Você está na página 1de 417

TeSys T LTM R Modbus

Controlador de Gerenciamento de Motores Manual do Usuário

03/2013

TeSys T LTM R Modbus Controlador de Gerenciamento de Motores Manual do Usuário 03/2013 www.schneider-electric.com

www.schneider-electric.com

TeSys T LTM R Modbus Controlador de Gerenciamento de Motores Manual do Usuário 03/2013 www.schneider-electric.com

As informações contidas nessa documentação contêm descrições gerais e/ou características técnicas do desempenho dos produtos contidos aqui. Essa documentação não deve ser considerada como substituta, nem deve ser utilizada para determinar a adequabilidade ou confiabilidade desses produtos para as aplicações específicas do usuário. É de responsabilidade de qualquer usuário ou integrador realizar a análise apropriada e completa de risco, avaliação e teste dos produtos em relação à aplicação relevante específica ou seu respectivo uso. Nem a Schneider Electric nem qualquer uma das suas afiliadas ou subsidiárias deve ser responsabilizada pelo uso inadequado das informações contidas aqui. Caso você tenha quaisquer sugestões quanto às melhorias ou alterações ou se encontrar erros nessa publicação, informe-nos.

Nenhuma parte desse documento pode ser reproduzida de qualquer forma ou por quaisquer meios, eletrônicos ou mecânicos, incluindo fotocópia, sem a prévia autorização por escrito da Schneider Electric.

Todos os regulamentos de segurança local, regional e estadual pertinentes devem ser observados ao instalar e usar esse produto. Por razões de segurança e para ajudar assegurar a conformidade com os dados de sistema documentados, somente o fabricante deve realizar os reparos nos componentes.

Quando os dispositivos forem utilizados para aplicações com requisitos técnicos de segurança, as instruções relevantes devem ser seguidas.

Não usar um software da Schneider Electric ou um software aprovado com os nossos produtos de hardware pode resultar em ferimentos, prejuízos ou resultados operacionais inadequados.

nos

Caso

equipamentos.

©2013 Schneider Electric. Todos os direitos reservados.

essas

informações

não

sejam

observadas,

pode

haver

ferimentos

ou

danos

Índice

Índice Informações de segurança 7 Sobre o Manual 9 Capítulo 1 Introdução ao Sistema de Gerenciamento

Informações de segurança

7

Sobre o Manual

9

Capítulo 1 Introdução ao Sistema de Gerenciamento de Motores TeSys T

11

Apresentação do Sistema de Ger enciamento de Motores TeSys T

12

Guia de Seleção do Sistema

17

Descrição Física do Controlador LTM R com o Protocolo Modbus

20

Descrição Física do Módulo de Expansão LTM E

22

Capítulo 2 Funções de Monitoramento e Medição

25

2.1 Medição

 

26

Correntes de Linha

27

Corrente de Aterramento

28

Corrente

Médi a

 

30

Desequilíbrio da Fa se da Co rrente

31

Nível de Capacidade Térmica

32

Sensor de Temperatura do Motor

32

Frequência

33

Tensões Linha a Linha

33

Desequilíbrio da T ensão da Lin ha

34

Tensão Média

34

Fator de Potência

35

Potência Ativa e P otência Rea tiva

36

Consumo da Potência Ativa e Consumo da Potência Reativa

37

2.2 Falhas de Monitoramento do Dispositivo e Sistema

38

Falha Interna do Controlador

39

Temperatura Interna do Controlador

40

Diagnóstico de Erro do Comando de Controle

41

Falhas da Fiação

43

Soma de verificaçã o da Config uração

45

Perda de Comu nicaç ão

46

Tempo para Aci onamento

48

Falha de Configuração do LTM R

48

Falha de Configuração e Aviso do LTM E

48

Falha Externa

49

2.3 Contadores de Aviso e Falha

50

Introdução dos Contadores de Aviso e Falha

51

Contador de Todas as Falhas

51

Contador de Todos os Avisos

51

Contador de Reiniciali zação Automática

52

Contadores de Aviso e Falhas de Proteção

52

Contador de Erros do C omando de C ontrole

53

Contador de Falhas da Fiação

53

Contadores de Per da de Comuni zação

53

Contadores

de

Falha Interna

53

Histórico

de

Falha

54

2.4 Histórico do Motor

55

Contadores de Part idas do Motor

56

Contador por Hora de Partidas do Motor

56

Contador de Rejeição de Carga

56

Contadores de Reinicialização Automática

56

Razão da Corrente da Última Partida do Motor

57

Duração da Última Partida do Motor

57

Tempo de Operação

57

2.5

Status Operacional do Sistema

58

Estado do Motor

59

Tempo Mínimo de Espera

59

Capítulo 3 Funções de Proteção do Motor

61

3.1 Introdução das Funções de Proteção do Motor

62

Definições

63

Características de Proteção do Motor

64

3.2 Funções de Proteção Térmica do Motor

66

Sobrecarga Térmica

67

Sobrecarga Térmica - Inversão Térmica

68

Sobrecarga Térmica - Tempo Definido

72

Sensor de Temperatura do Motor

74

Sensor de Temperatura do Motor - PTC Binário

75

Sensor de Temperatura do Motor - PT100

77

Sensor de Temperatura do Motor - PTC Analógico

79

Sensor de Temperatura do Motor - NTC Analógico

81

Bloqueio do Ciclo Rápido

83

3.3 Funções de Proteção da Corrente do Motor

85

Desequilíbrio da Fase da Corrente

86

Perda da Fase da Corrente

89

Inversão da Fase da Corrente

91

Partida Prolongada

92

Congestionamento

94

Subcorrente

96

Sobrecorrente

98

Corrente de Aterramento

100

Corrente de Aterramento Interno

101

Corrente de Aterramento Externo

103

3.4 Funções de Proteção da Tensão do Motor

105

Desequilíbrio da Fase da Tensão

106

Perda da Fase da Tensão

109

Inversão da Fase da Tensão

111

Subtensão

112

Sobretensão

114

Gerenciamento da Queda de Tensão

116

Rejeição de carga

117

Reinicialização Automática

119

3.5 Funções de Proteção da Potência do Motor

123

Subpotência

124

Sobrepotência

126

Fator de subpotência

128

Fator de sobrepotência

130

Capítulo 4 Funções de Controle do Motor

133

4.1 Canais de Controle e Estados Operacionais

134

Canais de Controle

135

Estados Operacionais

138

Ciclo de Partida

141

4.2 Modos de Operação

144

Princípios de Controle

145

Modos de Operação Pré-definidos

146

Gerenciamento de Falha e Fiação de Controle

148

Modos de Operação da Sobrecarga

149

Modo de Operação Independente

151

Modo de Operação do Inversor

153

Modo de Operação em Duas Etapas

156

Modo de Operação em Duas Velocidades

161

Modo de Operação Personalizado

165

4.3 Gerenciamento de Falha e Comandos para Apagar

166

Gerenciamento de Falha - Introdução

167

Reinicialização Manual

169

Reinicialização

Automática

171

Reinicialização Remota

174

Códigos de Aviso e Falha

176

Comandos para Apagar do Controlador LTM R

178

Capítulo 5 Instalação

181

5.1 Instalação

182

Princípios Gerais

183

Dimensões

184

Montagem

186

Instalação

189

Fiação - Generalidades

194

Fiação - Transformadores da Corrente (da sigla em inglês, CTs)

198

Fiação - Transformadores da Corrente de Falha de Aterramento

203

Fiação - Sensores de Temperatura

205

Fiação - Fonte de Alimentação

206

Fiação - Entradas da Lógica

209

Fiação - Saídas da Lógica

213

Conexão a um Dis positivo HMI

215

5.2 Fiação da Rede de Comunicação Modbus

219

Características da Rede Modbus

220

Características do Terminal de Fiação da Porta de Comunicação M odbus

221

Fiação da Rede Modbus

223

Capítulo 6 Comissionamento…………………………………………………………….

229

Introdução

230

Primeira Inicialização

232

Parâmetros Opcionais e Exigidos

234

Configurações da FLC (Corrente de Carga Total)

235

Verificação da Comunicação Modbus®

237

Verificação da Fiaç ão do Sistema

239

Verificação

da

Configuração

241

Capítulo 7 Uso

243

7.1 Uso do Controlador LTM R Sozinho

244

Configurações de Hardware

245

Configuração In depend ente

246

7.2 Uso da Unidade do Operador de Controle do LTM CU

248

Apresentação da Unidade do Operador de Controle do LTM CU

249

Configuração

da Porta HMI

250

73 Configuração de Mag elis® XBTN410

251

Instalação do Software de Programação Magelis® XBT L1000

252

Download dos Arquivos de Aplicação do Software 1 em muitos

253

Transferência do Software de Aplicação para o Magelis® XBTN410 HMI

254

74 Uso do Magelis® XBTN410 HMI (1 em muitos)

255

Descrição Física (1 em muitos)

256

Linhas de Comando (1 em muitos)

259

Navegação da Estrutura do Menu (1 em muitos)

260

Edição de Valores (1 em muitos)

261

Execução de um Comando de Registro de Valor (1 em muitos)

264

Estrutura do Menu (1 em muitos)

265

Estrutura do Menu - Home Page (1 em muitos)

266

Estrutura do Menu - T odos Controladores LTM R e HMI (1 em muitos)

267

Página do Controlador (1 em muitos)

269

Configurações (1 em muitos)

270

Estatística (1 em muitos)

277

ID do Produto (1 em muitos)

279

Monitoramento (1 em muitos)

280

Gerenciamento da Falha (1 em muitos)

281

Comandos de Serviço (1 em muitos)

282

7.5 Uso do SoMove com o DTM do TeSys T

283

Apresentação do SoMove com o DTM do TeSys T

284

Instalação do SoMove e da Biblioteca do DTM do TeSys

285

7.6 Uso da Rede de Com unicação M odbus

286

Princípio do Protocolo Modbus®

287

Configuração da Porta de Rede Modbus do LTM R

288

Controle e Monitoram ento Simplificado

289

Exemplos da Programação e Solicitação Modbus®

290

Gerenciamento de Exceção do Modbus

291

Variáveis do Mapa do Usuário (Registros Indiretos Definidos pelo Usuário)

292

Mapa de Registro (Organização das Variáveis de Comunicação)

293

Capítulo 8

Formatos de Dados

294

Tipos de Dados

295

Variáveis de Identificação

301

Variáveis da Estatística

302

Variáveis de Monitoramento

308

Variáveis de Configuração

314

Variáveis de Comando

321

Variáveis do Mapa do Usuário

322

Variáveis da Lógica Personalizada

323

Manutenção

325

Detecção de Problemas

326

Solução de Problemas

327

Manutenção Preventiva

329

Substituição de um Controlador LTM R e um Módulo de Expansão LTM E

331

Avisos e Falhas de Comunicação

332

Anexos

335

Anexo A Dados Técnicos

337

Especificações Técnicas do Controlador LTM R

338

Especificações Técnicas do Módulo de Expansão LTM E

341

Características das Funções de Monitoramento e Medição

343

Interruptores Recomendados

344

Anexo B Parâmetros Configuráveis

347

Configurações Principais

348

Controle

350

Comunicação

352

Térmico

353

Corrente

354

Tensão

356

Potência

358

HMI

359

Anexo C Diagramas da Fiação

361

C.1 Diagramas da Fiação de Formato IEC

362

Diagramas da Fiação do Modo de Sobrecarga

363

Diagramas da Fiação do Modo Independente

367

Diagramas da Fiação do Modo do Inversor

369

Diagramas da Fiação do Modo Wye-Delta em Duas Etapas

371

Diagramas da Fiação do Modo do Resistor Primário em Duas Etapas

373

Diagramas da Fiação do Modo do Autotransformador em Duas Etapas

375

Diagramas da Fiação do Modo Dahlander em Duas Etapas

377

Diagramas da Fiação do Modo de Alteração de Polo em Duas Etapas

379

C.1 Diagramas da Fiação de Formato NEMA

381

Diagramas da Fiação do Modo de Sobrecarga

382

Diagramas da Fiação do Modo Independente

386

Diagramas da Fiação do Modo do Inversor

388

Diagramas da Fiação do Modo Wye-Delta em Duas Etapas

390

Diagramas da Fiação do Modo do Resistor Primário em Duas Etapas

392

Diagramas da Fiação do Modo do Autotransformador em Duas Etapas

394

Diagramas da Fiação do Modo em Duas Velocidades Enrolamento único (Polo Resultante) .

396

Diagramas da Fiação do Modo em Duas Velocidades: Enrolamento Separado

398

Glossário

401

Índice

405

Informações de Segurança

Informações de Segurança Informações importantes OBSERVAÇÃO Leia atentamente essas instruções e examine o

Informações importantes

OBSERVAÇÃO

Leia atentamente essas instruções e examine o equipamento para se familiarizar com o dispositivo antes de tentar sua instalação, operação ou manutenção. As seguintes mensagens especiais podem aparecer ao longo deste manual, ou no próprio equipamento, indicando os possíveis riscos ou destacando as informações que esclarecem ou simplificam um procedimento.

A adição desse símbolo a uma etiqueta de segurança "Perigo" indica que um risco elétrico existe, podendo resultar em lesão corporal, caso as instruções não sejam seguidas. 

 

Esse é o símbolo de alerta de segurança. É utilizado para alertá-lo sobre os possíveis riscos de lesão corporal. Obedeça à todas as mensagens de segurança que acompanham esse símbolo a fim de evitar possíveis ferimentos ou morte.caso as instruções não sejam seguidas.   PERIGO PERIGO indica uma situação iminentemente perigosa

PERIGO

PERIGO

PERIGO indica uma situação iminentemente perigosa que, se não evitada, resultará em morte ou lesões graves.

AVISO

AVISO

AVISO indica uma situação potencialmente perigosa que, se não evitada, pode resultar em morte ou lesão grave.

CUIDADO

CUIDADO

CUIDADO indica uma situação potencialmente perigosa que, se não evitada, pode resultar em lesões leves ou moderadas.

OBSERVAÇÃO

OBSERVAÇÃO é utilizada para indicar as práticas não relacionadas à lesão corporal.

OBSERVE

Os equipamentos elétricos devem ser instalados, operados e reparados somente através da equipe qualificada. A Schneider Electric não assume nenhuma responsabilidade por quaisquer consequências decorrentes do uso inadequado deste material.

Uma pessoa qualificada é aquela que possui habilidades e conhecimentos relacionados à construção e operação dos equipamentos elétricos, em como à sua instalação, e recebeu treinamento de segurança para reconhecer e evitar os riscos envolvidos.

Sobre o Manual

Sobre o Manual Visão Geral Escopo do Documento Este manual descreve a versão do protocolo de

Visão Geral

Escopo do Documento

Este manual descreve a versão do protocolo de rede Modbus® do controlador de gerenciamento do motor LTM R TeSys® T e o módulo de expansão LTM E.

O

propósito deste manual é:

descrever e explicar o monitoramento, a proteção e as funções de controle do controlador LTM R e do módulo de expansão LTM E.

fornecer todas as informações necessárias para implementar e suportar uma solução que melhor se adapte às exigências de sua aplicação.

O

manual descreve as 4 partes principais de uma implementação bem-sucedida do sistema:

instalação do controlador LTM R e do módulo de expansão LTM E

comissionamento do controlador LTM R configurando-se os valores essenciais do parâmetro

uso do controlador LTM R e do módulo de expansão LTM E, ambos com e sem dispositivos adicionais de interface homem-máquina

manutenção do controlador LTM R e do módulo de expansão LTM E

Nota de Validade

Este manual é destinado aos:

engenheiros de projetos

integradores do sistema

operadores do sistema

engenheiros de manutenção

Este manual é válido para todos os controladores LTM R Modbus® . Algumas funções estão disponíveis dependendo da versão do software do controlador.

Documentos Relacionados

 

Número de

Título da Documentação

Referência

Guia Rápido de Inicialização do Controlador de Gerenciamento de Motores LTM R Modbus TeSys T

1639572

TeSys T LTM R ••• Folha de Instruções

AAV7709901

TeSys T LTM E ••• Folha de Instruções

AAV7950501

Manual do Usuário da Unidade do Operador de Controle do TeSys T LTM CU

1639581

Folha de Instruções do TeSys T LTM CU

AAV6665701

Manual do Usuário do Editor de Lógica Personalizada do Controlador de Gerenciamento de Motores TeSys LTM R

1639507

Manual do Usuário do XBT-N

1681029

Folha de Instruções do XBT-N

1681014

 

www.electrical-

Guia de Instalação Elétrica (versão Wiki)

installation.org

Guia de Solução Okken

DESY014EN

Guia de Solução Blokset

ESBED297701EN

Você pode fazer o download dessas publicações técnicas e outras informações técnicas a partir do nosso website em www.schneider-electric.com.

Comentários do Usuário

Apreciamos os comentários sobre este manual. Você pode entrar em contato conosco em techcomm@schneider-electric.com.

Apresentação do Sistema de Gerenciamento de Motores TeSys T

do Sistema de Gerenciamento de Motores TeSys T Visão Geral Esse capítulo apresenta o sistema de

Visão Geral

Esse capítulo apresenta o sistema de gerenciamento de motores TeSys T e seus dispositivos.

O que há nesse Capítulo?

Esse capítulo contém os seguintes tópicos:

Tópico

Página

Apresentação do Sistema de Gerenciamento de Motores TeSys T

12

Guia de Seleção do Sistema

17

Descrição Física do Controlador LTM R com Protocolo Modbus

20

Descrição Física do Módulo de Expansão LTM E

22

Introdução

Apresentação do Sistema de Gerenciamento de Motores TeSys T

Propósito do Produto

O sistema de gerenciamento de motores TeSys T oferece recursos de proteção, controle e

monitoramento para os motores de indução de CA monofásicos e trifásicos.

O sistema é flexível, modular e pode ser configurado para atender aos requisitos das aplicações na

indústria. O sistema é projetado para atender às necessidades dos sistemas de proteção integrada

com comunicações abertas e uma arquitetura global.

Os sensores altamente precisos e a proteção total do motor de estado sólido proporcionam uma melhor utilização do motor. As funções de monitoramento completas permitem a análise das condições operacionais do motor e respostas mais rápidas que impedem a ociosidade do sistema.

O sistema oferece funções diagnósticas e estatísticas, além de avisos e falhas configuráveis, o que

permite um melhor prognóstico da manutenção do componente, além de apresentar dados para a melhoria contínua de todo sistema.

Exemplos dos Segmentos Suportados da Máquina

O sistema de gerenciamento de motores suporta os seguintes segmentos da máquina:

Segmento da Máquina

Exemplos

Segmentos especiais da máquina e processo

Tratamento de água e água residual

tratamento de água (sopradores e agitadores) Metal, Minerais e Mineração

cimento

vidro

aço

extração de minério

Óleo e gás

processamento de óleo e gás

petroquímica

refinaria, plataforma marítima

Microeletrônica Farmacêutica Indústria Química

cosmética

detergentes

fertilizantes

tinta

Indústria de transporte

linhas de transferência automotiva

aeroportos

Outras indústrias

tuneladora

guindastes

Segmentos complexos da máquina

Inclui as máquinas coordenadas ou altamente automatizadas usadas em:

sistemas de bombeamento

conversão de papel

linhas de impressão

HVAC

Introdução

Indústrias Suportadas

O sistema de gerenciamento de motores apoia as seguintes indústrias e setores comerciais

associados:

Indústria

Setores

Aplicação

Construção

escritórios comerciais

Controle e gerenciamento das instalações em edificações:

shopping centers

escritórios industriais

sistemas de HVAC críticos

navios

água

hospitais

ar

centros culturais

gás

aeroportos

eletricidade

vapor

Indústria

metal, mineral e mineração: cimento, vidro, aço, extração de minério

< < < < < <

controle e monitoramento dos motores da bomba

microeletrônica

controle da ventilação

petroquímica

controle da tração e movimentação de carga

etanol

visualização do status e comunicação com as máquinas

química: indústria papel e celulose

Farmacêutica

processo e comunicação dos dados capturados

alimentos e bebidas

gerenciamento remoto de dados para um ou diversos locais via Internet

Energia e

tratamento e transporte de água

controle e monitoramento dos motores da bomba

Infraestrutura

infraestrutura de transporte para pessoas e frete: aeroportos, tuneis rodoviários, metrôs e bondes

geração e transporte de energia

controle da ventilação

controle remoto de turbina de ar

gerenciamento remoto de dados para um ou diversos locais via Internet

Sistema de gerenciamento de motores TeSys

Os 2 principais componentes de hardware do sistema são o controlador LTM R e o módulo de expansão LTM E.

O sistema pode ser configurado e controlado:

usando um dispositivo de HMI (Interface Homem/Máquina): Magelis® XBT ou LTM CU TeSys® T

usando um PC que executa o SoMove com o DTM do TeSys.

usando um PLC conectado ao sistema via rede de comunicação

Os componentes como os transformadores de corrente de carga do motor externo e transformadores de corrente de aterramento adicionam uma faixa adicional ao sistema.

Controlador LTM R

O controlador LTM R baseado no microprocessador é o componente central no sistema que

gerencia as funções de controle, proteção e monitoramento dos motores de indução de CA

monofásicos ou trifásicos.

O controlador LTM R é projetado para funcionar com diversos protocolos fieldbus. Esse manual foca-

se somente nos sistemas projetados para se comunicarem através do protocolo Modbus.

A faixa inclui 6 modelos de controlador LTM R que utilizando o protocolo de comunicação Modbus.

Controlador LTM R

Descrição funcional

Número de Referência

• detecção da corrente O.4 100 A LTMR08MBD (24 VCC, O.4 8AFLC)

detecção da corrente O.4

100

A

LTMR08MBD (24 VCC, O.4 8AFLC)

entradas de corrente monofásicas ou trifásicas

6 entradas da lógica discretas

 

LTMR27MBD (24 VCC, I.35 27AFLC)

4 saídas de relé: 3 SPST, 1 DPST

conexões para um sensor de corrente de aterramento

LTMR100MBD (24VCC,

conexão para um sensor de temperatura do motor

5

100

AFLC)

 

conexão para rede

 

LTMR08MFM (100

240

VCA, O.4

8

AFLC)

 

conexão para o dispositivo HMI ou módulo de expansão

proteção da corrente, funções de monitoramento e medição

LTMR27MFM (100

240

VCA, I.35

27

AFLC)

funções de controle do motor

   

indicador de energia

 

LTMR100MFM

 

(100

240

VCA, 5

100

Introdução

indicadores de LED de aviso e falha

AFLC)

comunicação de rede e indicadores de alarme

indicador de LED da comunicação HMI

função de teste e reinicialização

Módulo de Expansão LTM E

Há dois módulos dos módulos de expansão LTM E que fornecem a funcionalidade de monitoramento da tensão e 4 entradas da lógica adicionais. Os módulos de expansão LTM E são acionados através do controlador LTM R via um cabo conector.

Módulo de Expansão LTM E

Descrição funcional

Número de Referência

• detecção da tensão 110 690 VAC LTMEV40BD(entradas da lógica

detecção da tensão 110

690

VAC

LTMEV40BD(entradas da lógica

Entradas de tensão trifásica

24VCC)

 

LTMEV40FM

4 entradas da lógica discretas adicionais

 

(entradas da lógica 100 VCA)

240

proteção de tensão adicional, funções de medição e monitoramento

indicador de LED de energia

   

indicadores de LED do status de entrada da lógica Componentes adicionais necessários para um módulo de expansão opcional:

 

Controlador LTM R no cabo de conexão LTM E

Dispositivo HMI: Magelis® XBTN410

O sistema usa o dispositivo HMI Magelis® XBTN410 HMI com uma tela de cristal líquido.

Magelis® XBTN410

Descrição funcional

Número de Referência

• configura o sistema através das entradas do menu XBTN410(HMI)

configura o sistema através das entradas do menu

XBTN410(HMI)

XBTZ938 (cabo)

 

exibe os parâmetros, avisos e falhas Componentes adicionais necessários para um dispositivo HMI opcional:

XBTL1000 (software)

fonte de alimentação separada

LTM R/LTM E para o cabo de comunicação HMI

Software de programação Magelis

   

XBTL1000

Dispositivo HMI: Unidade do Operador de Controle LTM CU

O sistema usa o dispositivo HMI da Unidade do Operador de Controle do LTM CU do TeSys®T com

uma tela de cristal líquido e teclas de navegação contextuais. O LTM CU é acionado internamente pelo LTM R. Consulte o Manual do Usuário da Unidade do Operador de Controle do LTM CU do TeSys T para maiores informações.

LTMCU Unidade do Operador de Controle

Descrição funcional

Número de Referência

• configura o sistema através das entradas do menu LTMCU

configura o sistema através das entradas do menu

LTMCU

LTM9CU«0

exibe os parâmetros, avisos e falhas

(cabo de comunicação HMI)

controla o motor

TCSMCNAM3M002P (kit do cabo)

Componentes adicionais necessários para um dispositivo HMI opcional:

LTM9KCU

LTM R/LTM E para o cabo de comunicação HMI

Kit para LTM CU portátil

 

cabo de comunicação HMI para o PC

Introdução

SoMove com o DTM do TeSys

O software SoMove é uma aplicação baseada no Microsoft® Windows®, que usa a tecnologia

FDT/DTM aberta. SoMove contém muitos DTMs. Existe um DTM específico para o sistema de

gerenciamento de motores TeSys T.

SoMove com o DTM do TeSys

Descrição funcional

Número de Referência

• configura o sistema através das entradas do menu SoMove com o DTM do TeSys

configura o sistema através das entradas do menu

SoMove com o DTM do TeSys

exibe os parâmetros, avisos e falhas

controla o motor

 

permite a personalização dos modos de operação Componentes adicionais necessários para o FDT container do SoMove

TCSMCNAM3M002P (kit do cabo)

um PC

 

fonte de alimentação separada

 

LTM R / LTM E em cabos de comunicação do PC

Transformadores da Corrente de Carga

Os transformadores da corrente de carga externos expandem a faixa da corrente para uso com os motores maiores do que 100 Amperes de carga total.

Transformadores da Corrente de Carga Schneider Electric

Primário

Secundário

Diâmetro Interno

Número de Referência

mm

pol.

100 1 35 138 LT6CT1001

100

1

35

138

LT6CT1001

200

1

35

138

LT6CT2001

400

1

35

138

LT6CT4001

800

1

35

138

LT6CT8001

Observação: Os seguintes transfo rmadores de corrente também est ão disponíveis: Schneider Electric LUTC0301,

Observação: Os seguintes transformadores de corrente também estão disponíveis: Schneider Electric LUTC0301, LUTC0501, LUTC1001, LUTC2001, LUTC4001 e LUTC8001.

O kit lug-lug fornece barramentos e terminais de alça que adaptam a passagem através da janela de

fiação e fornece terminais de linha e carga para o circuito de alimentação.

Kit Lug Lug Square D

Descrição

Número de Referência

Kit Lug Lug Square D MLPL9999

Kit Lug Lug Square D

MLPL9999

Transformadores da Corrente de Falha de Aterramento

Os transformadores da corrente de falha de aterramento externo medem as condições da falha de aterramento.

Schneider Electric VigirexTransformadores da Corrente de Aterramento

Tipo

Máximo

Diâmetro Interno

Transformação

Referência

Corrente

mm

pol.

Razão

Número

TA30 65 A 30 1,18 1000:1 50437

TA30

65

A

30

1,18

1000:1

50437

PA50

85

A

50

1,97

50438

IA80

160 A

80

3,15

50439

MA120

250

A

120

4,72

50440

SA200

400

A

200

7,87

50441

PA300

630

A

300

11,81

50442

 

POA

85

A

4646

1,81

50485

GOA

250

A

110

4,33

50486

Introdução

Cabos

Componentes do sistema requerem cabos para conexão em outros componentes e comunicação com a rede.

Cabo

Descrição

Número de Referência

Conector de 0,04 m (1,57 pol.) de comprimento, para conexão lado a lado do LTM

Conector de 0,04 m (1,57 pol.) de comprimento, para conexão lado a lado do LTM R e LTM E

LTMCC004

 

Cabo conector RJ45 do LTM R para LTM E de 0,3 m (11,81 pol.) de comprimento

LTM9CEXP03

Cabo conector RJ45 do LTM R para LTM E de 1,0 m (3,28 pol.) de

Cabo conector RJ45 do LTM R para LTM E de 1,0 m (3,28 pol.) de comprimento

LTM9CEXP10

 

Cabo de comunicação da rede Modbus de 0,3 m (11,81 pol.) de comprimento

VW3A8306R03

Cabo de comunicação de rede Modbus de 1,0 m(3,28 pés) de comprimento VW3A8306R10

Cabo de comunicação de rede Modbus de 1,0 m(3,28 pés) de comprimento

VW3A8306R10

Cabo de comunicação de rede Modbus de 3,0 m (9,84 pés) de comprimento

VW3A8306R30

Cabo de conexão do dispositivo HMI do LTM R/LTM E para Magelis ® 2,5 m

Cabo de conexão do dispositivo HMI do LTM R/LTM E para Magelis® 2,5 m (8,20 pés) de comprimento

XBTZ938

 

Cabo de conexão do dispositivo HMI do LTM R/LTM E para LTM CU

LTM9CU10

1,0 m (3,28 pés) de comprimento

1,0 m (3,28 pés) de comprimento

Cabo de conexão do dispositivo HMI do LTM R/LTM E para LTM CU 3,0 m (9,84 pés) de comprimento

LTM9CU30

Kit de cabo, inclui LTM E/LTM R para cabo de comunicação de PC 2,5 m

Kit de cabo, inclui LTM E/LTM R para cabo de comunicação de PC 2,5 m (8,2 pés) de comprimento

TCSMCNAM3M002P

Introdução

Guia de Seleção do Sistema

Visão Geral

Esta seção descreve o controlador LTM R com e sem o módulo de expansão opcional LTM E para as funções de monitoramento e medição, proteção e controle.

Funções de Monitoramento e Medição

medição

contadores de aviso e falha

falhas de monitoramento do dispositivo e sistema

histórico do motor

status de operação do sistema

Funções de Proteção

proteção térmica do motor

proteção da corrente do motor

proteção da tensão e potência do motor

Funções de controle

canais de controle (seleção da fonte de controle remoto/local)

modos de operação

gerenciamento de falha

Funções de Medição

A seguinte tabela lista o equipamento necessário para suportar as funções de medição do sistema de gerenciamento de motores:

Função

Controlador LTM R

LTM R com LTM E

Medição

Correntes da Linha

X

CX

Corrente de Aterramento

X

X

Corrente Média

X

X

Desequilíbrio da Fase da Corrente

X

X

Nível de Capacidade Térmica

X

X

Sensor de Temperatura do Motor

X

X

Frequência

-

X

Tensão linha a linha

-

X

Desequilíbrio da tensão da linha

-

X

Tensão Média

-

X

Fator de potência

-

X

Potência ativa

-

X

Potência reativa

-

X

Consumo da potência ativa

-

X

Consumo da potência reativa

-

X

Falhas de monitoramento do dispositivo e sistema

Falhas Internas do Controlador

X

X

Temperatura Interna do Controlador

X

X

Diagnóstico de Erro do Comando de Controle

X

X

Falha da Fiação - Conexões do Sensor de Temperatura

X

X

Falha da Fiação - Conexões da Corrente

X

X

Falha da Fiação - Conexões da Tensão

-

X

Soma de verificação da Configuração

X

X

Perda de Comunicação

X

X

Tempo para o Acionamento

X

X

X: Função disponível -: Função não disponível

Introdução

Função

Controlador LTM R

LTM R com LTM E

Contadores de aviso e falha

Contagens de falha de proteção

X

X

Contagens de aviso sobre a proteção

X

X

Contagens de falha diagnóstica

X

X

Contagens da função de controle do motor

X

X

Histórico de Falha

X

X

Histórico do motor

Partidas do motor/ 01 partida/ 02 partidas

X

X

Tempo de operação

X

X

Partidas do motor por hora

X

X

Razão da Corrente da Última Partida do Motor

X

X

Duração da Última Partida do Motor

X

X

Status de operação do sistema

Operação do motor

X

X

Motor pronto

X

X

Partida do motor

X

X

Tempo mínimo de espera

X

X

X: Função disponível -: Função não disponível

Funções de Proteção

A seguinte tabela lista o equipamento necessário para suportar as funções de proteção do sistema de gerenciamento de motores:

Funções

Controlador LTM R

LTM R com LTM E

Sobrecarga Térmica

X

X

Desequilíbrio da Fase da Corrente

X

X

Perda da Fase da Corrente

X

X

Inversão da Fase da Corrente

X

X

Partida Prolongada

X

X

Congestionamento

X

X

Subcorrente

X

X

Sobrecorrente

X

X

Corrente de Aterramento

X

X

Sensor de Temperatura do Motor

X

X

Bloqueio do Ciclo Rápido

X

X

Desequilíbrio da Fase da Tensão

-

X

Perda da Fase da Tensão

-

X

Inversão da Fase da Tensão

-

X

Subtensão

-

X

Sobretensão

-

X

Rejeição de Carga

-

X

Subpotência

-

X

Sobrepotência

-

X

Fator de subpotência

-

X

Fator de sobrepotência

-

X

X: Função disponível -: Função não disponível

Introdução

Funções de controle

A seguinte tabela lista o equipamento necessário para suportar as funções do sistema de gerenciamento de motores:

Funções de controle

Controlador LTM R

LTM R com LTM E

Canais de controle do motor

Régua de terminais

X

X

HMI

X

X

Remoto

X

X

Modo de Operação

Sobrecarga

X

X

Independente

X

X

Inversor

X

X

Duas etapas

X

X

Duas velocidades

X

X

Personalizado

X

X

Gerenciamento de falha

Reinicialização manual

X

X

Reinicialização automática

X

X

Reinicialização remota

X

X

X: Função disponível -: Função não disponível

Introdução

Descrição Física do Controlador LTM R com o Protocolo Modbus

Visão Geral

O controlador LTM R baseado em microprocessador oferece controle, proteção e monitoramento

para os motores de indução de CA monofásicos e trifásicos.

Entradas de corrente de fase:

O controlador LTM R inclui os transformadores de corrente internos para medição da corrente de

fase de carga do motor diretamente dos cabos de alimentação de carga do motor ou dos substitutos dos transformadores de corrente externos.

ou dos substitutos dos transformadores de corrente externos. 1 Janela para medição da corrente de fase

1 Janela para medição da corrente de fase

Face Frontal

A face frontal do controlador LTM R inclui as seguintes características:

do controlador LTM R inclui as seguintes características: 1 Botão de Teste / Reinicialização 2 Porta

1 Botão de Teste / Reinicialização

2 Porta HMI com conector RJ45 que se conecta ao controlador LTM R em um HMI, PC ou módulo de expansão LTM E

3 Porta da rede com conector RJ45 que se conecta ao controlador LTM R na rede Modbus

4 LEDs indicadores do status do LTM R

5 Terminal Plug-in: potência de controle, entradas da lógica e comuns

6 Terminal Plug-in: relé de saída bipolar de uma direção (DPST)

7 Terminal Plug-in: relé de saída

8 Terminal Plug-in: entrada de falha do aterramento e entrada do sensor de temperatura

9 Terminal Plug-in: Rede Modbus

Introdução

Botão de Teste/Reinicialização

O botão de teste/reinicialização realiza uma reinicialização, auto-teste ou coloca o controlador LTM R sob um estado de falha interna. Para uma descrição detalhada das funções do botão de teste/reinicialização, consulte Teste/Reinicialização, página 247.

Dispositivo HMI/Módulo de Expansão/Porta do PC

Essa porta conecta o controlador LTM R aos seguintes dispositivos através da porta HMI usando um conector RJ45.

um módulo de expansão

um PC que executa o SoMove com o DTM do TeSys T

aMagelis®XBTN410HMI

LEDs

Descrições do LED do controlador LTM R:

Nome do LED

Descrição

HMI Comm

Comunicação entre o controlador LTM R o dispositivo HMI, PC ou módulo de expansão

Power (potência)

Potência do controlador LTM R ou condição de falha interna

Alarm (Alarme)

Aviso de proteção ou falha, falha interna

Recuperação de

Perda de comunicação entre o controlador LTM R e a rede ou fonte de controle HMI

Falhas

PLC Comm

Atividade da rede

Introdução

Descrição Física do Módulo de Expansão LTM E

Visão Geral

O módulo de expansão LTM E amplia as funções de controle e monitoramento do controlador LTM R oferecendo medição de tensão e entradas da lógica adicionais:

3 entradas de tensão de fase

4 entradas da lógica discretas adicionais

Módulo de expansão LTM E

Módulo de expansão LTM E conectado a um controlador LTM R

adicionais Módulo de expansão LTM E Módulo de expansão LTM E conectado a u m controlador
adicionais Módulo de expansão LTM E Módulo de expansão LTM E conectado a u m controlador

Face Frontal

A face frontal do módulo de expansão LTM E inclui as seguintes características:

de expansão LTM E inclui as seguintes características: 1 Porta com o conector RJ45 em HMI

1 Porta com o conector RJ45 em HMI ou PC

2 Porta com o conector RJ45 ao controlador LTM R

3 LEDs de indicação de status

4 Terminal Plug-in: entradas de tensão

5 Terminal Plug-in: entradas da lógica e comuns

OBSERVAÇÃO: As entradas da lógica são externamente acionadas de acordo com as classificações de tensão de entrada.

Introdução

LEDs

Descrições dos LEDs do módulo de expansão LTM E:

Nome do LED

Descrição

Aparência

Status

Energia

Status de energia/falha

verde

aceso, sem falhas

vermelho

aceso, com falhas

desligado

sem energia

I.7

Status da entrada da lógica I.7

amarelo

ativado

desligado

não ativado

I.8

Status da entrada da lógica I.8

amarelo

ativado

desligado

não ativado

I.9

Status da entrada da lógica I.9

amarelo

ativado

desligado

não ativado

I.10

Status da entrada da lógica I.10

amarelo

ativado

desligado

não ativado

Introdução

Funções de Monitoramento e Medição

Funções de Monitoramento e Medição Visão Geral O Controlador LTM R apresenta a medição e monitoramento

Visão Geral

O Controlador LTM R apresenta a medição e monitoramento no suporte das funções da corrente, temperatura e proteção da falha de aterramento. Ao conectado a um módulo de expansão LTM E, o controlador LTM R também apresenta as funções de medição de tensão e potência.

O que há nesse Capítulo?

Esse capítulo contém as seguintes seções:

Seção

Tópico

Página

2.1

Medição

26

2.2

Falhas de monitoramento do dispositivo e sistema

38

2.3

Contadores de aviso e falha

50

2,4

Histórico do motor

55

2.5

Status de operação do sistema

58

Funções de Monitoramento e Medição

2.1

Medição

Visão Geral

O controlador LTM R usa essas medições para utilizar as funções de proteção, controle, monitoramento e lógica. Cada medição é detalhada nesta seção.

As medições podem ser acessadas por meio de um:

computador que execute o SoMove com o DTM do TeSys T

dispositivo HMI:

PLC através da porta de rede

O que há nesta seção?

Esta seção contém os seguintes tópicos:

Tópico

Página

Correntes da Linha

27

Corrente de Aterramento

28

Corrente Média

30

Desequilíbrio da Fase da Corrente

31

Nível de Capacidade Térmica

32

Sensor de Temperatura do Motor

32

Frequência

33

Tensões linha a linha

33

Desequilíbrio da tensão da linha

34

Tensão Média

34

Fator de Potência

35

Potência Ativa e Potência Reativa

36

Consumo da Potência Ativa e Consumo da Potência Reativa

37

Funções de Monitoramento e Medição

Correntes da Linha

Descrição

O controlador LTM R mede as correntes de linha e apresenta o valor de cada fase em amperes e

como uma porcentagem da Corrente de Carga Total (da sigla em inglês, FLC).

A função das correntes de linha retorna o valor rms em amperes das correntes de fase das 3

entradas de CT:

L1: corrente de fase 1

L2: corrente de fase 2

L3: corrente de fase 3

O

controlador LTM R realiza os cálculos corretos de rms para as correntes de linha até a 7ª

harmônica. A corrente monofásica é medida de L1 e L3.

Características da Corrente de Linha

A função das correntes de linha possui as seguintes características:

Característica

Valor

Unidade

A

 

+/-1 % para os modelos 8 A e 27 A

Precisão

+/- 2 % para os modelos de 100 A

Resolução

0,01A

Intervalo de atualização

100 ms

Razão da Corrente de Linha

O parâmetro da Razão da Corrente L1, L2 e L3 apresenta a corrente de fase como uma

porcentagem de FLC.

Fórmulas da Razão da Corrente de Linha

O valor da corrente de linha para a fase é comparado à configuração do parâmetro FLC, onde FLC é

FLC1 ou FLC2, seja qual estiver ativo no momento.

Medição Calculada

Fórmula

Razão da corrente de linha

100xLn/FLC

onde:

FLC = configuração do parâmetro FLC1 ou FLC2, seja qual estiver ativo no momento

Ln = valor da corrente L1, L2 ou L3 em amperes.

Características da Razão da Corrente de Linha

A função da razão da corrente de linha possui as seguintes características:

Característica

Valor

Unidade

% de FLC

Precisão

Consulte as Características da Corrente de Linha, página 27

Resolução

1% de FLC

Intervalo de atualização

100 ms

Funções de Monitoramento e Medição

Corrente de Aterramento

Descrição

O controlador LTM R mede as correntes de aterramento e apresenta os valores em Amperes e como

uma porcentagem do FLCmin.

 

A

corrente de aterramento interno (Igr) é calculada através do controlador LTM R a partir de

 

3 correntes de linha medidas pelos transformadores da corrente de carga. Registra 0 quando

a corrente está abaixo de 10% do FLCmin.

 

A corrente de aterramento externo (Igr) é medida através do transformador de corrente de

 

aterramento conectado aos terminais Z1 e Z2.

Parâmetros Configuráveis

 

A

configuração do canal de controle possui as seguintes configurações de parâmetro configuráveis:

Parâmetro

Faixa de Configuração

Configuração de Fábrica

Modo da Corrente de Aterramento

Interna

Interna

Externa

Razão da Corrente de Aterramento

Nenhuma

Nenhuma

100:1

200:1.5

1000:1

2000:1

Outra Razão

CT de Aterramento Primário

165.535

1

CT de Aterramento Secundário

165.535

1

Fórmula da Corrente de Aterramento Externo

O valor da corrente de aterramento externo depende das configurações do parâmetro:

Medição Calculada

Fórmula

Corrente de Aterramento Externo

(Corrente através de Z1-Z2) x (CT de Aterramento Primário) / (CT de Aterramento Secundário)

Características da Corrente de Aterramento

A função da corrente de aterramento possui as seguintes características:

Característica

Valor

 

Corrente de Aterramento Interno (IgrE)

Corrente de Aterramento Externo (Igr)

Unidade

A

A

Precisão

LTM R 08xxx

Igr > 0,3 A

+/- 10%

maior de +/- 5 % ou +/- 0,01 A

O.2 A < Igr < 0,3 A

+/- 15%

0,1 A<lgr<O.2 A

+/- 20 %

Igr < 0,1 A

N/A (1)

LTM R 27xxx

Igr > 0,5 A

+/- 10%

0,3 A < Igr < 0,5 A

+/- 15%

O.2 A < Igr < 0,3 A

+/- 20 %

Igr < O.2 A

N/A (1)

LTM R 100xxx

Igr > 1,0 A

+/- 10%

0,5 A < Igr < 1,0 A

+/- 15%

0,3 A<lgr<0,5 A

+/- 20 %

Igr <0,3 A

N/A (1)

Resolução

0,01 A

0,01 A

Intervalo de atualização

100 ms

100 ms

(1) Para correntes dessa extensão ou menores, a função da corrente de aterramento interno não deve ser utilizada. Ao invés disso, usamos transformadores da corrente de aterramento externo.

Funções de Monitoramento e Medição

Razão da Corrente de Aterramento

O parâmetro da razão da corrente de aterramento apresenta o valor da corrente de aterramento

como porcentagem de FLCmin.

Fórmulas da Razão da Corrente de Aterramento

O valor da corrente de aterramento é comparado ao FLCmin.

Medição Calculada

Fórmula

Razão da corrente de aterramento

100 x corrente de aterramento / FLCmin

Características da Razão da Corrente de Aterramento

A função da razão da corrente de aterramento possui as seguintes características:

Característica

Valor

 

Unidade

0

2.000%

de FLCmin

Precisão

Veja as Características da Corrente de Aterramento, acima

Resolução

0,1 % de FLCmin

 

Intervalo de atualização

100 ms

 

Funções de Monitoramento e Medição

Corrente Média