Você está na página 1de 4

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

PODER JUDICIÁRIO
TURMAS RECURSAIS

@ (PROCESSO ELETRÔNICO)
RBGS
Nº 71006493936 (Nº CNJ: 0059843-41.2016.8.21.9000)
2016/CÍVEL

RECURSO INOMINADO. AÇÃO DE


OBRIGAÇÃO DE FAZER C/C INDENIZAÇÃO
POR DANOS MORAIS. DEMORA
INJUSTIFICADA NA ENTREGA DE DIPLOMAS
DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO. DANO
MORAL CONFIGURADO. QUANTUM
INDENIZATÓRIO MANTIDO.
1. Relataram as demandantes terem
concluído curso de pós-graduação junto
às demandadas. Contudo, até a
propositura da ação, ainda não tinham
obtido os respectivos diplomas, motivo
pelo qual pugnaram pela condenação
das rés à entrega dos documentos, bem
como ao pagamento de indenização por
danos morais.
2. Já entregues os diplomas, sobreveio
sentença de procedência dos pedidos,
contra a qual se insurgem as ora
recorrentes pretendendo a majoração
do quantum indenizatório.
3. Sem razão, todavia.
4. O montante de R$ 3.000,00 para cada
uma das autoras mostra-se condizente
com os patamares observados pelas
Turmas Recursais em casos de mesma
natureza.
5. Neste sentido, a jurisprudência:
“RECURSO INOMINADO.
INDENIZATÓRIA. PRESTAÇÃO DE
SERVIÇOS EDUCACIONAIS. ATRASO DE 2
ANOS PARA ENTREGA DO DIPLOMA.
DESÍDIA DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO.
DANOS MORAIS CONFIGURADOS.
QUANTUM FIXADO MANTIDO.
PRECEDENTES DAS TURMAS
RECURSAIS. SENTENÇA MANTIDA. A
autora colou grau em dezembro de
2012 no curso de direito junto à
instituição demandada. Disse que está
há dois anos tentando obter seu
diploma, sem êxito. Requereu a entrega
do documento e indenização por danos
morais. A demora significativa na
entrega do diploma sem justificativa
razoável autoriza a fixação de danos
morais. Quantum fixado em R$
1
ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PODER JUDICIÁRIO
TURMAS RECURSAIS

@ (PROCESSO ELETRÔNICO)
RBGS
Nº 71006493936 (Nº CNJ: 0059843-41.2016.8.21.9000)
2016/CÍVEL

3.000,00 mantido, pois se amolda aos


precedentes das Turmas Recursais em
casos análogos, inexistentes provas de
outras peculiaridades a ensejar
majoração. RECURSO DESPROVIDO.
(Recurso Cível Nº 71006222004,
Segunda Turma Recursal Cível, Turmas
Recursais, Relator: Ana Cláudia
Cachapuz Silva Raabe, Julgado em
31/08/2016)”.
6. Inexistindo fato excepcional capaz de
ensejar majoração do valor da
reparação, não há que se falar em
reforma da sentença recorrida.
SENTENÇA MANTIDA POR SEUS PRÓPRIOS
FUNDAMENTOS. RECURSO DESPROVIDO.

RECURSO INOMINADO SEGUNDA TURMA RECURSAL CÍVEL

Nº 71006493936 (Nº CNJ: 0059843- COMARCA DE SÃO LOURENÇO DO


41.2016.8.21.9000) SUL

ADRIANA RIBEIRO THURMER DE RECORRENTE


OLIVEIRA

JANAINE SCHIMIELE RECORRENTE

TELESCA, ALMEIDA E MADRUGA LTDA RECORRIDO

UNIAO NORTE DO PARANA DE RECORRIDO


ENSINO LTDA.

ACÓRDÃO

Vistos, relatados e discutidos os autos.

Acordam os Juízes de Direito integrantes da Segunda Turma


Recursal Cível dos Juizados Especiais Cíveis do Estado do Rio Grande do
Sul, à unanimidade, em NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO.

2
ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PODER JUDICIÁRIO
TURMAS RECURSAIS

@ (PROCESSO ELETRÔNICO)
RBGS
Nº 71006493936 (Nº CNJ: 0059843-41.2016.8.21.9000)
2016/CÍVEL

Participaram do julgamento, além do signatário, as


eminentes Senhoras DRA. VIVIAN CRISTINA ANGONESE SPENGLER
(PRESIDENTE) E DR.ª ANA CLAUDIA CACHAPUZ SILVA RAABE.

Porto Alegre, 07 de dezembro de 2016.

DR. ROBERTO BEHRENSDORF GOMES DA SILVA,


Relator.

R E L AT Ó R I O

(Oral em Sessão.)

VOTOS

DR. ROBERTO BEHRENSDORF GOMES DA SILVA (RELATOR)

Recebo o recurso inominado interposto, pois atendidos os


pressupostos de admissibilidade. Todavia, não é o caso de provimento.

A sentença recorrida merece ser confirmada, por seus


próprios fundamentos, o que se faz na forma do disposto no art. 46 da Lei
nº 9.099/95 que assim estabelece: O julgamento em segunda instância
constará apenas da ata, com a indicação suficiente do processo,
fundamentação sucinta e parte dispositiva. Se a sentença for
confirmada pelos próprios fundamentos, a súmula do julgamento
servirá de acórdão.

Voto, pois, por NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO.

Sucumbente, arcarão as recorrentes com o pagamento das


custas processuais e honorários advocatícios, estes fixados em 20% sobre
o valor da condenação. Suspensa a exigibilidade ante a gratuidade

3
ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PODER JUDICIÁRIO
TURMAS RECURSAIS

@ (PROCESSO ELETRÔNICO)
RBGS
Nº 71006493936 (Nº CNJ: 0059843-41.2016.8.21.9000)
2016/CÍVEL

judiciária concedida que ora concedo, considerados os demonstrativos


colacionados às fls. 275 e 277.

DRA. VIVIAN CRISTINA ANGONESE SPENGLER (PRESIDENTE) - De


acordo com o(a) Relator(a).

DR.ª ANA CLAUDIA CACHAPUZ SILVA RAABE - De acordo com o(a)


Relator(a).

DRA. VIVIAN CRISTINA ANGONESE SPENGLER - Presidente - Recurso


Inominado nº 71006493936, Comarca de São Lourenço do Sul: "NEGARAM
PROVIMENTO AO RECURSO. UNÂNIME."

Juízo de Origem: JUIZADO ESPECIAL CIVEL ADJUNTO SAO LOURENCO DO


SUL - Comarca de São Lourenço do Sul