Você está na página 1de 2

2ª AVALIAÇÃO - MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO MECÂNICA 2 – 2017

PROF. DR. JOÃO ROBERTO SARTORI MORENO


NOME: Gabriel Vicente da Cruz RA: 1350791

01) Qual das ligas é mais resistente à corrosão? Justifique sua resposta.
a) Latão (Cu e Zn - 30%) ou Latão (Cu e Zn – 45%);
b) Liga Al com 2% de Mg ou Liga de Al com 2% de Mn;
c) Liga de Cobre com 13% de Alumínio ou Cobre com 13% de Estanho.

a) O latão (Cu e Zn – 30%) é mais resistente, pois com uma grande quantidade
de Zn, aumenta-se a facilidade à corrosão do material;
b) O alumínio com 2% de Mn é mais resistente porque o Mn melhora a resistência
do material quanto a corrosão, mesmo em pequenas quantidades;
c) A liga de cobre com 13% de estanho, já que, para ter uma boa resistência à
corrosão com alumínio, deve-se ter entre 5 a 10%. Além disto, o estanho é mais
resistente à corrosão.

02) Nas ligas abaixo, qual o tipo de tratamento (deformação plástica ou


tratamento térmico) é mais adequado para endurecer o material? Justifique sua
escolha.
a) Bronze (Cu e Al 12%);
b) Latão (Cu e Zn 30%);
c) Liga de alumínio com 2% de Cu;
d) Liga de alumínio com 2% de Mg;

a) Tratamento térmico, pois a martensita do cobre com alumínio não é dura,


endurecendo somente durante o revenimento (por precipitação);
b) Tratamento térmico, pois o endurecimento por solução sólida do Zn é relevante
devido à alta solubilidade. Isto concede um endurecimento por volta de 30%;
c) Tratamento térmico, pois estas ligas podem ser endurecíveis por tratamento
térmico, diferentemente das ligas de Al – Mg;
d) Deformação plástico, pois, como supracitado no item acima, esta liga não
consegue ser endurecida por calor.

03) Explique o comportamento do aumento de dureza de uma liga de alumínio


em relação ao aumento da quantidade de magnésio. Dados: Solubilidade do Mg
no Al a 30°C para 2,5% de Mg.
O tratamento de solubilização e envelhecimento artificial controlado permite a
precipitação da fase beta a partir de uma solução sólida supersaturada. Tal fato
permite a formação de precipitados finos e distribuídos uniformemente, acarretando
em um considerável aumento na dureza do material.

04) Qual a propriedade que mais chama a atenção nas ligas de magnésio e
berílio?

Os elementos de liga mais comumente empregados nas ligas de Mg são o alumínio,


o zircônio, o zinco, o manganês, as terras raras, o cálcio, o berílio, o silício, a prata e
o tório. Estes elementos são adicionados nesta liga para se conseguir ligas com
melhores propriedades mecânicas para o uso em estruturas. Costuma apresentar
pequena solubilidade, contudo, com adições na ordem de 0,001% em peso, diminuem
a chance de oxidação superficial durante a fusão.

05) Duas ligas de alumínio com cobre (Al-Cu) foram envelhecidas a 150°C e
depois temperadas em água a 100°C. A 1ª liga tinha 4% Cu e envelhecida por
10h e a 2ª liga com 3% Cu, foi envelhecida por três dias. Se a função é trabalhar
em desgaste, qual das duas seria a escolhida? Explique consultando o diagrama
de envelhecimento do Al-Cu abaixo.

Observando o diagrama de envelhecimento Al-Cu, podemos observar que a dureza


começa a aumentar significativamente a partir do momento em que o envelhecimento
chega a um dia de tratamento. Uma vez que a primeira ficou com apenas 4%, em
apenas 10h de tratamento de envelhecimento, logo a dureza foi de 55HRB. Podemos
então concluir que o material com 3% está mais apto para o uso de desgaste, gerando
assim menos problemas para a máquina e proporcionando um custo menor de
manutenção.

06) Das ligas apresentadas pelos diagramas abaixo, onde ambas apresentam
fase beta na estrutura, devido ao cobre, qual delas poderá ser utilizada a 850°C
em função da resistência e dureza imposta pela fase beta. Explique a liga e sua
composição.

Pode-se concluir que a liga a ser utilizada nesta faixa de temperatura será a liga Latão
Cu-Zn, porque a liga Bronze Cu-Sn, na faixa beta, vai até 799ºC, comprometendo o
uso deste material nesta faixa de temperatura.

Interesses relacionados