Você está na página 1de 4

DISCIPLINA:

Métodos e técnicas em pesquisa social


5º período do curso de Licenciatura em Ciências Sociais - PUCPR
Professora: Samira Kauchakje


Ementa:
Esta seção da disciplina “Métodos e técnicas em pesquisa social” trata da pesquisa em ciências sociais
orientadas empiricamente. Discute, por um lado, a falsa oposição entre os chamados método qualitativo e
método quantitativo e; por outro, a diferença entre a inferência descritiva e a inferência causal. Apresenta
os elementos do desenho de pesquisa, destacando a formulação da pergunta, a hipótese e a escolha do
método para responde-la. O objetivo desta seção é introduzir o método de análise estatística: conceitos,
medidas e técnicas.

Desenvolvimento:
As aulas serão no formato de grupo de discussão e treinamento colaborativo. A primeira parte da aula é
reservado para o debate sobre o texto que deverá ter sido lido previamente. Na segunda parte, cada
estudante fará os exercícios propostos. A responsabilidade em fazer e entregar o exercício é individual,
porém, durante o período da aula, será realizado de forma conjunta e colaborativa entre as(os) estudantes.
Os exercícios, iniciados em classe poderão ser concluídos externamente, pois, sua entrega está programada
para até antes do começo da aula seguinte, via blackboard.

Avaliação
Durante o semestre, cada estudante deverá entregar os exercícios propostos nas aulas [70% da nota final]
Uma vez que a dinâmica é de grupo colaborativo, a nota será complementada pela presença em sala e
participação nos debates sobre os textos e na realização conjunta dos exercícios. [30% da nota final]


Programação semanal e bibliografia

1 APRESENTAÇÃO
Ciências sociais. Divisão “artificial” entre métodos qualitativo e quantitativo

a) Pesquisa-experiência pessoal
b) Beakman & Lester. O método científico. https://www.youtube.com/watch?v=cJWaVeWQJdw

Complementar
Cano I. Nas trincheiras do método: o ensino da metodologia das ciências sociais no Brasil. Sociologias.
2012;14(31).
Kirschbaum, C. Decisões entre pesquisas quali e quanti sob a perspectiva de mecanismos causais. Revista
Brasileira de Ciências Sociais, v. 28, n. 82, p. 179–193, jun. 2013.


INFERÊNCIA CIENTÍFICA
Divisão “artificial” entre métodos qualitativo e quantitativo. Inferência: descrição e causalidade

Obrigatória
2 – KING, G.; KEOHANE, R. O.; VERBA, S. 2000. El diseño de la investigación social. La inferencia científica em
los estudios cualitativos. Madrid: Alianza Editorial. pp. 13 a 38; Cap 2 e 3
KIRSCHBAUM, C. Decisões entre pesquisas quali e quanti sob a perspectiva de mecanismos causais.
Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 28, n. 82, p. 179–193, jun. 2013.
Comentário/questões
3 – Cervi, Emerson U.
Manual de métodos quantitativos para iniciantes em Ciência Política – v 1 Curitiba:
CPOP-UFPR, 2017. Introdução
KELLSTEDT PM, WHITTEN GD. Fundamentos da pesquisa em ciência política. São Paulo: Blucher. 2015.
Cap. 1 e 3
Exercício
Complementar
PASQUINO, Gianfranco. et. al. Curso de Ciencia Política. Cascais: Principia, 2002.
Cap. 1: Natureza e evolução da ciência política
WEBER, M. In: COHN, G. (Org.) Sociologia. São Paulo: Editora Ática, 1979. (Coleção Grandes Cientistas
Sociais. v. 13.) Cap. 3 A Objetividade do Conhecimento nas Ciências Sociais


RELAÇÃO ENTRE A TEORIA E A EMPIRIA
Da teoria à prática: formulando a pergunta. Desenho da pesquisa empírica

Obrigatória
4 - Cervi, Emerson U.
Manual de métodos quantitativos para iniciantes em Ciência Política – v 1 Curitiba:
CPOP-UFPR, 2017. Cap. 1
KELLSTEDT PM, WHITTEN GD. Fundamentos da pesquisa em ciência política. São Paulo: Blucher. 2015.
Cap. 2
Exercício
5 e 6 - Cervi, Emerson U.
Manual de métodos quantitativos para iniciantes em Ciência Política – v 1 Curitiba:
CPOP-UFPR, 2017. Cap. 2
5 e 6 – KELLSTEDT PM, WHITTEN GD. Fundamentos da pesquisa em ciência política. São Paulo: Blucher.
2015. Cap. 4 e 5
Exercício
Complementar
BARTOLINI, Stefano. 2005. Metodología de la investigación política. In: PASQUINO, Gianfranco. et. al.
Manual de Ciencia Política. Madrid: Alianza Editorial.
KING, G.; KEOHANE, R. O.; VERBA, S. 2000. El diseño de la investigación social. La inferencia científica em los
estudios cualitativos. Madrid: Alianza Editorial. Cap. 4, 5 e 6


MÉTODO ANÁLISE ESTATÍSTICA: TESTANDO TEORIAS E HIPÓTESES
Introdução à análise de dados e à sua representação

7 - Cervi, Emerson U.
Manual de métodos quantitativos para iniciantes em Ciência Política – v 1 Curitiba:
CPOP-UFPR, 2017. Cap. 3
Exercício
Introdução: técnicas e conceitos de mensuração
8 – Cervi, Emerson U.
Manual de métodos quantitativos para iniciantes em Ciência Política – v 1 Curitiba:
CPOP-UFPR, 2017. Cap. 4
Exercício
9 - Cervi, Emerson U.
Manual de métodos quantitativos para iniciantes em Ciência Política – v 1 Curitiba:
CPOP-UFPR, 2017. Cap. 5
Exercício
10 – Cervi, Emerson U.
Manual de métodos quantitativos para iniciantes em Ciência Política – v 1 Curitiba:
CPOP-UFPR, 2017. Cap. 6
Exercício
Introdução: Análise de dados: testes estatísticos; apoio de programas estatísticos
11 - Cervi, Emerson U.
Manual de métodos quantitativos para iniciantes em Ciência Política: uso de testes
estatísticos em tabelas de contingência com fontes secundárias de dados – UFPR, 2014. Cap. 6
Entregar exercício
(o uso de um software de análise estatística é complementar e opcional)
12 - Cervi, Emerson U.
Análise de Dados Categóricos em Ciência Política – v 1 Curitiba: CPOP-UFPR, 2017.
Cap. 3
Exercício
(o uso de um software de análise estatística é complementar e opcional)
13 - Cervi, Emerson U.
Análise de Dados Categóricos em Ciência Política – v 1 Curitiba: CPOP-UFPR, 2017.
Item 4.1
Exercício
(o uso de um software de análise estatística é complementar e opcional)
14 - Cervi, Emerson U.
Análise de Dados Categóricos em Ciência Política – v 1 Curitiba: CPOP-UFPR, 2017.
Item 4.2
Exercício
(o uso de um software de análise estatística é complementar e opcional)
15 - Cervi, Emerson U.
Análise de Dados Categóricos em Ciência Política – v 1 Curitiba: CPOP-UFPR, 2017.
Item 4.3
Exercício
(o uso de um software de análise estatística é complementar e opcional)

16; 17, 18: aulas destinadas à participação das(os) estudantes em eventos programados, assim como, à
leituras e exercícios complementares relacionadas à disciplina.