Você está na página 1de 1

ESCOLA EMÍDIO CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE

PROFESSORA: GISELMA ALVES DISCIPLINA: ARTE


ALUNO(A):______________________________________

ROMANTISMO  Exaltação do nacionalismo, da


natureza e da pátria;
 Criação de um herói nacional;
 Sentimentalismo;
CONTEXTO HISTÓRICO:
 Supervalorização das emoções
O romantismo foi criado num contexto de pessoais;
inquietação política e grandes revoluções  Subjetivismo;
como a Revolução Francesa, ele abrange o  Egocentrismo;
século XVIII e grande parte do século XIX.  Saudades da infância;
A burguesia se consolidava no poder e com  Idealização da sociedade, do amor e
isso passou a existir a necessidade de da mulher;
produzir arte voltada para ela. O resultado  Fuga da realidade.
disso é o romantismo: uma arte feita pela
burguesia, para a burguesia, retratando a O romantismo é a arte da emoção e da
burguesia. Portanto, entender a mentalidade subjetividade. Ela vem em oposição ao
burguesa da época é vital para entender as racionalismo do neoclassicismo, mas ao
suas obras. invés de contrapor as regras científicas com
as doutrinas da religião (como fizera o
Entre 1823 e 1831, o Brasil também estava barroco com o classicismo), o romantismo
passando por problemas políticos. Dom adota o antropocentrismo do classicismo e a
Pedro I estava se mostrando um imperador teatralidade do barroco para tratar de um
autoritário e aflorando nos brasileiros um novo assunto: os sentimentos pessoais e as
nacionalismo luso-fóbico que se mostra nas ideologias.
obras românticas. Na política dois grupos se
opõe: os monarquistas (que defendiam as Os temas favoritos do romantismo são as
ações de D. Pedro) e os liberais (que diferentes paixões: pela nação, pela arte,
defendiam diferentes graus de pela mulher, pela ideologia, pela revolução.
independência). Na literatura, os reflexos Nos vestibulares, é comum que sejam
disso foram três grandes temas de romance: cobradas as três maiores correntes do
o indianista, os históricos e os regionalistas. romantismo. São elas:

CARACTERÍSTICAS:  Primeira geração: romances indianistas,


a nacionalidade e a idealização o índio.
 Oposição ao clássico;  Segunda geração: romances de
 Estrutura de texto em prosa, longo; folhetim, ultrarromânticos e emotivos.
 Desenvolvimento de um núcleo  Terceira geração: condoreirismo,
central; geração engajada e politizada.
 Narrativa ampla refletindo uma
sequência de tempo;
 O indivíduo passa a ser o centro das
atenções;
 Influencia a pintura, a música e a
arquitetura;
 Surgimento de um público
consumidor (folhetim);
 Versos livres;
 Versos brancos