Você está na página 1de 24

TERMO DE REFERÊNCIA

PROCESSO Nº 2018/53

PEDIDO Nº 2018/39

SETOR REQUISITANTE: Diretoria de Planejamento e Expansão\ Gerência de Sistemas Integrados\ Depto de Segurança,
Higiene e Medicina do Trabalho

LICITAÇÃO/MODALIDADE:

1. DO OBJETO
Contratação de Empresa prestadora de serviços e Especializada em Serviços de Segurança do Trabalho para PROGRAMA
DE CONTROLE MÉDICO OCUPACIONAL – PCMSO; PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS PPRA; LAUDO
TÉCNICO DAS CONDIÇÕES AMBIENTAIS NO TRABALHO – LTCAT; e, LAUDO TÉCNICO DOS ADICIONAIS DE INSALUBRIDADE
OU PERICULOSIDADE.- LTAIP.

2. DA JUSTIFICATIVA
A contratação deste serviço vai:
a) Criar mecanismo para cumprir a Constituição Federal Art. 7º Inciso XXII - redução dos riscos inerentes ao trabalho,
por meio de normas de saúde, higiene e segurança;

b) Possibilitar ao SEMAE obter dados essenciais ao atendimento das exigências do E-SOCIAL (Substitui/Relacionado à
Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social - GFIP).

c) Cumprir as obrigações da Lei 6055/2006 – Estatuto do Servidor Público (Capitulo II Subseção IV Dos adicionais de
penosidade, insalubridade e periculosidade Art. 88 a 93).

d) Obter dados para atender as obrigações da Lei 6055/2006 – Estatuto do Servidor Público (Título I Capitulo I Seção VII
Da readaptação (Art. 22) Título VII Capítulo I (Art. 150 – Inciso XIV).

e) Atender a Lei municipal 7.500/2005 (Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores de São Leopoldo –
relacionado a vários artigos)

f) Atender a Lei Federal 8.213/1991 (Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras
providências em especial o PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário)

g) Atender as demais legislações trabalhistas e previdenciária vigentes;

h) Desenvolvimento de ambiente de trabalho saudável;

i) Melhoria da qualidade de vida dos servidores Celetistas, Estatutários, Cargos em Comissão, Adidos, Contratados
Temporários e, indiretamente, Estagiários, Terceirizados e Prestadores de Serviços.

j) Desenvolvimento de ambiente de trabalho saudável;

3. DA DESCRIÇÃO DO OBJETO
O Objeto da contratação é composto por:

Página 1 de 24
3.1 PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - NR 07, elaboração, implantação e implementação,
acompanhamento e avaliação controle da saúde ocupacional para todos os servidores estatutários, celetistas cargos
em comissão, adidos e contratados (aproximadamente 450 no total) com a previsão das ações de saúde a serem
executadas nos períodos indicados no planejamento anual. O número e a natureza dos exames médicos a serem
realizados nos estabelecimentos bem como o acompanhamento e controle do estado clínico ocupacional dos
servidores devem fazer parte do Documento base;
a) Elaboração inicial do documento Base- Este documento base deve atender as legislações pertinentes e deve ser
executado inicialmente, podendo ser revisado a qualquer momento no caso de ocorrência de alteração nas
exposições ou legislações aplicáveis e a cada 12 meses (no caso de renovação deste contrato).
b) Emissão de ASO’s - Atestados de Saúde Ocupacional (admissional, demissional, periódico, retorno ao trabalho,
mudança de função, etc.) durante a realização de Exame médico clínico, com análise dos exames complementares,
quando necessários e/ou disponíveis.
c) Realização de Exames médicos Complementares constantes no anexo 01 deste documento, podendo ser incluídos
outros constantes nos quadros 1 e 2 da NR 07, bem como outros de acordo com o item 7.4.2.3 da mesma NR.
Justificados através do documento básico e medidos mensalmente conforme tabela de preços “V.Exames”.
d) Emissão do RA Relatório Anual dentro dos requisitos da NR 07;
e) Assessoria e apoio ao RH e ao servidor que eventualmente tenha INAPTIDÃO para o trabalho, em caso de CAT ou
ASO nos processos em que o IAPS solicitar maiores informações da área de medicina do trabalho.

3.2 PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais NR 9 - Elaboração, implantação, implementação,


acompanhamento e avaliação para identificar os riscos físicos, químicos, biológicos das atividades de todos os
servidores estatutários, celetistas cargos em comissão, adidos e contratados (aproximadamente 450 no total),
contendo completa descrição das ações preventivas e corretivas, em observância às prescrições normativas
discriminados na NR-9 a serem realizadas nos locais de trabalho.
a) Elaboração do documento base através de vistoria inicial nos locais de realização das tarefas, bem como uso de
dados disponíveis em medições anteriores atendendo todos os critérios do item 9.2.1..
b) Realização de atualizações pontuais, caso ocorram alterações de conforme item 9.2.1.1 da NR 09;
c) Realização de análise global a cada 12 meses conforme item 9.2.1.1 da NR 09 (no caso de renovação deste contrato).

3.3 LTAIP – Laudo Técnico de Adicionais de Insalubridade e Periculosidade – NR 15 e 16, e do Decreto nº 93.214, de 14
de outubro de 1986, Elaboração e emissão abrangendo análise dos riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos
e de acidentes, bem como as legislações vigentes quando da celebração da prestação dos serviços) para identificar
trabalho exercido sob condições perigosas e/ou insalubres. Deverá atender o solicitado no SUBSEÇÃO IV DOS
ADICIONAIS DE PENOSIDADE, INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE Art. 88 a 93 da lei 6055/2006:
a) Elaboração do Laudo inicial através de vistoria nos locais de realização das tarefas, bem como uso de dados
disponíveis em medições anteriores;
b) Realização de atualizações pontuais, quando solicitado, ou em decorrências de alterações nas exposições dos
servidores;
c) Realização de novas medições de dosimetria de ruído e vibrações, medições de poeira de madeira, agentes químicos
(Cloro gás; Ciclohexanona p.a.; Hidróxido de Amônia p.a.; ácido nítrico p.a.; álcool isopropílico; álcool etílico; ácido
clorídrico; e, ácido sulfúrico) e concentrações de fumos metálicos, mediante a justificativa dos dados disponíveis não
atenderem a necessidade ou por alterações ocorridas. O valor deste serviço será acordado e cobrado especificando
serviço e valor, mediante autorização da CONTRATANTE.
d) Realização de análise global a cada 12 meses conforme lei 6055/2006 (no caso de renovação deste contrato).

3.4 LTCAT – Laudo Técnico de Condições de Ambiente de Trabalho determinado pela Lei Federal 8.213/1991.
a) Elaboração e emissão para todos os servidores estatutários, celetistas cargos em comissão, adidos e contratados
(aproximadamente 450 no total) servindo como base para emissão de PPP e informando os códigos pertinentes;
b) Elaboração do Laudo inicial através de vistoria nos locais de realização das tarefas, bem como uso de dados
disponíveis em medições anteriores;

Página 2 de 24
c) Realização de atualizações pontuais, quando solicitado, ou em decorrências de alterações nas exposições dos
servidores;
d) Realização de novas medições de dosimetria de ruído e vibrações, medições de poeira de madeira, agentes químicos
(Cloro gás; Ciclohexanona p.a.; Hidróxido de Amônia p.a.; ácido nítrico p.a.; álcool isopropílico; álcool etílico; ácido
clorídrico; e, ácido sulfúrico) e concentrações de fumos metálicos, mediante a justificativa dos dados disponíveis não
atenderem a necessidade ou por alterações ocorridas. O valor deste serviço será acordado e cobrado especificando
serviço e valor, mediante autorização da CONTRATANTE.
e) Realização de análise global a cada 12 meses conforme lei 6055/2006 (no caso de renovação deste contrato).

4. DO DETALHAMENTO DO OBJETO
O SEMAE possui apenas um CNPJ e todo o trabalho será feito em um único volume. Por questão de organização os
trabalhos serão organizados por diretorias conforme organograma. Dentro das diretorias serão considerados os locais
em que possuam atividades conforme item VII. DOS LOCAIS DE EXECUÇÃO. Nas condições atuais os primeiros nove locais
representam os maiores números de postos de trabalho. Os locais do número 10 a 20 possuem apenas um posto de
trabalho cada; divididos em dois grupos homogêneos: operação de reservatórios ou casas de bombas com atividades e
locais similares, bem como os servidores podem ser escalados em locais diferentes dentro do mesmo mês. Nos locais
identificados com números 11 a 45 são realizadas atividades de manutenção e operação similares entre si por servidores
lotados em outro local. As atividades, exposições e enquadramentos destes locais fazem parte de um grupo homogêneo
de exposição.

4.1 PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional:


4.1.1 A CONTRATADA se responsabilizará em seguir rigorosamente o que preconiza a Norma Regulamentadora NR7 –
Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, da Portaria n.º 3.214, de 08 de junho de 1978, do
Ministério do Trabalho e Emprego;
4.1.2 A CONTRATADA, através do médico coordenador, com especialização em Medicina do Trabalho, será responsável
pela execução do PCMSO da criação e da manutenção do Prontuário Clínico Individual;
4.1.3 A CONTRATADA deverá, após assinatura do contrato, buscar os Prontuários Clínicos Individuais disponíveis na
empresa CARLOS CHAGAS (caso necessário deverá informar a CONTRATANTE sobre dificuldades nesta etapa).
Deverá manter guarda e atualização deste prontuário de acordo com as boas práticas da medicina do trabalho,
bem como as leis aplicáveis.
4.1.4 A CONTRATADA deverá elaborar o documento básico do PCMSO considerando as devidas articulações com o
disposto nas demais NR´s e as boas práticas da medicina do trabalho;
4.1.5 A CONTRATADA deverá utilizar o organograma oficial do SEMAE para organizar as divisões administrativas e
relações de função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado e determinando os grupos homogêneos de
exposição. Deverão ter análise de exposição especificas por lotação de trabalho conforme abaixo:
4.1.5.1 Diretorias – desmembrar por gerência; As gerências deverão ser desmembradas por departamentos; Os
departamentos deverão ser desmembrados por divisão, de acordo com o organograma; Verificando cada
função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado em cada divisão administrativa;
4.1.5.2 Direção Geral – Inclui Gabinete, Assessorias, Ouvidoria, Coordenadorias, Procuradoria Jurídica serão tratadas
como gerências; Verificando cada função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado em cada divisão
administrativa;
4.1.5.3 Locais específicos tais como Sede Administrativa, Zonas, Estações de tratamento de água e Esgoto, EAB;
Reservatórios e Casas de bombas deverão ter seus riscos analisadas, incluindo a presença de riscos específicos e
quem tem acesso aos mesmos.
4.1.6 A CONTRATADA poderá alterar o PCMSO a qualquer momento, em parte ou seu todo, sempre que o médico
detectar mudanças nos riscos ocupacionais decorrentes de alterações nos processos de trabalho, novas
descobertas da ciência médica em relação a efeitos de riscos existentes, mudança de critérios de interpretação
de exames ou ainda reavaliações dos riscos;
4.1.7 A CONTRATADA deverá ser responsável pela disponibilização dos equipamentos e materiais necessários para a boa
execução do PCMSO, inclusive se responsabilizando pelo transporte e guarda dos mesmos;

Página 3 de 24
4.1.8 Para os novos servidores, o exame clínico admissional será realizado primeiro pelo Médico Perito do Instituto de
Aposentadorias e Pensões dos Servidores Municipais de São Leopoldo - IAPS (Art. 30 § 7º da LEI Nº 5700, DE 02
DE SETEMBRO DE 2005) e depois pelo médico da CONTRATADA;
4.1.9 A CONTRATADA ficará responsável pelo prontuário até o final da execução do contrato e deverá mantê-lo até a
contratação de nova empresa, devendo repassar o mesmo mediante apresentação de novo contrato e
autorização específica assinada pelo Diretor Geral do SEMAE;
4.1.10 A CONTRATADA deverá incluir no corpo do documento a declaração e comprovação que o trabalho foi realizado
por profissional habilitado nos termos da lei aplicável.

4.2 PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais NR 09:


4.2.1 A CONTRATADA se responsabilizará em seguir rigorosamente o que preconiza a Norma Regulamentadora NR9 –
Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, da Portaria n.º 3.214, de 08 de junho de 1978, do Ministério do
Trabalho e Emprego;

4.2.2 A CONTRATADA deverá elaborar o documento básico do PPRA considerando as devidas articulações com o disposto
nas demais NR´s e as boas práticas da higiene e segurança do trabalho;

4.2.3 A CONTRATADA deverá incluir no corpo do documento a declaração e comprovação que o trabalho foi realizado por
profissional habilitado nos termos da lei aplicável.

4.2.4 A CONTRATADA deverá durante a realização dos trabalhos: inspecionar os setores e locais de trabalho; entrevistar
servidores e chefias (evidenciado mediante relatório assinado pelo entrevistado); realizar a descrição das
atividades e/ou tarefas; utilizar das medições disponíveis, solicitando a empresa FABBRO maior detalhamento
dos resultados ou esclarecimentos necessários ou realizar novas medições; realizar avaliações; e, apresentar
documento base citando os equipamentos utilizados para as medições nos termos da Lei 6.514/77 – Portaria
3214/78 e parâmetros utilizados para suas conclusões e recomendações.

4.2.5 A CONTRATADA deverá utilizar o organograma oficial do SEMAE para organizar as divisões administrativas e relações
entre os cargos/funções e determinando os grupos homogêneos de exposição. Deverão ter análise de exposição
especificas por lotação de trabalho conforme abaixo:

4.2.5.1 Diretorias – desmembrar por gerência; As gerências deverão ser desmembradas por departamentos; Os
departamentos deverão ser desmembrados por divisão, de acordo com o organograma; Verificando cada função
gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado em cada divisão administrativa;

4.2.5.2 Direção Geral – Inclui Gabinete, Assessorias, Ouvidoria, Coordenadorias, Procuradoria Jurídica serão tratadas
como gerências; Verificando cada função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado em cada divisão
administrativa;

4.2.5.3 Locais específicos tais como Sede Administrativa, Zonas, Estações de tratamento de água e Esgoto, EAB;
Reservatórios e Casas de bombas deverão ter seus riscos analisadas, incluindo a presença de riscos específicos e
quem tem acesso aos mesmos.

4.3 LTAIP – Laudo Técnico de Adicionais de Insalubridade e Periculosidade – NR 15 e 16

4.3.1 A CONTRATADA se responsabilizará em seguir rigorosamente o que preconiza a Portaria n.º 3.214, de 08 de junho
de 1978, do Ministério do Trabalho e Emprego, conforme as Normas Regulamentadoras NR 15 – Atividades e
Operações Insalubres, da e NR 16 - Atividades e Operações Perigosas;

Página 4 de 24
4.3.2 A CONTRATADA se responsabilizará em seguir rigorosamente o que preconiza a Lei 6055/2006 – Estatuto do
Servidor Público (Capitulo II Subseção IV Dos adicionais de penosidade, insalubridade e periculosidade Art. 88 a
93);

4.3.3 A CONTRATADA deverá durante a realização dos trabalhos: inspecionar os setores e locais de trabalho; servidores e
chefias (evidenciado mediante relatório assinado pelo entrevistado); realizar a descrição das atividades e/ou
tarefas; utilizar das medições disponíveis, solicitando a empresa FABBRO maior detalhamento dos resultados ou
esclarecimentos necessários ou realizar novas medições; realizar avaliações; e, apresentar Laudo Técnico
conclusivo citando os equipamentos utilizados para as medições nos termos da Lei 6.514/77 – Portaria 3214/78 e
parâmetros utilizados para suas conclusões.

4.3.4 A CONTRATADA deverá utilizar o organograma oficial do SEMAE para organizar as divisões administrativas e relações
entre os cargos/funções e determinando os grupos homogêneos de exposição. Deverão ter análise de exposição
especificas por lotação de trabalho conforme abaixo:

4.3.4.1 Diretorias – desmembrar por gerência; As gerências deverão ser desmembradas por departamentos; Os
departamentos deverão ser desmembrados por divisão, de acordo com o organograma; Verificando cada função
gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado em cada divisão administrativa;

4.3.4.2 Direção Geral – Inclui Gabinete, Assessorias, Ouvidoria, Coordenadoria técnica, Procuradoria Jurídica serão
tratadas como gerências; Verificando cada função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado Lem cada
divisão administrativa;

4.3.4.3 Locais específicos tais como Sede Administrativa, Zonas, Estações de tratamento de água e Esgoto, EAB;
Reservatórios e Casas de bombas deverão ter seus riscos analisadas, incluindo a presença de riscos específicos e
quem tem acesso aos mesmos.

4.3.5 A CONTRATADA deverá apresentar o Laudo Técnico Conclusivo de maneira clara e organizada para facilitar o
lançamento dos resultados na folha de pagamento, ficando responsável por dirimir dúvidas de enquadramento,
junto ao DAP;

4.3.6 A CONTRATADA deverá incluir no corpo do documento a declaração e comprovação que o trabalho foi realizado por
profissional habilitado nos termos da lei aplicável.

4.4 LTCAT – Laudo Técnico de Condições de Ambiente de Trabalho:

4.4.1 A CONTRATADA se responsabilizará em seguir rigorosamente o que preconiza a Lei Federal 8.213/1991,

4.4.2 A CONTRATADA deverá durante a realização dos trabalhos: inspecionar os setores e locais de trabalho; entrevistar
servidores e chefias (evidenciado mediante relatório assinado pelo entrevistado); realizar a descrição das
atividades e/ou tarefas; utilizar das medições disponíveis, solicitando a empresa FABBRO maior detalhamento
dos resultados ou esclarecimentos necessários ou realizar novas medições; realizar avaliações; e, apresentar
Laudo Técnico conclusivo citando os equipamentos utilizados para as medições nos termos da Lei Federal
8.213/1991 e parâmetros utilizados para suas conclusões.

4.4.3 A CONTRATADA deverá utilizar o organograma oficial do SEMAE para organizar as divisões administrativas e relações
entre os cargos/funções e determinando os grupos homogêneos de exposição. Deverão ter análise de exposição
especificas por lotação de trabalho conforme abaixo:

Página 5 de 24
4.4.3.1 Diretorias – desmembrar por gerência; As gerências deverão ser desmembradas por departamentos; Os
departamentos deverão ser desmembrados por divisão, de acordo com o organograma; Verificando cada função
gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado em cada divisão administrativa;

4.4.3.2 Direção Geral – Inclui Gabinete, Assessorias, Ouvidoria, Coordenadorias, Procuradoria Jurídica serão tratadas
como gerências; Verificando cada função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado em cada divisão
administrativa;

4.4.3.3 Locais específicos tais como Sede Administrativa, Zonas, Estações de tratamento de água e Esgoto, EAB;
Reservatórios e Casas de bombas deverão ter seus riscos analisadas, incluindo a presença de riscos específicos e
quem tem acesso aos mesmos.

4.4.4 A CONTRATADA deverá apresentar o Laudo Técnico Conclusivo de maneira clara e organizada para facilitar o
lançamento dos resultados nos formulários de PPP, ficando responsável por dirimir as dúvidas de
enquadramento, se necessário;

4.4.5 A CONTRATADA deverá incluir no corpo do documento a declaração e comprovação que o trabalho foi realizado por
profissional habilitado nos termos da lei aplicável.

5. JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DA LICITAÇÃO:


As propostas serão compostas de dois valores e será aplicada uma fórmula para se aferir o valor geral da proposta.

5.1 Será utilizada a seguinte fórmula para aferir o preço da proposta:


Valores da proposta: V.Proposta = V.Serviços + V.Exames
Onde: V.Serviços = V.Individual*450*12);
V Individual Previsão número de servidores Meses de vigência Custo Projetado= V.serviços
450 12

5.2 V.Exames= Soma os valores projetados conforme tabela abaixo.


Nome do Exame Custo Previsão em um ano Custo Projetado
Individual
Acuidade Visual 150
Audiometria Ocupacional 201
Avaliação de Equilíbrio (ROMBERG) 103
Eletrocardiograma – ECG 150
Eletroencefalograma – EEG 150
Espirometria 40
Gama GT 150
Glicose 150
Hemograma Completo 189
Lipidograma 150
Plaquetas 120
RX Tórax P.A. (OIT) 40
Avaliação Psicossocial 113
Soma do Projetado Total = V.Exames
NOTA: Justificativa desta fórmula:
A quantidade projetada de cada exame foi obtida considerando as quantidades previstas no PCMSO de 2015. A
quantidade final depende do documento base do PCMSO, com base nos resultados do PPRA.
O V.Serviços (valor serviços) representa TODOS os custos da CONTRATADA em: emitir os documentos objetos do
contrato; os deslocamentos e custos administrativos para execução dos trabalhos; a realização de exames médicos

Página 6 de 24
clínicos; emissão de ASO’s; e outros implícitos na coordenação de um conjunto de programas com as características
deste que está sendo contratado.
O V.Serviços Deverá ser rateado pela CONTRATADA pela média mensal esperada. Medido por servidor será multiplicado
por 450 (estimativa de servidores) e depois por 12 (total de meses de execução do serviço).
Obs 1.: Todos os deslocamentos aos setores do SEMAE a serem inspecionados são de responsabilidade da empresa
contratada, inclusive em canteiros de obras.
Obs. 2: Os valores e quantidades acima declaradas foram estimados somente para fins de proposta e julgamento, não
ficando o SEMAE obrigado a atingir as quantidades referidas, nem se limitar a estas.
Obs. 3: Os exames informados e as quantidades são relativos ao PPRA/PCMSO 2015 e deverão sofrer alterações tanto
pelos riscos das atividades e/ou tarefas dos servidores, alterações nas condições dos postos de trabalho e condições
ambientais dos locais como pela quantidade de servidores expostos.
Obs. 4: Caso seja vantajoso para a CONTRATADA alguns exames complementares poderão ser realizados por outros
convênios que a administração municipal disponibilize.

6. DO REGIME DE EXECUÇÃO
O regime de execução do Contrato será Empreitada por preço unitário, medida pelo número de servidores atendidos,
trabalhos executados e o número de exames complementares realizados pela CONTRATADA conforme tabela de preços
constantes nas propostas objeto de cálculo conforme item 5. JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DA LICITAÇÃO, deste
Termo de Referência.

7. DOS LOCAIS DE EXECUÇÃO


O trabalho deverá ser realizado da seguinte forma:
7.1 A Inspeção e avaliação dos locais para emissão do PPRA, LTCAT e LTAIP deverá ocorrer em todos os locais do SEMAE
que contenha postos de trabalho, mesmo para serviços temporários. Deverá ser utilizado o conceito de risco
homogêneo para locais com tarefas e riscos similares na classificação dos riscos.
7.2 A realização de exames médicos clínicos do PCMSO será programada antecipadamente e ocorrerá nos seguintes
locais ou endereços: ZONA SUL (Rua Emilio Dexheimer, 404 – Jardim América); ZONA NORTE (Rua Leopoldo Scherer,
346 - Scharlau); SEDE CENTRAL (João Neves da Fontoura, 811 – Centro) e Estação de Tratamento de Água - ETA 02 (
Imperatriz Leopoldina, 2501 – Pinheiros).
7.3 A CONTRATADA deverá possuir local para atendimentos dentro do município de São Leopoldo para realização de
exames individuais ou em pequenos grupos de até dez servidores.
7.4 Relação de locais informados no item 7.1:

Ordem NOME OFICIAL ENDEREÇO


1 SEDE CENTRAL R. JOÃO NEVES DA FONTOURA Nº 811 - CENTRO
R. EMÍLIO DEXHEIMER Nº 404 - JARDIM
2 ZONA SUL
AMERICA
3 ZONA NORTE R. LEOPOLDO SCHERER Nº 346 - SCHARLAU
4 ZONA LESTE AV. FEITORIA Nº 5686 - COHAB FEITORIA
5 RESERVATÓRIO DUQUE - R1 R. VIAMÃO Nº 445 - SANTA TEREZA
ETA 001 - ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA SÃO
6 Av. JOÃO CORRÊA Nº 81 - SÃO JOSÉ
JOSÉ
ETA 002 - ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA
7 AV. IMP. LEOPOLDINA Nº 2501 - PINHEIROS
IMPERATRIZ
8 ETE - ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTOS AV. JOÃO ALBERTO Nº 1019 - VICENTINA
9 ETE - ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO AV. FEITORIA N° 6008 - FEITORIA
10 EAT CAMPINA - ELEVATÓRIA DE ÁGUA TRATADA R. ASSIS BRASIL Nº 545 - CAMPINA
11 EAB - DE ÁGUA BRUTA AV. IMP. LEOPOLDINA Nº 530 - CENTRO

Página 7 de 24
R. WILHELM ROTERMUND Nº 845 - M. DO
12 RESERV. MORRO DO ESPELHO
ESPELHO
13 RESERV. SCHARLAU R. IPIRANGA Nº 751 - SCHARLAU
AV. MARIA EMÍLIA DE PAULA Nº 411 – J. DAS
14 RESERVATÓRIO JARDIM ACÁCIAS - R3
ACÁCIAS
15 RESERV. COHAB FEITORIA R. SOMÁLIA ESQ. ROMÊNIA - COHAB FEITORIA
16 CASA DE BOMBAS DNOS 2 - GINÁSIO AV. DOM JOÃO BECKER Nº 171 - CENTRO
17 CASA DE BOMBAS DNOS 3 - CANAL JOÃO CORRÊA AV. JOÃO CORRÊA Nº 4001 - VICENTINA
18 CASA DE BOMBAS DNOS 4A - DIQUE CAMPINA AV. SEN SALGADO FILHO Nº 150- CAMPINA
19 CASA DE BOMBAS DNOS 4B - ARROIO CERQUINHA AV. HENRIQUE BIER Nº 1896 - CAMPINA
20 CASA DE BOMBAS DNOS 1 - RODOVIÁRIA AV. DOM JOÃO BECKER Nº 750 - CENTRO
21 BOOSTER FEITORIA AV. IMPERATRIZ LEOPOLDINA, 3280
22 ZONA OESTE R. SANTO AGOSTINHO, 971 SÃO MIGUEL
23 BOOSTER VILA OTACÍLIA AV. UNISINOS, 1250
EAT LAGO SÃO BORJA - ELEVATÓRIA DE ÁGUA
24 R STA FÉ Nº 140 - FAZENDA SÃO BORJA
TRATADA
EAT TANCREDO NEVES - ELEVATÓRIA DE ÁGUA
25 R UM Nº 162 - ARROIO DA MANTEIGA
TRATADA
26 EEB GINÁSIO - ELEVATÓRIA DE ESGOTO BRUTO AV. DOM JOÃO BECKER Nº 357 - CENTRO
27 EEB PAIM - ELEVATÓRIA DE ESGOTO BRUTO R. HOMERO BATISTA Nº 327 - SÃO MIGUEL
EEB PAULO COUTO - ELEVATÓRIA DE ESGOTO
28 AV. JOAO CORRÊA Nº 3106 - VICENTINA
BRUTO
29 EEB VILA MARIA - ELEVATORIA DE ESGOTO BRUTO R. MARIA LINCK Nº 270 - VICENTINA
30 ELEVATÓRIA DE ESGOTO SÃO GERALDO R. E Nº 39 AT
31 ERE - ESTAÇÃO DE RECALQUE DE ESGOTO R. STO AGOSTINHO Nº 971- SÃO MIGUEL
ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTO BRUTO
32 R. LUIZ ADÃO DAUDT Nº 97
PRINCIPAL ZN
ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTO CERÂMICA
33 R. PROJETADA C, 85
ANITA
34 ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTO Leopoldo Wasum R. SETE, 14
35 ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTO SECUNDÁRIA PRL DOM FELICIANO, 721
ETE - ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO
36 R. JARACANDÁ, Nº 290
TANCREDO NEVES
R. SIMON BOLIVAR Nº 230 - FAZENDA SÃO
37 RESERV LAGO SÃO BORJA
BORJA
38 RESERV OTACÍLIA TR ARVOREDO Nº 112
R DOS CANARIOS Nº 297 - ARROIO DA
39 RESERV VILA BAUM
MANTEIGA
40 RESERV. CAMPESTRE ORPHEU R. JOÃO PAULO I Nº 90 - CAMPESTRE
41 RESERV. CHARRUA R. STO AGOSTINHO Nº 741 - SÃO MIGUEL
42 RESERV. COHAB-DUQUE TR. ARQUIMEDES Nº 123 - DUQUE DE CAXIAS
43 RESERV. MONTE CARLO R. MARCOS CIDADE Nº 01 - MONTE CARLO
44 RESERV. MORRO DO PAULA JOÃO MELO Nº 5015 - MORRO DE PAULA

Página 8 de 24
R. RIO PARNAIBA Nº 403 - ARROIO DA
45 RESERVATÓRIO PARQUE CAMPESTRE
MANTEIGA

8. DO GESTOR E FISCAIS DO CONTRATO

8.1 O SEMAE nomeia o servidor ALEXSANDRO DA SILVEIRA BRITO, Matrícula Nº 554, para que na função de Gestor do
Contrato acompanhe o andamento do mesmo, exija o cumprimento do pactuado, trate das eventuais modificações
contratuais, comunique formalmente à CONTRATADA as eventuais faltas ou irregularidades no atendimento ao objeto
contratado, recuse os serviços prestados em desacordo, receba as informações do fiscal, seja a interface com a
CONTRATADA, a fim de promover as notificações e sanções cabíveis, na busca do atendimento das obrigações da
CONTRATADA e a efetiva execução, bem como dê providências nas obrigações da CONTRATANTE.

8.2 A CONTRATANTE nomeia os servidores RUBINEI JOSE WEBER BUTZKE, matrícula Nº 502, servidor do DSHMT (PPRA);
TATIANI BORTOLAZZO MÁRIO, matrícula 498, servidor do DSHMT (PCMSO); LUIS FERNANDO DOS SANTOS , matrícula
Nº 372, servidor do RH (LTCAT) ; ALEX FEIL PAUSE, matrícula Nº 624, servidor do DDF (PCMSO) ; e, FABIANO CESAR
BORGES MACHADO, matrícula Nº 589, servidor do DAP (LTAIP) para que na função de Fiscal do Contrato acompanhe a
execução dos serviços, no local onde ocorrerem os trabalhos e/ou lançamentos dos dados, realizando as conferências, as
medições e relatórios que conterão pormenorizadamente as atividades que foram ou não efetivadas, a fim de instruir o
gestor do contrato.

8.2.1 Caberá à fiscalização o acompanhamento dos trabalhos visando verificar o atendimento total às ordens de serviços
emitidas, quanto ao número de profissionais, qualidade dos serviços efetuados, a utilização de EPI’s e todas as
obrigações deste Termo de Referência.

8.2.2 A fiscalização terá poderes para, nos locais de trabalho, proceder qualquer determinação que seja necessária a
perfeita execução dos serviços, e não terá ingerência sobre os profissionais da CONTRATADA, que deverá dispor de
Preposto para a intermediação dos mesmos.

8.2.3 A fiscalização, não isenta a CONTRATADA das responsabilidades assumidas com a celebração do contrato.

GESTOR: Gerente dos Sistemas Integrados

FISCAIS: Será dividido conforme as áreas:


 PPRA: Um servidor do DSHMT;
 LTCAT: Um servidor do RH que esteja responsável pela emissão do e-social ou GFIP;
 LTAIP: Um servidor do DAP que esteja responsável pelos lançamentos dos adicionais referidos;
 PCMSO – Documento base e Relatório Anual: Um servidor do DSHMT;
 PCMSO – Emissão de ASO’s: Um servidor do DDF que esteja responsável pelo lançamento e arquivamento dos
ASO’s;

8.1 DOS PRAZOS DE EXECUÇÃO DO SERVIÇO


8.1.1 Avaliação e atualização global do PPRA: iniciam na ordem de serviço e tem prazo de entrega de até 30dd (entregue
junto com a primeira fatura);
8.1.2 Emissão de documento base do PCMSO: iniciam na ordem de serviço e tem prazo de entrega de até 60dd (tem
como pré-requisito a atualização do PPRA e deverá ser junto com a segunda fatura);
8.1.3 Emissão dos ASO’s: iniciam 60 dias após emissão da ordem de serviço e tem prazo de realização de 09 meses e meio
(tem como pré-requisito a emissão do documento base do PCMSO; serão encaminhadas junto com as 3°, 4°, 5°,
6°, 7°, 8°, 9°, 10° e 11° faturas; acompanhado de relatório de exames realizados e programação de exames a
serem realizados no mês seguinte);
8.1.4 Emissão do LTCAT: inicia na ordem de serviço e tem prazo de entrega de até 180 dd (entregue anteriormente ou
junto com a sexta fatura);

Página 9 de 24
8.1.5 Emissão do LTAIP: inicia na ordem de serviço e tem prazo de entrega de
até180dd; (entregue anteriormente ou junto com a com a sexta fatura);
8.1.6 Emissão do RA: A ser entregue junto com a décima segunda fatura;

9. DO PRAZO DE VIGÊNCIA DO CONTRATO


O prazo de vigência do contrato será de 12 (doze) meses, a partir da assinatura do contrato pelas partes e poderá ser
prorrogado sempre que se demonstrar vantajoso à Administração, com a fundamentação do ordenador de despesas, por
até 60 (sessenta) meses, conforme preconiza a Lei Federal Nº 8.666/93.

10. DA FORMA DE EXECUÇÃO


10.1 É obrigação da Contratada o cumprimento das exigências da Lei nº 6514/77, regulamentada pela Portaria nº
3214/78, em especial as Normas Regulamentadoras NR-5 CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, NR-6 EPI –
Equipamentos de Proteção Individual, NR-7 PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, NR-9 PPRA –
Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, NR-10 Instalações e Serviços em Eletricidade e NR-18 Condições e Meio
Ambiente do Trabalho na Indústria da Construção, em todos os seus itens, subitens e anexos. Os custos com a Segurança
e Medicina do Trabalho deverão estar incluídos no preço proposto.
10.2 É obrigação da Contratada, além do cumprimento da legislação específica, fornecer, incentivar e obrigar o uso dos
Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) para todos os empregados da Empresa quando em serviço.
10.3 Prazos: 30 dias análise global do PPRA, 60 dias emissão do PCMSO, 90 dias início da emissão de ASO’s; 120 dias
revisão e emissão do LTAIP; 150 dias emissão do LTCAT.

11. DAS CERTIDÕES PARA HABILITAÇÃO


11.1 Da Habilitação Jurídica
11.1.1 Ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado, em se tratando de sociedades
comerciais, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores,
registro comercial, no caso de empresa individual.
11.1.2 Inscrição do ato constitutivo, caso de sociedades civis, acompanhada de prova da investidura da diretoria em
exercício.

11.2 Da Regularidade Fiscal e Trabalhista


11.2.1 Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ).
11.2.2 Certificado de Regularidade do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço - FGTS e Certificado de Regularidade
relativo à Seguridade Social - INSS (CND), demonstrando situação regular no cumprimento dos encargos sociais
instituídos por lei.
11.2.3 Prova de Inscrição no Cadastro de Contribuintes Estadual ou Municipal, se houver relativo ao domicílio ou sede do
Licitante, pertinente ao seu ramo de atividade e compatível com o objeto contratual.
11.2.4 Prova de Regularidade com a Fazenda Federal (Certidão Quanto à Dívida Ativa da União e Certidão de Quitação de
Tributos e Contribuições Federais), Estadual e Municipal do domicílio ou sede do Licitante, ou outra equivalente na forma
da Lei.
11.2.5 Certidão Negativa de Débito Trabalhista fornecida pela Justiça do Trabalho.
As certidões negativas de débito emitidas pelas Fazendas Estadual e Municipal deverão abranger todos os tributos
administrados por essas fazendas.

11.3 Da Qualificação Econômico-Financeira


Certidão de Recuperação Judicial ou Extrajudicial (Falência e Concordata) emitida pelo Cartório Distribuidor da sede da
proponente (matriz);

12. DA QUALIFICAÇÃO TÉCNICA


Para a participação na licitação as proponentes deverão estar tecnicamente aptas comprovadamente, apresentando os
seguintes documentos:

Página 10 de 24
12.1 A Licitante deverá apresentar um Médico do Trabalho como responsável pelo PCMSO e para outros trabalhos
poderá ser Médico do Trabalho, Engenheiro ou Arquiteto de Segurança do Trabalho.
12.2 A Licitante deverá apresentar um atestado de fornecimento deste tipo de serviço para empresa classificada com
grau de risco 03 ou 04 e com mais de 500 funcionários, sendo utilizados os critérios da NR 04 - dentre os últimos 05 anos.
12.3 Critérios desta qualificação, considerando a lei 6055/2006:
a) PCMSO – NR 07 Médico do Trabalho
b) LTAIP - Médico do Trabalho, Engenheiro ou Arquiteto de Segurança do Trabalho;
c) LTCAT - Médico do Trabalho, Engenheiro ou Arquiteto de Segurança do Trabalho;

13. DIREITORS E OBRIGAÇÃOES DA CONTRATADA


13.1 A CONTRATADA terá o direito de receber os valores correspondentes à execução do objeto contratual dentro das
condições estabelecidas.

Constituem, ainda, obrigações da CONTRATADA, além de outras previstas no presente Termo e nos documentos que o
integram:
13.2 Executar os serviços objeto do contrato, de acordo com o cronograma a ser estipulado pelo Gestor ou Fiscal de cada
Diretoria do SEMAE, que acompanharão a execução e atestarão as medições.
13.3 Manter durante toda a execução do contrato, em compatibilidade com as obrigações assumidas, as condições de
habilitação.
13.4 Aceitar nas mesmas condições contratuais, os acréscimos ou supressões que se fizerem necessárias, até 25% (vinte
e cinco por cento) do valor inicial atualizado, nos termos do Art. 65 da Lei Federal Nº 8.666/93;
13.5 Refazer às suas expensas, todo o trabalho inadequadamente realizado, a critério da Fiscalização da CONTRATANTE,
sem alteração prazo de execução do contrato.
13.6 A Contratada deverá cumprir, durante a execução do Contrato, todas as leis e posturas federais, estaduais e
municipais pertinentes à prestação dos serviços ora contratados, sendo a única responsável por quaisquer ônus
decorrentes de infrações a que houver dado causa;
13.7 Garantir a mão de obra necessária para execução plena dos serviços, nos regimes contratados, obedecidas a
legislação trabalhista e convenções coletivas de trabalho vigentes;
13.8 Correrão por conta da Contratada de todas as obrigações e encargos trabalhistas, bem como o pagamento das
contribuições relativas à Previdência Social, seguros e demais encargos existentes e os que vierem a ser criados, além das
demais obrigações fiscais;
13.9 A Contratada deverá dispor de um Supervisor para exercer o papel de preposto, com poderes para deliberar e/ou
atender a qualquer solicitação referente à boa execução dos serviços;
13.10 A Contratada deverá atender de imediato, toda e qualquer solicitação da CONTRATANTE, quanto as substituições
de mão de obra entendida como inadequada para a prestação de serviços;
13.11 A Contratada deverá responder por quaisquer danos materiais e/ou pessoais causados ao Contratante ou a
terceiros, provocados por seus profissionais ou prepostos, culposa ou dolosamente, ainda que por omissão involuntária,
não excluindo ou reduzindo essa responsabilidade a fiscalização ou acompanhamento pelo Contratante;
13.12 A Contratada deverá zelar pela transparência na fiscalização dos serviços realizados para que o Contratante possa
verificar e fiscalizar com exatidão os processos;
13.13 Não proceder qualquer modificação, não prevista neste Termo de Referência, sem consentimento prévio e por
escrito da CONTRATANTE.
13.14 Não transferir a terceiros, por qualquer forma, nem mesmo parcialmente, as obrigações assumidas.
13.15 Possuir ou constituir um grupo de profissionais da área da segurança do trabalho que atendam as exigências legais
para cada um dos trabalhos em quantidade mínima a não atrasar os serviços (será admitida a terceirização de partes do
contrato, excetuando-se as obrigações do médico do trabalho que será responsável pelo PCMSO e Relatório Anual);
13.16 Possuir as habilitações e experiência suficiente para realizar os trabalhos solicitados;
13.17 A CONTRATADA é responsável pelo controle das periodicidades dos exames organizando para que ocorram todos
os exames necessários;
13.18 A empresa deverá possuir Médicos do Trabalho Avaliadores em número suficiente para suprir a demanda de
exames de servidores e empregados do SEMAE;

Página 11 de 24
14. DOS DIREITOS E OBRIGAÇÃOES DA CONTRATANTE
14.1 A CONTRATANTE terá o direito de receber o objeto contratual executado em estrita observância às especificações
técnicas e com qualidade.

Constituem obrigações da CONTRATANTE, além de outras previstas neste Termo de Referência:


14.2 Efetuar o pagamento à CONTRATADA, em conformidade com o disposto neste instrumento e nos documentos que o
integram.
14.3 Fornecer e colocar à disposição da CONTRATADA todos os elementos e informações que se fizerem necessários à
execução do contrato.
14.4 Notificar, formal e tempestivamente, à CONTRATADA sobre as irregularidades observadas no cumprimento deste Termo
de Referência.
14.5 Exigir o cumprimento de todos os compromissos assumidos pelo prestador de serviços, nos termos do edital e da
proposta.
14.6 Disponibilizar à CONTRATADA os meios necessários à execução dos serviços, conforme previsto neste Termo de
Referência.
14.7 Acompanhar a execução da prestação dos serviços, através da fiscalização e gestão do contrato.

15. CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO


15.1 A CONTRATANTE convocará regularmente o vencedor da licitação para assinar o contrato cuja minuta, em anexo,
integra este Edital.
15.2 Indicação do(s) responsável(is) técnico(s), vinculado à empresa, que participará da condução dos serviços.
15.3 Entende-se como vinculado à empresa, o sócio, diretor, empregado registrado em carteira, profissional autônomo
ou contrato entre pessoas jurídicas.
a) A comprovação do vínculo empregatício será feito por cópia da Carteira Profissional de Trabalho e da Ficha de
Registro de Empregados (FRE) que demonstrem a identificação do profissional e guia de recolhimento do FGTS onde
conste o(s) nome(s) do(s) profissional(ais);
b) A comprovação da direção ou sociedade será feita pelo ato constitutivo;
c) A comprovação do vínculo como profissional autônomo ou entre pessoas jurídicas será efetuado pelo contrato de
prestação de serviços.

16. DAS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO


16.1 A CONTRATADA deverá entregar as faturas conforme as seguintes condições de recebimentos das faturas:

1° Fatura: só será aceita a fatura se vier com relatório informando a situação da emissão do documento base do PCMSO;
cópia impressa e eletrônica (CD/PenDrive) do PPRA que será recebido provisoriamente; bem como outras obrigações
legais constantes no contrato;

2° Fatura: só será aceita se a fatura anterior ter sido recebida; cópia impressa e eletrônica (CD/PenDrive) contendo o
PCMSO que será recebido provisoriamente; bem como outras obrigações legais constantes no contrato;

3°, 4°, 5°, 7°, 8°, 9° Faturas: só serão aceitas se a fatura anterior ter sido recebida; relatório dos ASO’s emitidos no mês
(nome; função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado; data da realização do exame e resultado Apto ou
Inapto); programação de exames para o mês seguinte (nome; setor/local de trabalho; função gratificada, cargo efetivo
ou cargo comissionado; data prevista para realização do exame); solicitação de exames complementares, se aplicável);
bem como outras obrigações legais constantes no contrato;

6° Fatura: só será aceita se a fatura anterior ter sido recebida; cópia impressa e eletrônica (CD/PenDrive) do LTCAT e do
LTAIP que serão recebidos provisoriamente; relatório dos ASO’s emitidos no mês (nome; função gratificada, cargo
efetivo ou cargo comissionado; data da realização do exame e resultado Apto ou Inapto); programação de exames para o
mês seguinte (nome; setor/local de trabalho; função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado; data prevista para

Página 12 de 24
realização do exame); solicitação de exames complementares, se aplicável); bem como outras obrigações legais
constantes no contrato;

10° Fatura: só será aceita se a fatura anterior ter sido recebida; relatório parcial da execução do PCMSO, informando
quais exames estão em atraso ou pendentes; relatório dos ASO’s emitidos no mês (nome; função gratificada, cargo
efetivo ou cargo comissionado; data da realização do exame e resultado Apto ou Inapto); programação de exames para o
mês seguinte (nome; setor/local de trabalho; função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado; data prevista para
realização do exame); solicitação de exames complementares, se aplicável); bem como outras obrigações legais
constantes no contrato;

11° Fatura: só será aceita se a fatura anterior ter sido recebida; se o recebimento definitivo do PPRA, documento base do
PCMSO, LTCAT e LTAIP ocorreu por completo e não tenha pendências; relatório dos ASO’s emitidos no mês (nome;
função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado; data da realização do exame e resultado Apto ou Inapto);
programação de exames para o mês seguinte (nome; setor/local de trabalho; função gratificada, cargo efetivo ou cargo
comissionado; data prevista para realização do exame); solicitação de exames complementares, se aplicável); bem como
outras obrigações legais constantes no contrato;

12° Fatura: só será aceita a fatura se a fatura anterior ter sido recebida; cópia impressa e eletrônica (CD/PenDrive) do RA
que será recebido provisoriamente; bem como outras obrigações legais constantes no contrato;

NOTA:
Cada fatura será composta por dois valores:
1) Medicina e Segurança Ocupacional que será medida mensalmente através do número de servidores multiplicado
pelo valor individual;
2) Medição de exames complementares executados conforme valores da tabela “Exames Complementares”
realizados no mês e medições de serviços adicionais realizados conforme item 3.3 c e 3.4 d;

17. FORMA DE PAGAMENTO


17.1 O pagamento será em até 30 (trinta) dias após protocolização da Nota Fiscal/Fatura na Unidade Administrativa do
SEMAE, situada à Rua J. N. Da Fontoura, 811 – Centro/São Leopoldo, mediante a conferência e aceite dos Fiscais e do
Gestor do contrato, bem como a apresentação dos documentos de comprovação da regularidade fiscal junto as Fazendas
Federal, Estadual e Municipal, Seguridade Social – INSS, FGTS e Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas;
17.2 A Nota Fiscal/Fatura emitida com erro deverá ser substituída. Neste caso, a CONTRATANTE efetuará a devida
comunicação à CONTRATADA, dentro do prazo fixado para o pagamento e disporá de até 15 (quinze) dias, a partir da sua
correção ou substituição, para pagamento, sem prejuízo ao prazo disposto no item supramencionado.
17.3 O pagamento será efetuado por meio de crédito em conta corrente da CONTRATADA que deverá estar no corpo da
Nota Fiscal/Fatura indicando Nome e Número da Conta-Corrente e da Agência.
17.4 A Nota Fiscal/Fatura (documento de cobrança) deverá ser emitido em nome do SERVIÇO MUNICIPAL DE ÁGUA E
ESGOTOS – SEMAE, trazendo o número do empenho e o processo a que se refere, conforme segue:

SERVIÇO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS – SEMAE


Endereço: Rua João Neves da Fontoura, nº 811
CEP 93010 – 050, Município de São Leopoldo/RS.
CNPJ 88.368.386/0001-30
Empenho nº _______ / ____
Licitação nº _______ / ____

17.5 Não serão efetuados quaisquer pagamentos enquanto perdurar pendência de liquidação de obrigações em virtude
de penalidades impostas à LICITANTE.

18. DO PREÇO ESTIMADO

Página 13 de 24
O valor estimado total para o fornecimento do objeto é de R$ 177.680,28 (cento e setenta e sete mil e seiscentos e
oitenta reais e vinte e oito centavos). Este valor está composto da seguinte maneira:

Objeto Valor
Custo Individual por servidor para serviços R$ 22,38
Acuidade Visual R$ 13,19
Audiometria Ocupacional R$ 19,69
Avaliação de Equilíbrio (ROMBERG) R$ 60,00
Eletrocardiograma – ECG R$ 39,90
Eletroencefalograma – EEG R$ 66,63
Espirometria R$ 45,63
Gama GT R$ 10,10
Glicose R$ 07,29
Hemograma Completo R$ 14,36
Lipidograma R$ 41,94
Plaquetas R$ 10,48
RX Tórax P.A. (OIT) R$ 52,08
Avaliação Psicossocial R$ 106,00
Nota: Considerando os orçamentos recebidos que serviram de balizamento na definição da Planilha de Custos anexa ao
processo.

19. DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA


Os recursos financeiros para atender as despesas decorrentes deste Processo Licitatório, encontram-se asseguradas
através de dotação orçamentária própria prevista no exercício cuja rubrica é de:

3009 – Diretoria de Planejamento e Expansão


(39) 3.3.9.0.39.05.00.00.00 – Serviços Técnicos Profissionais

20. DO REAJUSTE
Os preços constantes neste contrato são irreajustáveis por 12 (doze) meses.
Havendo sucessivas prorrogações, poderá ser requerido reajuste pela Contratada, utilizando-se o IGP/M como
parâmetro, com aplicação não inferior à data de aniversário do contrato.
A Contratante não concederá reajuste de ofício e poderá realizar pesquisa de mercado para aferir a legitimidade da
correção pretendida.

21. TIPO DE LICITAÇÃO


O julgamento da licitação se dará por menor preço global, tendo em vista que os serviços deverão ser executados por
uma única contratada, tornando assim, a logística e os controles contratuais mais adequados e vantajosos para a
Administração, pois a articulação das equipes necessita de um único comando e as proponentes poderão, na escala,
ofertar preços mais justos, uma vez que os custos fixos dos serviços atendem os dois itens.

22. DAS PENALIDADES


22.1 O descumprimento total ou parcial das obrigações assumidas pela licitante vencedora, salvo justificativa aceita pelo
SEMAE, resguardados os procedimentos legais pertinentes, poderá acarretar nas seguintes sanções:

a) multa compensatória no percentual de 10% (dez por cento), calculada sobre o valor total estimado da contratação,
por atraso injustificado após regularmente convocada para prestação dos serviços, sem prejuízo da aplicação de
outras sanções previstas no art. 87 da Lei Federal n.º 8.666/93 e suas posteriores alterações;

Página 14 de 24
b) multa de mora no percentual correspondente a 0,3% (zero vírgula três) calculado sobre o valor total estimado da
contratação, por dia de inadimplência, até o limite de 30 (trinta) dias, na entrega do objeto, caracterizando a
inexecução parcial;
c) multa compensatória no percentual de 10% (dez por cento), calculada sobre o valor total estimado da contratação
pela inadimplência além do prazo de 30 (trinta) dias, caracterizando a inexecução total deste;
d) advertência, que será aplicada sempre por escrito, quando a licitante deixar de atender determinações necessárias a
regularização de faltas ou defeitos concernentes a entrega do objeto, a critério do SEMAE.
22.2 A aplicação das sanções previstas neste edital não exclui a possibilidade da aplicação de outras, previstas na Lei
Federal n.º 8.666/93 com suas posteriores alterações, inclusive a responsabilização da licitante vencedora por eventuais
perdas e danos causados à Autarquia.
22.3 A multa deverá ser recolhida diretamente ao SEMAE, segundo procedimentos da Tesouraria, no prazo máximo de
10 (dez) dias corridos, a contar da data de recebimento da notificação enviada pelo Serviço Municipal de Água e Esgotos
– SEMAE.
22.4 As multas e outras sanções aplicadas só poderão ser relevadas motivadamente e por conveniência administrativa,
mediante ato do Diretor Geral da Autarquia, devidamente justificado.
22.5 À licitante que, convocada dentro do prazo de validade de sua proposta, deixar de entregar a documentação exigida
ou apresentá-la falsa ou adulterada; ensejar o retardamento da execução do objeto desta licitação; não mantiver a
proposta, falhar ou fraudar a execução do pedido; comportar-se de modo inidôneo; ou cometer fraude fiscal, ficará
impedida de licitar e contratar com a Autarquia e será descredenciada do Cadastro de Fornecedores deste órgão, caso já
seja credenciada, pelo período de até 02 (dois) anos, sem prejuízo das multas previstas neste edital, no contrato e nas
demais cominações legais.
22.6 As sanções aqui previstas são independentes entre si podendo ser aplicadas isoladas ou cumulativamente, sem
prejuízo de outras medidas cabíveis.
22.7 Em qualquer hipótese e aplicação de sanções será assegurado à licitante vencedora o contraditório e a ampla
defesa.

23. CONSIDERAÇÕES FINAIS (DISPOSIÇÕES GERAIS)


23.1 O valor da proposta a ser apresentada pela empresa vencedora não deverá ultrapassar 10% do valor da Planilha
Orçamentária do SEMAE;
23.2 As demais informações pertinentes ao objeto, instrumento desta licitação, seguem anexados, bem como o pedido
2018/39 e Planilha de Custos;
23.3 Fica eleito o foro de São Leopoldo, Estado do Rio Grande do Sul, para quaisquer questões ou conflitos decorrentes
do presente Contrato.

São Leopoldo, 03 de março de 2018.

ALEXSANDRO DA SILVEIRA BRITO


Gestor do Contrato

LUIS FERNANDO DOS SANTOS


Fiscal do Contrato

RUBINEI JOSE WEBER BUTZKE


Fiscal do Contrato

Página 15 de 24
FABIANO CESAR BORGES MACHADO
Fiscal do Contrato

ALEX FEIL PAUSE


Fiscal do Contrato

TATIANI BORTOLAZZO MÁRIO


Fiscal do Contrato

Página 16 de 24
ANEXO I

Relação do número de servidores por função gratificada, cargo efetivo ou cargo comissionado por unidade, conforme
lotação (este quantitativo pode sofrer alterações, incluindo nome de diretorias, gerências departamentos ou divisões
mediante mudanças de leis ou alteração de quantitativos por transferências de setores):

Listagem de cargos por lotação para Edital do PCMSO


DIRETORIA
GERÊNCIAS
DEPARTAMENTOS
DIVISÕES
QTDE CARGOS/FUNÇÃO CARGO ORIGEM
1 DIRETORIA GERAL
1.1 – GABINETE DO DIRETOR GERAL
1 DIRETOR GERAL
1 DIRETOR GERAL ADJUNTO
1 CHEFE DE GABINETE
1 OFICIAL DE GABINETE
1 ASSESSOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS ‘
1 ASSESSOR DE SUPRIMENTOS
1 ASSESSOR DE DIREÇÃO
1 ASSESSOR DE GESTÃO ORGANIZACIONAL
1 MOTORISTA
1.2 – ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO E MARKETING
1 ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO E MARKETING AGENTE ADM
1 ASSESSOR DE IMPRENSA
1 ASSESSOR DE PLANEJAMENTO AMBIENTAL –
ZONA NORTE
1 ASSESSOR DE PLANEJAMENTO AMBIENTAL –
ZONA LESTE
1 ASSESSOR DE PLANEJAMENTO AMBIENTAL –
ZONA OESTE
1 ASSESSOR DE PLANEJAMENTO AMBIENTAL –
ZONA SUL
1 ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
1 ASSESSOR DE PLANEJAMENTO AMBIENTAL –
ZONA NORTE
1.3 - PROCURADORIA JURÍDICA
1 PROCURADOR GERAL
1 PROCURADOR ADJUNTO
2 ASSESSOR JURÍDICO
2 ASSESSOR JURÍDICO
1 COORD. JURÍDICO ÁREAS CÍVEIS, LICITAÇÕES E PROCURADOR
CONTRATOS
1 COORD. JURÍDICO ÁREAS DE DÍVIDA ATIVA E AGENTE ADM
TRABALHISTAS
1 GRATIFICAÇÃO DE FUNÇÃO P/ AGENTE
ADMINISTRATIVO PJ
1 PROCURADOR
1.4 – CONTROLADORIA GERAL

Página 17 de 24
1 CONTROLADOR
1 ASSISTENTE DE CONTROLADOR MOTORISTA
1.5 - OUVIDORIA
1 OUVIDOR
1 ASSESSOR DE PLANEJAMENTO DA OUVIDORIA
1 SUPERVISOR DO DEPTO. DE ATENDIMENTO AGENTE ADM
SISTEMA 0800
2 TELEFONISTAS
1 OPERADOR DE ATENDIMENTO
1.6 – ASSESSORIA DE RELAÇÕES COMUNITÁRIAS
1 ASSESSOR GERAL DE RELAÇÕES COMUNITÁRIAS
1 ASSESSOR ADJUNTO DE RELAÇÕES
COMUNITÁRIAS
1 ASSESSOR DE RELAÇÕES COMUNITÁRIAS ZONA
NORTE
1 ASSESSOR DE RELAÇÕES COMUNITÁRIAS ZONA
LESTE
1 ASSESSOR DE RELAÇÕES COMUNITÁRIAS ZONA
OESTE
1 ASSESSOR DE RELAÇÕES COMUNITÁRIAS ZONA
SUL

2– DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E EXPANSÃO:


1 DIRETOR DE PLANEJAMENTO E EXPANSÃO
1 DIRETOR ADJUNTO DE PLANEJAMENTO E
EXPANSÃO
1 ASSESSOR DE DIREÇÃO DE PLANEJAMENTO E
EXPANSÃO
2 MOTORISTA
1 TÉCNICO EM SECRETARIADO
2.0.1 DEPARTAMENTO DE CADASTRO TÉCNICO
1 SUPERVISOR DO DEPARTAMENTO DE CADASTRO TOPÓGRAFO
TÉCNICO
1 DESENHISTA
2.1 GERÊNCIA DE APROVAÇÃO DE PROJETOS E FISCALIZAÇÃO DE OBRAS
1 GERENTE APROVAÇÃO PROJETOS E ENGENHEIRO CIVIL
FISCALIZAÇÃO OBRAS
1 FISCAL SANITARISTA
1 ENGENHEIRO ELETRICISTA
4 ENGENHEIRO CIVIL
1 ARQUITETA
2.3 GERÊNCIA DE SISTEMAS INTEGRADOS
1 GERENTE DE SISTEMAS INTEGRADOS MOTORISTA
2.3.1 DEPARTAMENTO DE QUALIDADE DE PROCESSOS
1 SUPERVISOR DO DEPTO. QUALIDADE DE AGENTE ADM
PROCESSOS
2.3.2 DEPARTAMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL
1 SUPERVISOR DO DEPTO. GESTÃO AMBIENTAL BIÓLOGA
1 ENGENHEIRO AMBIENTAL
1 MOTORISTA
2.3.3 DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA HIGIENE E MEDICINA DO TRABALHO
1 SUPERVISOR DO DEPTO. SEG. HIG. MED. DO TÉCNICO SEG TRAB
TRABALHO
1 TÉCNICO SEGURANÇA DO TRABALHO

Página 18 de 24
3 – DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO
1 DIRETOR DE ADMINISTRAÇÃO AGENTE ADM
1 DIRETOR DE ADMINISTRAÇÃO - ADJUNTO
1 ASSESSOR DE DIREÇÃO DE ADMINSITRAÇÃO
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
3.1 GERÊNCIA ADMINISTRATIVA
1 GERENTE ADMINISTRATIVO OP TRAT ÁGUA
3.1.1 DEPARTAMENTO DE COMPRAS
1 SUPERVISOR DO DEPTO. COMPRAS AGENTE ADM
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
3.1.1.1 DIVISÃO DE PATRIMÔNIO
1 CHEFE DIVISÃO DE PATRIMÔNIO AUX SV GERAIS
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
3.1.1.2 DIVISÃO DE PROTOCOLO E ARQUIVO
1 CHEFE DIVISÃO DE PROTOCOLO E ARQUIVO AUXILIAR SOCIAL
2 AGENTE ADMINISTRATIVO
3.1.1.3 DIVISÃO DE SUPRIMENTOS E MATERIAIS
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
1 CHEFE DIVISÃO SUPRIMENTOS E MATERIAIS AGENTE ADM
3.1.2 DEPARTAMENTO DE PROCESSOS LICITATÓRIOS
1 SUPERVISOR DO DEPTO. DE PROC. AGENTE ADM
LICITATÓRIOS
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
1 FISCAL SANITARISTA
3.2 GERÊNCIA DE LOGISTICA
1 GERENTE DE LOGÍSTICA MOTORISTA
3.2.1 DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA
1 SUPERVISOR DO DEPTO. LOGÍSTICA MOTORISTA
1 SUPERVISOR DO DEPTO. MANUTENÇÃO MOTORISTA
AUTOMOTIVA
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
1 LEITURISTA DE HIDROMETROS
1 MOTORISTA
3.3 GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS
1 GERENTE DE RECURSOS HUMANOS OP RÁDIO
3.3.1 DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PESSOAL
1 SUPERVISOR DO DEPTO. DE ADMINISTRAÇÃO DE AGENTE ADM
PESSOAL
3 AGENTE ADMINISTRATIVO
3.3.2 DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO FUNCIONAL
1 SUPERVISOR DO DEPTO. DESENVOLVIMENTO AGENTE ADM
FUNCIONAL
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
3.4 GERÊNCIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
1 GERENTE DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TÉC INFORMÁTICA
3.4.1 DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO TECNOLOGICA
1 SUPERVISOR DO DEPTO. MANUTENÇÃO TÉC INFORMÁTICA
TECNOLÓGICA
1 ELETRICISTA II
2 ANALISTA DE SISTEMAS
1 TÉCNICA EM INFORMÁTICA

4 – DIRETORIA COMERCIAL E DE FINANCAS


1 DIRETOR COMERCIAL E DE FINANÇAS
1 DIRETOR COMERCIAL E DE FINANÇAS - ADJUNTO

Página 19 de 24
1 ASSESSOR DE DIREÇÃO DE COMERCIAL E
FINANÇAS
4.1 GERÊNCIA COMERCIAL
1 GERENTE COMERCIAL AGENTE ADM
1 ASSISTENTE SOCIAL
4 OPERADOR DE ATENDIMENTO
4.1.1 DEPARTAMENTO COMERCIAL
1 SUPERVISOR DO DEPTO. COMERCIAL FISC SANITARISTA
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
1 MOTORISTA
4.1.1.1 DIVISÃO DE LIGAÇÃO ZONA LESTE/SUL
1 CHEFE DIVISÃO LIGAÇÃO ZONA LESTE/SUL AGENTE OP
4.1.1.2 DIVISÃO DE LIGAÇÃO ZONA OESTE/NORTE
1 CHEFE DIVISÃO LIGAÇÃO ZONA OESTE/NORTE MOTORISTA
4.1.2. DEPARTAMENTO DE CORTE E RELIGAÇÃO
1 SUPERVISOR DO DEPARTAMENTO DE CORTE E AGENTE ADM
RELIGAÇÃO
1 INSTALADOR HIDRÁULICO I
4.1.3.1 DIVISÃO DE CORTE E RELIGAÇÃO
1 CHEFE DE DIVISÃO DE CORTE E RELIGAÇÃO FISC SANITARISTA
2 AGENTE ADMINISTRATIVO
1 MOTORISTA
4.1.3. DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO E CADASTRO IMOBILIÁRIO
1 SUPERVISOR DO DEPTO. FISC. CAD. IMOBILIÁRIO FISC SANITARISTA
5 FISCAL SANITARISTA
4.1.4. DEPARTAMENTO DE HIDROMETRIA
1 SUPERVISOR DO DEPTO. DE HIDROMETRIA LEIT HIDROMETROS
2 MOTORISTA
1 AGENTE DE INSTALAÇÃO HIDRAULICA
1 INSTALADOR HIDRÁULICO
1 AGENTE ADMINISTRATIVO II
1 HIDROMETRISTA
4.1.5 DEPARTAMENTO DE LEITURA, EMISSÃO E CONTROLE DE CONTAS
1 SUP. DEPTO. LEITURA, EMISSÃO E CONTROLE FISC SANITARISTA
CONTAS
6 LEITURISTA DE HIDROMETROS
3 CONFERENTE
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
4.2 GERÊNCIA DE FINANÇAS
1 GERENTE DE FINANÇAS CONTADOR
4.2.1 DEPARTAMENTO DE ARRECADAÇÃO
1 SUPERVISOR DO DEPTO. DE ARRECADAÇÃO AGENTE ADM
3 AGENTE ADMINISTRATIVO
3 OPERADOR DE ATENDIMENTO
4.2.2 DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE
1 SUPERVISOR DO DEPTO. DE CONTABILIDADE
1 TECNICA EM CONTABILIDADE
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
1 CONTADOR
4.2.3 DEPARTAMENTO DE TESOURARIA
1 SUPERVISOR DO DEPTO. DE TESOURARIA AGENTE ADM

5 – DIRETORIA DE OPERAÇÃO
1 DIRETOR DE OPERAÇÃO OPTRAT ÁGUA
1 DIRETOR DE OPERAÇÃO - ADJUNTO

Página 20 de 24
1 ASSESSOR DE DIREÇÃO DE OPERAÇÃO
1 INSTALADOR HIDRÁULICO
5.1 GERÊNCIA DE OPERAÇÃO DE SISTEMAS DE TRATAMENTO DE ÁGUA
1 GERENTE OPER. SIST. DE TRATAMENTO ÁGUA TÉC QUÍMICA
5.1.1 DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE TRATAMENTO DE ÁGUA
1 SUPERVISOR DEPTO. SIST. TRATAMENTO DE
ÀGUA
5.1.1.1 DIVISÃO ETA 1
1 CHEFE DIVISÃO ETA-001 AUX LAB
2 AGENTE OPERACIONAL
1 CALCETEIRO
2 OPERADOR DE BOMBAS
2 OPERADOR TRATAMENTO DE ÁGUA
1 TÉCNICA EM SANEAMENTO
1 TÉCNICO DE LABORATÓRIO
5.1.1.2. DIVISÃO ETA 2
1 CHEFE DIVISÃO ETA-002 OP TRAT ÁGUA
3 ARTIFICE OPERACIONAL
1 AUXILIAR DE LABORATÓRIO
1 BIÓLOGA
1 MOTORISTA
2 OPERADOR DE BOMBAS
5 OPERADOR TRATAMENTO DE ÁGUA
2 TÉCNICO DE LABORATÓRIO
5.1.1.3 DIVISÃO RESERVAÇÃO DE ÁGUA
1 CHEFE DIVISÃO DE RESERVAÇÃO DE ÁGUA OP BOMBAS
1 HIDROMETRISTA
10 OPERADOR DE BOMBAS
5.2. GERÊNCIA DE OPERAÇÃO DE SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO
1 GERENTE OPER. SISTEMAS ESG. SANITÁRIO TÉC QUÍMICA
5.2.1 DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO
1 SUPERVISOR DEPTO. SIST. TRAT. ESGOTO FISC SANITARISTA
SANITÁRIO
5.2.1.1 DIVISÃO ETE 1
1 CHEFE DIVISÃO ETE-001 DESENHISTA I
1 AGENTE OPERACIONAL
2 ARTIFICE OPERACIONAL
1 TÉCNICA QUÍMICA
2 OPERADOR DE BOMBAS
5.2.1.2. DIVISÃO ETE 2/3
1 CHEFE DIVISÃO ETE-002/003
1 ARTIFICE OPERACIONAL
2 OPERADOR DE BOMBAS

6 – DIRETORIA DE MANUTENÇÃO HIDRÁULICA E ELETROINDUSTRIAL:


1 DIRETOR DE MANUT HIDRÁULICA E TÉC MECÂNICO
ELETROINDUSTRIAL
1 DIRETOR DE MANUT HIDRÁULICA E ELETROIND-
ADJUNTO
1 ASSESSOR DE DIREÇÃO DE DMHE
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
1 AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS
3 MOTORISTA
6.1 GERÊNCIA DE MANUTENÇÃO ELETROINDUSTRIAL E PREDIAL

Página 21 de 24
1 GERENTE DE MANUTENÇÃO ELETROINDUSTRIAL TÉC MECÂNICO
E PREDIAL
6.1.1 DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO ELETROINDUSTRIAL E PREDIAL
1 SUPERVISOR DEPTO. MAN. ELETROINDUSTRIAL E TÉC MECÂNICO
PREDIAL
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
1 AGENTE DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA
1 AUXILIAR MECANICO
1 ENGENHEIRO MECANICO
1 MECÂNICO
3 MOTORISTA
6.1.1.1 DIVISÃO CIVIL E SERVIÇOS GERAIS
1 CHEFE DIVISÃO CIVIL E SERV. GERAIS MOTORISTA
1 INSTALADOR HIDRÁULICO
6.1.1.2 DIVISÃO DE INSTRUMENTAÇAO
1 CHEFE DIVISÃO DE INSTRUMENTAÇÃO TÉCNICO INDUSTRIAL
1 ELETROTECNICO
6.1.1.3 DIVISAO DE MANUTENCAO INDUSTRIAL
1 CHEFE DIVISÃO MANUTENÇÃO MEC. INDUSTRIAL ARTIFICE OP
1 ARTIFICE DE OPERAÇÕES
1 AUXILIAR MECANICO
2 TÉCNICO MECÂNICO
6.1.1.4 DIVISÃO ELETRICA
1 CHEFE DIVISÃO ELÉTRICA ELETRICISTA I
1 ELETRICISTA I
1 ELETROTÉCNICO
1 MOTORISTA
6.2. GERÊNCIA DE MANUTENÇÃO HIDRAULICA
1 GERENTE DE MANUTENÇÃO HIDRÁULICA INST HIDR
6.2.1 DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO DE REDES DE ÁGUA
1 SUPERVISOR DEPTO. MANUTENÇÃO DE REDES TÉC MECÂNICO
DE ÁGUA
1 OPERADOR DE RÁDIO
6.2.1.1 DIVISÃO ZONA SUL
1 CHEFE DIVISÃO ZONA SUL MOTORISTA
2 AGENTE DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA
1 MOTORISTA
1 ARTIFICE OPERACIONAL
2 INSTALADOR HIDRÁULICO
1 OPERARIO
6.2.1.2 DIVISÃO ZONA NORTE
1 CHEFE DIVISÃO ZONA NORTE AGENTE OP
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
4 AGENTE DE INSTALAÇÃO HIDRAULICA
1 AGENTE OPERACIONAL
2 INSTALADOR HIDRÁULICO
2 MOTORISTA
1 OPERADOR DE BOMBAS
1 OPERÁRIO
6.2.1.3 DIVISÃO ZONA LESTE
1 CHEFE DIVISÃO ZONA LESTE MOTORISTA
1 AGENTE ADMINISTRATIVO
2 ARTIFICE OPERACIONAL
3 INSTALADOR HIDRAULICO

Página 22 de 24
1 LEITURISTA DE HIDROMETROS
2 MOTORISTA
6.2.1.4 DIVISÃO ZONA OESTE
1 CHEFE DIVISÃO ZONA OESTE ARTIFICE OP
1 AGENTE DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA
3 ARTIFICE OPERACIONAL
1 AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS
2 INSTALADOR HIDRAULICO
2 MOTORISTA
6.2.1.5 DIVISÃO DETECÇÃO DE VAZAMENTOS
1 CHEFE DIVISÃO DE DETECÇÃO DE VAZAMENTOS HIDROMETRISTA

7 – DIRETORIA DE MANUTENÇÃO DE ESGOTOS


1 DIRETOR DE MANUTENÇÃO DE ESGOTOS AGENTE OP
1 DIRETOR DE MANUTENÇÃO DE ESGOTOS -
ADJUNTO
1 ASSESSOR DE DIREÇÃO DO DME
1 ENGENHEIRO CIVIL
3 MOTORISTA
7.1. GERÊNCIA DE MACRODRENAGEM
1 GERENTE DE MACRODRENAGEM AG INST HIDR
1 MOTORISTA MÁQUINA PESADA
1 OPERADOR DE BOMBAS
2 OPERADOR INDUSTRIAL
7.1.1. DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO DE CASA DE BOMBAS
1 SUPERVISOR DEPTO. OPERAÇÃO DE CASAS DE OP BOMBAS
BOMBAS
1 AGENTE DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA
1 AGENTE OPERACIONAL
1 ARTIFICE OPERACIONAL
1 LEITURISTA DE HIDROMETROS
8 OPERADOR DE BOMBAS
7.2. GERÊNCIA DE MICRODRENAGEM E ESGOTAMENTO SANITÁRIO
1 GERENTE DE MICRODRENAGEM E MOTORISTA
ESGOTAMENTO SANITÁRIO
1 ARTIFICE OPERACIONAL
1 FISCAL CADASTRO
1 MOTORISTA
1 OPERADOR INDUSTRIAL
4 OPERARIO
1 PEDREIRO
7.2.1 DEPARTAMENTO DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO
1 SUPERVISOR DO DEPTO DE ESGOTAMENTO AGENTE ADM
SANITÁRIO
1 AGENTE OPERACIONAL
1 ARTIFICE OPERACIONAL
1 HIDROMETRISTA I
7.2.2DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO DE REDES DE MICRODRENAGEM
1 SUP DEPTO. MANUTENÇÃO REDES MOTORISTA
MICRODRENAGEM
1 AGENTE OPERACIONAL
1 INSTALADOR HIDRÁULICO I
7.2.2.1 DIVISÃO OPERACIONAL DE MICRODRENAGEM OESTE/NORTE
1 CHEFE DIV. OPER. ESGOT SANIT ZONAS OESTE- ARTIFICE OP

Página 23 de 24
NORTE
7.2.2.3 DIVISÃO OPERACIONAL MICRODRENAGEM ZONAS LESTE-SUL
1 CHEFE DIVISÃO OP MICRODRENAGEM ZONAS AGENTE OP
LESTE-SUL
7.2.2.4 DIVISÃO OPERACIONAL MICRODRENAGEM ZONA OESTE-NORTE
1 CHEFE DIVISÃO OP MICROD ZONA OESTE-NORTE MOTORISTA
7.2.2.2 DIVISÃO OPERACIONAL DE MICRODRENAGEM LESTE/SUL
1 CHEFE DIV OPER. ESGOT SANITÁRIO ZONAS MOTORISTA
LESTE-SUL

Página 24 de 24