Você está na página 1de 18

Sistema Nervoso Periférico

(SNP) Constituído pelos Sistema Nervoso Autónomo e Sistema Nervoso Somático,


ambos formados pelos nervos e gânglios nervosos.

O Sistema Nervoso Periférico (SNP) liga o Sistema Nervoso Central (SNC) ao


resto do corpo e é formado pelos:
• Nervos cranianos – nervos que transmitem mensagens de e para o encéfalo
• Nervos raquidianos – nervos que transmitem mensagens de e para a
espinal medula
• Gânglios nervosos – aglomerados de corpos celulares de neurónios

Como é formado o sistema nervoso periférico?


Nervos cranianos: Partem do encéfalo.
Nervos raquidianos: Partem da espinal medula para todo o corpo.
Nervos: Grupos de fibras nervosas compostas por prolongamentos de vários
neurónios.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


O Sistema Nervoso Periférico (SNP) é constituído pelos:
–Sistema Nervoso Autónomo
–Sistema Nervoso Somático

Sistema nervoso periférico:​ Estabelece a comunicação central e o resto do corpo.


Sistema nervoso autónomo:​ Controla as funções básicas e involuntárias do
organismo.
Sistema nervoso somático:​ Recebe e processa informações da pele músculos,
olhos,

Subdivide-se em dois:
— Sistema parassimpático
— Sistema simpático

Como é formado o sistema nervoso


autónomo?
Sistema parassimpático: ​ Mantém as
funções vitais
Sistema simpático:​ Prepara o
organismo conserva a energia. para
situações de stress.

Como é formado o sistema nervoso somático :

O sistema nervoso somático faz parte do sistema nervoso periférico e tem como
função :

- Recebe e processa informações da pele, músculos , olhos entre outros.

- Transmite ordens do SNC aos músculos

https://pt.slideshare.net/catir/sistema-nervoso-18119476

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


O sistema nervoso central

É a rede de células e fibras nervosas que transmitem


impulsos nervosos entre todas as partes do corpo.
O SNC inclui o cérebro, espinal medula, o cerebelo.

Cérebro

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Situa-se no interior do crânio e divide-se em 2 hemisférios: Direito e Esquerdo.
O lado direito do cérebro controla a parte esquerda do corpo e vice versa.
Divide-se em 4 divisões principais:
● Lóbulo Frontal;
● Lóbulo Parietal;
● Lóbulo Occipital;
● Lóbulo Temporal.
O cérebro tem como funções receber
informações sensitivas e elaborar as reações
motoras voluntárias, é também ele que
comanda o corpo.

Cerebelo

Localiza-se próximo da medula, do Bolbo raquidiano, no


interior do cérebro
Tem como função controlar os reflexos e movimentos
voluntários, assim como captar os impulsos sensitivos ao
nível das articulações, tendões, músculos; Controla também
os recetores visuais e de equilíbrio.

Medula espinal

Localiza-se dentro dos ossos mais precisamente no interior da coluna vertebral.


A medula espinal divide-se em 3 áreas:
● Intumescência Cervical;
● Intumescência Lombar;
● Cauda Equina.
Tem como função a Condução nervosa e a de Centro
nervoso.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Condução do impulso neuronal e
neurotransmissores

Constituintes do Neurónio e as
suas Funções
Axónios : fibra fina e longa com diâmetro relativamente
uniforme, que termina numa arborização terminal.

Função: transmitir os impulsos nervosos provenientes


do corpo celular.

Nos Vertebrados e em Invertebrados mais complexos,


o axónio é recoberto por uma
bainha isolante de mielina
que é constituída por células
de Schwann.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Constituintes
do Neurónio e as suas Funções
Dendritos : prolongamentos finos, geralmente ramificados.

Função: receber e conduzir estímulos provenientes do


ambiente ou de outras células nervosas até ao corpo celular.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Tipos de Neurónios

Tipos de Neurónios
Tipos de neuronios

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Neurónios Sensitivos ou Aferentes
Levam as mensagens nervosas da pele ou de outro órgão
sensorial para os centros nervosos

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Interneurónio ou
neurónio de associação
Localizados no encéfalo ou na espinal medula, integram na informação
que chega dos neurónios sensitivos e preparam a mensagem que sai
pelos neurónios motores.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Neurónios motores ou
eferentes

Transportam as
respostas dos centros nervosos para os órgãos efetores.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Impulso Nervoso

★ Pode ser definido


como alterações no potencial elétrico da membrana de
uma célula nervosa.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Impulso Nervosa

Um
neurónio só consegue enviar um impulso se a intensidade do
mesmo for acima de um determinado nível, fazendo com que a
sua membrana seja despolarizada e repolarizada.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Impulso Nervoso

Ocorre por uma


diferença de potencial entre os dois lados de membrana,
devido a uma diferença entre a concentração de íons.

A despolarização de uma área causa alteração na


permeabilidade da outra, gerando o potencial de ação(
variações de potenciais no decorrer da membrana), que se
propaga como onda eléctrica.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Neurotransmissores

​ ão substâncias químicas produzidas pelos neurônios​.​Por


S
meio delas, podem enviar informações a outras células. Podem
também estimular a continuidade de um impulso ou efetuar a
reação final no órgão ou músculo alvo. Os neurotransmissores
agem nas sinapses, que são o ponto de junção do neurônio
com outra célula.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Formação dos
neurotransmissores
Os ​neurotransmissores​ são produzidos na c​ élula transmissora
e são acumulados em vesículas, as ​vesículas sinápticas​ . Isso
pode ocorrer por ação direta de uma substância química, como
um hormônio, sobre ​receptores celulares pré-sinápticos​ .

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Condução do impulso
neuronal
Em um neurónio, os estímulos se propagam sempre no mesmo
sentido: são recebidos pelos dendritos, seguem pelo corpo
celular, percorrem o axônio e, da extremidade deste, são
passados à célula seguinte (​dendrito – corpo celular –
axônio​).

O impulso nervoso que se propaga através do neurônio é de


origem elétrica e resulta de alterações nas cargas elétricas das
superfícies externa e interna da membrana celular.

Inês / André 23/01/2018 Pag 1


Inês / André 23/01/2018 Pag 1
Inês / André 23/01/2018 Pag 1