PROF.

Salvino Junior

Fontes Renováveis e Não
Renováveis de Energia
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

2
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

3
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

4
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

5
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

6
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

7
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

8
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

9
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

10
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas)
PCH são usinas que geram até 30 MW e há intenção de se aumentar este índice para
50 MW.

11
Pequenas Centrais Hidrelétricas Santa Lucia I e Santa Lucia II no rio Juruena, em Sapezal (MT)
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS
VANTAGENS
• ao contrário das grandes e médias hidrelétricas, as PCHs não causam
impactos socioambientais da mesma magnitude. A menor área alagada e a
menor necessidade de deslocamento de populações reduz drasticamente
os problemas geralmente enfrentados em grandes projetos.
• Custos menores, acarretando em preço de energia também menor.
DESVANTAGENS
• o maior impacto talvez seja o próprio represamento do rio, que pode
causar a extinção ou diminuir a quantidade de peixes que migram ou
desovam rio acima.
• assoreamento do lago (pois a barragem bloqueia a passagem de material
sólido).
• deslocamento de população, embora em menor escala.
• riscos associados aos efeitos cumulativos dos projetos. Uma única PCH
não gera muitos impactos, mas um conjunto de PCHs, podem
descaracterizar um rio, afetando fauna e flora.
• descaracterização de pontos turísticos, como o encobrimento de
cachoeiras. 12
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

13
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

14
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

BIOMASSA
O termo biomassa refere-se a uma série de produtos e sub-produtos agrícolas e
florestais, assim como resíduos diversos de origem animal e humana (RSU –
resíduos sólidos urbanos, como lixo e lodo de ETEs - estações de tratamento de
esgoto; gás de aterro e de ETEs).

15
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

16
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

VANTAGENS
• Eliminação de resíduos diversos, diminuindo a necessidade de sua deposição em
aterros.
• Diminuição de emissão de GEE (gás de efeito estufa).

DESVANTAGENS
• Manejo errado dos produtos ou risco de proliferação de grandes monoculturas.
• Custos de investimento ou implementação altos e a produção de energia
relativamente baixa.
• A produção pode parar, na entressafra, se não existir um estoque de combustível ou
se adquirir material de outras culturas agrícolas.
• O risco de aceleração do processo de substituição de produtos naturais por produção
transgênica
17
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

18
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

19
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

20
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS
VANTAGENS
• redução na emissão de GEE.
• não precisa ser adaptado, para utilização em motores do ciclo diesel, como
acontece com o gás natural ou com o biogás.
• não causa corrosão no motor, não carboniza os bicos injetores de
combustível e melhora a partida do veículo por ser menos denso e fluir
melhor nas mangueiras e dutos.
• melhora a lubricidade do motor.

DESVANTAGENS

• o uso em grande escala pode acarretar em grandes monoculturas regionais.
• a utilização em grande quantidade pode gerar muitos resíduos, podendo
haver problemas com o despejo em locais inapropriados. Ou ainda, no caso
de vazamento ou acidentes no transporte contaminar solo, subsolo, rios e
fontes de abastecimento d’água.
21
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

Biogás é um tipo de mistura gasosa de dióxido de carbono e metano produzida
naturalmente em meio anaeróbico pela acção de bactérias em matérias
orgânicas, que são fermentadas dentro de determinados limites de temperatura,
teor de humidade e acidez.
O biogás pode ser obtido de resíduos agrícolas, ou mesmo de excrementos de animais
e dos homens. Ao contrário do álcool da cana de açúcar e de óleos extraídos de outras
culturas, não compete com a produção de alimentos.
É um combustível gasoso com um conteúdo energético elevado semelhante ao gás
natural, composto, principalmente, por hidrocarbonetos de cadeia curta e linear.
Pode ser utilizado para geração de energia eléctrica, térmica ou mecânica em uma
propriedade rural, contribuindo para a redução dos custos de produção. Por exemplo no
Brasil, os bio-digestores rurais vêm sendo utilizados, principalmente, para saneamento
rural, tendo como subprodutos o biogás e o bio-fertilizante.

A energia do Biogás pode ser produzida artificialmente com o uso de um equipamento
chamado biodigestor anaeróbico.
O metano, principal componente do biogás, não tem cheiro, cor ou sabor, mas os
outros gases presentes conferem-lhe um ligeiro odor desagradável.

22
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

BIOGÁS E RSU
O biogás é uma forma de energia produzida a partir da decomposição de
matéria orgânica de origem animal, vegetal e de resíduos domésticos e
industriais diversos, assim como, de efluentes domésticos, por exemplo de
ETEs. Já o RSU nada mais é do que lixo doméstico que pode ser queimado
“in natura” alimentando uma termelétrica.

23
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

24
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS
Vantagens da energia do Biogás

• A substituição do GLP, um derivado de petróleo importado;
• Comodidade e segurança para o consumidor, vantagens inerentes ao gás
canalizado;
• Não é necessária a sua purificação, removendo-se apenas os líquidos
condensados ao longo -das vias de captação e distribuição;
• Os equipamentos adaptados mostraram um desempenho razoável;
• As donas-de-casa que utilizam o gás têm se mostrado satisfeitas com a
mudança pois, a chama é bastante limpa, não deixando resíduos de fuligem
nas panelas.
.
Desvantagens da energia do Biogás
• A quantidade de energia gerada pelo biogás não é constante, variando ao
longo do período de produção;
• Em função da Diretiva Comunitário relativa a aterros, no futuro será
minimizada a deposição de resíduos biodegradáveis em aterro, pelo que as
instalações de recuperação de biogás de aterro terão um tempo limitado de
existência;
• Alto período de recuperação do investimento.
25
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

Energia Solar
A energia solar é obtida pela luz do Sol, que pode ser
captada com colectores solares (para produzir energia térmica) e
painéis fotovoltaicos (para produzir energia eléctrica). Os
métodos da sua captura classificam-se em diretos ou indiretos e
em ativos ou passivos

26
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

27
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

28
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

Há 3 formas de uso de energia solar:
a) energia solar passiva: uso direto, vinculado, principalmente ao uso doméstico,
como aquecimento de piscinas, caixas d’água, luminosidade (arquitetura solar).
b) a energia solar ativa: este caso, pode ser térmica (ou heliotérmica) onde, de forma
direta aquece a água, gerando vapor que, por sua vez, movimentará geradores.
c) a fotovoltaica: em que se produz
eletricidade a partir de placas coletoras,
eletricidade que pode ser utilizada diretamente
ou armazenada em baterias.

29
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

VANTAGENS
• Emite muito menos poluentes que as fontes tradicionais e por não resultar em
processos de relocação de população.
• Projetos de energia fotovoltaica podem ser implantados em áreas de grande
radiação solar e sem potencial para agropecuária.
• Não há custo com “combustível” para manter o sistema de produção de energia.
DESVANTAGENS
• Geração de energia que oscila durante o dia e depende da estação do ano e da
quantidade de dias nublados ou chuvosos, ou mesmo de fumaça de queimadas.
• Somente poderá ser usada como única fonte de energia de uma região se potentes
acumuladores forem desenvolvidos.
• Descaracterização da paisagem, em caso de um grande projeto com inúmeros
espelhos coletores ou pela liberação de vapor na atmosfera.
• Risco e lançamento de água quente em locais inapropriados (poluição térmica).
• No caso do uso de baterias, vários problemas estão associados, dentre eles a
manipulação de materiais tóxicos como arsênico e cádmio e a produção de lixo
altamente tóxico.
• Os equipamentos para montagem dos sistemas são quase todos importados e seus
custos ainda são muito altos.
30
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

Energia eólica é a energia obtida pela ação do vento, ou seja,
através da utilização da energia cinética gerada pelo vento. É obtida
por aerogeradores, que são grandes turbinas que, ao serem movidas,
produzem energia eléctrica através de um gerador.

31
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

32
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

VANTAGENS
• Menor custo socioambiental.
• Acarreta em poucos impactos, pois não emite gases poluentes, a não ser
indiretamente, na produção de equipamentos e materiais.
• Pode ser usada em conjunto com a agropecuária, se transformando em boa fonte
de renda: EXEMPLO: um fazendeiro norte-americano pode arrecadar anualmente
US$ 100 com milho, US$ 120 com trigo ou US$ 25 com carne. Se esta for uma
área com excelentes condições de vento (pelo menos 7 m/s), poderá arrecadar
anualmente cerca de US$ 2.000 através de royalties.
• Pode-se, ainda, instalar parques eólicos no mar.
• Não tem custo, além de ser inesgotável.
DESVANTAGENS
• Gera riqueza apenas no que se refere à produção de equipamentos e
compensações financeiras a municípios e proprietários. Quanto à construção e
operação, exigem menos mão de obra, ou seja, cria menos empregos que outras
formas de geração de energia.
• Gera ruídos audíveis (ou de baixa freqüência) nas proximidades dos geradores,
alterando o ecossistema local, por afastar pássaros e outros animais.
• Causa alteração estética.
• Pode haver inconstância no regime de ventos.
• As hélices de metal dos rotores podem interferir em transmissões de rádio e 33
televisão (interferência eletromagnética).
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

A energia geotérmica é a energia do interior da Terra.
Consiste no aproveitamento de águas quentes e vapores para a
produção de electricidade e calor, através de usinas geotérmicas.
Fontes de energia geotérmica:
Géiseres;
Vapor seco;
Rocha seca quente;
Rocha húmida quente.
34
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

35
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

36
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

VANTAGENS
• Além de ser menos impactante que os combustíveis fósseis, pode ser utilizada
em zonas de risco para habitação, devido a atividade vulcânica. Isso evita
impactos socioambientais, comuns em projetos de geração de energia. Em tais
zonas a energia disponível está próxima da superfície, o que facilita a exploração.
DESVANTAGENS
• Liberação de gases, odores e riscos a saúde. Os odores ocorrem porque tais
usinas são construídas perto de áreas de fontes quentes que naturalmente são
caracterizadas por odores sulfurosos.
• A energia geotérmica pode também contaminar recursos hídricos nas
proximidades de uma usina.
• Outro risco é o de desmoronamento, causado por desequilíbrio no interior da terra
e reacomodação de rochas.
• Ruídos produzidos na fase de testes de perfuração, principalmente se estiverem
37

próximas a locais habitados.
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

ENERGIA DOS OCEANOS
É a energia que se obtém a partir do
movimento das ondas ou da diferença de
temperatura entre os níveis da água do
mar. Ocorre devido à força gravitacional
entre a Lua, a Terra e o Sol, que causam as
marés.

38
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

ENERGIA DOS OCEANOS – MARÉS E ONDAS

VANTAGENS
• São fontes de energia natural, renovável e não poluentes. Ao contrário das
hidrelétricas convencionais, funcionam com total independência das condições
pluviométricas regionais.

DESVANTAGENS
• Viabilidade apenas em locais com grande amplitude de maré (pelo menos 5 m) e
topografia adequada (profundidade), basicamente, próxima a linha do equador.
Além disso, é difícil de se conciliar tais fatores aos requisitos de locais
adequados para instalação de equipamentos e proximidade dos centros de
consumo.
• Pode gerar impactos à fauna marinha.

39
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

40
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

41
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

42
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

A energia do hidrogênio (H2) é a energia que se obtém da combinação
do hidrogênio com o oxigénio produzindo vapor de água e libertando energia
que é convertida em electricidade.

43
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

44
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

• As vantagens das Células de Combustível
Uma célula de combustível pode converter mais do que 90% da energia contida
num combustível em energia eléctrica e calor. No ano de 1996, as células de
combustível com ácido fosfórico (CCAF) apresentavam uma eficiência de
conversão eléctrica de 42%, com uma elevada produção de calor;
• Centrais de produção de energia através de células de combustível podem ser
implementadas junto dos pontos de fornecimento permitindo a redução dos
custos de transporte e de perdas energéticas nas redes de distribuição;
• A habilidade para cogerar calor, ou seja, para além de produzir eletricidade,
produz igualmente vapor de água quente;
• Devido ao facto de não possuírem partes móveis, as células de combustível
apresentam maiores níveis de confiança comparativamente com os motores de
combustão interna e turbinas de combustão;
45
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

• A substituição das centrais termoeléctricas convencionais que produzem electricidade a
partir de combustíveis fósseis por células de combustível melhorará a qualidade do ar e
reduzirá o consumo de água e a descarga de água residual;
• As emissões de uma central eléctrica de células de combustível são dez vezes menos do
que as normativas ambientais mais restritas. Para além disso, as células de combustível
produzem um nível muito inferior de dióxido de carbono;
• A natureza do funcionamento permite a eliminação de muitas fontes de ruídos associadas
aos sistemas convencionais de produção de energia por intermédio do vapor;
• A flexibilidade no planeamento, incluindo a modulação, resulta em benefícios financeiros
e estratégicos para as unidades de células de combustível e para os consumidores;
• As células de combustível podem ser desenvolvidas para funcionarem a partir de gás
natural, gasolina ou outros combustíveis fáceis de obter e transportar (disponíveis a baixo
custo);
• Na qualidade de tecnologia alvo de interesse recente, as células de combustível
apresentam um elevado potencial de desenvolvimento 46
FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIAS

As desvantagens das Células de Combustível

•A necessidade da utilização de metais nobres como, por exemplo, a platina que é
um dos metais mais caros e raros no nosso planeta;
•O elevado custo atual em comparação com as fontes de energia convencionais;
•A elevada pureza que a corrente de alimentação hidrogénio deve ter para não
contaminar o catalisador;
•Os problemas e os custos associados ao transporte e distribuição de novos
combustíveis como, por exemplo, o hidrogénio;
•Os interesses económicos associados às indústrias de combustíveis fósseis e aos
países industrializados.

47

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful