Você está na página 1de 22

Aula 10 – Amplificador Operacional

Eletrônica Analógica

• Como será feita a comparação


da temperatura do sensor com o
ajuste do potenciômetro?

Prof. Márcio Nunes


Amplificador Operacional
O que é?
• O Amplificador Operacional, ou Amp-Op, é um amplificador
diferencial de ganho muito alto, que possui duas entradas e uma
saída. A entrada não inversora (+) resulta em uma saída de mesma
polaridade (mesma fase), e a entrada inversora (-) resulta em uma
saída com polaridade oposta (fase invertida).

• Possui impedância de entrada muita alta e baixa impedância de


saída, de tal modo que para o amplificador operacional ideal:
Zi   Zo  0 | Av |  
Amplificador Operacional
Operação Básica
• Entrada Simples
O sinal é conectado a uma entrada com a outra aterrada, operando
como “entrada simples”.

Entrada Simples Entrada Simples


Não-Inversora Inversora
Amplificador Operacional
Operação Básica
• Entrada Dupla
Os sinais são aplicados em ambas as entradas, operando em “modo
comum” ou “entrada dupla”.

Modo Comum

Entrada Dupla
Amplificador Operacional
CI LM741 – Amplificador Operacional Bipolar
• Pinos

 1 e 5 – compensação
 2 – Entrada Inversora (Vn)
 3 – Entrada Não-Inversora (Vp)
 4 e 7- Polarização
 6 – Saída

Nota: os terminais de compensação podem ser ligados a circuitos auxiliares


para compensar a degradação por envelhecimento ou imperfeições.
Amplificador Operacional
Curva Característica
• A curva característica do Amplificador Operacional mostra a
relação da tensão de saída (Vout) com as tensões de entrada
(Vp – Vn).

• A tensão de saída (Vout) é limitada pela tensão de alimentação


(V+ e V-).
Amplificador Operacional
Curva Característica
• Se, por exemplo, Vout = - 10 V e Av = 20.000, teremos

 Vo  (10)
Vi    0,0005 V
Av 20.000

Assim, a tensão de entrada pode ser considerada 0 V. Esse fato


(Vi ≈ 0 V) nos leva ao conceito de curto-circuito virtual na entrada
do amp-op.

• Na maioria dos casos, manteremos esse curto-circuito virtual


ligando o terminal de saída ao terminal de entrada inversora. Essa
ligação é chamada realimentação negativa.
Amplificador Operacional
Aplicações
• O amplificador operacional pode ser associado a resistores para
executar adição, subtração, troca de sinal e multiplicação por
constante. Também pode ser associado a indutores e capacitores
para executar diferenciação e integração.

• Utilizaremos principalmente a equação de tensão de nó na


entrada para executar a análise do amp-op.
Amplificador Operacional
Aplicações
• Amplificador Inversor
if

i1 in
Vn

Nosso objetivo na análise é encontrar a tensão de saída Vo


Escrevendo a equação de nó do terminal inversor :

Como não há corrente na entrada do amplificador ideal, temos in = 0:


Amplificador Operacional
Aplicações
• Amplificador Inversor
Pela lei de Ohm:

Como há um curto-circuito virtual na entrada do amplificador ideal,


temos Vn = 0:
Amplificador Operacional
Aplicações
• Amplificador Não-Inversor

Vn
in
i1 if

Escrevendo a equação de nó do terminal inversor :

Como não há corrente na entrada do amplificador ideal, temos in = 0:


Amplificador Operacional
Aplicações
• Amplificador Não-Inversor
Pela lei de Ohm e, devido ao curto-circuito virtual na entrada do
amplificador ideal, temos Vn = V1 :
Amplificador Operacional
Aplicações
• Seguidor Unitário

Como há um curto-circuito virtual nas entradas, é direto ver que:

Ou seja, o circuito fornece um ganho unitário (1) sem inversão de


polaridade.
Amplificador Operacional
Aplicações
• Amplificador Somador - Exercício
if
i1 Vn
i2 in
i3

Escrevendo a equação de nó do terminal inversor :

Como não há corrente na entrada do amplificador ideal, temos in = 0:


Amplificador Operacional
Aplicações
• Amplificador Somador

Como há um curto-circuito virtual na entrada do amplificador ideal,


temos Vn = 0 V :
Amplificador Operacional
Aplicações
• Associação de circuitos
Essas aplicações podem ser associados para formar um circuito que
executa várias operações.

Somador

Somador

Seguidor Unitário
LM35
O que é?

• É um sensor de temperatura, com uma


saída de tensão linear em relação
à temperatura (10 mV/°C).

• Trabalhando na escala 0 – 50°C, o sensor irá fornecer uma tensão


0 a 0,5 V. Assim, o nosso potenciômetro deve fornecer para o
comparador uma tensão de 0 a 0,5 V.

0 a 0,5 V
Conceitos Iniciais

Agora Sabemos

• Como será feita a comparação da temperatura do sensor com o


ajuste do potenciômetro?

22
Conceitos Iniciais

Pontos chaves
• Conhecer o funcionamento do Amplificador Operacional
• Conhecer os principais parâmetros do Amp-Op
• Entender os conceitos de Curto-Circuito Virtual e Realimentação
Negativa
• Conhecer as principais aplicações do Amp-Op

A versão legendada desta aula está em:


BOYLESTAD, Robert L.. Dispositivos Eletrônicos e Teoria
de Circuitos. 11ª ed, seções 10.1, 10.4 e 10.5
23
Conceitos Iniciais

Exercícios

• Lista de Revisão B2
• Não precisa entregar

24
Conceitos Iniciais

Atividade Prática Supervisionada

• ETAPA 7 – Passos 1, 2, 3 e 4
• ETAPA 8 – Passos 1 e 2
• Apresentação até dia 10/06 conforme roteiro de
apresentação

25