Você está na página 1de 13

1

ATITUDES QUE CREDÊNCIA O DISCIPULO DE CRISTO


Mt 16:24-28

EXÓRDIO:
Como os discípulos de Cristo tem se comportado é algo que tem chamado
a nossa atenção. Muitos dos que se dizem discípulos do Senhor Jesus, na
verdade não passam de instrumentos de satanás para tentar povo de Deus. O
determinismo anda a solta; O homem tem feito de Deus um ser criado para o seu
próprio bem! Muitos dos que se dizem discípulos de Jesus, na verdade são
seguidores de satanás, e buscam seu próprio interesse.
Utilizam das instituições humanas para alcançarem seus objetivos. Em
suma, querem a coroa sem a cruz. Apresentam um “cristianismo sem o
Cristo crucificado e ressurreto”. Os valores estão invertidos!

NARRATIVA:
O texto que nós lemos mostra que a pesar de os discípulos terem captado o
fato de que Jesus era o Messias de Deus, ainda não tinha compreendido seu
significado. Pedro havia declarado: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”(v.16),
contudo o significado dessa declaração ainda era diferente do que Jesus
compreendia a respeito de ser o Cristo, o Filho do Deus vivo.

Os discípulos seguiam pensando em termos de um Messias conquistador,


um rei guerreiro, que expulsaria os romanos da Palestina e conduziria Israel ao
poder; A reação de Pedro demonstra o quanto os discípulos estavam longe de
compreender com exatidão o que Jesus queria dizer quando afirmava que era o
Messias e o Filho de Deus.
2

Assim, Jesus começou a tratar de abrir os olhos deles para que


entendessem que para Ele não havia outro caminho senão o da cruz. Disse que
devia ir a Jerusalém e sofrer “muitas coisas dos anciãos, dos principais
sacerdotes e dos escribas”.

ESTES ERAM OS TRÊS GRUPOS QUE COMPUNHAM O SINÉDRIO.


Os anciãos eram as pessoas respeitáveis e respeitadas; Os principais sacerdotes
eram em sua maioria, saduceus; E os escribas eram fariseus. Em cumprimento
da sua missão, Cristo fala aos discípulos que deve padecer sob o Sinédrio e sob
os líderes religiosos. Assim que Jesus pronunciou essas palavras, Pedro reagiu
de maneira violenta.

Pedro só tinha a idéia de um Messias de poder, glória e conquista. Para ele


era inacreditável a idéia de um Messias sofredor, relacionar uma cruz com a obra
do Messias. Diz o texto que “Pedro, chamando-o [a Jesus] à parte” O mais
provável é que o rodeasse com um braço protetor para detê-lo em seu “intento
suicida”. “Isso”, disse Pedro, “não deve nem pode te acontecer.” E então veio
a grande reprimenda que nos corta a respiração quando lemos: “Arreda-te - Sai
de diante de mim, Satanás”.

Por que Jesus reagiu assim?


A dureza e o rigor da resposta de Jesus se devem ao que Pedro lhe estava
propondo exatamente as mesmas coisas que o diabo havia proposto;
É interessante que Pedro enfrentou Jesus com o objetivo de levá-lo a fugir da
cruz – Algo que o tentou até o fim.

O significado literal de Satanás é O Adversário. É por isso que as idéias de


Pedro não eram idéias de Deus, mas sim do homem. Podemos entender
Satanás como: qualquer força que trata de nos afastar do caminho de Deus,
Satanás é qualquer influência que nos faz retroceder no árduo caminho que Deus
põe diante de nós. Satanás é qualquer poder que trata de conseguir que os
desejos humanos ocupem o lugar do imperativo divino.
3

O que nos chama à tentação para algo mais grave e doloroso, é o fato de
que tal repreensão a Jesus procedeu de alguém que O amava. Entretanto,
Pedro falou desse modo só porque amava a Jesus de tal forma que não podia
suportar a idéia de vê-lo nesse caminho terrível e morrendo essa morte
espantosa.

A TENTAÇÃO MAIS DURA É A QUE PROCEDE DO AMOR PROTETOR.


Em algumas ocasiões o amor trata de nos afastar dos perigos que apresenta o
caminho de Deus; mas o verdadeiro amor não é o que retém o cavalheiro na
casa quando deveria ir lutar, mas o que o envia a cumprir as obrigações de sua
honra que não a impõem para converter a vida em algo fácil, mas em algo
grande.

Certamente, o que fez com que Pedro falasse como falou, foi que nesse dia o
tentador lhe falou por meio do amor ardente, mas equivocado.

É INTERESSANTE DAR UMA OLHADA A DUAS INTERPRETAÇÕES MUITO


ANTIGAS DA FRASE: “Para trás de mim, Satanás” (RC). Orígenes sugeriu
que quando Jesus pronunciou estas palavras Ele quis dizer a Pedro: “Pedro, seu
lugar é atrás de mim, não adiante. Seu lugar consiste em me seguir no caminho
que eu escolho, e não em me conduzir pelo caminho que você gostaria que eu
seguisse.”

Se interpretarmos a frase desse modo, nós amenizamos o texto e


escondemos a força da mensagem, assim é tirada parte de sua dureza,
porque não faz desaparecer a Pedro da presença de Cristo.

Antes, lembra a Pedro qual é o seu lugar como um seguidor que caminha nos
passos de Jesus. O mesmo se aplica a todos nós. Sempre devemos seguir o
caminho de Cristo, jamais devemos tentar obrigar a Cristo a tomar nosso próprio
caminho.
4

Encontramos um maior desenvolvimento deste tema quando analisamos esta


frase de Jesus à luz das palavras que dirigiu a Satanás no final quando tentado
por satanás - Mateus 4:10.

APESAR DE QUE NAS TRADUÇÕES AS PASSAGENS PARECEM SER


DIFERENTES, TODAVIA ELAS SÃO BEM PARECIDAS. Em Mateus 4:10 diz:
“Vai-te, Satanás”, que em grego se diz: "Hupage Satana. Neste caso diz a
Pedro: “Para trás de mim, Satanás”", que em grego se expressa assim:
“Hupage opiso mou, Satana.”

Agora, o fato concreto é que a ordem de Jesus a satanás é direta: “Vai-te!”.


Enquanto que sua ordem a Pedro é: “Para trás de mim”, quer dizer:
“Retroceda e volte agir como meu discípulo.”

Cristo expulsa Satanás de sua presença; Exorta Pedro a segui-lo. Se havia


algo em que Satanás jamais poderia converter-se, era em seguidor de Cristo; em
seu orgulho diabólico jamais podia submeter-se a isso, por isso é Satanás.

AO CONTRÁRIO DISSO, PEDRO poderia estar errado, poderia cair e pecar,


mas para ele sempre restava à possibilidade do desafio e a oportunidade de
voltar a agir como discípulo e Cristo.

É COMO SE JESUS LHE TIVESSE DITO: “Neste momento você falou como
Satanás. Mas quem fala não é o verdadeiro Pedro. Você pode se redimir. Venha
atrás de mim e volta a ser meu discípulo e tudo voltará a andar bem.”
A diferença básica entre o Pedro e Satanás radica justamente no fato de que
Satanás jamais teria a intenção de ser discípulo de Jesus, por ser rebelde.
Sempre que o homem esteja disposto a seguir, inclusive depois de ter caído,
resta a esperança de obter a misericórdia de Deus.
5

SE DE FATO, QUEREMOS SER DISCÍPULOS DE JESUS,


NÓS PRECISAMOS TER TRÊS ATITUDES:

Tais atitudes nos identificam como discípulos de Cristo. Muitos dos que se
dizem discípulos de Cristo não tem disposição para agir como verdadeiros
discípulos. A vida cristã é muito mais ampla do que as minhas necessidades. É
preciso olhar para a vida como cristãos autênticos – Como discípulos do Senhor
Jesus.

FT.: ATITUDES QUE EVIDENCIAM O VERDADEIRO DISCÍPULO DE CRISTO

1) PRIMEIRA ATITUDE DO DISCÍPULO DE CRISTO: (v.24) Deve Negar-Se a si


mesmo.
Em geral empregamos o termo negação de si mesmo em um sentido restringido.
Utilizamos para significar prescindir de algo, ou renunciar a algo. Uma
semana de abnegação, por exemplo, é uma semana na qual prescindimos de
certos prazeres ou luxos, em geral com o propósito de contribuir com alguma boa
causa. Mas isso não é mais que uma parte muito pequena do que Jesus quis
dizer ao falar da negação de si mesmo.

NEGAR-SE A SI MESMO SIGNIFICA DIZER NÃO A SI MESMO EM TODOS OS


MOMENTOS DA VIDA E DIZER SIM A DEUS.

NEGAR-SE A SI MESMO SIGNIFICA DESTRONAR-SE A SI MESMO DE UMA


VEZ E PARA SEMPRE E ENTRONIZAR A DEUS.

Negar-se a si mesmo significa apagar-se a si mesmo como princípio


dominante na vida e fazer de Deus o princípio diretor, mais ainda, a paixão
6

dominante da vida. A vida de uma auto-negação constante é uma vida de


assentimento constante a Deus.

O NEGUE A SI MESMO SIGNIFICA “renuncie a si mesmo” “rejeite-se a si


próprio”. Negar-se a si mesmo significa cassar o direito de existir do nosso
“eu” melindroso, autoritário e teimoso. Significa cortar e negar a esse “eu”
tudo o que não combina com as exigências de Cristo.

O TERMO GREGO USADO AQUI PARA NEGAR-SE É απαρνεομαι


(aparneomai) que significa negar, esquecer de si mesmo, perder a visão ou
interesse próprio. Entretanto esse termo grego tem a preposição adverbial
“apo” que significa de agora, daqui em diante.

ASSIM O ENTENDIMENTO CORRETO DO TEXTO É: Se alguém realmente


quer vir após mim, a partir desse momento, de agora em diante, esqueça de
si mesmo e não tenha mais interesse próprio - negue-se a si mesmo.

É NEGAR O EU, SUAS VONTADES E DESEJOS. Há muitas pessoas que


pensam que o fato de negar a si mesmo se resume no simples fato de ser
membro de uma igreja ou declarar-se cristão. ISSO NÃO É NADA E PODE NA
VERDADE SER MUITO; Pode ser muito a ponto de lhe conduzir ao inferno, pois
a religiosidade vazia de Deus por ser algo tão grande a ponto de fazer com que
você se ache no direto de querer repreender a Deus, como Pedro fez.

Aquele que Jesus havia dito que era a Pedra sobre o qual Ele (Jesus)
edificaria a sua Igreja, foi o mesmo que Jesus chamou de Pedra de tropeço.

É preciso morrer todos os dias, é preciso renunciar o ego, os desejos


carnais é preciso negar a natureza pecaminosa e tudo quanto nos leva a
vivermos em desobediência a Deus.
7

Assim como Cristo o discípulo de Cristo, o seguidor de Cristo não deve


viver em busca dos prazeres da vida nem atrás de realizar suas vontades, mas
deve ir para em direção ao caminho que Jesus nos ensinou, em direção ao
calvário. Não há coroa sem cruz nem céu sem renúncia. Ler Mt 19:16-22

O NOSSO CHAMADO NÃO É PARA AFIRMAÇÃO DO EU, MUITO PELO


CONTRÁRIO, O NOSSO CHAMADO É PARA A RENÚNCIA DO EU.

PRECISAMOS SUFOCAR NOSSAS VIDAS SE DE FATO QUEREMOS SER


DISCÍPULOS DE CRISTO. Temos que renunciar nosso orgulho, soberba,
presunção e autoconfiança para seguirmos as pegadas de Cristo.

NEGAR-SE A SI MESMO NÃO SIGNIFICAR ANIQUILAR-SE. Não se trata de


anular-se como pessoa, deixando de viver, mas trata-se de servir a Deus de todo
teu coração, com toda intensidade. É abrir mão do que pensamos para abraçar
o que Deus diz e pensa a respeito de nós.

NEGAR-SE A SI MESMO É ESTAR DEBAIXO DO SENHORIO DE CRISTO


e permitir que Jesus reine como Supremo Rei e Senhor de nossas vidas.
O egoísmo tem destruído famílias, relacionamentos, amizades, comunhão, paz e
a harmonia. O SEGREDO DO TER É NEGAR... NEGAR-SE A SI MESMO!

2) SEGUNDA ATITUDE DO DISCIPULO DE CRISTO: (v.24) “Tome a Sua


Cruz” É Um Convite para a Morte - Quer dizer que o discípulo deve assumir a
responsabilidade do sacrifício vivo e agradável diante de Deus.

A VIDA CRISTÃ É UMA VIDA DE SERVIÇO SACRIFICIAL. O discípulo de


Cristo abandona a ambição pessoal, sonhos e projetos pessoais para servir
a Cristo. ILUSTRAÇÃO DO MEU CHAMADO. ABANDONO DO MEU SONHO.
8

Pode ser que você descubra que o lugar onde você pode oferecer de louvor
a Deus, é um lugar onde não haverá recompensa, e o prestígio será nulo.

Sem dúvida você terá que sacrificar tempo e prazer, para que possas servir
ao Deus vivo e verdadeiro. ALGUNS EXEMPLOS SIMPLES: Pode ser que
você que sacrificar o conforto do lar, o prazer de uma visita a um lugar de recreio,
para servir a Cristo, dedicando-se à obra de Deus. Pode ser que você tenha que
sacrificar suas posses, bens, carro para servir a Deus. SACRIFÍCIO.

O EVANGELHO DE LUCAS, EM UM RASGO DE AGUDA PERCEPÇÃO,


ACRESCENTA UMA PALAVRA A ESTA ORDEM DE JESUS: “Tome cada dia
sua cruz.” O mais importante é termos a compreensão de uma vida diária aos
pés de Cristo, para cumprir minuto a minuto as exigências de Deus. O discípulo
de Cristo sempre está mais preocupado com os outros do que com si
mesmo.

PARA ENTENDER O QUE JESUS ESTA DIZENDO E O QUE SE REFERE A


CRUZ, NÓS PRECISAMOS FALAR SOBRE O QUE NÃO É A SUA CRUZ.
Sua cruz não é o seu marido ou sua esposa. Não é o seu filho rebelde. Não é
o seu vizinho insuportável. Sua cruz não é a sua dificuldade financeira e nem o
seu trabalho ou seu patrão; Também não é o seu chefe; Sua cruz não é a sua
saúde ou a situações ruins que você enfrenta na vida.

Nós dizemos “essa é a minha cruz”, mas isso não é verdade! Não é isso que
Jesus quis dizer. A cruz não é apenas um lugar de sofrimento, mas também
é um lugar de morte! Quando Jesus falou da cruz, todos na platéia sabiam o
que ele estava se referindo.

Ao dizer que devemos tomar a nossa cruz, Jesus está ensinando que
devemos viver como homens mortos. Somos chamados a assumir o nosso
status de mortos para o mundo, e para o pecado de uma vez por todas, e,
vivos para Deus. Não devemos desistir ou recusar a cruz.
9

FOMOS SEPULTADOS COM CRISTO, E CREMOS QUE TAMBÉM COM ELE


VIVEREMOS. Ler Romanos 6:1-13

No verso 21 do texto de Mateus 16, Jesus diz que era necessário sofrer
muitas coisas e ser morto; mas ao terceiro dia ressuscitaria, vencendo o aguilhão
da morte, para que mediante a Sua morte e ressurreição pudéssemos ter a vida
eterna Nele.

TOMAR SUA CRUZ SOBRE SI QUER DIZER: Tomar a firme e decisão de


sufocar, o seu próprio “eu” o próprio ego, nossas vontades humanas.

É considerar-se morto para o pecado, para os prazeres da vida. É andar com


atestado de óbito para o mundo no bolso.

3) TERCEIRA ATITUDE DO DISCIPULO DE CRISTO: (v.24) Deve seguir a


Jesus Cristo. É Um Convite para a Vida “e siga-me” - Quer dizer que o
discípulo de Cristo deve viver em obediência perfeita a Ele.

ILUSTRAÇÃO: Quando éramos jovens estávamos acostumadas a brincar um


jogo chamado “seguir o líder”. Era preciso copiar tudo o que fazia o líder por mais
difícil e, no caso do jogo, por mais ridículo que fosse.

A vida cristã é um constante seguir o líder, uma constante obediência em


pensamento, palavra e ação a Jesus Cristo. O discípulo de Jesus deve
seguir os passos de Jesus Cristo, em qualquer lugar; Sejas onde for.

ENQUANTO QUE TOMAR A CRUZ É MORRER PARA O MUNDO E SEUS


VALORES, SEGUIR A CRISTO É TER GARANTIA DE VIDA ETERNA.

Seguir a Cristo é algo sublime! É uma exigência a ser praticada por todos os
dias da nossa vida. Em cada decisão e escolha, nós precisamos seguir a Cristo.
10

SEGUIR A CRISTO É IMITÁ-LO! É fazer o que Ele faria em nosso lugar.


É amar como Ele amou e ainda nos ama, é aborrecer o que Ele aborrece. É viver
a vida na perspectiva de Deus. “Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos
amados;” (Efésios 5:1) Seguir a Cristo aqui traz o entendimento de viver
confiado Nele.

JESUS TE CONVIDA PARA SEGUÍ-LO. Pois há caminhos que para o homem


para ser bom, mas ao final dá em caminhos de morte.

Mas o caminho de Cristo é um caminho que lhe garante a vida eterna; Não é
um caminho isento de lutas, dificuldades e sofrimento, mais é um caminho
de paz, de refrigério de alento e acima de tudo um caminho que lhe dá a
certeza de que têm alguém que intercede por você. É um caminho seguro.

O DISCÍPULO DE JESUS SEGUE A ELE SOMENTE. Anda em seus


caminhos. Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém
vem ao Pai senão por mim.” (João 14:6)

O discípulo de Jesus Cristo não é chamado para viver de forma


irresponsável; Ao contrário disso os discípulos de Cristo sãos chamados
para honrar e glorificar o Pai. Precisamos viver de acordo com a vontade
Deus e os princípios estabelecidos em Sua Palavra.

CONCLUSÃO / APLICAÇÃO:
Neste mundo existe uma diferença profunda entre existir e viver. Muitas
pessoas existem, mas não vivem; Outros pensam que vivem, mas estão mortos;
a vida não tem sentido, há um profundo vazio na alma. Só Jesus Cristo pode
preencher esse vazio!

Cristo veio para nos dar vida, e vida abundante – Vida terna. Nesse texto
Jesus nos dá as indicações para a vida como algo diferente da existência.
11

PODEMOS EXTRAIR ALGUMAS LIÇÕES PRÁTICAS


PARA AS NOSSAS VIDAS.

1) O HOMEM QUE SE PREOCUAPA APENAS COM AS COISAS DESSE


MUNDO PERDE A SUA VIDA. Mateus escrevia entre os anos 80 e 90 d. C. De
maneira que escrevia nos dias mais amargos das perseguições.

O MATEUS ESTÁ DIZENDO É O SEGUINTE: “É muito possível que chegue o


momento em que vocês possam salvar sua vida abandonando a fé, mas se o
fizerem, longe de salvar a vida no verdadeiro sentido, perdê-la-ão.” O homem fiel
pode morrer, mas morre para viver; quem abandona sua fé indo atrás da
segurança, pode viver, mas vive para morrer.

Há muita gente correndo atrás do vento! Atrás de coisas que não pode salvar o
homem e nem dar o verdadeiro significado a vida. Egoísmo puro!!!

Em uma oportunidade alguém escreveu um epitáfio muito amargo a


respeito de uma pessoa: “Nasceu homem e morreu comerciante.” Podemos
substituir a palavra comerciante por qualquer ofício ou profissão. O homem que
busca a segurança deixa de ser homem, porque o homem é feito à imagem de
Deus.

2) O HOMEM QUE ARRISCA TUDO POR CRISTO – AINDA QUE TENHA


ALGUM TIPO DE PREJUIZO – ENCONTRA A VIDA. A história nos ensina que
sempre foram os homens de coragem que disseram adeus à segurança, que
escreveram seu nome na história e fizeram diferença na sociedade.

Se não tivesse existido quem estava disposto a correr riscos, mais de uma
medicina não existiria. Se não tivessem existido os que estiveram dispostos a
arriscar-se, muitas das máquinas que facilitam a vida não seriam inventadas. Se
não existissem mães dispostas a correr o risco, não nasceria nenhum menino.
12

Se Ashbel Green Simonton não tivesse disposição para deixar tudo, e correr
riscos certamente você não estaria aqui hoje, e certamente esta igreja não estaria
completando aniversário.

O homem que está disposto “a arriscar a vida pela verdade de que Deus
existe” é quem, em última instância, encontra a vida.

3) POR ÚLTIMO, JESUS PERGUNTA: “QUE RECOMPENSA DARÁ O HOMEM


POR SUA ALMA?
O homem em si e por si mesmo não pode fazer nada para salvar-se. Jesus
Cristo é o único caminho que conduz o homem a salvação. Ele é o mediador
da nova aliança no seu sangue. Jesus expiou os nossos pecados na cruz do
calvário! O castigo que nos traz a paz estava sobre Ele.

4) JESUS É O QUE DÁ SENTIDO A NOSSA VIDA – ELE É A NOSSA


SEGURANÇA.
“Suponham que alguém busca a segurança, e este alguém obtém o mundo
inteiro, e imagine que mais tarde próximo da sua morte, esse alguém descobre
que ganhar as riquezas desse mundo não valeu a pena!

É perfeitamente possível que alguém conquiste tudo o que se propôs, e


uma manhã desperte e descubra que perdeu as coisas mais importantes.

Três atitudes que identificam o verdadeiro discípulo de Cristo.


É momento oportuno para reavaliarmos a nossa vida, a nossa história, o
nosso ministério.

1) PRIMEIRA ATITUDE DO DISCÍPULO DE CRISTO: Deve negar-se a si mesmo. É Uma


Renuncia Absoluta.

2) A SEGUNDA ATITUDE DO DISCIPULO DE CRISTO: (v.24) “Tome a Sua Cruz” É Um


Convite para a Morte – Precisamos morrer para o mundo.

3) A TERCEIRA ATITUDE DO DISCIPULO DE CRISTO: (v.24) É Um Convite para a Vida –


Na medida em que morremos para o mundo nascemos para Deus.
13