, 2011
...
2
Apresentação • Professor: Bernardo Alves Furtado (bernardo.furtado@ipea.gov.br) • PhD Geociências/Dr. Economia (UFMG/CEDEPLAR). Co-tutela. 2009. • Sanduíche
Apresentação
Professor: Bernardo Alves Furtado (bernardo.furtado@ipea.gov.br)
PhD Geociências/Dr. Economia (UFMG/CEDEPLAR). Co-tutela. 2009.
Sanduíche Maastrich. RIKS. Modeling social heterogeneity, neighborhoods and local
influences on urban real estate prices
Mestrado em Geografia (PUC-MG). 2003.
Especialista em Urbanismo (UFMG). 1996
Arquiteto-urbanista. 1994
Ipea 2009. Dirur. Coordenador, Diretor-adjunto. Diset. Coordenador
Bolsista produtividade do CNPq
3
Apresentação II • Professor. 2003. Várias instituições. Mestrado Desenvolvimento Local/Turismo (Una). Coordenador Livros, artigos, TDs. Projeto.
Apresentação II
Professor. 2003. Várias instituições. Mestrado Desenvolvimento Local/Turismo
(Una). Coordenador
Livros, artigos, TDs.
Projeto. Modelo Dinâmico de Simulação aplicado às Finanças Públicas.
• Twitter. D_young_69
4
Alunos • Nome, background, área/local de atuação, • Título/tema projeto 5
Alunos
• Nome, background, área/local de atuação,
• Título/tema projeto
5
Ementa: ênfases • Ênfases • economia regional e urbana, • ao desenvolvimento regional e • à
Ementa: ênfases
• Ênfases
• economia regional e urbana,
• ao desenvolvimento regional e
• à economia ambiental e ecológica
• metodologia (das interfaces)
6
Ementa • Conceitos, práticas no Brasil, interfaces, política pública • articular teoria, realidade e interfaces entre
Ementa
• Conceitos, práticas no Brasil, interfaces, política pública
articular teoria, realidade e interfaces entre os temas e deles com as
políticas públicas.
...
7
Plano de Ensino • Aulas 1 a 3: Economia urbana e Teoria urbana (economia especial), Economia
Plano de Ensino
Aulas 1 a 3: Economia urbana e Teoria urbana (economia especial), Economia
urbano-regional; Federalismo e metropolitanas
Aulas 4 e 5: Metodologia e interfaces: sistemas complexos aplicados à políticas
públicas: modelos baseados em agentes; avaliação políticas ex-ante
Aulas 6 a 8: Desenvolvimento regional, economia regional, políticas regionais no
mundo
• Aulas 9 a 11: Economia ambiental e ecológica: desenvolvimento urbano, regional e
meio ambiente, ecossistemas e biodiversidade, avaliação de impactos e instrumentos
8
Comentários referências (aulas 1-5) na ordem apresentada em sala • NADALIN, 2011 BRUECKNER, 1987; • MONTE-MÓR,
Comentários referências (aulas 1-5)
na ordem apresentada em sala
NADALIN, 2011
BRUECKNER, 1987;
• MONTE-MÓR, 2006
MONASTERIO e
CAVALCANTE, 2011;
RUIZ, 2006;
• THISSE, 2011;
STEINBERGER, 2006;
FIX e PEREIRA, 2013
DINIZ E CROCCO, 2006;
GARSON, 2009
FURTADO et al., 2013
RODRIGUES, 2013,
GLAESER, 2012;
KLINK, 2013;
Moodle ou internet (exceto
em vermelho)
9
Avaliação • 30 pts.: Apresentação de seminário: simples ou duplas, em alguma das próximas 10 aulas;
Avaliação
• 30 pts.: Apresentação de seminário: simples ou duplas, em alguma das
próximas 10 aulas; escolher texto (preferencialmente hoje)
• 70 pts.: Elaboração texto
• formato similar a texto para revista (12 a 20 páginas)
• texto que faça a interface entre o material lido na disciplina (referências) e
sua prática/tema profissional
• Entrega: 23 de janeiro 2017
10
Economia urbana (introdução) • Alonso/Thunem, Muth-Mills, Brueckner 11
Economia urbana (introdução)
• Alonso/Thunem, Muth-Mills, Brueckner
11
Economia urbana: referências • Alonso (1964) • Mills (1967); Muth (1960, 1969); Wheaton (1974, 1976, 1977)
Economia urbana: referências
• Alonso (1964)
• Mills (1967); Muth (1960, 1969); Wheaton (1974, 1976, 1977)
• Síntese Muth-Mills em Brueckner (1987)
• DiPasquale e Wheaton (1996)
http://ocw.mit.edu/courses/urban-studies-and-planning/11-433j-real-estate-
economics-fall-2008/index.htm
... aplicações para o Brasil • • • Plambel (1987) Macedo (1996) González e Formoso (1994)
...
aplicações para o Brasil
Plambel (1987)
Macedo (1996)
González e Formoso (1994)
M. V. Serra, Dowall, Motta, & Donovan
(2005)
Fávero (2005)
Hermann e Haddad (2005)
Dantas (2007)
Fávero, Belfiore e Lima (2008)
Furtado (2009)
Nadalin (2010)
Biderman (2001)
Morais e Cruz (2003)
Especificidades da habitação como bem econômico • Bem de necessidade básica • • Durabilidade, incertezas no
Especificidades da habitação como bem
econômico
Bem de necessidade básica
Durabilidade, incertezas no mercado futuro
(vida futura)
Patrimônio (Ibbotson, Siegel, 1985) Entre
45 e 75% do estoque de riqueza e fluxo de
despesas das famílias
Ajuste demorado
Heterogeneidade
• Cidade: Open space, education districts
Indivisível
Rigidez espacial, monopólio localização
Alto custo (item de consumo, troca).
Alonso, 1964 • ‘Location and landuse: towards a general theory of land rent’ • Teoria disponível
Alonso, 1964
• ‘Location and landuse: towards a general theory of land rent’
• Teoria disponível à época: ‘rent at any place is equal to sales price less transport
and production costs’
• Entretanto, antes disso: Burguess. Residential rent associated with relative
location (acessibilidade) e custo de transporte
• City as ‘a featureless homogeneous Prairie’
• ‘Price of land decreases as a function of distance to the city center’
Von Thunem • • Isolated city. Radial transport system. No difference in soil fertility ‘payment made
Von Thunem
Isolated city. Radial transport system. No difference in soil fertility
‘payment made to the owner of the land’ = difference between sales prices and costs
R = price of rent
P = price of crop units
C = cost of production
t = cost of transport
d = distance
N = produção por metro quadrado
Winning landuse is able to yield ‘the greatest value for a given location’
Exemplo (Monasterio, Cavalcante) • Pp. 50-52 • Alface. Custo produção 0,60. Preço na cidade 1,00. Se
Exemplo (Monasterio, Cavalcante)
Pp. 50-52
• Alface. Custo produção 0,60. Preço na cidade 1,00. Se o custo de transporte
é 0,01 por quilômetro, alface será produzido à distancia 0, até 40 km.
• Outras culturas podem competir com alface.
• Aquelas com rendimentos maiores, ocupam os anéis mais próximos do
centro.
Alface x Batata ALFACE BATATA 0,40 t 0,02 0,01 P 1 0,9 C 0,6 0,6 0,35
Alface x Batata
ALFACE BATATA
0,40
t
0,02
0,01
P
1
0,9
C
0,6
0,6
0,35
N
1,2
0,6
0,30
Renda
Renda
Distância ALFACE BATATA
1
0,38
0,29
0,25
2
0,35
0,29
3
0,33
0,28
4
0,30
0,28
0,20
5
0,28
0,27
6
0,26
0,26
7
0,23
0,26
0,15
8
0,21
0,25
0
2
4
6
8
10
12
9
0,18
0,25
ALFACE
BATATA
10
0,16
0,24
18
Von Thunem
Von Thunem
Alonso adapta von Thunem para firmas • Lucro como resíduo, após custos de operação e aluguel
Alonso adapta von Thunem para firmas
• Lucro como resíduo, após custos de operação e aluguel da terra
Alonso. Location equation (firmas) • • loss of marginal revenue for having moved far from the
Alonso. Location equation (firmas)
loss of marginal revenue for having moved far from the center
É IGUAL AO
marginal operational cost
OU
Sair do centro, reduz movimento; o que pode levar a aumento no custo marginal de operação
(distribuir custos operacionais entre menos clientes). Esses custos devem ser compensados pela
redução do aluguel da terra
OU ainda
‘price-of-land-with-distance function, and might be termed an iso-profit curve’
Para o cidadão • “the income effect of cheap land will counteract the depressing effect of
Para o cidadão
• “the income effect of cheap land will counteract the depressing effect of
commuting costs on income and will permit the consumer to maintain a
given level of satisfaction by substituting land and the composite good for
accessibility as distance from the center increases (1964, p. 71).”
OU
• Terra deve ser mais barata (quando longe) para compensar os custos de
acessibilidade e transporte
Alonso • “Introduz o conceito de curvas de bid rent … a máxima disposição a pagar
Alonso
• “Introduz o conceito de curvas de bid rent … a máxima disposição a pagar
pela moradia em determinada localização [mantendo a utilidade constante]”
(Nadalin, p. 223)
Como se fazem escolhas ponderadas entre proximidade, tamanho do lote, tempo de
transporte
• Incorpora de forma explícita – o ESPAÇO e a LOCALIZAÇÃO – na
economia
• Especificidades da terra: imobilidade e monopólio
23
Muth-Mills model • Single CBD ‘to which all inhabitants commute’ • Consumidores mesma renda e preferências
Muth-Mills model
• Single CBD ‘to which all inhabitants commute’
• Consumidores mesma renda e preferências
• ‘price is a decreasing function of distance from the center’
“consumers living far from the CBD must be compensated in some fashion for their long and
costly commutes (otherwise, no one would live voluntarily at great distances)”
Análise estática comparativa (Furtado, 2009, p. 36 e ss.)
+ Muth-Mills • “land is cheaper and buildings are smaller the farther they are from the
+ Muth-Mills
• “land is cheaper and buildings are smaller the farther they are from the
CBD”
• Brueckner também faz análise comparativa para o caso de variações na
população (migrantes: ‘costless migration’).
Aumento da população: leva a aumento da expansão construída, menos satisfação (u).
maiores preços e casas menores com maior densidade
Ilustração
Ilustração
Economia urbana, espacial e habitação 28
Economia urbana, espacial e habitação
28
Nadalin, 2011 in Cruz. • Habitação bem mais valioso da família • Avança no modelo de
Nadalin, 2011 in Cruz.
Habitação bem mais valioso da família
Avança no modelo de Alonso-Muth-Mills (cidades MONOCÊNTRICAS)
“custos de transporte como variável-chave da decisão ao longo do espaço”, p.223
Introduz: Fujita & Ogawa, 1982; Henderson e Mitra, 1996; Sweeney (1974) e Poterba (1984).
Outros caminhos: crescimento cidades, externalidades, economias de aglomeração,
vizinhanças, finanças públicas locais
Como se utilizam essas teorias: modelos preços hedônicos (seleção variáveis relevantes)
Releitura didática dos originais (Alonso, Muth, Mills, Brueckner,
)
Voltando à Thunem…por Fujita (via Nadalin) • “Fica em determinada localização a família cujo aluguel ofertado
Voltando à Thunem…por Fujita (via Nadalin)
• “Fica em determinada localização a família cujo aluguel ofertado seja maior
que o das outras … condição de equilíbrio em que as famílias com curvas
mais inclinadas se localizem mais próximas ao centro…” p. 227
30
Other models. Fujita & Ogawa, 1982 • ‘explain a city’s formation based on agglomerative and disagglomerative
Other models. Fujita & Ogawa, 1982
• ‘explain a city’s formation based on agglomerative and disagglomerative
force’
“The spatial configuration of the city is treated as the outcome of these interactions
between business firms, which favor concentration by reason of agglomeration
economies, and households, which follow closely the employment distribution (because
of the costs of commuting from residences to job sites), with the consumption of
urban land as the mediator of the balance (Fujita and Ogawa, 1982, p. 163).”
Fujita & Ogawa, 1982 • Cidade linear – apenas uma dimensão • Famílias buscam simultaneamente (preço
Fujita & Ogawa, 1982
• Cidade linear – apenas uma dimensão
• Famílias buscam simultaneamente (preço do local de moradia e relação do local de
trabalho)
• Já a decisão de localização das firmas depende da localização de outras firmas da
cidade, pois isso altera sua função de produção.
• “ou seja, além dos custos de transporte,
...
influência na função de produção, são consideradas]” p. 231
, as economias de aglomeração [e sua
• Com isso, múltiplos resultados: cidade monocêntrica, uso misto, duocêntrica,
tricêntrica.
Ilustração II (Nadalin, de novo)
Ilustração II
(Nadalin, de novo)
Sweeney, 1974 • • • • • Modelo de filtragem. Introduz dinâmica no mercado (necessária, dada
Sweeney, 1974
Modelo de filtragem. Introduz dinâmica no mercado (necessária, dada a
durabilidade da habitação). Foca na heterogeneidade, mas não inclui espacialidade
Categorias discretas de qualidade
Consumidor decide baseado em preço e qualidade
Estoque varia. Construções, demolições.
Habitações descendem em qualidade ao longo do tempo (filter down)
• ‘o valor de uma unidade em determinado nível de qualidade dependerá da extensão
de sua vida útil nesta qualidade, e de quanta manutenção é investida nesta unidade
enquanto nesta classe de qualidade’
Vacância • ‘imperfeições da oferta e demanda’? • Custo do processo? • Heterogeneidade (das habitações e
Vacância
• ‘imperfeições da oferta e demanda’?
• Custo do processo?
• Heterogeneidade (das habitações e dos consumidores): dificuldade de
‘matching’
TD 2228 37
TD 2228
37
Críticas aos modelos de economia urbana • Rigidez hipóteses: CBD (Wheaton, 2004) • Homogeneidade do tecido
Críticas aos modelos de economia urbana
• Rigidez hipóteses: CBD (Wheaton, 2004)
• Homogeneidade do tecido (desconsidera portos, localização intraurbana);
• Amenidades urbanas
• Modelos estáticos. Crescimento população
• Famílias homogêneas. Representativas.
• Externalidades (feedbacks). Interação entre agentes. Bens públicos
• Concorrência perfeita (!?)
Políticas públicas • Mercado: compreensão por meio de preços hedônicos • Rosen, 1974. Mercados implícitos (shadow
Políticas públicas
Mercado: compreensão por meio de preços hedônicos
Rosen, 1974. Mercados implícitos (shadow markets)
• Como o planejador atua? Quais são as falhas de mercado? Uso do solo?
Externalidades (influência das interações entre agentes)
• Amenidades
Provimento bens públicos
• Centralização, descentralização? (Brasília).
Forma urbana, espraiamento (sprawl)
Pol. Pub. II • Policentrismo? (transportes) • Impacto de (grandes) obras nos preços imóveis • Lotes
Pol. Pub. II
• Policentrismo? (transportes)
• Impacto de (grandes) obras nos preços imóveis
• Lotes vagos, espaços vazios
• Regularização fundiária (de Soto)
• Domicílios próprios/alugados nas favelas (47/40%). Mercado formal
(74/20%)