Você está na página 1de 3

Questionário para o trabalho Estudo Dirigido – 2o..

Bimestre – RTV 2014


Procurar Empresas de Radiodifusão, pode ser Produtoras de Áudio ou vídeo, emissora de
TV ou de Rádio para entrevistar um de seus diretores ou gestores; (valor 2,0)
Se possível gravar a entrevista com áudio, a fim de transcrever para o papel para a entrega
do trabalho, sem prorrogação no dia 30/05.
Pegar cartão de visita ou folder da empresa entrevistada.
Objetivo: Descobrir como está o mercado do audiovisual e principalmente qual o papel que
o radialista exerce nesses ambientes.
Sugestões de questões:

1) Nome completo do entrevistado, função que ele exerce na empresa e qual a sua
graduação?
Andeerleia Soares Prado Kalfmann
2) Há quanto tempo exerce esta função? Já passou por outras funções anteriormente a essa?
Quais?
Há 5 Anos. Função Atual: Produtora Executiva, Funções pela quais já passou:
Roteirista, sonoplasta, produção, edição "todas as funções de base"

3) Você conhece a profissão de radialista profissional? Se sim de onde você conhece e o


que é exatamente?
Sim! Do meio em que trabalho, Radialista exerce função de comunicação com
inúmeras áreas de trabalho possíveis.

4) Você tem funcionários formados na sua empresa?


Sim! Aqui em Curitiba só a Ana.

5) Quais as formações superiores deles?


Ana é Jornalista e os demais tem formação técnica.

6) Das funções mais importantes aqui na sua empresa, ela é ocupada por alguém com
formação superior? Qual?
A Ana - Jornalista, responsável pela montagem de matérias, entrevistas, coordenação
do pessoal direção e editorial dos programas, "o nosso braço direito aqui em
Curitiba!"

7) Você percebe diferença entre um profissional formado e um que é profissional sem


formação acadêmica? Se sim, qual ou quais as diferenças?
Sim! Os profissionais formados no casa a Ana tem muito padrão técnico ao realizar os
trabalhos seguem um tipo de protocolo, já os profissionais sem formação acadêmica
vivem recriando a forma com que trabalham diariamente, isso é bom, mas para que
as coisas não fiquem um tanto quanto desorganizadas temos a Ana que nos ajuda a
padronizar um pouco do nosso trabalho, até por questões de normas que precisamos
seguir, acredito que juntamos o útil ao agradável, juntamos "a fome com a vontade de
comer". Sempre conseguimos inovar dentro do que as normas nos estabelecem e sem
fugir do nosso foco!

8) Você conhece alguma faculdade ou curso de Rádio e Televisão? Onde tem? Você
conhece alguém com essa formação? Quem? Você pode citar?
Sim.. A Universidade Tuiuti do Paraná,que inclusive tem um campus bem próximo da
emissora" Campus Schaffer" E a Faculdade do Povo em São Paulo FAPSP, que é
vinculada a nossa Igreja.... Sim conheço, citou dois nomes: Evelyn Carolina, Vanessa.

9) Você tem a política de contratar estagiários na área do audiovisual? Se sim, de que cursos
você prefere e porquê?
No presente momento não se contratam mais, na época em que se contratava era em
grande se não em totalidade jornalistas, que nos auxiliam nas ilhas, na edição do nosso
programa "Novela da Vida Real", nos roteiros, edição de matérias do nosso jornal
impresso, na edição em geral.

10) Como você vê o cenário atual do audiovisual ou da televisão no Paraná, em especial em


Curitiba?
Vejo como um cenário cheio de Oportunidades,Em Curitiba há falta inovação, existem
profissionais e existe trabalho, mas as pessoas não tem ousadia...

11) Você acredita que a TV digital ou a rádio Digital ou que os novos formatos de
audiovisuais tecnológicos irão mudar ou já estão mudando o contexto do profissional no
mercado de trabalho?
Com certeza toda essa inovação exige que o profissional vá se adaptando as novas
mudanças... Isso é muito bom porque estamos estagnados, vemos hoje muita repetição
na forma de se trabalhar

12) O que falta para que Curitiba possa competir com o eixo Rio São Paulo no meio da
comunicação audiovisual?
Ousadia, novamente precisamos citar a repetição demasiada, a falta de capacitação de
pessoal, e a dificuldade de aproveitamento as oportunidades.

13) Como você vê o futuro da comunicação e do comunicador?


O Futuro é promissor, mas depende da capacitação, ética e da transparência do
PROFISSIONAL

14) Você, como um comunicador experiente o que você acha que deve mudar no perfil do
profissional atual?
Novamente cito a questão ÉTICA de se FAZER O QUE É CERTO mesmo que isso
signifique perder trabalhos e fazer o que for COM EXCELENCIA ...