Você está na página 1de 85

Pontapé Inicial

Gustavo Alves / @GugaAlves

-Analista de Sistemas
-Pós Graduado em Gestão Estratégica de Marketing
Digital
-Professor de Marketing Digital e WordPress
-Consultor de SEO e WordPress

-Fundador e Colunista do TudoParaWordPress


-Vencedor do #DesafioSEO 09/10 da MestreSeo
1 - Introdução ao WordPress

• História do WordPress
• Porque usar o WordPress ?
• WordPress.com X WordPress.org
• Showcase: Grandes sites que usam WordPress
• Sites de referências

2 - Instalação e Administração do WordPress

• Requisitos do sistema
• Escolhendo sua hospedagem
• Organização do Banco de Dados do WordPress
• Instalação pela interface web
• Alterando manualmente o wp-config.php
• Configurações básicas
• Instalação de Temas
• Instalação de Plugins
• Gerenciamento de usuários
• Atualizando o WordPress
3 - Gerenciamento de Conteúdo com o WordPress

• Criando Categorias
• Uso correto de Categorias e Tags
• Criação de páginas e sua ordenação
• Anatomia de um post WordPress: compreendendo a página de criação de postagens
• Posts X Páginas
• Adicionando arquivos de Mídia
• Links
• Planejamento e criação de conteúdo

4 - Desempenho e Segurança

• Proteção dos logins


• Permissões de arquivos
• Segurança do Banco de Dados (prefixo da tabela e backups)
• Otimização do Banco de Dados
WordPress: 54.1%
Joomla: 9.5%
Drupal: 6.4%
Outros: 30%

Fonte: W3Techs

– 71.2% dos sites monitorados não usam um CMS difundido


no mercado.

– O WordPress é utilizado por 15.5% de todos estes sites,


tendo um market share de 54.1% entre os CMS utilizados.
Dados de 29 de março de 2012 às 00:27
Fonte: http://wordpress.org/download/counter/
Fonte: Google Insights http://bit.ly/Hh7h1C

Internacionalmente, Joomla é quase tão conhecido quanto o WordPress e o Drupal e é


procurado cerca de quatro vezes menos.

Estes dados sugerem que:

- Entre os três principais CMS (WordPress, Joomla e Drupal), as pessoas estão


escolhendo WordPress com mais freqüência.

- As pessoas estão escolhendo WordPress sem procurá-lo.


Ao invés de tentar convencê-lo que um CMS é o melhor,
compartilharei alguns dados que compara o WordPress com Drupal e
Joomla, a fim de compreender como e porque o WordPress para mim
é o rei.
WordPress é o melhor CMS para uma pessoa com menor conhecimento
técnico instalar e configurar, e com interface mais fácil de usar. Isso conta
muito como fator de decisão. Além disso, o sistema é maduro o suficiente
para oferecer ao desenvolvedor uma API robusta, facilidade na extensão de
funcionalidades (plugins) e desenvolvimento de temas seguindo suas
guidelines.

WordPress é comprometido em atender usuários não-técnicos que querem se


comunicar de forma fácil e eficaz. Assim, o seu apelo faz sentido quando se
considera que as pessoas que vão para campos de comunicações (incluindo
jornalistas e redatores) tendem a não ser voltada para as áreas exatas
(tecnologia, programação, etc), e são estes que alimentarão tal site.
Facilidade de uso é uma questão que tanto Joomla e Drupal ainda estão
trabalhando. Mas isso não vem naturalmente para eles, evidenciado pelo lento
progresso que estão fazendo e o fato de ainda serem capitaneados por tecnólogos,
não por comunicadores.
Se o conteúdo de um website determina sua popularidade, então sites que
oferecem notícias ou blogs irão se tornar uma porcentagem considerável dos
sites de 1ª linha. Uma agência de notícias ou um blogueiro entende por natureza
que o conteúdo é mais importante do que a tecnologia, por isso sua capacidade
de "manipular", redigir o conteúdo vai ser tão importante quanto as
características técnicas do site.

Porcentagem de sites da pesquisa que são blogs ou relacionados a notícias

Seja por planejamento ou sorte, o WordPress foi planejado desde o início para
atender as necessidades das pessoas que melhor entendem de comunicação no
meio digital.
O WordPress é um CMS desenvolvido em PHP com
banco de dados MySQL, tendo sido inicialmente
desenvolvido para gerência de blogs

O WordPress foi desenvolvido com base no extinto


b2/cafelog e juntamente com o Movable Type se
tornou o mais popular publicador de conteúdos de
Blogs. Sendo uma ferramenta de código aberto, sua
expansão e desenvolvimento evoluem rapidamente

Este gerenciador foi criado por Ryan Boren e


Matthew Mullenweg e é distribuído sob a GNU
General Public License gratuitamente.
Facilidade na Configuraçao Facilidade na Utilização

• Posts e Páginas •Rica edição de textos


• Arquivos de Mídias •Upload de mídias
•Gerenciamento de menus
• Links
• Categorias e tags Facilidade na extensão de
• Função do usuário e perfis funções
• Feeds RSS
• URLs Amigáveis •Temas
•Widgets
• Proteção contra Spam •Plugins
• Upgrades automáticos
Imagem publicada em
http://pinterest.com/pin/152348399864749600/
http://www.cultura.gov.br/site
http://www.hostnet.com.br
http://www. tretagames.com.br
http://www.imovelrj.com.br
http://blog.us.playstation.com/
Veja mais alguns em:

• http://wplift.com/personal-portfolio-sites-using-wordpress

• http://wplift.com/famous-brands-using-wordpress-as-their-cms
• Tudo Para WordPress

• Documentação Oficial do WordPress

• Diretório de temas

• Diretório de plugins

• WP Engineer

• WP Snippets

• WP Begginer

• WP Lift
1 - Escolhendo o nome certo 4 - Design e conteúdo
Palavras-chave, Branding, Extensão do Todo profissional de SEO fala que o
domínio: vejamos como escolher o conteúdo é rei, mas devemos lembrar
domínio de nosso site. sempre que o design é a rainha !

2 - Escolhendo sua hospedagem 5 - Plugins Essenciais


Ninguém suporte site caindo toda Estes plugins não podem faltar em
hora e limitações desnecessárias de seu site Wordpress !
recursos, certo?

3 - Instalando o WordPress 6 - Divulgando seu site


A instalação é bem simples, mas O site está pronto, hora de divulgar
você deve ficar atento a pelos 4 cantos e encontrar o seu
algumas dicas ! público !
Escolher um domínio pode parecer difícil no começo, mas não é quando você
usa métricas simples para lhe ajudar no processo de avaliação.

1 – Palavras-chave
Auxiliam no bom posicionamento de seu site em mecanismos de busca

2 – Branding
Verifique se o seu domínio é cativante e fácil de memorizar para que o usuário
pode voltar para o seu site e não esquecê-lo. Mas e o Google?

3 – Tamanho, hifens, etc


Domínios curtos, sem hifens e letras repetidas. Ex.: AlvesSEO.com

4 – Extensão do domínio
Sites brasileiros costumam terminar com “.br”
Uma boa hospedagem deve prover os recursos necessários para o bom
funcionamento de seu site, bom atendimento e não deixar seu site cair.

Quais são as mais indicadas?

Indicações e comentários em http://migre.me/1FSL


Para instalar o WordPress localmente (em nossa máquina mesmo), precisaremos
baixar os seguintes itens:

WordPress XAMPP
http://br.wordpress.org/ http://www.apachefriends.org
/pt_br/xampp-windows.html
Primeiro passo
Ativar Apache e MySQL para nosso servidor
e banco de dados local

Eu devo estar on-line para trabalhar


no XAMPP?
Não! Você pode trabalhar "off-line" com o
XAMPP. Em outras palavras, você NÃO
tem de estar conectado a internet, porque
o seu próprio computador irá disponibilizar a hospedagem e o servidor.
Alguns detalhes sobre o XAMPP:

- O Administrador do MySQL (root) não tem senha.


Portanto, na instalação do Wordpress usaremos Nome do usuário =
root e Senha fica em branco.

- PhpMyAdmin está acessível pela rede, sem senha.


(localhost/phpmyadmin).
Em seu servidor web, é necessário saber a senha de seu painel de
controle para acessá-lo !
Segundo Passo
Descompactar o WordPress em /xampp/htdocs
Terceiro Passo
Acessar http://localhost/wordpress/ em seu navegador para configurar o
WordPress
Terceiro Passo
Acessar http://localhost/wordpress/ em seu navegador para configurar o
WordPress
Num servidor web, só muda o caminho, mas a necessidade de configuração é a
mesma

Clique para abrir o link


• As informações de banco de dados do WordPress ficam salvas no
arquivo wp-config.
/** O nome do banco de dados do WordPress */
define('DB_NAME', 'wordpress');

/** Usuário do banco de dados MySQL */


define('DB_USER', 'root');

/** Senha do banco de dados MySQL */


define('DB_PASSWORD', '');

/** nome do host do MySQL */


define('DB_HOST', 'localhost');

/** Chaves únicas de autenticação e salts - https://api.wordpress.org/secret-key/1.1/salt/*/


define('AUTH_KEY', ‘’);
define('SECURE_AUTH_KEY', ‘’);
define('LOGGED_IN_KEY', ‘’);
define('NONCE_KEY', ‘’);
define('AUTH_SALT', ‘’);
define('SECURE_AUTH_SALT', ‘’);
define('LOGGED_IN_SALT', ‘’);
define('NONCE_SALT', ‘’);

$table_prefix = 'wp_';
define('WPLANG', 'pt_BR');
• define('EMPTY_TRASH_DAYS', 60); // define para 60 dias
• define('WP_POST_REVISIONS', false); // desabilita a funcionalidade
• define('WP_POST_REVISIONS', 2); // define um máximo de 2 revisões por post
• define('AUTOSAVE_INTERVAL', 220); //intervalo de tempo entre salvamentos automáticos (em
segundos):
• define('WP_ALLOW_REPAIR',true); // Reparo automático do BD
• define('MEDIA_TRASH', true ); //Possibilita utilizar a lixeira para os arquivos de mídia.
• ini_set('memory_limit','64M'); // Aumenta o limite de memória do servidor (não funciona em todos)

• define(‘WP_ALLOW_MULTISITE’, true); // Ativa o funcionamento da versão multisite

• Artigos sobre wp-config


– http://codex.wordpress.org/Editing_wp-config.php
– http://www.tudoparawordpress.com.br/dicas-wordpress/configuracoes-adicionais-wp-config-php/
http://codex.wordpress.org/Database_Description
/wp-admin/ Arquivos da administração do WordPress

/wp-content/ Conteúdo do usuário

– Blogs.dir (sites de uma rede WP)


– Languages (linguas)
– Themes (temas)
– Plugins
– Uploads (arquivos de midia)

/wp-includes/ Arquivos usados pelo WordPress


Arquivos essenciais em um tema

Index.php
Header.php
Footer.php
Sidebar.php
Single.php
Page.php
Archive.php
404.Php
Functions.php
Na área administrativa do WordPress temos 6 tipos de usuários e cada um deles
tem diferentes tipos de “privilégios” dentro do WordPress:

- Super Administrador tem acessos a todos os blogs desta rede (Tipo de usuário
apenas disponível se a opção MultiUser estiver ativa)
-Administrador tem acesso completo a administração, podendo editar, instalar ou
remover temas, plugins, etc.
- Editor gerencia os posts de todos os autores, também publica, apaga e escreve.
- Autor pode apenas publicar e gerenciar seus posts.
- Colaborador apenas escreve e não tem privilégio de publicar seus posts. Seus
posts são salvos como Pendentes e um usuário de nivel Editor (ou Administrador)
precisa aprovar os posts para estes serem publicados.
- Assinante é praticamente um visitante, apenas pode escrever comentários e
receber newsletters.
http://codex.wordpress.org/Roles_and_Capabilities
Configure URL’s amigáveis.

Formatos recomendados:
/%postname%/

/%category%/%postname%/
Lembre-se de deixar seu blog visível para os buscadores, mas ative esta opção apenas quando
terminar de configurar minimamente o seu site (Implementação do tema escolhido e ativação
correta dos plugins a serem usados)
Os plugins do WordPress devem ser instalados na pasta wp-content/plugins e
podem ser instalados manualmente ou através do próprio WordPress
http://wordpress.org/extend/plugins/
• Akismet
• Search Meter
• Front-End Editor
• Role Manager
• WP System Health
• WP-DBManager
• WP PageNavi
• WP-Optimize
• Contact Form 7
• nRelate Related Content
• Google Analytics for WordPress
• W3 Total Cache
• WordPress SEO
• SexyBookmarks
• No Self Pings
Os temas do WordPress devem ser instalados na pasta wp-content/themes e podem
ser instalados manualmente ou através do próprio WordPress
http://wordpress.org/extend/themes
Outros Gratuitos:

• Smashing Magazine

• Web2Feel

• WPDesigner.com

• Tudo Para WordPress

• SkinPress
Temas pagos:

- Themeforest.net

- Woothemes.com

- ElegantThemes.com

- WpZoom.com
Escolher um tema para um site WordPress não é uma tarefa fácil. Há
tantos temas bonitos, com descrições interessantes e características
surpreendentes que escolher um pode ser uma tarefa complicada, mas
é justamente esta liberdade e grande quantidade de opções de escolha
que torna o WordPress uma opção das mais interessantes para
usuários não-técnicos.

No repositório oficial do WordPress é possível encontrar várias opções


de temas WordPress gratuitos, que você pode usar e modificar para
atender as suas necessidades, além de vários sites de Temas
Premium, vendendo temas com opções extras e suporte total.

http://www.tudoparawordpress.com.br/dicas-wordpress/temas-gratuitos-
temas-premium-como-escolher-tema-wordpress/
Antes de tudo:
- Quanto tempo devo esperar para atualizar meu WordPress?
• Faça download da última versão do WordPress.
• Descompacte em uma pasta em seu computador
• Em seu servidor, apague as pastas wp-includes e wp-admin (via FTP).
• Faça o upload (envio ao servidor) destas pastas.
• Faça o upload dos arquivos da pasta wp-content, mas não apague esta pasta de seu servidor.
Apenas sobreescreva seus arquivos.
• Faça o upload de todos os arquivos restantes.

Lembre-se que você deve substituir todos os arquivos antigos do WordPress com os da versão
mais nova, sobretudo nas pastas wp-includes e wp-admin e seus subdiretórios, e também na
pasta raiz de sua instalação do WordPress, incluindo os arquivos index.php, wp-login.php, etc.
Seu arquivo wp-config.php não será substituído, ele está seguro.
Tome cuidado para preservar o conteúdo do arquivo wp-config.php no diretório raiz! Este arquivo
contém as configurações atuais para a sua instalação existente, por exemplo, formato de
dados. Ocasionalmente, as novas versões do WordPress adicionam instruções para este
arquivo. (Por exemplo, na versão 2.5 a variável SECRET_KEY foi adicionado). Compare o
arquivo existente com o novo arquivo de instalação que é chamado wp-config-sample.php

Mais detalhes em http://codex.wordpress.org/pt-br:Atualizando_o_WordPress


Conteúdo é rei, é a chave para o sucesso. Mas antes de pensar em sair
escrevendo, vamos arrumar a casa?
Vejamos o uso correto de Categorias, tags e páginas !
Claro que você quer organizar o conteúdo de seu site da maneira mais eficaz possível para
os seus leitores e visitantes serem capazes de encontrar facilmente o que estão
procurando. Mas você também quer ter a certeza de que seu site é amigável para os
mecanismos de busca, de modo que as pessoas possam encontrar o seu site bem
posicionado.

Categorias X Tags: Melhores Práticas de SEO para a ordenação de conteúdo no


WordPress
Compreendendo a página de criação de postagens

Antes de tudo, observemos as Opções de Tela


“Esqueça profissionais que se veem apenas como redatores,
arquitetos da informação, analistas de mídias sociais ou especialistas
em SEO. Todas são atividades que têm como função aprimorar os
sistemas de informação e torná-los mais organizados, persuasivos e
visíveis ao usuário.”

Bruno Rodrigues, em seu blog

“Alguma coisa marcante é digna de ser comentada. É excepcional.


Novo. Interessante. É uma vaca roxa! Marketing marcante é a arte de
construir coisas dignas de serem ditas sobre seu produto ou serviço.”

Seth Godin em “The Purple Cow”


Dicas:

- Use imagens em seus posts, ajudam a quebrar um pouco o texto e o deiar


mais amigável, menos cansativo.

- Não escreva parágrafos gigantescos, a leitura se torna cansativa

- Tenha certeza que seu tema é interessante não só para você mas também
para os seus leitores

- Saiba quais são os tópicos atualmente estão “na moda” dentro do seu
nicho

- Mostre como resolver problemas que outras pessoas estão lutando contra,
mostre-os o caminho e seja uma referência para eles.

- Na hora de escrever seu artigo, concentre-se. Tenha foco e evite distrações


e interrupções.
- Use redes sociais como o Twitter, Comunidades do Orkut e Facebook e sites como o Yahoo
Respostas e Topsy. Pesquise sobre o que as pessoas mais falam dentro de seu nicho,
você irá encontrar tópicos e dúvidas interessantes para abordar em seu site.

- Mente aberta e engajada. Busque sempre idéias novas lendo outros sites e conversando
com profissionais de sua área.

- Leia os blogs mais famosos em seu nicho, mantenha-se sempre atualizado.

- Leia livros que abordam temas de seu interesse, podem lhe abrir mais a mente, lhe trazer
novas idéias e visões diferentes.

- Utilizar um leitor de RSS com o Google Reader lhe ajudará a concentrar o conteúdo dos
sites em um só lugar e a categorizar cada item com tags.
- Teve idéia de um ótimo post mas não poderá o escrever agora? Entre eu seu WordPress e
digite o título (mesmo que provisório) do artigo. Na área de postagem, coloque links de
referência. Salve como rascunho e não perca a idéia, escreva-a assim que tiver tempo !

- Estava inspirado e escreveu 3 artigos no mesmo dia? Não publique todos ao mesmo tempo.
Publique um deles e agende a publicação dos demais, assim você terá o site atualizado
por um período maior de tempo
Para mais dicas sobre o assunto, acesse:

http://www.1stwebdesigner.com/design/pro-blogging/
Login Lockdown

Este plugin lhe ajudará a se prevenir contra tentativas de


Invasão em seu site WordPress

http://wordpress.org/extend/plugins/login-lockdown/
Crie um arquivo .htaccess na pasta wp-admin e configure o acesso a ela apenas dos IPs de sua empresa,
casa, etc.

AuthUserFile /dev/null
AuthGroupFile /dev/null
AuthName “Access Control”
AuthType Basic
order deny,allow
deny from all
# whitelist home IP address
allow from 64.233.169.99
# whitelist work IP address
allow from 69.147.114.210
allow from 199.239.136.200
# IP while in Kentucky; delete when back
allow from 128.163.2.27

Se você usa internet que não tem IP fixo, mas dinâmico, como Velox, este caso não se aplicará.

Dica de Matt Cuts, do Google Webspam team


Você precisa ter certeza de que todos os arquivos em seu servidor tenha as regras de acesso
no lugar certo. É recomendável você não permitir acesso de gravação para qualquer um dos
seus arquivos acessíveis ao público, mas alguns plugins WordPress exigem que certos
arquivos e pastas são graváveis​​.

Configure a instalação de tal forma que você só dê todos os seus arquivos a permissão
mínima necessária.

Segundo recomendação do WordPress, todos os diretórios devem ter permissão 755 ou 750
e todos os arquivos devem ser 644 ou 640.

Exceção: wp-config.php deve ser 600 para previnir que outros usuários do servidor o leiam.
(Recomendação do WP mas em meu site não funciona como 600, funciona apenas com 644 ou 640)
http://wordpress.org/extend/plugins/secure-wordpress/
Akismet.com, crie sua conta para ter acesso a uma API para uso em sites pessoais
(gratuitamente)
Caso resolva fazer manualmente tais funções, seguem 2 dicas a serem usadas no
functions.php:

- Remover e versão do WordPress do cabeçalho HTML


remove_action('wp_head', 'wp_generator');

- Remover avisos nos erros de login


add_filter('login_errors',create_function('$a', "return null;"));
• Não use o usuário Admin

• Não use o prefixo de tabela wp_

• Mantenha seu WordPress atualizado

• Use as ‘Chaves únicas de autenticação e salts’ em seu wp-config. Crie uma chave única
acessando https://api.wordpress.org/secret-key/1.1/salt/

• Faça backups regulares de seu banco de dados com o plugin WP-DB-Backup


Lembre-se:

Faça backup e salve em seu PC ou


em seu email.

Fazer backup e guardar no


servidor pode não adiantar muito
no caso de apagarem suas pastas
Fonte: http://www.blogussion.com/blogging-tips/580-million-years-hacker/
http://wordpress.org/extend/plugins/wp-optimize/
• Akismet • Search Meter • Secure WordPress

• Front-End Editor • Role Manager • WordPress SEO

• WP System Health • WP-DB-Backup

• WP PageNavi • WP-Optimize

• Contact Form 7 • Yet Another Related Posts Plugin

• Google Analytics for WordPress • WordPress Facebook Like Plugin

• Yoast Breadcrumbs • SexyBookmarks

• No Self Pings • Login Lockdown