Você está na página 1de 3

Mateus 9:14-17

1. Servir a Deus não é um fardo que entristece, e sim uma festa que alegra.
Mat 9:14 Vieram, depois, os discípulos de João e lhe perguntaram: Por que jejuamos nós, e os fariseus muitas vezes, e teus
discípulos não jejuam? v:15 Respondeu-lhes Jesus: Podem, acaso, estar tristes os convidados para o casamento, enquanto o
noivo está com eles? Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo, e nesses dias hão de jejuar.

Os religiosos queriam que Jesus mudasse a forma de vida dos discípulos para outra mais rigorosa.

Quando Jesus ensinou sobre o jejum, Ele combateu as ideias rigorosas acerca da vida com Deus (Mat 6:16-18)
O crente foi ungido com óleo de alegria. - Slm 45:7 Tu amas a justiça e aborreces a impiedade; por isso, Deus, o teu
Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros. v:8 Todas as tuas vestes recendem a mirra,
aloés e cássia; de palácios de marfim ressoam instrumentos de cordas que te alegram.

A mirra é uma resina tirada da arvore cássia, Esta custosa fragrância era apropriada para as bodas dos reis.
Apo 19:7 Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já
se ataviou,

Jejum é a mais profunda expressão de humilhação para tempos de lutas e dificuldades.

a. Quando avisaram a Josafá que vinha uma grande multidão dalém do mar e da Síria para o atacar - 2Cr 20:3 Então,
Josafá temeu e pôs-se a buscar o SENHOR; e apregoou jejum em todo o Judá.
b. Quando os judeus estavam ameaçados de morte na cidade de Susã - Est 4:15,16 Então, disse Ester que
respondessem a Mordecai: Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim...
c. Quando os discípulos queriam saber por que não conseguiram expulsar um demônio de um menino, Jesus disse: -
Mat 17:21 Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.

Para os discípulos, aqueles tempos na presença do Senhor eram tempos de alegria, e não de tristeza.
Mat 9:15 Respondeu-lhes Jesus: Podem, acaso, estar tristes os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles?...

Quando Moisés falou com faraó, revelou que a liberdade que o SENHOR dá é motivo de festa mesmo no deserto.
Êxo 5:1 E, depois, foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o SENHOR, Deus de Israel: Deixa ir o meu
povo, para que me celebre uma festa no deserto.

Festa: vem do hb. ‫ חגג‬CHAGAG “Realizar uma difícil caminhada, mas depois vamos celebrar, dançar, cambalear”
Cumpriu-se em Ex 15:1-3,20,21

Alguns dizem que este cântico do Moisés é o registro mais antigo que existe de uma canção em todo mundo. Era um
poema épico festivo que celebrava a vitória de Deus, levantava os corações e as vozes do povo por dentro e por fora.

Êxo 15:1-3 Então, entoou Moisés e os filhos de Israel este cântico ao SENHOR, e disseram: Cantarei ao SENHOR,
porque triunfou gloriosamente; lançou no mar o cavalo e o seu cavaleiro. O SENHOR é a minha força e o meu
cântico; ele me foi por salvação; este é o meu Deus; portanto, eu o louvarei; ele é o Deus de meu pai; por isso, o
exaltarei. O SENHOR é homem de guerra; SENHOR é o seu nome.

Êxo 15:20,21 A profetisa Miriã, irmã de Arão, tomou um tamborim, e todas as mulheres saíram atrás dela com
tamborins e com danças. E Miriã lhes respondia: Cantai ao SENHOR, porque gloriosamente triunfou e precipitou no
mar o cavalo e o seu cavaleiro.
1.1. Por que servir a Deus não é um fardo de tristezas?

EM PRIMEIRO LUGAR - PORQUE A PRESENÇA DO SENHOR É UMA GRANDE ALEGRIA.


Luc 2:10 E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo,

Explicar:
Jó 41:22 No seu pescoço pousa a força; perante ele, até a tristeza salta de prazer. (o crocodilo espalha o medo por
onde passa. ) Slm 16:11 ... na tua presença há abundância de alegrias;...

Nee 8:10 ...portanto, não vos entristeçais, porque a alegria do SENHOR é a vossa força. (A alegria que tem o Senhor
por seu objetivo, é a força espiritual) Lv 23:24 - Lembraria aos membros da família a respeito da natureza de Deus e
o que tinha feito por eles, e era tempo para renovar o compromisso com Deus.

A palavra “grande” vem do termo grego μεγας MEGAS

Faz referência a:
1. MASSA E PESO: A tristeza não suporta o peso da alegria de uma vida com Deus por muito tempo.
2Co 4:17 Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda
comparação,
2. LIMITE E EXTENSÃO: A tristeza não encontra espaçoso para permanecer na vida de quem está cheio de Deus.
Eze_10:4 Então, se levantou a glória do SENHOR de sobre o querubim, indo para a entrada da casa; a casa
encheu-se da nuvem, e o átrio, da resplandecência da glória do SENHOR. Ef. 5:18
3. MEDIDA E ALTURA: A tristeza não pode ultrapassar os limites alegria de é amado por Deus.
Rom 8:39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus,
que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

EM SEGUNDO LUGAR – PORQUE ESSA GRANDE ALEGRIA É UM SINAL QUE NOS CONSOLA.

Isaias profetizou explicando


Isa 7:14 Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará
Emanuel.

Mat 1:23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel ( que quer dizer:
Deus conosco ).

EM TERCEIRO LUGAR - PORQUE O CRENTE NÃO VIVE APRISIONADO AOS RITUAIS RELIGIOSOS E SIM NA
LIBERDADE DO ESPÍRITO.
2Co 3:15-17 E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Mas, quando se
converterem ao Senhor, então, o véu se tirará.
V:17 Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.

EM QUARTO LUGAR - PORQUE O CRENTE NÃO USA DA SUA LIBERDADE PARA DÁ LUGAR A LIBERTINAGEM
 Conduta de pessoa que se entrega imoderadamente a prazeres
 Irreverência com relação a dogmas e crenças oficialmente aceitos
Gál 5:13 Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis, então, da liberdade para dar ocasião à
carne, mas servi-vos uns aos outros pela caridade.

Slm 100:2 Servi ao SENHOR com alegria e apresentai-vos a ele com canto.
Ats 2:46 E, perseverando unânimes todos os dias no templo e partindo o pão em casa, comiam juntos com
alegria e singeleza de coração,
Ats 8:8 E havia grande alegria naquela cidade.
Ats 13:52 E os discípulos estavam cheios de alegria e do Espírito Santo.
Rom 12:12 alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;
Rom 14:17 porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito
Santo.
2Co 9:7 Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque
Deus ama ao que dá com alegria.
Flp 1:4 fazendo, sempre com alegria, oração por vós em todas as minhas súplicas,
Flp 4:4 Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.
2. Servir a Deus é um novo modo de viver incompatível com o que vivíamos.
Mat 9:16 Ninguém põe remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo tira parte da veste, e fica maior a
rotura. v:17 Nem se põe vinho novo em odres velhos; do contrário, rompem-se os odres, derrama-se o vinho, e os
odres se perdem. Mas põe-se vinho novo em odres novos, e ambos se conservam.

Na vida com não se pode ligar o que é novo com o é velho. Seja:
1. As leis cerimonias no AT com a graça do NT
2. Ou atitude da velha vida sem Deus com a nova vida em Cristo

O costume com o modo velho de viver por se tornar uma tentação na nova vida Luc 5:39 E ninguém, tendo
bebido o vinho velho, prefere o novo; porque diz: O velho é excelente.

Por que não podemos servir a Deus com modo de vida que vivíamos?

EM PRIMEIRO LUGAR – PORQUE FOMOS RESGATADOS DE UMA VIDA INÚTIL.


1Pe_1:18 sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados
da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais,

Libertados vem do termo grego lutroo = “livre pelo pagamento de um resgate”

Col 2:13 E, quando vós estáveis mortos nos pecados e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou
juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas,
Col 2:14 havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos
era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.
Col 2:15 E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.

Cristo apagou as acusações confirmadas que havia contra vocês, a lista dos seus mandamentos que
vocês não tinham obedecido. Tomando esta lista de pecados, Ele a destruiu, pregando-a na cruz de
Cristo.
Deste modo Deus tirou o poder de Satanás acusar vocês de pecado e exibiu publicamente ao mundo
inteiro o triunfo de Cristo na cruz, onde foram tirados todos os pecados de vocês.

EM SEGUNDO LUGAR – PORQUE NÃO SE ULTILIZA DE COISAS VELHA E COISAS NOVAS.


Efs 4:22 que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do
engano, (despojeis do gr. Apotithemi = “Colocar de lado, tirar do caminho” Metf. “Tirar roupa suja”)
Efs 4:23 e vos renoveis no espírito do vosso sentido,
Efs 4:24 e vos revistais do novo homem, que, segundo Deus, é criado em verdadeira justiça e santidade.

Efs 4:25 Pelo que deixai a mentira e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.
Efs 4:26 Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.
Efs 4:27 Não deis lugar ao diabo.
Efs 4:28 Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com
o que tiver necessidade.
Efs 4:29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos
que a ouvem.
Efs 4:30 E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o Dia da redenção.
Efs 4:31 Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmias, e toda malícia seja tirada de entre vós.
Efs 4:32 Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos
perdoou em Cristo.