Você está na página 1de 6

Descubra como boicotar o ENADE

1. Confira na sua faculdade se você foi selecionado para a prova.

2. Procure seu Centro Acadêmico ou entidade equivalente para


ENADE
estudar os documentos mais importantes sobre o Exame. Você
encontra quase todos no site do INEP, no Manual do ENADE.
Por que os estudantes boicotam esse exame?
3. Reproduza essa cartilha ou outros materiais e compartilhe com
seus colegas.

4. Organize uma Assembléia de Estudantes do seu curso, para


deliberar pela realização (ou não) do Boicote. Lembre-se de que o
boicote só é válido quando feito pelo máximo de estudantes, para
que seu curso não fique com uma nota intermediária e que
demonstre seu ato político.

5. Compareça pontualmente ao local da prova.

6. Assine a lista de presença, cole seus adesivos ou escreva “Boico-


te ao ENADE! Por uma avaliação de verdade”. Entregue a prova em
branco.

7. Organize um documento que publicize a posição política adotada


pelo seu grupo de estudantes e entregue para seus professores,
Reitor e se possível, estenda à comunidade (jornais, cartas públi-
cas).

Essa cartilha foi organizada pelo Fórum Nacional de Executivas e


Federações de Curso (FENEX). Os artigos que fundamentaram a
composição destes textos fazem parte da extensa legislação
sobre o SINAES/ENADE e também dos materiais produzidos pelo
movimento estudantil e profissional. A elaboração dessa cartilha foi
baseada em contribuições da Coordenação Nacional dos Estudantes
de Psicologia (CONEP) e da Executiva Nacional dos Estudantes de Uma contribuição do:
Comunicação Social (ENECOS).
FENEX Fórum Nacional de Executivas e Federações de Curso
Enade e a Reforma Universitária (por exemplo, um curso de é: três vagas em Universidades
Engenharia Química de uma Federal públicas contra uma vaga na
A Educação Pública hoje explicita a decretos-lei. Isso desarticulou os que desenvolva temperos diferentes Universidade particular.
necessidade de mudanças estru- movimentos sociais da Educação pra salgadinhos da marca X, ou então A última proposição do
turais progressistas, novas (inclusive o movimento estudantil), cursos de Ciências Biomédicas que Governo acerca da Reforma foi o
concepções pedagógicas, filosófi- que não têm um 'inimigo' único a produzem fórmulas para indústrias Decreto-Lei 6.096/07, o REUNI –
cas e políticas que estejam de combater. Mesmo assim, em farmacêuticas). Programa de Apoio Plano de
acordo com a construção de uma diversas escolas os estudantes Outro projeto que compõe Reestruturação e Expansão das
sociedade livre de desigualdades, resistiram, ocupando mais de 15 essa Reforma é o ProUni – Programa Universidades Federais. O REUNI
exclusão e opressões. reitorias em 2007. Universidade para Todos, que injeta condiciona a concessão de verba
Vivemos no Brasil um O primeiro passo dessa verbas públicas nas escolas privadas pública destinada à expansão das
processo de reformas com claro Reforma Universitária foi a aprova- com a justificativa de ocupação de Instituições a algumas metas que
caráter neoliberal. Isso significa ção de um sistema de avaliação vagas ociosas com bolsas para devem ser atingidas, como o
que as políticas que vêm sendo que fosse nacional, o SINAES – estudantes de baixa renda. A assis- aumento da relação estudan-
criadas no nosso país têm um Sistema Nacional de Avaliação do tência estudantil, composta por uma te/professor para 18/1 e a gradua-
caráter privatista, que retiram do Ensino Superior. Entendemos que série de medidas como moradias ção de 90% dos estudantes ingres-
Estado as suas responsabilidades. avaliações são necessárias, mas estudantis, bibliotecas, bolsas santes podem parecer ótimos
Através de políticas públicas, o este Sistema nasceu dentro de alimentação, assistência para balizadores para a atuação das
Estado deveria garantir a todos o uma lógica de Estado baseada no xerox, transporte não estão inclu- Universidades. Porém, dentro da
acesso a direitos básicos como ranqueamento de Instituições e sas na bolsa do estudante. Assim, realidade concreta de sucateamen-
educação, saúde, segurança, estudantes, premiações, punições não é garantida a permanência to da Educação que vivenciamos,
trabalho, moradia, assistência e privatização das Universidades. O desses estudantes na Universidade. tornam-se prerrogativas para um
social etc . A privatização de leitos pior em tudo isso é a compreensão O índice de evasão dos alunos prou- inchaço que vem, como percebemos
em hospitais públicos, as reações de que a Educação é uma mercado- nistas é muito alto. cotidianamente, trazendo inúme-
violentas à ocupações urbanas, ria, que pode ser comprada e Além dos aspectos já expos- ros problemas.
fileiras enormes de desemprega- vendida ao invés de ser um instru- tos, o Prouni significa verba pública Entender que o ENADE faz
dos que tem que se sujeitar a mento para a compreensão da para a iniciativa privada. De acordo parte de um sistema muito maior de
péssimas condições de trabalho; sociedade e suas estruturas com estudos feitos pelo ANDES-SN - desmonte da Educação Superior é
são apenas alguns exemplos do sociais, para emancipar e tornar Sindicato Nacional dos Docentes das importante para não vermos o
que vivemos hoje. livre o ser humano. Instituições de Ensino Superior, Exame de forma pontual, descon-
Na Educação Superior, a Após a aprovação do somando-se o investimento federal textualizada. Lutar contra essa
história não é diferente. O Reuni Sinaes, continua Reforma feito na "compra" dessas vagas Reforma Universitária é importante
(Reforma Universitária) é um Universitária. Como um dos pilares ociosas, mais o valor da isenção para que possamos reverter a
pacote de leis e medidas provisóri- desses processos, surge o Projeto fiscal que essas Universidades lógica de privatização e de mercan-
as, que pretende retirar do Estado de Lei que regulamenta as PPP – recebem, a relação de vagas criadas tilização da Educação.
a responsabilidade de garantir a Parcerias Público-Privadas, trazen-
Educação acessível e de qualidade, do uma maléfica ligação entre
transformando-a, portanto, em esses setores aparentemente
mero produto a ser negociado antagônicos. Também nesse
dentro do âmbito privado. A contexto o governo e o senado
estratégia encontrada pelo federal apresentam a Lei de
Governo Federal pra que essa Inovações Tecnológicas, que alia as
Reforma fosse aprovada foi pesquisas realizadas nas nossas
desmembrá-la em vários projetos Universidades aos interesses
de lei, medidas provisórias e privados de empresas e indústrias
1 2
SINAES e sua história Como funciona o SINAES
Para que entendamos melhor o com resultados de A a E. Os cursos O SINAES - Sistema Nacional de Essa comissão tem plenos poderes
movimento histórico que deu mal avaliados recebiam retalia- Avaliação da Educação Superior, decisórios sobre as questões
origem ao SINAES, vamos acompa- ções, o que demonstra claramente assim como toda avaliação, traz burocráticas, pedagógicas e
nhar um pouco outros sistemas de a noção punitiva que era conferida uma concepção de organização metodológicas da avaliação do
avaliação implantados antes dele. ao Provão. Os movimentos sociais social e, sendo uma avaliação da ensino superior, sendo, portanto,
A primeira forma de da Educação denunciavam a Educação Superior, traz uma idéia responsável pela instituição e
avaliação das Universidades estruturação do exame, que dava de Universidade. Essa concepção é aplicação dos instrumentos
brasileiras foi organizada durante conta apenas do produto da revestida pelas políticas neoliberais avaliativos do SINAES. O processo
o Governo Itamar Franco (1992- formação acadêmica, pouco se que sustentam a mercantilização avaliativo proposto pelo SINAES se
1994), com o PAIUB – Programa de importando com o processo em da educação, contraditória à sustenta num tripé:
Avaliação Institucional das que ela se deu. Esses movimentos posição de uma Universidade capaz
Universidades Brasileiras. contestatórios (especialmente o de questionar a si mesma, aos Avaliação das Instituições
de Ensino Superior (IES)
Construído em parceria com várias movimento estudantil) reagiram sistemas sociais e de superar suas
entidades ligadas à comunidade fortemente, organizando discus- contradições. Mas como a gente
acadêmica (como Fóruns de sões e Boicotes ao Provão nas consegue observar isso?
Reitores, Pró-Reitores, entidades e grupos de estudantes. Entendendo como funciona esse
Professores e pesquisadores Junto ao Provão, foi criada processo avaliativo e por que ele é
especialistas em avaliação institu- a ACO – Avaliação das Condições de feito. SINAES
cional), o PAIUB tinha como premis- Oferta, que pretendia analisar a
sas a avaliação interna, externa e a organização didático-pedagógica, CONAES
reavaliação, contando com a o corpo docente e as instalações e, (Comissão Nacional de Avaliação da
adesão voluntária das Instituições na prática, veio complementar o Educação) Avaliação do desempenho Avaliação dos
de Ensino. ranqueamento iniciado pelo dos estudantes cursos de graduação
Com a posse de Paulo Provão. Ou seja: a mesma tática de Essa avaliação busca sustentar o
Renato no Ministério da Educação, estimular a competitividade e de discurso numa participação coleti-
na gestão de Fernando Henrique forte apelo midiático. Além disso, a va do processo. Para isso, institui-
Cardoso (1995 – 2002), o PAIUB, que ACO repete do Provão o desrespei- se uma Comissão Nacional de 1. Avaliação das instituições
tinha alguns problemas metodoló- to às especificidades regionais e à Avaliação da Educação (CONAES)
gicos – como a flexibilização para a autonomia universitária, ao impor composta por representantes dos Esta avaliação é subdividida em duas
escolha dos métodos a serem um modelo único de avaliação para órgãos governamentais, especia- etapas:
utilizados no processo de avaliação o país inteiro. listas “iluminados” das áreas de
interna – foi superado pela posição A partir da primeira Gestão conhecimento e tem garantida a a)Auto-avaliação:
neoliberal deste Governo Federal. A Lula (2003-2006), o então Ministro presença de um representante É um avanço pedagógico buscar
premissa de uma avaliação trans- da Educação, Cristóvam Buarque, discente, docente e técnico- uma avaliação interna que busque
formadora foi abandonada. Ela convoca uma comissão de especi- administrativo (Lei No 10.861, Art.7º). compreender o processo de ensino
agora se sustenta pela concorrên- alistas para elaborar um projeto Mas, você sabe quem é seu repre- aprendizagem direto na base.
cia, capaz de conferir competência novo de avaliação institucional sentante, enquanto estudante? Porém essa auto-avaliação não é
às instituições de Ensino Superior. para o Ensino Superior. Então, Sabe quem o elegeu? Todos esses feita com autonomia, pois segue
É nessa lógica que nasce o nasce o SINAES – Sistema Nacional representantes são nomeados critérios arbitrários estabelecidos
ENC – Exame Nacional de Cursos, de Avaliação da Educação Superior, pelo Presidente da Republica, pela CONAES. Uma Comissão Própria
chamado também de Provão. O que persiste no segundo mandato demarcando a contradição da de Avaliação deve ser formada
exame era aplicado aos estudan- de Lula (2007-2009) e existe até participação democrática na (Portaria 2.051, Art 10o) para seguir
tes concluintes do curso, avaliados hoje. construção do processo avaliativo. os procedimentos estabelecidos
3 4
pela CONAES. Nenhuma diretriz pois todas essas informações SINAES por ele mesmo
para esses procedimentos devem ser repassadas para os
aparecem na lei e nas portarias. coordenadores de curso. Gostaríamos de demarcar nossa Ensino, Pesquisa e Extensão, pela
Basicamente, seu trabalho é concepção de que qualquer avalia- relação ensino-aprendizagem,
construir um instrumento de 3. Avaliação dos Estudantes ção é política. Em que sentido? pelos os quadros de docentes,
avaliação e auto avaliá-lo. Acreditamos que elas nunca são técnicos administrativos, diretri-
O ENADE – Avaliação Nacional do neutras, que reproduzem uma visão zes curriculares, ênfases de curso,
b)Avaliação externa in loco: Desempenho dos Estudantes, é de mundo e trazem concepções e especialmente por avaliar se os
Comissões Externas de Avaliação uma prova de fase única, nacional claras sobre a Educação e sobre a estudantes têm a possibilidade de
Institucional são designadas pelo e ineficaz enquanto instrumento sociedade, sempre existindo um construir um projeto de sociedade
INEP (Portaria no2.051, Art.13o) avaliativo. Ela busca avaliar para quê e um para quem. que supere o sistema em que
para fazer essa avaliação, após a formação geral, competências Avaliações não apresentam sim- vivemos. Entretanto, o SINAES não
auto-avaliação. Não é possível profissionais e habilidades plesmente aspectos neutros, se pretende avaliar dessa forma o
compreender os critérios acadêmicas dos estudantes. A técnicos e metodológicos. Ensino Superior.
avaliados, havendo uma total prova tem duração de 4 horas, No sistema capitalista, a Esse Sistema de Avaliação
autonomia dessas comissões e a constando 10 questões (8 múlti- Educação é importante, mas não aprofunda aspectos que historica-
inexistência de orientação pla escolha e 2 discursivas) de pelo seu caráter emancipador, mente foram rechaçados pelo
metodológica para as avaliações. Formação Geral e 30 questões (27 libertador e transformador, mas movimento estudantil e pelos
múltipla escolha e 3 discursivas) por representar possibilidades de movimentos sociais da Educação,
2. Avaliação dos cursos de específicas do curso avaliado. ascensão social, ganhos individuais como:
graduação e capitalização de recursos. Nessa
Como é construído o conceito? lógica, as instituições de Educação 1. Ranqueamento
Essa etapa tem como objetivo devem produzir conhecimentos
identificar as condições de Os conceitos do ENADE variam de úteis e rentáveis como condição No SINAES, o desempenho dos estu-
ensino, relativas à organização 1 a 5, sendo obtidos a partir de para sua sobrevivência no mercado dantes no ENADE é expresso por
didático-pedagógica, corpo social um cálculo estatístico e padroni- educacional. conceitos “ordenados numa escala
e instalações físicas, verificar a zação da nota geral dos estu- A avaliação, dentro dessa com cinco níveis”, assim como o
articulação entre Plano de dantes de um determinado compreensão de Educação, se desempenho das Instituições e
desenvolvimento Institucional - curso, instituição e município. serve como medida e controle do cursos. Assim, os resultados do
PDI, Projeto Pedagógico de Curso - São também utilizadas para o que se espera desse processo na ENADE são utilizados como propagan-
PPC, currículo, vocação cálculo as médias dos resultados lógica neoliberal em que a Educação da para o mercado (quem nunca viu
institucional e inserção regional e dos estudantes ingressantes e está calcada. No nosso sistema, o um informe comercial de 'Venha
analisar a aderência às Diretrizes concluintes. O curso ficará sem SINAES se serve como uma espécie estudar conosco. Tiramos nota
Curriculares Nacionais - DCNs. É conceito se apenas um estudan- de 'Inmetro das Universidades' e o máxima no ENADE'?). Isso demonstra
realizada por Comissões te ingressante e/ou um estudan- estudante assume um papel de uma concepção produtivista do
Externas de Avaliação de Cursos – te concluinte realizar a prova, cliente, consumidor de um produto, ensino em detrimento do seu papel
Comissão de Avaliadores da pois feriria com a impossibilida- o r i e n t a d o p e l a r e l a ç ã o c u s- social. É certo para todos nós que
BASis, formadas por de de divulgar notas individuais. to/benefício que as Instituições uma nota de 1 a 5 não resolve em nada
especialistas designados e Caso não haja nenhuma prova oferecem. a situação das nossas Universidades.
treinados pelo INEP. As únicas feita, o curso é excluído da Entendemos as avaliações É como um médico dizer pra um
informações a que realmente divulgação. Os critérios de como partes de grande importân- paciente que ele está com a saúde
podemos ter acesso é a data da participação das notas nos cia do processo de formação. A nota '1', mas não especifica qual é a
visita e composição dessa conceitos de cursos e institui- análise diagnóstica deve se pautar doença nem as formas de curá-la.
comissão, além do cronograma ções ainda não foram divulga- pelo projeto político-pedagógico, Sabemos que o financiamento às
de atividades dessa comissão, dos. por condições estruturais de Instituições de Ensino é bastante
5 6
orientado pelo resultado do ENADE. Além de tudo isso, a diversidade devem ser, além de Governo (processo que fere a
No entanto, as Universidades bem realização do Exame é compo- respeitados, valorizados. Constituição, que garante a isono-
avaliadas recebem mais incentivos nente curricular obrigatório para Defendemos a construção de uma mia entre os sujeitos – ou seja, a
do que as que não foram tão bem. É o estudante. Dessa maneira, o ciência atenta às necessidades igualdade de direitos).
como um médico que dá remédios estudante convocado deve estar específicas da classe trabalhadora, Qualidade, democracia e
a uma pessoa saudável e não à que presente na prova (boicotando-a, mas que respeite as singularidades diversidade. Expressões que deveri-
está morrendo com alguma de preferência, hehe), caso de cada local. am constar nos projetos de defesa
doença grave. contrário seu histórico escolar das Universidades aparecem no
O que tem acontecido estará irregular. 4. Premiação dos melhores SINAES como fragmentos aleatóri-
bastante é o estímulo das colocados os. “Respeito à diversidade” que não
Instituições de Ensino aos estudan- 3. Centralização e desrespeito respeita a regionalidade, padroni-
tes, para que estes desempenhem às características regionais O SINAES premia os estudantes que zando um exame único e nacional.
as melhores atuações possíveis no tiverem os melhores desempenhos “Promoção de valores democráti-
ENADE. Esse estímulo vem desde Mesmo que orientado pela Lei de no ENADE com bolsas de estudo (Lei cos” que cerceiam a autonomia
entusiasmadas ou ameaçadoras Diretrizes e Bases, que organiza 10.861, Art. 5, §8º e 10º). Além de universitária e dos movimentos
falas nas salas de aula, até chur- de forma geral o ensino dos avaliar individualmente cada sociais da Educação, com a compo-
rascos, sorteios de IPods e premia- cursos de graduação, a prova do estudante, reforça e acirra a sição do CONAES indicada pelo
ções desse tipo e principalmente ENADE é única para todos os competitividade entre estes e Presidente da República e não pelo
da formação em cursinhos prepa- estudantes do Brasil inteiro. enfraquece propositalmente os próprio movimento de base. “Quali-
ratórios para o ENADE, o que denota Desse modo, desconsidera as movimentos contra-hegemônicos dade de Educação” submetida à
ainda mais a fragilidade desse particularidades sociais, políticas, de Boicote, pois assim o candidato lógica do “só os melhores sobrevi-
método avaliativo. econômicas e culturais entre as teria de escolher entre se posicio- vem” e orientada pela demanda de
diversas regiões brasileiras. nar politicamente contra o Exame mercado: a melhor educação
2. Caráter não só obrigatório, Entendemos que o ensino dos ou concorrer a migalhas do técnica possível.
como punitivo diferentes cursos se dá de forma
diferente e que a pluralidade e
Como dissemos antes, o SINAES
penaliza os cursos mal-
avaliados e que não conseguem
O Boicote
se recuperar de acordo com o
Protocolo de Compromisso (um O próximo ENADE será realiza- a realizar o Exame a boicotar a
termo de responsabilidade do no dia 08 de novembro de prova, como forma de denúncia e
assinado pela Instituição que 2009. luta contra a privatização e a
garante que ela vai dar um jeito desqualificação da Universidade
nos problemas que apresentou). Brasileira.
Nesta data, nós, estudantes,
O que pega mal é que o Estado temos a oportunidade histórica de
não diz de forma alguma como a mostrar à sociedade brasileira e Mas o que é o boicote?
superação dos problemas deve ao Governo Federal que não ficare-
se dar, como se não tivesse mos de braços cruzados frente à O boicote é um ato político que não
responsabilidade alguma com transformação de nossas legitima uma prova que não se
isso. Ele assume, portanto, um Universidades em fábricas de refere à qualidade de ensino.
papel de observador-regulador diplomas. Assim, o raciocínio correto é o
e não de garantia de formas Convocamos, então, todos os inverso: quem faz o ENADE tem sua
para que a Educação se desen- estudantes que foram solicitados formação negligenciada, pois ele
volva no nosso país. não atesta a real avaliação que a
7 8
comunidade universitária O que acontece com quem Portanto, é falsa a notícia de que de qualidade como um direito a
historicamente exige. boicota? quem boicota a prova tem seu todo e qualquer cidadão. E de que
diploma retido, ou tem sua nota forma isto acontece? O Estado
Contrário ao que por vezes se Somente os estudantes que não divulgada no mesmo ou qualquer investe dinheiro público nas
acredita, o boicote ao ENADE não comparecem à prova – sem outra forma de punição. Os Universidades privadas, isentan-
significa não comparecer à justificativa - são classificados estudantes de Universidades do essas Instituições de impos-
prova, mas sim comparecer à como em situação irregular. Pagas não perdem suas eventuais tos, através da concessão de
prova pontualmente, assinar a Mas por quê? Conforme a bolsas PROUNI nem o FIES. bolsas a estudantes que não têm
lista de presença, não fazer a Portaria nº 2.051, o ENADE é Entretanto, de alguns anos pra condições de pagar seu estudo,
prova e entregá-la em branco, de componente curricular obriga- cá, visando acabar com o boicote em vez de garantir acesso a
preferência com o adesivo do tório dos cursos de graduação. ou outra organização contra o estes estudantes na
boicote ou uma grande nota O registro e a participação do ENADE, o Governo Federal coloca Universidade pública (que lhe é,
zero desenhada. Quem compare- estudante (selecionado ou em prática algumas medidas afinal, de direito). Como se não
ce à prova mas não a faz não é dispensado da prova) são punitivas e repressivas, como bastasse, juntamente com a
punido e ainda tem explicitada indispensáveis para a emissão cortar o FIES ou bolsas PROUNI da indústria da Educação, faz um
sua posição contrária a uma de seu histórico escolar. próxima turma a ingressar na verdadeiro terror psicológico a
avaliação limítrofe. Universidade, do curso específico estes estudantes que, fragiliza-
a ser punido. Quem estuda em um dos, muitas vezes se vêem na
curso ainda não reconhecido pelo impossibilidade de exercer sua
MEC pode trazer problemas à sua posição política (através do
Universidade, boicotando o ENADE. boicote ao ENADE) frente a mais
O curso pode não ser reconhecido uma mostra de sucateamento do
se não tiver nota. Ensino Superior brasileiro. Essa
Na divulgação dos resultados da grave perturbação moral e
avaliação é vedada a identificação política ocorre, principalmente,
nominal do resultado individual com cortes do FIES (financiamen-
obtido pelo estudante examina- to arrecadado de nossos impos-
do, que será a ele exclusivamente tos) ao setor privado e o ranquea-
fornecido em documento especí- mento e ridicularização das
fico, emitido pelo INEP (artigo 5º, Universidades de nosso país,
inciso 9º da lei nº 10.861, de 14 de como se a qualidade e condição
abril de 2004). destas nada tivessem a ver com o
Estado.
Mas e nas Universidades Pagas, Esta realidade de destruição da
qual a conseqüência do boicote?! Educação Superior brasileira de
que nós estudantes compartilha-
O ENADE, bem como toda a estru- mos, deve nos impulsionar à luta
tura do SINAES, mostra-se como pela Universidade pública, gratui-
um meio de submeter as ta e de qualidade para todos e
Instituições de Ensino Superior a todas. Precisamos manter
um projeto que transforma a nossos debates, construir críti-
educação em mercadoria, esfa- cas qualificadas e fazer valer uma
celando o princípio da luta que é conjunta - dos estudan-
Universidade pública, gratuita e tes da Universidade pública e
privada.
9 10