Você está na página 1de 9

FACULDADE SANTO AGOSTINHO

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

ALUÍZIO ANTÔNIO DA SILVA
JOSÉ WILSON LEMOS JÚNIOR
TRABALHO DE ECONOMIA:
RESOLUÇÃO DO QUESTIONÁRIO

TERESINA - PI
2016

ALUÍZIO ANTÔNIO DA SILVA JOSÉ WILSON LEMOS JÚNIOR TRABALHO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL III: DETERMINAÇÃO DA COMPOSIÇÃO GRANULOMÉTRICA Trabalho solicitado pelo professor Antônio de Pádua na disciplina de Economia da Faculdade Santo Agostinho referente a 3ª prova. TERESINA – PI 2016 .

 Distribuição de renda socialmente justa. despesas governamentais e exportações).  Em relação a distribuição de renda a Política Monetária é mais difusa e genérica em relação com a Política Fiscal. em bens e serviços de consumo.FSA DISCIPLINA: ECONOMIA PROF. 2. QUAIS OS OBJETIVOS DA POLÍTICA FISCAL. 3. SE O GOVERNO PRETENDE REDUZIR A INFLAÇÃO. QUAIS OS PRINCIPAIS OBJETIVOS DE POLÍTICA MACROECONÔMICA?  Alto nível de emprego (estabilização do nível de atividades e do emprego). para elevar a demanda agregada (dispêndios da coletividade. QUAIS AS MEDIDAS DE POLÍTICA FISCAL E MONETÁRIA ELE DEVE ADOTAR? E SE O OBJETIVO FOR ESTIMULAR O CRESCIMENTO ECONÔMICO QUAIS AS MEDIDAS ELE DEVE ADOTAR?  Redução da Inflação — diminuição de gastos públicos e/ou aumento da carga tributária (o que inibe o consumo e o investimento). investimento. visam diminuir os gastos da coletividade. . OBJETIVOS:     Redução da inflação Maior crescimento de emprego Melhoria na distribuição de renda Manutenção de certo grau de estabilidade VANTAGNES:  A Política Fiscal ela é mais eficiente na melhoria da distribuição de renda do que a Política Monetária. ou seja. CITE AS VANTAGENS DA POLÍTICA MONETÁRIA SOBRE A FISCAL.  Crescimento Econômico — Aumento de gastos públicos e/ou diminuição da carga tributária.  Crescimento econômico.: ANTÔNIO DE PÁDUA ALUNOS: ALUÍZIO ANTÔNIO DA SILVA e JOSÉ WILSON JÚNIOR QUESTIONÁRIO N° 03 1.  Estabilidade de preços.FACULDADE SANTO AGOSTINHO .

COMO DEVE UTILIZAR ESSES INSTRUMENTOS DE POLÍTICA MONETÁRIA. para pagamento dos bens. depende de mudança na Legislação e Princípio da anterioridade.  Open Market: As operações de mercado aberto consistem na compra e venda de títulos públicos por parte do Banco Central.  Papel-moeda: Emitida pelo Banco Central. O QUE SÃO RESERVAS COMPULSÓRIAS. 5. objetivando regular os fluxos gerais de liquidez da economia. representa parcela significativa da quantidade de dinheiro em poder do público.  Política Monetária depende apenas de decisões diretas das autoridades monetárias. CITE OS TIPOS DE MOEDA E SUAS FUNÇÕES. 4. DEFINA MOEDA FIDUCIÁRIA E MOEDA LASTREADA. que os Bancos Comerciais devem reter junto ao Banco Central. A Política Fiscal não tem efeitos imediatos. OPEN MARKET E REDESCONTOS? SE O OBJETIVO DO GOVERNO FOR REDUZIR A QUANTIDADE DE MOEDA EM CIRCULAÇÃO (LIQUIDEZ). TIPOS DE MOEDAS:  Moeda metálica: Emitida pelo Banco Central constituem pequena parcela da oferta monetária e visam facilitar as operações de pequeno valor e/ou com unidade monetária fracionada (troco). CONCEITUE OFERTA E DEMANDA DE MOEDA. A taxa de juros cobrada sobre esses empréstimos é chamada Taxa de Redesconto. REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE MOEDAS:  Quando o Banco Central deseja fazer uma política monetária contracionista (diminuir a quantidade de moeda). CONCEITO: . ou seja. serviços e fatores de produção.  Redescontos: É um empréstimo que os bancos comerciais recebem do Banco Central para cobrir eventuais problemas de liquidez.  Moeda escritural: É representada pelos depósitos à vista (depósito em conta corrente) nos bancos comerciais.  Moeda: É um instrumento ou objeto que é aceito pela coletividade para intermediar as transações econômicas. ele vende títulos públicos para os bancos. DEFINA MOEDA. retirando moeda de circulação.  Reservas Compulsórias: Percentual sobre os depósitos.

dado que os pagamentos e recebimentos não são perfeitamente sincronizados.  A demanda de moeda ocorre por três motivos básicos: a) Transação: representa a guarda de moeda para se fazer face a pagamentos. sendo sua emissão baseada na existência de tais reservas em quantidade suficiente para que cada unidade monetária tenha a mantenha a mesma quantidade de ouro associada.  Moeda Lastreada: É um título que tem por base a existência de reservas de metais preciosos (principalmente ouro) pela autoridade monetária (no primórdios do advento do papel-moeda. os depósitos a prazo e alguns títulos privados. c) Especulação: a moeda é considerada também como reserva de valor e não apenas meio de troca. qualquer indivíduo que tivesse papelmoeda podia realmente resgatar a parte de reservas associada ao papel moeda – cujo valor. na expectativa de mudanças na taxa de juros de mercado e. não seria estranho que os agentes econômicos guardassem moeda ociosa. ou seja. 6. que pode ser utilizada imediatamente para efetuar transações. as cadernetas de poupança. não é lastreado a nenhum metal (ouro. O QUE VEM A SER QUASE MOEDA? E MULTIPLICADOR MONETÁRIO?  Quase Moeda: São ativos que têm alta liquidez (embora não tão imediata) e que rendem juros como os títulos públicos. prata) e não tem nenhum valor intrínseco. CONCEITUE: MEIOS DE PAGAMENTOS. assim. . DESMONETIZAÇÃO. Oferta De Moeda: A oferta de moeda é o suprimento de moeda para atender às necessidades da coletividade.  Meios de Pagamentos: Os meios de pagamento são o total de moeda disponível ao setor privado não bancário. ou seja. ressaltamos. aplicá-la melhor no futuro CONCEITO DE MOEDA FIDUCIÁRIA E LASTREADA  Moeda Fiduciária: É qualquer título não-conversível.  Multiplicador Monetário: É a relação entre oferta de moeda e base monetária existente em determinado momento no sistema econômico. b) Precaução: é a guarda de moeda para cobrir gastos imprevistos. DÊ DOIS EXEMPLOS DE CRIAÇÃO E DESTRUIÇÃO DE MOEDA. 7. Por isso. MONETIZAÇÃO. como letras de câmbio e letras imobiliárias. CRIAÇÃO E DESTRUIÇÃO DOS MEIOS DE PAGAMENTOS. na maioria das vezes não era o mesmo valor de face da nota). de liquidez imediata.

QUAIS AS FUNÇÕES DO BANCO CENTRAL. CRIAÇÃO E DESTRUIÇÃO DE MOEDA:  Criação de Moedas: É o processo pelo qual a oferta de moeda (ou o estoque de moeda) de um país ou região (como a Eurozona) é aumentada. também não pode ser considerada M1). com exclusividade. Existem três maneiras de criar moeda:  Produzindo o papel moeda ou o metal  Através de débitos e empréstimos  Através de políticas governamentais como o quantitative easing. o que pode ser incentivado pelo valor do metal excedendo o valor de face da moeda ou quando o emissor abandona a segurança da moeda. emite ou autoriza a emissão de papel moeda daquele país. Ele também mantém os depósitos compulsórios dos bancos comerciais.  Destruição de Moedas: ocorre quando ela é descartada para recuperar seu metal. . que. 8. FAÇA UM BREVE COMENTÁRIO DE CADA UMA.  Autoridade emissora de moeda. regulando assim a multiplicação da moeda escritural no mercado. ou monopólio de emissão: É o banco central quem. Monetização: o aumento da quantidade de moeda sobre o total de ativos financeiros da economia.  Banqueiro do governo: É ele quem guarda as reservas internacionais em ouro ou moeda estrangeira do governo. Exemplo:  Uma pessoa faz um depósito em sua caderneta de poupança: a pessoa (setor não bancário) entrega M1 (haver monetário) para o setor bancário e recebe em troca um haver não monetário (título de caderneta de poupança. e consistem principalmente na compra e venda de títulos públicos ou de moeda estrangeira para instituições financeiras previamente escolhidas.  Banco dos Bancos: O Banco Central provê empréstimos exclusivos aos membros do sistema financeiro a fim de regular a liquidez ou mesmo evitar falências que poderiam causar uma reação em cadeia de falências bancárias. regula as taxas de juros e regula a quantidade de moeda estrangeira em circulação no país. Essas operações são conhecidas como open Market ou operações de mercado aberto.  Desmonetização: A desmonetização da economia é a diminuição da quantidade de moeda sobre o total de ativos financeiros da economia.  Executor da política monetária e cambial: É o banco central quem insere ou retira moeda do mercado. não sendo depósito à vista.

10. para fazer algum novo negócio. Basta o Banco Central aumentar ou diminuir o percentual do depósito compulsório para influir no volume ofertado de empréstimos bancários.  Operações com mercado aberto (Open Market): consistem na compra e venda de títulos públicos ou obrigações pelo governo. transporte. aluguel etc. Ou seja.  Demanda de moeda por especulação (ou por portfólio): dentro de sua carteira de aplicações (portfólio).  Operações de redesconto: englobam a liberação de recursos pelo Banco Central aos bancos comerciais.  Depósitos compulsórios ou reservas obrigatórias: os bancos comerciais são obrigados a depositar no Banco Central um percentual determinado por esse sobre os depósitos à vista. o Banco Central consegue diminuir (ou aumentar) a oferta de moeda na economia. sendo este um instrumento de política monetária.  Demanda de moeda para transações: as pessoas e empresas precisam de dinheiro para suas transações do dia-a-dia. observando o comportamento da rentabilidade dos vários títulos. O QUE SÃO RESERVAS OU DEPÓSITOS COMPULSÓRIOS? QUAIS OS EFEITOS DAS RESERVAS COMPULSÓRIAS SOBRE A OFERTA DE MOEDA? Os Depósitos Compulsórios ou reservas obrigatórias são um percentual determinado sobre os depósitos à vista que os bancos são obrigados a depositar no Banco Central. embora não apresente . o volume de moeda manual da economia. QUAIS OS INSTRUMENTOS DE QUE DISPÕE O BANCO CENTRAL PARA OPERAR A POLÍTICA MONETÁRIA. por força de lei. 11. O Banco Central mantém uma carteira de títulos para realizar operações reguladoras da oferta monetária.. os investidores devem deixar uma “cesta” para a moeda. a moeda. para alimentação.  Controle das Emissões: o Banco Central controla.  Demanda de moeda por precaução: o público e as empresas precisam ter certa reserva monetária para fazer face a pagamentos imprevistos ou atrasos em recebimentos esperados. QUAIS AS RAZÕES PELAS QUAIS AS PESSOAS RETÊM MOEDAS. que podem ser empréstimos ou redesconto de títulos. Através da elevação (ou redução) destas reservas. FAÇA UMA BREVE DESCRIÇÃO DE CADA UMA.9.

tem a vantagem de ter liquidez imediata. CURVA DE PHILLIPS: É um fenômeno associado à inflação de demanda. DEFINA INFLAÇÃO: INFLAÇÃO DE DEMANDA.  Nas finanças públicas. Esta curva mostra que existe empiricamente uma relação inversa (ou trade – off) entre a taxa de salários nominais (que podem ser associados às taxas de inflação) e taxas de desemprego. 15. 14. onde o índice atual é a inflação  passada mais a expectativa futura.  No balanço de pagamentos. bem como as reservas bancárias não estão incluídas no conceito de meios de pagamento. diminuindo a oferta  agregada também chamada de inflação de oferta. c) controle de crédito.  INERCIAL E CURVA DE PHILLIPS. INFLAÇÃO DE OFERTA: Ocorre quando o nível de demanda agregada permanece o mesmo. b) arrocho salarial. INFLAÇÃO: A inflação é definida como um aumento persistente e generalizado  no índice de preços. INFLAÇÃO DE DEMANDA: Refere-se ao excesso de demanda agregada em  relação à produção disponível de bens e serviços. e pode viabilizar novas aplicações. . Refere-se à ideia de memória inflacionária. a política econômica deve basear-se em instrumentos que provoquem uma redução da procura agregada por bens e serviços (redução dos gastos do governo: a) aumento da carga tributária. QUE MEDIDAS DEVEM SER TOMADAS PARA CONTROLAR A INFLAÇÃO DE DEMANDA? Para combater um processo de inflação de demanda. 13. DE OFERTA. INFLAÇÃO INERCIAL: É o processo automático de alimentação da inflação. QUAL A DIFERENÇA ENTRE OS CONCEITOS DE BASE MONETÁRIA E MEIOS DE PAGAMENTOS? A diferença entre os conceitos é que os depósitos à vista não estão incluídos no conceito de base monetária. 12. QUAIS AS CAUSAS MAIS COMUNS PROVOCADAS POR ELEVADAS TAXAS DE INFLAÇÃO?  No perfil de distribuição de renda. mas os custos de produção aumentam.  Na formação de expectativas.rendimentos.

O QUE SÃO ÂNCORA CAMBIAL E MONETÁRIA  Âncora cambial consistiu na valorização da moeda nacional. Âncora monetária baseou-se na elevação das taxas de juros e da taxa de reservas compulsórias. O Copom foi instituído em 20 de junho de 1996 e é o Comitê de Política Monetária do Banco Central. Os principais mecanismos de política econômica de combate a inflação para esta corrente: a) Redução da demanda agregada através da redução dos gastos do governo.  E QUAIS AS POLÍTICAS ADOTADAS PARA CONTROLÁ-LA? As causas da inflação brasileira. b) Política salarial restritiva e do controle da oferta monetária. 19.  Estrutura de mercado. QUAL O DIAGNOSTICO DO PLANO REAL PARA A INFLAÇÃO BRASILEIRA. ao lado de um regime de bandas cambiais (câmbio fixo). etc). associado  ao desequilíbrio das contas públicas. segundo a linha ortodoxa (neoliberal ou monetaristas) era atribuída ao excesso de demanda. A função desse grupo é definir as diretrizes da política monetária e a taxa básica de juros do País.  Aumentos do custo de matérias primas (choque de oferta). QUAL É A FUNÇÃO DO COMITÊ DE POLÍTICA MONETÁRIA (COPOM).d) aumento da taxa de juros. nesse período. que procurou baratear os custos dos  produtos importado. . 16. 17. QUAIS AS CAUSAS MAIS COMUNS DOS AUMENTOS DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO? As causas mais comuns dos aumentos dos custos de produção são:  Aumentos salariais acima da produtividade. 18.