Você está na página 1de 2

DESENVOLVIMENTO DE UMA ROTINA COMPUTACIONAL PARA ANÁLISE

TERMODINÂMICA DO CICLO OTTO

Autores
ANDRÉ LUIZ SALVAT MOSCATO (5)
VITOR PEREIRA REPINALDO (5)
SANTIAGO DEL RIO OLIVEIRA (8)

Categoria
Trabalho de TCC

Introdução
Motor de combustão interna é uma máquina térmica que transforma a energia proveniente de uma reação química em energia
mecânica. São conhecidos como motores de combustão interna os motores cujo fluido de trabalho é o combustível da própria máquina
térmica. Os motores de combustão interna podem ser classificados em dois tipos: ignição por centelha e ignição por compressão. Foi o
francês Beau de Rochas que realizou estudos teóricos para motores quatro tempos, definindo admissão, compressão, explosão e exaustão no
interior do cilindro. Porém o francês não conseguiu desenvolver um modelo físico de seu estudo. Foi o engenheiro alemão Nikolaus Otto, em
1876, quem conseguiu de fato construir o motor de quatro tempos, consolidando a hipótese de que a fase de compressão seria responsável
por um considerável aumento de potência do motor. Os motores de combustão interna estão presentes no cotidiano da vida moderna, seja
em centros urbanos em carros, ônibus e caminhões ou na área agrícola.

Objetivos
Este trabalho tem como objetivo principal o desenvolvimento de uma rotina computacional para a simulação do ciclo motor ideal Otto.
No desenvolvimento deste trabalho, o ciclo será analisado do ponto de vista da primeira e segunda leis da termodinâmica. Essa análise será
realizada utilizando a hipótese de ar-padrão. Serão calculados os rendimentos tanto em termos de primeira quanto de segunda lei.

Material e Métodos
Para a realização deste trabalho foi utilizado o software Octave como ferramenta para realização de cálculos numéricos e para a
construção de gráficos. Foram implementadas rotinas de cálculos numéricos para a análise termodinâmica do ciclo Otto. Em todas as rotinas
foram utilizados os mesmos comandos para execução dos cálculos, diferenciando-se apenas quanto à modelagem matemática para cada lei da
termodinâmica. Para obtenção das propriedades termodinâmicas do ar considerado um gás ideal, foram criados seis vetores, que são: * Vetor
de temperaturas, (K) * Vetor de energias internas específicas, (kJ/kg) * Vetor de entalpias específicas, (kJ/kg) * Vetor de entropias
específicas de referência, (kJ/kg.K) * Vetor de volumes relativos, (adimensional) * Vetor de pressões relativas, (adimensional) Estes
vetores foram criados utilizando valores da tabela de propriedades termodinâmicas do ar considerado um gás ideal (Moran, M. J. e Shapiro, H.
N., 2002).

Resultados e Discussão
A rotina computacional desenvolvida permite uma interface do usuário com a rotina através de uma janela de dados. Os valores de
trabalho líquido e transferência de calor líquida, de transferência de exergia por trabalho líquido e transferência de exergia por transferência de
calor líquida e também a pressão média efetiva são calculados para os seguintes parâmetros de entrada do Ciclo Otto inseridos na janela de
dados: * Pressão 1= 100 kPa * Temperatura 1= 300 K *Temperatura 3= 2000K * Relação de compressão= 8 Estes valores são inseridos
janela de entrada da rotina, em seguida são apresentadas em 3 janelas. * Janela de propriedades termodinâmicas: essa janela mostra as
propriedades termodinâmicas T, p, u, h e s do ciclo para uma análise de ar-padrão; * Janela de resultados para análise de ar-padrão: indica
dos balanços de energia e exergia; * Janela com o gráficos P-v e T-s. Os estados de cada ciclo estão indicados por círculos.
Conclusão
Neste trabalho foi apresentado o desenvolvimento de uma rotina computacional para a análise termodinâmica do ciclo motor ideal Otto.
Com os balanços de energia e exergia para sistemas fechados, foi desenvolvida uma rotina computacional para o ciclo motor, tornando
possível a obtenção de valores numéricos para eficiências de primeira e segunda leis da termodinâmica. Finalmente, com as propriedades
termodinâmicas de cada estado para cada ciclo, foram apresentados os diagramas P-v e T-s.

Referências
MATSUMOTO, Élia Y. MATLAB 7: Fundamentos. 2. ed.: Érica, 2006. MORAN, M. J. e SHAPIRO, H. N. Princípios de Termodinâmica para
Engenharia. 6ª ed. Rio de Janeiro: LTC, 2009. VAN WYLEN, G. J. e SONNTAG, R. E., Fundamentos da Termodinâmica Clássica, 7a ed.: Edgard
Blucher Ltda, 2009.

Legenda
(5) Aluno Pós-Graduação - Julio de Mesquita Filho - Unesp
(8) Docente - Universidade Estadual Paulista - Campus de Bauru