Você está na página 1de 1

FASCISMO (1922-1945) / NAZISMO (1933-1945)

CONTEXTO DE EMERGÊNCIA APOIOS, ALVOS E MEIOS CARACTERÍSTICAS POLÍTICA ECONÓMICA


CRISE ECONÓMICA: APOIOS: NEGAÇÃO DA DEMOCRACIA: INTERVENCIONISMO DO
- Rejeição do parlamentarismo e do sistema ESTADO:
- Na Itália, após a Guerra: desemprego, - Grandes industriais multipartidário (porque geram divisões inúteis e
desvalorização da moeda, inflação, - Grandes proprietários rurais enfraquecem a unidade nacional). - Autarcia (tentativa de obter a
desorganização da economia, miséria e - Classe média burguesa (contagiada auto-suficiência económica).
fome. pelo ultranacionalismo e orgulho AUTORITARISMO: Para isto foram lançadas, em
- Na Alemanha passou-se o mesmo patriótico). - A afirmação de um Estado forte, com um poder Itália, campanhas agrícolas.
(com a agravante das indemnizações a - Desempregados, descontentes, centralizado. Obedecer é a palavra de ordem!
pagar aos aliados) e, mais tarde, com a marginais e todos aqueles que não - Obras Públicas (construção de
Crise de 29 tudo piorou: retirada dos resistiram à “manipulação psicológica”. TOTALITARISMO (Alemanha): estradas, barragens, pontes,
capitais americanos (emprestados à - Nada existe fora do Estado que tudo controla e aeródromos, bairros operários,
Alemanha após o Tratado de Lucarno em dirige. Um povo, um chefe, um partido, o controlo etc.)
1925) , diminuição das exportações, ALVOS: total da sociedade pelo Estado.
quebra de produção, desemprego, - Na Alemanha, e a par das
miséria. - O Liberalismo democrático NACIONALISMO EXACERBADO: obras públicas, o serviço militar
(parlamentarismo). - A Nação é o valor primeiro. Ideia de superioridade obrigatório, o forte incremento
AGITAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA: - O comunismo. de uns povos sobre outros, o que conduz ao de indústrias de armamento e o
- Os sindicatos e os grevistas. imperialismo. Na Alemanha Hitler falava da afastamento da mulher do
Itália: - As cooperativas de trabalhadores. “Grande Alemanha”, da conquista do “espaço vital” mundo do trabalho permitiram
- Durante o “Biénio Vermelho” - Na Alemanha, existia um racismo (pangermanismo). reduzir o desemprego.
(1918/20), marcado pela influência da extremo contra os povos considerados
Revolução Soviética, houve greves, inferiores: judeus (anti-semitismo), RACISMO E ELITISMO SOCIAL: - Outra das saídas para a Crise
ocupação de fábricas e de propriedades ciganos, etc. - Nas sociedades fascistas existia forte segregação económica foi o expansionismo
rurais, por iniciativa dos trabalhadores. social (uns comandam, outros obedecem). (a Itália para a Etiópia em
- Na Alemanha o racismo era claramente 1936, e a Alemanha em várias
- À agitação social soma-se o descrédito MEIOS: assumido: os alemães que, segundo Hitler, eram direcções ao longo dos anos
do regime parlamentar e a frustração descendentes dos arianos, teriam como missão 30).
com a falta de benefícios pela vitória na - Violência e repressão: acção dos dominar o Mundo. Os judeus eram exterminados
Guerra (indemnizações/colónias). camisas negras em Itália e das SS e SA para evitar contaminações. - Na Alemanha, não pode
na Alemanha. esquecer-se o apoio financeiro
Alemanha: CULTO DA FORÇA E DA VIOLÊNCIA: ao nazismo por parte dos
- A Republica de Weimar tornou-se - Propaganda e manipulação psicológica: - A paz é inútil, só na guerra o homem potencia as grandes industriais e
impopular, por ter aceite as duras as promessas de melhores condições de suas capacidades e pode provar que é o mais forte. banqueiros (como os Krupp).
condições de paz de Versalhes. vida e de recuperação de um passado
grandioso, as paradas militares, a CULTO DO CHEFE:
- Tentativas de golpes de Estado em simbologia do “fascio” e da cruz suástica. - O chefe é um Deus, um herói, o guia e o salvador
1919 pelos comunistas e em 1923 pelos da pátria. Exige uma obediência cega, sem limites.
nazis. - Em Itália o fascismo chega ao poder
através da “Marcha Sobre Roma”, em CORPORATIVISMO:
- Após a Crise de 29, a situação política 1922, e na Alemanha através de - Associação de patrões e operários em
agrava-se: os partidos no poder são eleições, em 1933. corporações para que os conflitos se resolvessem
acusados, adesão popular aos extremos de forma pacífica e de acordo com os interesses do
(comunismo e nazismo). Estado. Neste quadro, os sindicatos livres e as
greves eram ilegais.