Você está na página 1de 12

Separata de Atualização Científica

Sobre o Uso Combinado de


BOTOX® e os Preenchedores
Faciais da Allergan
(JUVÉDERM® e SURGIDERM®)
Separata de Atualização Científica
Sobre o Uso Combinado de BOTOX® e
os Preenchedores Faciais da Allergan
(JUVÉDERM® e SURGIDERM®)
Prof. Dr. Humberto Antonio
Ponzio Introdução
Professor associado da UFRGS.
Doutor em Medicina pela USP. As novas tendências em rejuvenescimento facial confirmam a
Ex-presidente da SBCD.
busca por resultados cada vez mais naturais e harmônicos, em
linha com as expectativas e os desejos da maior parte dos pa-
cientes. Essa nova abordagem impacta diretamente as técni-
cas de aplicação e realização dos procedimentos cosméticos.

Nesse contexto, a aplicação da toxina botulí- Sua utilização evoluiu, e, atualmente, o pre-
nica tipo A torna-se um procedimento cada vez enchedor não é utilizado somente para “preen-
mais individualizado. Os pacientes são clinica- cher uma ruga”, mas, também, para realçar con-
mente diferentes e buscam resultados específi- torno e conferir volume, preferencialmente em
cos, sendo necessário adaptar os pontos de apli- combinação com BOTOX®.
cação e as doses de tratamento às necessidades
de cada paciente. A individualização da técnica A combinação de BOTOX® (toxina botu-
de aplicação de BOTOX® consagra-se como fa- línica tipo A) e JUVÉDERM® ou SURGIDERM®
tor-chave para o sucesso desse tratamento. (preenchedores de ácido hialurônico) permi-
te tratar o rosto em sua totalidade, usando
O preenchimento com ácido hialurônico cada técnica em sua melhor indicação, bene-
também ganha força e se consagra como o se- ficiando o paciente com resultados cada vez
gundo procedimento cosmético não cirúrgico mais completos e harmônicos.
mais procurado nos Estados Unidos, logo atrás
das aplicações de BOTOX®.


A ciência dos preenchedores faciais

Apresentamos, a seguir, uma atualização JUVÉDERM® e SURGIDERM® apresentam-se


científica sobre o uso cosmético da toxina bo- como uma tecnologia 3D de fabricação e reti-
tulínica tipo A (BOTOX®) e dos preenchedores culação, que proporciona longa durabilidade
de ácido hialurônico (JUVÉDERM® e SURGI- dos resultados e alta maleabilidade do gel, o
DERM®), obtida a partir de aulas ministradas que facilita a aplicação e aumenta a adaptabili-
por renomados palestrantes internacionais du- dade do material aos contornos faciais.
rante eventos científicos.
Além da tecnologia 3D que confere malea­
O preenchedor ideal não deve ser perma- bilidade e durabilidade, a linha JUVÉDERM®
nente, mas de longa duração; deve apresentar ainda apresenta como benefício adicional sua
efeitos colaterais mínimos e não requerer testes disponibilidade em apresentações com 0,3%
de alergia. Além disso, deve ser de fácil utiliza- de lidocaína, para aumentar o conforto do
ção, com aplicação pouco dolorosa para o pa- paciente durante e imediatamente depois do
ciente e custo-efetividade adequado, tanto para procedimento.
o médico quanto para o paciente.
No entanto as diferentes marcas de preen-
O que torna o ácido hialurônico atraente chedores à base de ácido hialurônico não são
como preenchedor cutâneo é sua capacidade iguais. Elas diferem em algumas características,
de reter grande quantidade de água, o fato de como tipo e quantidade de reticulante, visco-
estar naturalmente presente na pele e seu baixo sidade e consistência do gel, concentração de
potencial de reações adversas. ácido hialurônico e, especialmente, sua durabi-
lidade na pele. O ideal é conciliarmos um pre-
No entanto o desempenho de um ácido hia- enchedor que combine facilidade de aplicação,
lurônico depende de três fatores-chave: longa duração e eficácia como preenchedor.

• paciente (comorbidades, padrão de con- O ácido hialurônico é um polissacarídeo, na-


tração muscular, fumo); turalmente constituinte de nossa pele, pois é um
• médico (técnica de aplicação); componente essencial da matriz extracelular. A
• produto (características físico-químicas). unidade monomérica, que compõe sua cadeia,
é a mesma, independente de qual seja a fonte
Desde a aprovação do primeiro preenche- produtora: animal ou não animal. Independente
dor de ácido hialurônico nos Estados Unidos, de sua origem, apresenta alta afinidade com a
vários outros produtos têm surgido, entre eles água, resultando em um líquido claro e viscoso.
a linha JUVÉDERM® e SURGIDERM® – ambos da Seu potencial de alergenicidade é negligenciá-
Allergan –, clinicamente similares, segundo da- vel, dada a similaridade de sua estrutura quími-
dos internos da companhia. ca com o ácido hialurônico presente na pele.


Tabela 1 – Conheça a linha completa de SURGIDERM®, atualmente disponível no mercado
SURGIDERM® 18 SURGIDERM® 24XP SURGIDERM® 30XP SURGIDERM® 30 SURGILIPS®
Rugas finas e Rugas médias e Rugas profundas e
Indicação Rugas médias e lábios Lábios
superficiais profundas volume
Profundidade de Derme média e
Derme superficial Derme média Derme profunda Lábios
injeção profunda
Concentração de AH 18 mg/mL 24 mg/mL 24 mg/mL 24 mg/mL 20 mg/mL
Apresentação 2 x 0,8 mL 2 x 0,8 mL 2 x 0,8 mL 2 x 0,8 mL 1 x 0,8 mL
Agulha 30G1/2 30G1/2 27G1/2 27G1/2 30G1/2
Duração aproximada 6 meses 9 meses 12 meses 9 meses 6-9 meses
Tabela 2 – Conheça também a nova linha JUVÉDERM®
JUVÉDERM® Refine JUVÉDERM® Ultra com JUVÉDERM® Ultra Plus JUVÉDERM® Forma
lidocaína com lidocaína
Presença de lidocaína Não 0,3% de lidocaína 0,3% de lidocaína Não
Indicação Rugas finas e superficiais Rugas médias e lábios Rugas médias e profundas Rugas profundas e volume
Profundidade de injeção Derme superficial Derme média Derme média e profunda Derme profunda
Concentração de ácido
18 mg/mL 24 mg/mL 24 mg/mL 24 mg/mL
hialurônico
Apresentação 2 x 0,6 mL 2 x 0,8 mL 2 x 0,8 mL 2 x 0,8 mL
Agulha 30G1/2 30G1/2 27G1/2 27G1/2
Duração aproximada 6 meses 9 meses 12 meses 9 meses

O ácido hialurônico é fornecido em pó para de reticulação, maior a resistência da molécula


a manufatura de preenchedores faciais. Esse e, portanto, a duração do procedimento, porém
ácido hialurônico, se assim fosse injetado na maior será também a viscosidade e a dureza do
pele, teria uma permanência efêmera (menos gel, dificultando sua aplicação.
de uma semana) em razão da ação de hialuro-
nidase e radicais livres, naturalmente presentes JUVÉDERM® e SURGIDERM® são produzidos a
na pele. Portanto, para aumentar sua resistência partir de uma tecnologia 3D exclusiva, que per-
à degradação e sua permanência nos tecidos, mite produzir um gel altamente reticulado e que,
são adicionadas substâncias reticulantes (usual- portanto, vai oferecer maior duração, mas que, ain-
mente, 1,4-butanedioléter diglicídico – BDDE da assim, é altamente maleável e fácil de injetar.
ou divilil-sulfona – DVS), que têm a finalidade
de estabelecer cruzamentos entre duas ou mais Outro aspecto importante é a natureza final
moléculas do polímero. Esse processo de reticu- do gel – se monofásico ou bifásico. Os produtos
lação também é conhecido como crosslinking. mais modernos são compostos monofásicos, o
que permite maior fluidez na injeção e melhor
O grau de reticulação é um fator importan- distribuição tecidual. Portanto é importante
te na comparação de preenchedores de ácido comentar que JUVÉDERM® e SURGIDERM® são
hialurônico. Usualmente, quanto maior o grau produtos monofásicos.


O padrão de beleza facial

Ao citar Eleanor Roosevelt, o Dr. Phillip Levy é agravado pela ação dos músculos depressores,
afirmou que “jovens bonitos são acidentes da que contribuem puxando para baixo os tecidos
natureza, mas pessoas bonitas de mais idade são frouxos da face. Nesse caso, o ápice do triângulo
obras de arte”. O padrão de beleza tem variado está no alto, e o rosto assume a forma de um
ao longo do tempo, mas alguns princípios bá- triângulo de base larga ou de um quadrado.
sicos têm sido observados, especialmente com
relação à beleza facial, em que a harmonia de Além desses aspectos relacionados ao con-
formas e medidas assume maior importância. torno facial, que se modificam com a idade, o
médico deve atentar para as pequenas modi-
Com a finalidade de facilitar o planejamen- ficações, que, ao final, resultarão também em
to terapêutico, a face é dividida em três setores: uma face envelhecida, como posicionamento
terço superior (da raiz dos cabelos à glabela), das sobrancelhas, acentuação dos sulcos naso-
terço médio (da glabela à base do nariz) e ter- genianos e rugas de marionetes. Além disso, é
ço inferior (da base do nariz ao mento). Atual- observado afilamento dos lábios e alteração do
mente, considera-se padrão de uma face jovem ângulo nasolabial, que se torna mais agudo, de-
a proporção de 1:1:1 entre os três níveis. Entre- monstrando queda da ponta do nariz.
tanto sabemos que, com a idade e o processo
de envelhecimento, há alteração dessas propor- Ainda segundo o Dr. Raspaldo, a abordagem
ções com redução craniocaudal. terapêutica do rejuvenescimento facial deve
começar pela análise detalhada dos padrões
Por outro lado, a face jovem apresenta con- de beleza apresentados e/ou desejados pelo
formação suave, com contorno arredondado, paciente, cabendo ao terapeuta a orientação e
proeminências malares salientes, face levemen- o correto posicionamento quanto às possibili-
te encovada e linhas mandibulares suaves e dades e às limitações das técnicas disponíveis,
bem definidas. O Dr. Hervé Raspaldo define essa sempre buscando a correção natural e fisioló-
situação como “triângulo da beleza”, em que a gica, em que predomine a harmonia. Nesse
face assume a forma de um triângulo com o sentido, os tratamentos devem ser executados
ápice voltado para baixo. passo a passo, abordando cada componente
anatômico a ser corrigido. Conforme reforçado
O oposto é observado no triângulo rever- pelo Dr. Raspaldo, “a harmonia é a chave do su-
so, visto em faces de aspecto mais envelheci- cesso para criar um visual natural”.
do, que apresentam componentes específicos,
como olhos caídos, ptose da porção lateral dos A inclusão de novos pontos de aplicação de
supercílios, flacidez malar com queda da pele, BOTOX® no rejuvenescimento facial veio propor-
alargando a face nas regiões laterais e inferiores e cionar o tratamento de áreas até então sem al-
borrando a linha mandibular. Tudo isso também ternativas não invasivas para sua correção. Além


disso, a associação terapêutica de BOTOX® com Segundo o Dr. Levy, 85% das correções no
preenchedores, especialmente à base de ácido terço superior da face são realizadas com a to-
hialurônico, como JUVÉDERM® e SURGIDERM®, xina botulínica tipo A, enquanto, no terço infe-
favorece o tratamento global da face, com re- rior, 83% dessas correções são realizadas com os
sultados excelentes e surpreendentes. preenchedores faciais.

Rejuvenescimento global da face

O conhecimento da anatomia facial e a iden- neamente a musculatura facial e deixando trans-


tificação das alterações dinâmicas ou volumétri- parecer eventuais assimetrias, tiques, etc. Ouvidas
cas são fundamentais àquele que se dispõe a as queixas, o paciente deve ser levado à frente
tratar uma face envelhecida. Hoje, o conceito de de um espelho para identificação e discussão das
rejuvenescimento global da face inclui, além da alterações observadas, como rugas estáticas, di-
correção de rugas – estáticas e dinâmicas –, a nâmicas, perdas de volume, de contorno, etc. Em
reposição de volume. conjunto, médico e paciente discutirão as possi-
bilidades de correção e eventuais resultados que
As rugas dinâmicas são aquelas resultantes poderão ser obtidos com cada uma das opções
da utilização da musculatura facial e podem ser propostas. É importante ressaltar que o pacien-
modificadas por produtos que interferem em te deve ser examinado na posição sentada, pois,
sua formação, ou no posicionamento das estru- dessa forma, também é possível observar aque-
turas faciais. Nesse sentido, a escolha recai sobre las marcas, acentuadas pela ação da gravidade.
a toxina botulínica do tipo A, que é capaz de se Outra recomendação importante é não se fixar
interpor na junção neuromuscular, possibilitan- somente em determinado ponto da face, mas ter
do, de forma seletiva, a interrupção do estímu- uma visão global e considerar a face em sua tota-
lo ao músculo, evitando sua contração. Assim lidade, para que se possa perceber, por exemplo,
é possível, após criterioso exame do paciente, assimetrias superciliares.
identificar quais músculos devem ser inibidos
para um visual mais harmônico e jovial da face. A observação deve ser criteriosa, e, para fa-
Mundialmente, o BOTOX® (Allergan, Inc., Irvine, cilitar a avaliação, a face é dividida em terço su-
CA, USA) é a toxina botulínica do tipo A mais perior, médio e inferior, além do pescoço e do
estudada e utilizada em indicações cosméticas. colo. A correção passa pela aplicação de toxina
botulínica tipo A, por preenchedores faciais e,
O plano terapêutico deve ser iniciado pela em alguns casos, por procedimentos cirúrgicos
observação do paciente, desde sua entrada no mais complexos.
consultório. A entrevista inicial é um momento
importante para a avaliação do paciente, pois No terço superior, analisam-se o compor-
está mais descontraído, movimentando esponta- tamento dos músculos frontal, corrugadores,


prócero, depressores dos supercílios e orbicula- do supercílio, profundamente, ao longo da borda
res. Desses, o frontal é o único responsável pela orbitária e em leque, na direção frontotemporal,
elevação das sobrancelhas, enquanto os demais reduzindo gradualmente o volume injetado. Essa
as deprimem. Esse é o ponto mais importante, aplicação pode ser efetuada com cânula de pon-
quando se pretende reduzir as rugas dinâmicas ta romba, ou com agulha, de preferência 27G1/2.
frontais, pois, se houver paralisação do músculo Eventualmente, as finas rugas formadas nessa área
frontal, sem a devida compensação dos múscu- podem ser corrigidas pela aplicação superficial do
los depressores, haverá rebaixamento superciliar, JUVÉDERM® Refine ou SURGIDERM® 18. A figura 1
agravando o aspecto envelhecido. contempla o planejamento para a aplicação de
BOTOX® em uma paciente de 55 anos, fotoenve-
Com a idade, observa-se também a diminuição lhecida, que apresenta ptose superciliar mais pro-
do espaço entre os supercílios e as fendas oculares nunciada à esquerda. Para elevar a sobrancelha, é
por uma “ptose superciliar fisiológica”, acompa- proposta a injeção de 2 U na base da linha tempo-
nhada de elastose das regiões laterais dos olhos, rofrontal e mais 2 U em 1,5 cm medialmente a ela.
que, superpondo-se aos pés-de-galinha, mantém
o enrugamento da área mesmo em repouso. A re- As rugas dos pés-de-galinha são formadas por
posição do volume na região superciliar, especial- contração dos orbiculares, e as injeções de BOTOX®
mente em sua porção caudal, pode ser realizada devem ser aplicadas nos pontos de sua maior con-
com o JUVÉDERM® Ultra Plus com lidocaína ou tração. Um erro frequentemente observado, para
SURGIDERM® 30XP, ou mesmo com o JUVÉDERM® essa marcação, é pedir que o paciente sorria in-
Ultra com lidocaína ou SURGIDERM® 24XP, sendo tensamente, o que provoca a contratura da massa
um recurso muito útil no reposicionamento da muscular malar, além dos orbiculares. Isso pode
sobrancelha; especialmente quando, a partir da provocar a formação de rugas, que formam arcos
correção pela toxina botulínica tipo A, há forma- concêntricos, circundando as eminências malares,
ção de rugas forçadas na região temporofrontal. que, nesse ponto, não devem ser tratadas pela
Para isso, recomenda-se a aplicação de 0,2 mL a toxina botulínica tipo A, pois poderiam provocar
0,4 mL do preenchedor, a partir da porção lateral um bolo infra-orbicular ao sorrir, ou, o que é pior,

Figura 1 – Marcação
dos pontos para
aplicação do BOTOX®
no músculo orbicular
dos olhos. A linha
temporofrontal está
representada em
vermelho


uma ptose labial. Para identificar se essas rugas são envelhecido. Aí as correções pela toxina botulíni-
decorrentes do orbicular, pede-se ao paciente para ca tipo A limitam-se ao nariz, pela formação das
fechar fortemente os olhos, sem sorrir. As rugas rugas oblíquas a partir do ápice nasal (bunny lines),
assim formadas são passíveis de tratamento pela pelo afilamento ou elevação da ponta, respectiva-
injeção de toxina botulínica tipo A nos orbiculares, mente, pela ação dos músculos elevadores da asa
e as que se formam apenas com o sorriso forçado nasal e do lábio superior e depressor do septo na-
devem ser tratadas com preenchedores, injetados sal. É nessa área que os preenchedores assumem
na região mediofacial, ao longo dos malares. maior importância, sendo utilizados para correção
dos sulcos nasogenianos e infraorbitários, para re-
Como vimos, a correção do terço superior é por o volume malar e remodelar o nariz.
mais conhecida, mas, nem por isso, deixa de ter
suas peculiaridades. Nessa área, a posição e a for- O preenchimento dos sulcos infraorbitários
ma das sobrancelhas é que devem concentrar o merece consideração especial, mas, também,
foco da análise. Sobrancelhas caídas envelhecem, é indicado para reduzir a depressão linear oblí-
e, para sua correção, é necessário buscar o equilí- qua, que se forma a partir do ângulo interno do
brio entre os músculos depressores e o músculo olho, acentuando o ar cansado, que é represen-
frontal. Este, por sua vez, poderá ser tratado com tado pelas olheiras. A injeção nessa área deve
o objetivo de reduzir as rugas horizontais, mas ser cercada de todo cuidado, pelo risco de apli-
muito cuidado se deve ter nas projeções das so- cação intravascular ou de difusão para a região
brancelhas, pois poderá não haver elevação nas infrabulbar. Para minimizar esses riscos em nosso
porções correspondentes aos pontos aplicados. meio, a preferência é pela utilização de cânulas
Para compensar esse efeito, recomenda-se a apli- de ponta romba, introduzidas de baixo para cima
cação de 2 U de BOTOX® diretamente no músculo e sob o orbicular. Por precaução, um dedo deve
orbicular, superficialmente, na região superciliar, ser colocado no canto do olho, limitando a área a
nos pontos que se quer elevar. Para elevar a cauda ser preenchida. A aplicação com agulha também
do supercílio, por exemplo, a injeção deve ser fei- pode ser segura, desde que esses limites sejam
ta no orbicular, na linha temporal. Por vezes, essa observados e as injeções sempre sejam em plano
aplicação resulta em um enrugamento transver- mais profundo. A escolha do preenchedor, nesse
sal nessa linha temporal. Para fazer a correção, ou caso, recai no JUVÉDERM® Ultra com lidocaína ou
aplica-se 1-2 U de BOTOX® bem superficialmente SURGIDERM® 24XP, que proporciona grande ma-
no ponto de maior contratura, ou, o que é melhor, leabilidade e facilidade na aplicação.
faz-se o preenchimento (volumização) dessa área,
de preferência com o JUVÉDERM® Ultra Plus com Outra área em que o preenchimento traz re-
lidocaína ou SURGIDERM® 30XP, conforme expli- sultados muito positivos no rejuvenescimento
cado anteriormente. facial é a do espaço formado entre o sulco infra-
orbitário, o sulco nasogeniano e uma linha ima-
No terço médio facial, a perda de volume ma- ginária, que vai desde o ângulo externo do olho
lar e infraorbitário é a responsável pelo aspecto até à base do nariz. Para identificar a necessidade


A B C

Figura 2 – A) pré-tratamento; B) áreas para preenchimento; C) resultado após 15 dias de tratamento combinado com BOTOX® e
JUVÉDERM® ou SURGIDERM®

de preencher essa área, além da simples visua- em leque, a partir da porção mais lateral da base
lização dos sulcos nasogenianos pronunciados, dos sulcos nasogenianos, e em profundidades
pressiona-se a base desse triângulo, sobre a raiz diferentes, obtendo-se, assim, volume equiva-
do canino, com o indicador, fazendo leve pres- lente àquele. O pomo malar também deve ser
são para cima. O resultado dessa manobra, na reconstituído, para conferir o aspecto rejuvenes-
prática, equivale ao preenchimento profundo cido à face. A figura 2 ilustra os pontos a serem
do espaço entre as regiões lateral do nariz, malar preenchidos para o rejuvenescimento da face.
e infraorbitária. Aqui, também, para a marcação
da área a ser preenchida, é importante identifi- É no terço inferior da face que têm sido ob-
car e marcar a borda do assoalho da órbita, aci- servados os maiores avanços com o uso da toxi-
ma da qual não se pode injetar. Para essa injeção na botulínica tipo A. Suas aplicações vão desde
profunda, deve-se partir da parte mais lateral, e a correção do sorriso gengival, das rugas peri-
não do sulco, no qual circulam vasos importan- bucais, das linhas de marionete e do queixo em
tes. Os melhores resultados são observados com casca de laranja até à modificação do contorno
produtos volumizadores, de aplicação profunda, facial inferior, pela redução das bandas do pla-
supraóssea, como o JUVÉDERM® Voluma (produ- tisma e do volume dos masseteres.
to ainda não aprovado na América Latina, com
previsão de lançamento em 2009/2010). Na falta A conformação quadrada ou de triângulo
deste, bons resultados podem ser obtidos com o invertido da face favorece a perda de delinea-
JUVÉDERM® Forma ou SURGIDERM® 30, que, por mento das regiões mandibulares, e isso decorre
ser um gel monofásico, integra-se aos tecidos da força excessiva exercida pelos depressores do
sem formar bolos, os quais seriam facilmente ângulo da boca e da formação das bandas pla-
identificados à palpação, como costuma ocorrer tismais, que se formam em continuação a eles.
com géis bifásicos. Nesse caso, a injeção é feita Outros fatores importantes que contribuem para


esse efeito são as bandas platismais posteriores e quando a paciente fecha os dentes com força.
os masseteres hipertrofiados. Dessa forma, o masseter pode ser identificado
como uma massa muscular profunda desde
As bandas platismais posteriores são observa- o zigoma até à mandíbula, na qual se insere.
das quando a paciente contrai o platisma, depri- A aplicação de 15-18 U de BOTOX®, profunda-
mindo os cantos da boca. Assim, naturalmente, mente (1-1,5 cm), perpendicularmente à borda
forma-se um triângulo com a base ao longo do da mandíbula, contribuirá para afinar o rosto,
ângulo mandibular e o ápice voltado para baixo, e, restabelecendo a posição natural do triângulo
obliquamente, continua-se com a banda posterior facial, além de reduzir, sensivelmente, o bruxis-
do platisma. Para a correção e o redelineamento mo, quando presente.
do contorno facial, aplica-se a técnica Nefertiti lift
(assim chamada pelo perfeito delineamento man- Os sulcos de marionetes – ou bigode chinês
dibular do rosto da antiga rainha egípcia), que visa – são formados pela queda de tecidos moles em
neutralizar essa contratura do platisma, atenuando razão da perda de volume médio facial e ação
a força de tração que puxa os tecidos frouxos do dos músculos depressores do canto da boca.
terço inferior da face para baixo. Para sua execu- A aplicação de 3-5 U de BOTOX® na base dos
ção, recomenda-se a aplicação de 2-3 U de toxina depressores do ângulo da boca reduz a tração
botulínica tipo A, a cada 2 cm, ao longo de cada exercida por esses músculos, minimizando esse
arco mandibular, no total de três a cinco pontos, e efeito. A aplicação deve ser feita lateralmente, ao
mais três a quatro pontos no triângulo formado no prolongamento do sulco nasogeniano, para evi-
ápice da banda posterior do platisma (figura 3). tar sua difusão até os músculos depressores do
lábio inferior. A aplicação de 2-4 U nos músculos
Os masseteres hipertrofiados são facilmen- mentonianos produzem ótimos resultados, nos
te palpáveis sobre os ângulos mandibulares, casos de queixo em casca de laranja.

A B C

Figura 3 – Nefertiti lift: A) triângulo da brida platismal posterior; B) pontos e unidades de BOTOX® aplicados; C) resultado após 15
dias de tratamento

10
O preenchimento nessa área complementa a uma opção adequada para os lábios, porém
ação do BOTOX®, e isso deve ser feito, preferente- se apresenta como um produto mais viscoso
mente, com JUVÉDERM® Ultra Plus com lidocaína e “duro” de aplicar, causando mais edema e re-
ou SURGIDERM® 30XP, em sulcos mais profundos, querendo mais massagem para sua acomoda-
ou com JUVÉDERM® Ultra com lidocaína ou SUR- ção nos tecidos. A aplicação de 2 U de BOTOX®
GIDERM® 24XP, em sulcos mais suaves. em cada quadrante labial, superficialmente, na
base das rugas, na junção com o vermelhão,
O preenchimento da região bucal é um dos além de reduzir essas rugas, contribui para uma
que apresenta resultados mais gratificantes. A re- ligeira protrusão da porção médio-labial.
posição do volume labial, recuperando o contor-
no, filtro nasolabial e arco de cupido, além de re- Como já exposto, quando a aplicação da toxi-
duzir as rugas radiais, também permite a correção na botulínica tipo A não for suficiente para a ob-
de assimetrias e, eventualmente, altera formas. tenção do efeito desejado, sua associação com
os preenchedores é a melhor opção. Há contro-
Para o tratamento dessa região, recomenda- vérsias se os dois procedimentos devem ser rea-
mos o uso do JUVÉDERM® Ultra com lidocaína lizados no mesmo ato cirúrgico ou se o preen-
ou SURGIDERM® 24XP, que, por ser um produto chimento deve ser aplicado somente depois de
maleável, permite uma aplicação suave, com obtido o efeito da toxina. É claro, como tudo em
boa adaptabilidade aos tecidos e com resulta- medicina, o bom senso deve imperar, avalian-
dos mais naturais. O SURGILIPS® segue como do-se cada caso e a experiência do aplicador.

Bibliografia sugerida
• Alam M, Gladstone H, Kramer EM, et al. ASDS Guidelines of care: • Raspaldo H. Volumizing effect of a new hyaluronic acid sub-dermal
injectable fillers. Dermatol Surg. 2008;34:S115-48. facial filler: a retrospective analysis based on 102 cases. J Cosmet
• Cohen JL. Understanding, avoiding, and managing dermal filler Laser Ther. 2008;10:134-42.
complications. Dermatol Surg. 2008 June;34(Suppl 1):S92-9. • Smith KC. Practical use of JUVÉDERM®: early experience. Plast
• Levy PM. The “Nefertiti lift”: a new technique for specific re-con- Reconstr Surg. 2007;120(Suppl):67S.
touring of the jawline. J Cosmet Laser Ther. 2007;9:249-52. • Tezel A, Fredrickson GH. The science of hyaluronic acid dermal
• Raspaldo H, Fagien S. Facial rejuvenation with botulinum neuro- fillers. J Cosmet Laser Ther. 2007;1-8.
toxin: an anatomical and experiential perspective. J Cosmet Laser • Wu J. A study evaluating a new 24-mg/mL hyaluronic acid (HA) dermal
Ther. 2007;9(Suppl 1):23-31. filler in subjects previously treated with a 20-mg/mL HA filler. Poster.

Botox ® (toxina botulínica tipo A, congelada a vácuo) USO ADULTO e PEDIÁTRICO. Forma farmacêutica e apresentação: Frasco-ampola contendo 100 unidades de toxina botulínica Tipo A congelada a vácuo estéril para
administração por via intramuscular ou intradérmica conforme indicação de tratamento. Composição: Cada frasco-ampola contém: toxina botulínica Tipo A:100 Unidades (*). albumina (humana): 0,5 mg. cloreto de sódio: 0,9 mg.
(*) Estas unidades são exclusivas para BOTOX ® (toxina botulínica tipo A) e não são intercambiáveis com outras preparações contendo toxina botulínica. Indicações: Estrabismo e blefarospasmo associado com
distonia, incluindo blefarospasmo essencial benigno ou distúrbios do 7º nervo em pacientes com idade acima de 12 anos. Distonia cervical. Espasmo hemifacial. Espasticidade muscular. Linhas faciais hipercinéticas. Hiperidrose
focal palmar e axilar. Incontinência urinária causada por hiperatividade neurogênica do músculo detrusor da bexiga, não tratada adequadamente por anticolinérgicos. Contra-indicações: conhecida hipersensibilidade a qualquer
ingrediente contido na formulação, na presença de infecção no local da aplicação, quando há distúrbios generalizados da atividade muscular, em tratamento concomitante com antibióticos aminoglicosídeos ou spectinomicina, em
distúrbios do sangramento de qualquer tipo, no caso de tratamento com anticoagulantes ou quando há algum motivo para evitar injeções intramusculares, e, durante a gravidez e a amamentação. Advertências e Precauções:
As doses recomendadas e a freqüência de administração não devem ser ultrapassadas. Devem ser tomadas precauções em pacientes utilizando antibióticos aminoglicosídicos ou outras drogas que interfiram com a transmissão
neuromuscular e no tratamento de pacientes com miastenia gravis, síndrome de Eaton Lambert, esclerose lateral amiotrófica ou distúrbios que produzam disfunção neuromuscular periférica. Como qualquer outro produto de origem
biológica, a aplicação de BOTOX ® (toxina botulínica tipo A) pode provocar reações anafiláticas; por isso, devem estar disponíveis recursos medicamentosos e técnicos adequados para combatê-las. Interações medicamentosas: O
efeito da toxina botulínica pode ser potencializado por antibióticos aminoglicosídicos ou outras drogas que interfiram com a transmissão neuromuscular. Recomenda-se cautela em pacientes tratados com polimixinas, tetraciclinas e
lincomicina. O uso de relaxantes musculares deve ser feito com cautela, recomendando-se redução da dose inicial do relaxante, ou utilização de drogas de ação intermediária como o vecurônio, em vez dos relaxantes musculares de ação
mais prolongada. Reações adversas relatadas no tratamento das linhas faciais hipercinéticas: A flacidez muscular local representa a ação farmacológica esperada da toxina botulínica. Foram relatados: dor/ardor/sensação
de ferroada no local da injeção (2,5%), dor facial (2,2%), eritema (1,7%), fraqueza muscular local (1,7%), edema no local da injeção (1,5%), equimose (1,0%), tensão na pele (1,0%), parestesia (1,0%) e náusea (1,0%). A maioria dos
eventos relatados foi transitória e de gravidade leve a moderada. Posologia: A posologia depende do paciente, da localização e da extensão do comprometimento dos grupos musculares envolvidos, conforme a indicação. (ver
informações completas na bula do produto). Modo de usar: Ver informações completas na bula do produto. DEVE SER APLICADO SOMENTE POR MÉDICO PREVIAMENTE TREINADO PARA USO CORRETO DO PRODUTO. O método de
administração depende do paciente, da localização e da extensão do comprometimento dos grupos musculares envolvidos. Armazenamento: em sua embalagem intacta, pode ser conservado tanto em freezer em temperatura de - 5ºC
ou inferior ou em geladeira entre 2º e 8º C. Após a reconstituição BOTOX ® (toxina botulínica tipo A) deve ser armazenado em refrigerador (2º C a 8º C) e deve ser administrado dentro de 24 horas. VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
Reg. ANVISA/MS - 1.0147.0045. Farm. Resp.: Dra. Flávia Regina Pegorer CRF-SP nº 18.150. Para informações completas para prescrição, consultar a bula do produto ou a Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda. Fabricado
por Allergan Pharmaceuticals Ireland - Westport - Irlanda. Importado e Distribuído por: Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda. Av. Guarulhos, 3272 - CEP 07030-000 - Guarulhos - SP - CNPJ no 43.426.626/0009-24. Indústria Brasileira
®Marca Registrada. Serviço de Atendimento à classe Médica 0800-174077 Discagem Direta Gratuita.

Separata de Atualização Científica Sobre o Uso Combinado de BOTOX® e os Preenchedores Faciais da Allergan (JUVÉDERM® e SURGIDERM®) é uma publicação perió-
dica da Phoenix Comunicação Integrada patrocinada por Allergan. Jornalista Responsável: José Antonio Mariano (MTb: 22.273-SP). Tiragem: 5.000 exemplares. Endereço: Rua
Gomes Freire, 439 – cj. 6 – CEP 05075-010 – São Paulo – SP. Tel.: (11) 3645-2171 – Fax: (11) 3831-8560 – Home page: www.editoraphoenix.com.br – E-mail: phoenix@editora­phoenix.
com.br. Nenhuma parte desta edição pode ser reproduzida, gravada em sistema de armazenamento ou transmitida de forma alguma por qualquer meio. phx tv 0309

11
ALLERGAN BRASIL:
Av. Dr. Cardoso de Mello, 1955 - 13º andar • São Paulo
SP • CEP 04548-005 • Brasil • Tel. (55 11) 3048-0500
Fax: (55 11) 3849-4575 / 3044-0777

Interesses relacionados