Você está na página 1de 22

Marketing Digital

Marketing nas redes sociais


Marketing nas redes sociais

Comunicação Tradicional

Comunicação unidirecional: Publicidade, Marketing direto


Marketing nas redes sociais

Comunicação em Redes
Sociais

Comunicação bidirecional: Gostos, partilhas, comentários.


Marketing nas redes sociais
Marketing nas redes sociais

Relações um para um
Marketing nas redes sociais

Relações um para muitos


Marketing nas redes sociais

Social media
• “A strategy and an outlet for broadcasting”.

Exemplo
• Websites onde os utilizadores podem
inserir os seus próprios conteúdos, não
tendo controlo sobre o site em si (ao
contrário de uma página pessoal/própria).
http://www.youtube.com/watch?v=k3VMfbIM-Xo
Marketing nas redes sociais
Marketing nas redes sociais

Social media marketing


• Expressão usada para descrever as
estratégias ou táticas que utilizem
social media como meio para a
comunicação.
• Conteúdo gerado por consumidores
• Blogues
• Redes sociais e comunidades
online
Marketing nas redes sociais

Conteúdo gerado por consumidores


• Análises e avaliações (reviews and ratings)
• Sites que encorajam o público em geral a escrever comentários
pessoais sobre produtos que tenham experimentado.
Formatos:
• Sites que publicam fóruns de análise com publicidade associada.
• Sites que utilizam as análises como conteúdo adicional para atrair
visitantes.
• Sites de retalho, fabricantes ou prestadores de serviços com
ferramentas de feedback.
Possibilidades:
• Comentário escrito
• Pontuar positivo ou negativo
• Sistema de pontuação por estrelas ou ranking
Marketing nas redes sociais - Conteúdo
gerado por consumidores
“Social Proof”
• Efeito psicológico que sugere que, quando chamadas a tomar uma
decisão, as pessoas olham para a experiência dos outros para se
assegurarem.
• Perto de 70% dos clientes consultam mais de 4 análises antes de
fazer uma compra e 86% consideram que as análises feitas por
consumidores são extremamente ou muito importantes
(Charlesworth, A. (2009) – Internet Marketing – p.296).
Autenticidade
• A facilidade com que estes websites permitem a inclusão de
comentários fazem com que muitas organizações publiquem:
• Comentários excessivamente positivos para os seus produtos.
• Comentários negativos sobre os produtos ou marcas concorrentes.
• Um estudo da MarketingSherpa and Prospectiv (2007) diz que 5%
dos utilizadores respondentes não confiam em avaliações feitas por
clientes.
Marketing nas redes sociais

Blogues

Usados normalmente como voz de uma organização ou pessoa


para autopromoção ou para promover os seus serviços.
• Escrevendo e demonstrando as suas competências sobre um determinado tema,
criando afinidades com o leitor, o autor ganha reconhecimento.
• Os blogues são também uma ferramenta importante para o marketing viral.
• O marketer pode usar os blogues de 3 maneiras:
• Monitorizar outros blogues.
• Participar em discussões em blogues alheios.
• Criar e manter o seu próprio blogue.
• Dificuldades:
• A manutenção de um blogue requer um grande investimento de tempo.
• A existência de publicidade nos conteúdos é um fator que prejudica a
fidelização de leitores.
Marketing nas redes sociais

Redes sociais e comunidades online

Websites de rede social


• Comunidades baseadas em membros que permitem aos utilizadores ligarem-se
uns aos outros tendo como base interesses comuns e através de convites.

Comunidades on-line
• Sites onde os utilizadores se agregam em torno de uma área de interesse
comum – muitas vezes com conteúdos profissionais. Webber, Larry (2007) –
Marketing to the Social Web

Três modelos que podem ser usados na adoção de comunidades


online ou redes sociais, com fins estratégicos ou tácitos:
• Facilitar
• Usar
• Liga
Marketing nas redes sociais

Facilitar
• Oferta de um sistema através do qual o utilizador pode criar perfis e interagir com
outros membros da comunidade.
• Exemplo:
• Myspace, bebo, etc.
• Exemplo:
• Clubes em sites de marcas – Lego Factory

Usar
• Utilização do social media como canal para campanhas promocionais.
• Patrocínio: a organização patrocina um site onde os participantes estejam dentro
do(s) seu(s) segmento(s) de mercado.
• Publicidade: apesar de as taxas de cliques não serem as melhores, os websites de
social media são uma oportunidade para publicidade com alvos específicos.
Ligar
• A organização publica ativamente nos social media, interagindo com a comunidade.
• Exemplo:
• Escrever num blogue, no Twitter, na página do Facebook, etc.
Marketing nas redes sociais

Ligar – Oito passos:

• Observar quem fala, sobre o quê e onde.


• Definir objetivos
• Recrutar um grupo que vá dar forma à
comunidade
• Avaliar as plataformas – qual ou quais se
adaptam à realidade do negócio?
• Empreender o desenvolvimento do conteúdo que
vai cativar pessoas, pô-las a falar e a responder.
• Medir – quais são as métricas mais relevantes?
• Promover – o tráfego não nasce
espontaneamente.
• Melhorar continuamente a oferta.
Marketing nas redes sociais

Algumas orientações

• Resultados não são garantidos. Nem tudo


o que se experimentar irá funcionar.
• Uma falha numa ferramenta não implica a
falha da campanha.
• Apostar em nichos é geralmente melhor.
• Oferecer verdadeiro valor (e honesto) aos
utilizadores.
• As mensagens promocionais devem ser
leves e apresentadas da forma mais
contextualizada possível.
Marketing nas redes sociais
Social Media Optimization (SMO)
• Tem como objetivo gerar visitas ao site. Começa com a criação de um grupo de amigos/fãs para se começar
a passar a mensagem – o que demora tempo! Ao contrário de SEO, SMO apela a humanos – são estes que
depois vão passar a mensagem.

Melhores práticas:
• Agir como um editor de conteúdos
• Tal como nos jornais e revistas
• Conhecer a audiência
• É a única forma de conseguir promover o relacionamento com o público
• Criar conteúdo
• Muito, com frequência e em diversos formatos (entradas de blogue, links, podcasts, vídeos, etc.) O conteúdo
deve ter alguma utilidade.
• Diferenciar o conceito
• Perceber o que nos distingue de outros editores e manter essa diferença.
• Conhecer a concorrência
• Quem concorre pela atenção da nossa audiência? O que estão os concorrentes a fazer?
• Como podemos superá-los?
• Construir uma comunidade
• Encontrar pessoas que procurem aquilo que oferecemos, e manter ligações regulares com essas pessoas.
• Procurar influência
• Promover discussões onde sejamos uma parte relevante (mas não uma força opressora).
• Experimentar
• Se algo não funcionar, experimentar uma alternativa diferente.
• Ouvir
• Ouvir os outros para conhecer as suas necessidades e desenhar uma estratégia que nos permita envolver.
Marketing nas redes sociais

Publicidade nas redes sociais

As redes sociais trazem benefícios aos anunciantes, comparando com os media


tradicionais.
• Targeting
• Analytics
• Interatividade

Targeting
• Para além de abordarem assuntos específicos, as páginas têm de ser solicitadas pelo visitante, o
que promove uma auto-segmentação.

Analytics
• É possível medir a eficácia de qualquer campanha publicitária – permite inclusivamente calcular o
ROI
• Ao pagar por concretizações (ex: gostos), temos uma boa forma de assegurar que minimizamos o
desperdício de investimento.

Interatividade na publicidade online:


• Com um clique estou a interagir e envolver-me com a empresa/marca/produto – com poucos cliques
e minutos, sem sair do lugar, posso comprar um ou mais produtos, participar em campanhas,
usufruir de promoções, etc.
Marketing nas redes sociais

Publicidade nas redes sociais


• Segmentação online para distribuição de anúncios

Sociodemográfica
• Idade, sexo, escolaridade, agregado familiar.

Comportamental
• Preferências, gostos, hábitos, comportamentos,
hobbys.
Geográfica
• Localização do utilizador
Marketing nas redes sociais

Objetivos das campanhas


publicitárias nas redes sociais
• Ação direta
• Ex.: gostos, partilhas, comentários
• Geração de respostas (leads)
• Pedidos de informações, participação em
passatempos.
• Branding
• Para reforçar a perceção do consumidor
sobre uma marca/ produto/ empresa,
através da exposição frequente ao anúncio.
Marketing nas redes sociais
Métricas de Analise de resultados

Branding
• Saber o que se diz sobre a marca e os seus produtos/serviços, as palavras que lhe são mais
associadas, se o sentimento expresso é positivo ou negativo, quais os atributos mais relacionados
com a marca.
Informação sobre os destinatários
• De onde são, com quem se relacionam, qual a sua idade e género, quais os seus interesses, quem
são os influenciadores?
Feedback sobre a mensagem e conteúdos
• Que tipo de conteúdos funcionam melhor, qual o retorno da publicidade, quais os timings adequados,
quais os conteúdos com potencial viral, quais os tópicos emergentes?
Informação sobre riscos e oportunidades
• Há comentários negativos? Podem tornar-se virais? Quais as preferências do seu público que não
está a explorar?
Ferramentas utilizadas:
• Ferramentas das próprias redes sociais para análise da performance das páginas (Ex: Facebook
Insights);
• Outras ferramentas existentes no mercado que permitem análises diferenciadas e complementares
entre si; (Ex: Socialbakers);
• Google Analytics, para recolher métricas do site para onde se pretendam encaminhar visitantes
através das redes sociais.