Você está na página 1de 16

EVENTOS NO ESTADO DE GOIÁS QUE

ATRAEM FLUXO TURÍSTICO

www.goiasturismo.go.gov.br www.observatoriodoturismo.tur.br
VIII FESTIVAL GASTRONÔMICO E CULTURAL E 2ª FESTA DO VINHO (PIRENÓPOLIS)

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Pirenópolis GO Maio 23 a 26 Cultural/Gastronômico

Público e Renda

Utilizando dados de pesquisa de demanda realizada no evento em 2012, de inventário turístico realizado em 2012 e do monitoramento da taxa de ocupação de
leitos em pousadas e hotéis de Pirenópolis nos 4 dias do evento em 2012:
 Público Participante do Evento: 1224
 Média de Gastos por pessoa: R$ 228,00
 Total de Gastos Diretos em Função do Evento: 280.000,00
** Itens de Gastos: Alimentação, Transporte Interno, Hospedagem, Atrativos e Passeios e Compras Pessoais
Fonte: Diretoria de Pesquisas Turísticas do Estado de Goiás – DPES, 2012.

De acordo com a Secretaria de Turismo de Pirenópolis:

 Público Participante do Evento: 10.000

Perfil do Público do Evento


 50% do Distrito Federal (Brasília);
 48% do Estado de Goiás (Goiânia e Anápolis);
 2% de outros Estados.

De que classe socioeconômica? Outras definições.


 29% de 1 a 4 salários mínimos;
 61% de 5 a 20 salários mínimos;
 10% mais de 20 salários mínimos.

Fonte: Diretoria de Pesquisas Turísticas do Estado de Goiás – DPES, 2012.

Tipo de Consumo
 79% dos gastos são com alimentação e hospedagem;
 21% dos gastos são com compras pessoais, atrativos e passeios e transporte interno.

Fonte: Diretoria de Pesquisas Turísticas do Estado de Goiás – DPES, 2012.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 1 www.observatoriodoturismo.tur.br


O Festival Gastronômico de Pirenópolis acontece desde 2003 e a Festa do Vinho, no mesmo período do Festival, desde 2012 e reúnem na cidade renomados
chefs de Goiás e outros estados. Durante 4 dias, apreciadores da boa mesa degustam as iguarias com os ingredientes típicos do cerrado. Além do festival, uma
série de eventos artísticos e musicais anima a cidade.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 2 www.observatoriodoturismo.tur.br


FLIPIRI FESTA LITERÁRIA DE PIRENÓPOLIS

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Pirenópolis GO Maio 29 a 2 de junho 6.000 Cultural

Método de Estimativa de Renda e Público


Público informado pela Secretaria de Turismo de Pirenópolis – método não informado (estimativa).

Perfil do Público do Evento


Segundo a Secretaria de Turismo de Pirenópolis, o evento atrai um público regional, vindo principalmente das cidades do entorno, como Brasília –DF, Goiânia –
GO, Anápolis - GO, entre outros.

Nos dias de Festa, a FLIPIRI ocupa importantes pontos de divulgação cultural no Centro Histórico de Pirenópolis como o Cine-Teatro Pirineus, onde curtas e
longas-metragens são exibidos, seguidos de debates com seus realizadores; a Praça da Leitura, com um palco para contação de histórias, falação de poesias e
apresentações musicais; o Teatro de Pirenópolis é decorado para abrigar oficinas e concertos musicais; Museu do Divino recebe exposição; e a Escola Estadual
Comendador Joaquim Alves, abriga diversas oficinas de formação de professores, jovens, adultos e crianças.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 3 www.observatoriodoturismo.tur.br


FESTIVAL GASTRONÔMICO, ESPORTIVO E CULTURAL DE SÃO SIMÃO

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste São Simão GO Março 28 a 31 40.000 Cultural/Gastronômico

Método de Estimativa de Renda e Público


Público informado pela Consultora Técnica do Festival, Sonia Stival – método não informado (estimativa).

Perfil do Público do Evento


Segundo a Consultora Técnica do Festival, o evento atrai público regional, do Triângulo Mineiro, de Goiânia e até de outros centros.

Tipo de Consumo
Restaurantes, bares, supermercados, postos de combustíveis e os meios de hospedagem. Além dos hotéis da cidade, há casas de aluguel e área de camping.

Fonte: Consultora Técnica do Festival – Sonia Stival.

Durante o festival, São Simão celebra a grande variedade de peixes ofertados pelo Rio Paranaíba, que atravessa a cidade, a 366 quilômetros de Goiânia.
Aproveitando o produto mais farto da região, os donos de restaurantes e chefs convidados para o evento colocaram a criatividade a serviço do paladar e o
resultado poderá ser conferido pelo público. O evento é uma realização da prefeitura do município e do Governo de Goiás, com o apoio do SEBRAE.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 4 www.observatoriodoturismo.tur.br


MOSTRA NACIONAL DE TEATRO DE PORANGATU - TENPO

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Porangatu GO Novembro Móvel 3,5 mil Cultural

Método de Estimativa de Renda e Público


Público informado pela Secretaria de Estado de Cultura de Goiás – método não informado (estimativa).

Perfil do Público do Evento


 42% de outras cidades do Estado de Goiás
 22% de outros Estados;
 17% de Goiânia;
 16% de Porangatu;
 3% de Minaçu.

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura de Goiás – SECULT, 2012.

A primeira edição da Mostra de Teatro Nacional de Porangatu (TeNpo) aconteceu em 2001. O evento desponta como um grande painel das artes cênicas,
sobretudo regionais. Constitui uma troca de experiência, uma forma de valorizar e estimular a criação teatral. Resultado de parceria da Prefeitura de Porangatu
com a Secretaria de Cultura do Estado de Goiás (SECULT), o festival movimenta a cultura goiana, a economia local (11 mil visitantes estiveram na I mostra) e cria
a oportunidade de popularizar as artes dramáticas, entre outros benefícios.Em 2012 ocorreu sua 12ª Edição.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 5 www.observatoriodoturismo.tur.br


FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA E VÍDEO AMBIENTAL – FICA

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Cidade de Goiás GO Junho Cultural/Ambiental

Perfil do Público do Evento


 51% dos municípios do Estado de Goiás;
 32% de Goiânia;
 11% de outros Estados;
 5% de Brasília;
 1% de outros países.

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura de Goiás – SECULT, 2012.

Classe socioeconômica
 32% de R$501,00 a R$1.000,00;
 25% de R$1.001,00 a R$2.000,000;
 20% de R$2.001,00 a R$4.000,00;
 13% de R$4.001,00 a R$7.000,00;
 8% de R$500,00;
 2% acima de R$7.000,00.

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura de Goiás – SECULT, 2012.

Tipo de Consumo

Segundo a Secretaria de Estado da Cultura de Goiás – SECULT (2012):


 30% gastaram de R$501,00 a R$ 1.000,00;
 29% gastaram de R$1,00 a R$ 200,00;
 24% gastaram de R$ 201,00 a R$500,00;
 9% gastaram de R$1.001,00 a 2.000,00;
 7% não tiveram gastos;

www.goiasturismo.go.gov.br Página 6 www.observatoriodoturismo.tur.br


 1% gastou acima de R$ 2.001,00.

Como projeto do Governo do Estado, por meio da SECULT, o FICA teve, inicialmente, o objetivo valorizar o cinema, discutir amplamente a questão ambiental,
conquistar o título de Patrimônio da Humanidade para a Cidade de Goiás, movimentar o setor cultural como um todo, gerar riquezas (como cultura e informação),
empregos e fomentar o turismo.

Desde o início, o festival busca fortalecer-se como palco das discussões da temática ambiental dentro de um conceito mais amplo, que combine desenvolvimento
com a melhor qualidade de vida no planeta. Nesse aspecto, o FICA abre espaço para as discussões do desenvolvimento sustentável não apenas na tela, mas com
oficinas, mesas-redondas, palestras e outras atividades que levam à mais ampla abordagem das questões do meio ambiente. Por essa linha de ação busca ainda
reforçar a consciência para a melhor relação homem/natureza.

O FICA, que acontece na Cidade de Goiás, berço cultural do Estado, adquiriu solidez e independência, marcando-se como um dos mais importantes
acontecimentos do calendário cinematográfico mundial. Desde a primeira edição, o festival tem apresentado uma trajetória de crescimento e consolidação. Uma
das causas dessa ascensão é o fato de possuir a maior premiação da América Latina no gênero: R$ 240 mil em prêmios.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 7 www.observatoriodoturismo.tur.br


GO FASHION (GOIÂNIA – GO)

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Goiânia GO Janeiro 29 a 31 5.000 Negócios
Centro - Oeste Goiânia GO Agosto 7a9 7.000 Negócios

Método de Estimativa de Renda


O foco do evento não é a geração de renda, mas sim a promoção da indústria da Moda de Goiás, mas não deixa de gerar o interesse de compra de coleções por
lojas e representantes de moda de outros estados, não existe ainda uma pesquisa a este respeito.

Perfil do Público do Evento


O Publico do evento é da região centro oeste, norte e nordeste, com faixa etária de 18 a 50 anos.
Publico ligado a produção de moda, estilistas, jornalistas, confeccionistas e pessoas de nível superior.

Tipo de Consumo:
Compra de roupas, hospedagem, alimentação, bar

O GOFASHION é a plataforma de lançamento do mercado da moda goiana. Nele, as confecções mais importantes do estado desfilam prestígio para todo o Brasil,
propiciando o relacionamento entre indústria, comércio e profissionais da moda.O evento que acontece duas vezes por ano, com duração de três dias cada uma,
apresenta em cada edição a coleção outono-inverno do ano em que ocorre.
Hoje a plataforma de lançamento das coleções no Brasil é realizada pelo São Paulo Fashion Week, Fashion Rio, Minas Trend Preview e GOFASHION onde cada
mercado é apresentado de acordo com as exigências comercial e as conveniências dos prazos de produção e entrega.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 8 www.observatoriodoturismo.tur.br


EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE GOIÂNIA 68ª EDIÇÃO

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Goiânia GO Maio 10 a 26 700.000 70.000.000 Negócios

Método de Estimativa de Renda e Público

 Segunda a Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura – SGPA, o quantitativo de público é definido por contagem de participantes (catraca) e a estimativa
de renda é feita por meio de pesquisa.

Perfil do Público do Evento


 91% do Estado de Goiás;
 9% de outros Estados.

Fonte: Diretoria de Pesquisas Turísticas do Estado de Goiás – DPES, 2010

Tipo de Consumo:
 57% dos gastos são com alimentação;
 41% dos gastos são com transporte interno;
 36% dos gastos são com ingressos;
 33% dos gastos são com diversão e compras pessoais.

Fonte: Diretoria de Pesquisas Turísticas do Estado de Goiás – DPES, 2010

A Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA) reservou aos amantes da música sertaneja grandes shows que vão de 10 a 26 de maio de 2013.
Além da programação musical, haverá também leilões, feiras e exposições de veículos, máquinas, equipamentos agrícolas e insumos agropecuários.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 9 www.observatoriodoturismo.tur.br


TECNOSHOW COMIGO

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Rio Verde GO Abril 8 a 12 78.000 R$ 780 milhões Negócios

Método de Estimativa de Renda e Público

 Segundo a Cooperativa Agroindustrial dos Produtores do Sudoeste Goiano – COMIGO, o quantitativo de público é definido por contagem de participantes
(catraca) e a estimativa de renda é feita por meio de pesquisa com agentes financeiros e expositores.

Na grande Feira de Tecnologia Rural do Centro-Oeste brasileiro, a Tecnoshow comigo 2012 novamente bateu recordes em volume de negócios, expositores e de
público. A edição de 2013 já tem data marcada e empresas que marcaram presença neste ano já começaram a reservar espaços para 2013 que será entre os dias
8 e 12 de abril, em Rio Verde.

Em comercialização, foram mais de R$ 780 milhões em negócios, realizados no período de 9 a 13 de abril, superando a edição de 2011 em 56%. A Tecnoshow
comigo registrou aumento também no número de visitantes, que neste ano foi de 78 mil (em 2011 foram 70 mil) e na presença de expositores, com 450 empresas
de diversos segmentos (no ano passado a Feira teve a participação de 400 expositores). Foram gerados ainda mais de 5 mil empregos temporários durante a
realização do evento.

Por ser uma vitrine de tecnologia rural, a Tecnoshow comigo recebe a cada edição a presença de visitantes de diversos estados e países. Os produtores rurais e
demais visitantes tiveram à disposição diferentes linhas de crédito para a compra de máquinas e implementos agrícolas, animais, insumos e demais produtos à
venda na Tecnoshow comigo.

CAVALHADAS DE PIRENÓPOLIS

www.goiasturismo.go.gov.br Página 10 www.observatoriodoturismo.tur.br


Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento
Centro-Oeste Pirenópolis GO Maio 19 a 21 30.000 Cultural

Método de Estimativa de Renda e Público:


Público informado pela Secretaria de Turismo de Pirenópolis – método não informado (estimativa).

Perfil do Público do Evento:


São do próprio estado ou de fora?
 38% do Distrito Federal;
 30% de Goiânia;
 20% de outras cidades do Estado de Goiás;
 12% de outros Estados.

Fonte: Agência Estadual de Turismo – AGETUR, 2002.

Segundo dados da Secretaria de Turismo de Pirenópolis, as Cavalhadas têm um público mais local composta pelos moradores da cidade e seus povoados na zona
rural, mas atraí, também, um público regional vindo das cidades do entorno, como Goianésia – GO, Goiânia – GO, Jaraguá – GO, Anápolis – GO, Brasília – DF.
Com a repercussão do título de Patrimônio Cultural do Brasil a Festa tem atraído muitos turistas internacionais.

É uma manifestação folclórica dramática que acontece após os festejos da Festa do Divino Espírito Santo no município goiano de Pirenópolis. Tem como data
culminante o Domingo do Divino, 50 dias após a Páscoa e primeiro dia das Cavalhadas.
Realizada desde 1826, quando foi introduzida pelo padre Manoel Amâncio da Luz como uma peça teatral de nome O Batalhão de Carlos Magno.
Trata-se de uma representação das lutas entre cristãos e mouros que aconteceram durante a ocupação moura na Península Ibérica (século IX a século XV). São
dois exércitos com 12 cavaleiros cada que durante três dias se apresentam as tardes no Campo das Cavalhadas – Cavalhódromo encenando a luta ricamente
ornados e com belíssimas coreografias eqüestres.
Junto a esta manifestação encontra-se a presença dos Mascarados, personagens incontáveis que se vestem com máscaras e saem às ruas, a cavalo ou a pé,
fazendo algazarras. O mascarado típico de Pirenópolis usa máscara de boi em papel laminado, roupas de tecido brilhante ou chitão e decora-se com flores de
papel crepon, as Flores do Mascarados.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 11 www.observatoriodoturismo.tur.br


FESTA DO DIVINO PAI ETERNO (TRINDADE-GO)

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Trindade GO Junho Religioso

Perfil do Público do Evento


 42% são de outra cidade do Estado de Goiás;
 39% são de Goiânia e Região Metropolitana;
 6% são do Distrito Federal.

Classe socioeconômica
 71% de 1 a 5 salários mínimos;
 25% de 6 a 20 salários mínimos;
 3% acima de 20 salários mínimos.

Fonte: SEBRAE, 2009.

A devoção ao Divino Pai Eterno teve início por volta de 1840, com o casal de agricultores Constantino Xavier Maria e Ana Rosa de Oliveira, que vieram se
estabelecer nas proximidades do Córrego do Barro Preto, distante aproximadamente vinte e dois quilômetros do município de Campininhas das Flores.

Constantino, um homem muito religioso e neste ponto apoiado pela esposa, começou a trabalhar na terra para plantação. Certo dia enquanto lidavam no campo, a
enxada tocou em algo rígido que não era pedra. Ao conferir notaram ser um medalhão belíssimo de barro, com tamanho em torno de meio palmo de circunferência
onde estava representada a Santíssima Trindade coroando a Virgem Maria. Eles beijaram o medalhão sagrado e levaram-no para casa. Constantino e seus
familiares começaram a rezar diante do medalhão encontrado, a notícia se espalhou e aos poucos outros moradores locais passaram a rezar junto à Santíssima
Trindade.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 12 www.observatoriodoturismo.tur.br


CANTO DA PRIMAVERA DE PIRENÓPOLIS

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Pirenópolis GO Outubro 50.000 Cultural

Perfil do Público do Evento


 45,5% da cidade de Goiânia;
 26,5% de outros municípios do Estado de Goiás;
 20% de Brasília;
 7,5% de outros Estados.

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura de Goiás – SECULT, 2012.

Tipo de Consumo:
O Gasto médio de cada visitante fica em torno de R$350,00, dividido entre: hospedagem (R$220,00); Alimentação (R$76,00); Compras (R$44,00) e Visita a
atrativos (R$10,00).

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura de Goiás – SECULT, 2012.

O Canto da Primavera de Pirenópolis constitui-se na amostragem da música brasileira nos mais variados gêneros e ritmos.

De caráter não competitivo produz um verdadeiro caldeirão de ritmos, com ênfase para a criação regional. A mostra oferece oficinas que proporcionam a troca de
experiências entre os diversos profissionais envolvidos na criação musical e, ao mesmo tempo, busca incentivar a discussão da música brasileira nos mais
diferentes gêneros.

Uma das diretrizes do Canto da Primavera, desde suas primeiras versões, é a priorização da diversidade da produção musical, do pop ao erudito, passando pelo
folclórico e contemplando o gênero sertanejo. A meta do evento é atingir todas as vertentes da música brasileira, com seus diversos estilos e influências, buscando
propiciar a interação entre essas diferentes linguagens musicais.

O Canto da Primavera, em resumo, valoriza a criação musical, traz renomados artistas a cidade, gera empregos, movimenta a economia e o turismo local.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 13 www.observatoriodoturismo.tur.br


ENCONTRO DE CULTURAS TRADICIONAIS DA CHAPADA DOS VEADEIROS

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Alto Paraíso GO Julho Cultural

Ao longo dos anos o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros desabrochou. Grupos de cultura tradicional e mestres da cultura popular de todo
o país passaram pela Vila de São Jorge – Distrito de Alto Paraíso de Goiás. Essa grande reunião de tipos e saberes fez do Encontro um referencial no debate e
proposição de ideias que favoreçam a criação e efetivação de políticas públicas voltadas às comunidades tradicionais brasileiras.

Em 2012, a festa continua seu caminho de volta às origens iniciado em 2011, priorizando o tradicional da Chapada dos Veadeiros: Colinas do Sul e sua Caçada da
Rainha, a Catira e a Curraleira dos foliões de São João D'Aliança, a Sussa do Sítio Histórico Kalunga e o Congo da comunidade de Niquelândia.

Música, dança e fé se fundem em um espetáculo que traduz a essência dos verdadeiros representantes da Chapada. Além deles, o evento reúne convidados
importantes, representantes de outras tradições que refletem a riqueza do patrimônio cultural imaterial produzido nos recônditos do país.

Hoje, o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros é reconhecido como um evento forte, que aborda temas fundamentais para a manutenção
dessa cultura. Dele participam mestres da cultura tradicional, protagonistas de suas histórias e representantes de poder público e da comunidade em geral
dispostos a discutir novas políticas destinadas a esses grupos. A partir dos debates ou, como preferimos nomear, das Rodas de Prosa promovidas pelo Encontro,
muitos assuntos foram levantados e novas perspectivas surgiram, principalmente voltadas aos grupos da região da Chapada, pioneiros dessa iniciativa.

Do Encontro nasceu a ideia que deu origem ao inventário sobre a Caçada da Rainha de Colinas do Sul, fortalecendo, de forma criativa, a cultura, a economia e a
sociedade local. Após o sucesso dessa primeira iniciativa, o próximo passo já foi definido: 'patrimonializar' as tradições culturais do Sítio Histórico Kalunga.

Compreendemos ao longo de todos esses anos, que a cultura excede conceitos. Cantos, danças, expressões de fé e modos de fazer caracterizam uma
comunidade, porém o termo cultura pode ir muito além.

Cultura também é geração de trabalho e renda. É economia criativa. Por isso, tem por necessidade valorizar seus três pilares: a singularidade, o simbólico e o
intangível, transformando a economia criativa em uma estratégia de desenvolvimento. E criatividade não falta a esse povo.

Esse é nosso principal objetivo: fazer do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros uma vitrine de nossa cultura e um espaço para se alavancar
a economia dessas comunidades, inserindo-os socialmente e incluindo-os economicamente.

A Chapada é toda patrimônio! Cultural, Histórico e Natural. Nosso dever é protegê-la e promovê-la. Desfrutá-la e desenvolvê-la.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 14 www.observatoriodoturismo.tur.br


CONGADAS DE CATALÃO

Região Município UF Mês Dia Público Renda Segmento


Centro-Oeste Catalão GO Outubro 3 a 15 100.000 a 120.000 5.000.000 Cultural

Método de Estimativa de Renda e Público

Público: Informados pela Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás

Renda: Organizadores do Evento

As congadas são parte de uma manifestação folclórica e religiosa bastante antiga em Catalão. Desde 1820, em toda última sexta-feira do mês de setembro,
estendendo-se por parte da primeira quinzena de outubro, acontecem as congadas em Catalão. As congadas são festas religiosas de sincretismo afro-católico em
homenagem a Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (um avatar de Maria, mãe de Jesus), e uma das mais antigas manifestações folclóricas e religiosas de todo o
Centro-Oeste. Cerca de 4.500 pessoas, agrupadas em dezenas de grupos chamados "ternos", dançam pelas ruas do município em homenagem a referidas
Senhora do Rosário. Estes grupos de pessoas, que ao mesmo tempo dançam, também tocam instrumentos de percussão e entoam cânticos tradicionais, podem
ser de várias denominações, como "moçambiques", "congos", "catupés-catunda", "pajés", cada qual com seus uniformes e ritos específicos. A festa atrai a cada
ano cerca de 100 mil visitantes a Catalão.

www.goiasturismo.go.gov.br Página 15 www.observatoriodoturismo.tur.br