Você está na página 1de 32

ORIENTAÇOES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO D

Nesse campo devem apontar com base em evidências (trazer dados da escola, resultados de diagnóstic
Justificativa objetivo do plano de ação.

Objetivo Aqui é preciso apontar especificamente o que pretendem alcançar e/ou melhorar com a implementaçã
Nesse campo deverão quantificar os resultados que desejam alcançar. O indicador é a métrica do objeti
Indicador Final implementação irão verificar se o objetivo do plano foi atingido.
Período do Plano Esse campo traz a informação do início e término da implementação do plano de ação.
Aqui é preciso colocar cada uma das ações que serão realizadas para que o objetivo do plano seja alcan
Ações Detalhadas implementação.

Nesse campo precisam indicar o responsável pela realização e/ou acompanhamento da ação detalhada
Responsáveis mesmo quando ela for realizada por mais pessoas. Ao indicar o responsável é preciso colocar o nome d
do plano, assim será possível garantir maior descentralização na execução das ações.

Período de Realização Deverão colocar a data de início e término de realização da ação - lembrem de colocar o dia e o mês.

Instrumento de Nesse campo deverão citar o instrumento (registro, ata, pauta, fotos, lista de presença, entre outros) qu
Avaliação evidência de realização da ação.

Macro Ação Você poderá organizar o plano de ação por ordem crononológica das ações ou por macro ações, ou sej

O plano de ação como um plano de gestão deverá contemplar dimensões importantes da escola no sen
campo da Dimensão deverão sinalizar a qual dimensão a ação está diretamente relacionada.
A
B

Dimensão D

E
F
Outra
Sempre que a ação estiver diretamente ligada a uma das cinco dimensões citadas acima, devem sinaliz
abarcar mais de uma dimensão, utilizar as diferentes letras para representar as dimensões abrangidas.
A elaboração e implementação de um plano de ação pressupõe o exercício da liderança por parte da e
elemento importante a ser considerado. Além disso, a aprendizagem dos alunos deve perpassar e perc
escola. É de grande importância prever na construção do plano um momento de: Avaliação Inicial, ou
objetivo proposto; um momento de Avaliação Intermediária, no sentido de verificar os avanços já reali
Orientações Avaliação Final para verificar se o objetivo foi alcançado.
Gerais

Para além desse instrumento, a implementação de um plano de ação coloca todos em função de um m
para isso é preciso pensar cuidadosamente cada ação e, acima de tudo, garantir que a implementação
Dados da Escola e do Pedimos que preencham todos os campos da aba Dados da Escola e do Plano. Para preencher os camp
Plano indicações feitas pelo seu formador no feedback da atividade de Objetivo e Indicador enviada anteriorm
Ações do Plano de Campos em Azul
Ação Campos em Verde
ORIENTAÇOES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO
o devem apontar com base em evidências (trazer dados da escola, resultados de diagnósticos, entre outros) o motivo pelo qual elegera
plano de ação.

o apontar especificamente o que pretendem alcançar e/ou melhorar com a implementação do plano de ação.
o deverão quantificar os resultados que desejam alcançar. O indicador é a métrica do objetivo estabelecido no plano de ação, ou seja, c
ção irão verificar se o objetivo do plano foi atingido.
traz a informação do início e término da implementação do plano de ação.
o colocar cada uma das ações que serão realizadas para que o objetivo do plano seja alcançado. As ações detalhadas devem estar em
ção.

o precisam indicar o responsável pela realização e/ou acompanhamento da ação detalhada. É importante indicar apenas um responsáv
ndo ela for realizada por mais pessoas. Ao indicar o responsável é preciso colocar o nome da pessoa e sua função. Diversifiquem os resp
sim será possível garantir maior descentralização na execução das ações.

ocar a data de início e término de realização da ação - lembrem de colocar o dia e o mês.

o deverão citar o instrumento (registro, ata, pauta, fotos, lista de presença, entre outros) que comprovam que a ação foi realizada. O ins
realização da ação.

organizar o plano de ação por ordem crononológica das ações ou por macro ações, ou seja, uma sequência de ações agrupadas com o

ção como um plano de gestão deverá contemplar dimensões importantes da escola no sentido contribuir efetivamente para uma mud
mensão deverão sinalizar a qual dimensão a ação está diretamente relacionada.
Formação de Professores – ações com foco na formação dos professores
Participação da Comunidade Escolar – ações focadas na participação e engajamento da comunidade escolar: pais, funcionário

Protagonismo Estudantil – ações que fortalecem o protagonismo dos alunos como autores e produtores de conhecimento
Parcerias – ações que possibilitem a articulação com outras instituições e parceiros no sentido de contribuir com o alcance do
plano de ação.

Comunicação – ações que ressaltem a importância de comunicar a todos os envolvidos o trabalho que está sendo realizado pe
Avaliação - ações avaliativas no início, meio e fim do trabalho.
Caso a ação não esteja relacionada a nenhuma das dimensões acima, sinalizar como "Outra"
a ação estiver diretamente ligada a uma das cinco dimensões citadas acima, devem sinalizar no campo Dimensão com a letra A, B, C, D
de uma dimensão, utilizar as diferentes letras para representar as dimensões abrangidas.
o e implementação de um plano de ação pressupõe o exercício da liderança por parte da equipe gestora da unidade escolar e em todas
portante a ser considerado. Além disso, a aprendizagem dos alunos deve perpassar e percorrer todo o trabalho que será feito, uma ve
grande importância prever na construção do plano um momento de: Avaliação Inicial, ou seja, uma ação de avaliação do ponto de par
posto; um momento de Avaliação Intermediária, no sentido de verificar os avanços já realizados e replanejar as ações que forem neces
nal para verificar se o objetivo foi alcançado.

esse instrumento, a implementação de um plano de ação coloca todos em função de um mesmo objetivo e contribui com a transforma
reciso pensar cuidadosamente cada ação e, acima de tudo, garantir que a implementação ocorra da melhor maneira possível. Bom trab
e preencham todos os campos da aba Dados da Escola e do Plano. Para preencher os campos Justificativa, Objetivo e Indicador Final le
eitas pelo seu formador no feedback da atividade de Objetivo e Indicador enviada anteriormente.
Na Aba Ações do Plano, durante a construção da 1ª Versão do Plano de Ação e Versão Final só deverão ser preenchidos os ca
Na Aba Ações do Plano, só deverão ser preenchidos os campos em Verde quando iniciarem a fase de Implementação do Plan
Nome escola:
Nome da equipe gestora /
cargos ocupados na escola:
Cidade / Estado:

Equipe Estratégica participante


(nome e segmento de todos):

Data:

Formador:
Justificativa:

Objetivo:

Indicador Final:

Período do Plano:

Dimensões abrangidas:
Macro ações:
COLÉGIO CRISTO REI

ELIEZIA DOS SANTOS CAMPOS - DIRETORA


BENIGNO ANDRADE VIEIRA - COORDENADOR PEDAGÓGICO

PEDRO AFONSO-TO
Maria Lucimaria Ribeiro Cunha de Sousa (Coordenação Pedagógica) ; Josineide Goes Mendes (Coordenadora de Apoio Pedagógico); Rita Mara (Secretária
Escolar);Luzia Freire (Orientadora Educacional); Gicelma Alencar e José Vagno (Professores); Maria Nelma e Vitória Rejia (representante dos pais);Sandra Mara
(Coordenador Apoio Escolar);Nathanael Sipaúba (Presidente Grêmio Estudantil);William e Victor Leandro (líderes de turma).

8/31/2018

Eliane Pereira Domingues


Considerando a análise dos resultados de aprendizagem dos alunos do Colégio Cristo Rei realizada durante o segundo Conselho de Classe Pedagógico, po rmeio da
leitura e interpertação dos mapas de desempenho do Sistema de Gestão Escolar (SGE), constatou-se que no 1º semestre do ano letivo de 2018, na totalidade de 161
alunos matriculados na 3ª série do Ensino Médio, 74 alunos, o que corresponde a (46%) foram aprovados e 87 alunos (54%) apresentaram índices insatisfatórios,
denotando um elevando quantitativo de reprovação. Verificou-se também que os componentes curriculares que apresentaram resultados críticos de reprovação foram:
Matemática (27,3%) ;Física (14,7%); Biologia (12,6%) e Química (7,7%) . No ENEM 2017, as áreas de Matemática e Suas Tecnologias (415 pontos) e Ciêncioas da
Natureza e suas Tecnologias (411 pontos ) apresentaram menor pontuação entre os 161 alunos do Colégio Cristo Rei que participaram das provas. Os dados expostos ,
a percepção dos professores e da equipe pedagógica apontam que 87 dos alunos das 3ª Séries do Ensino Médio, estão com dificuldades de aprendizagem nos
componentes curriculares citados acima devido à falta de compreensão de determinados conteúdos, ao esquecimento de conteúdos trabalhados anteriormente, à
dificuldade de concentração, à falta de compreensão e interpretação das questões das avaliações internas e externas. A equipe estratégica considera que a melhoria
desse panorama passa pela formação continuada dos professores, pela refelxão de sua prática docente, das conexões entre os conteúdos e o conhecimento acerca
da realidade do aluno e das metodologias de ensino em sala de aula. Para tanto, a equipe escolar precisa ofertar formação aos professores na elaboração de
questões dos instrumentos avalaitivos e na análise das questões das avaliações externas, buscar parcerias para a realização de aulas de reforço, possibilitar a criação de
grupos de estudos entre os alunos, realizar provas e simulados nos parâmetros das avaliações externas, asseguarar a retomada dos conteúdos não aprendidos por
meio do uso de metodologias diferenciadas. Assim sendo, objetivando melhorar os resultados de aprendizagem nas 3ª séries do E.M nas áres de Matemática e
Ciências da Natureza, elaborou-se o presente plano de ação, que será implementado com a participação ativa da comunidade escolar e parceiros.

Melhorar os resultados de aprendizagem nas 3ª séries do E.M nas áreas de Matemática e Ciências da Natureza (Biologia, Química e Física) no 3º e 4º biemstres do2º
semestre letivo de 2018.
Que 100% dos alunos das 3ª séries do Ensino Médio, alcance no mínimo a média 7,0 (sete) nas avaliações internas dos componentes curriculares de Matemática,
Biologia, Química e Físíca no 3º e no 4º bimestre.

SETEMBRO A NOVEMBRO DE 2018.


Formação de Professores, Participação da Comunidade Escolar, Protagonismo Estudantil, Parcerias, Comunicação, Avaliação.

Realizar uma oficina de elaboração de itens e análise de questões das avaliações externas envolvendo os professores dos componentes curriculares críticos; R
Realizar uma reunião com a família ou responsáveis dos alunos da 3ª série do E.M que apresentaram rendimentos insatisfatórios de aprendiagem;
Criar grupos de monitoria no contratuno para atender os alunos com dificuldades de aprendizagem e baixo rendimento em parceria com o Grêmio Estudantil
o Grêmio Estudantil e Líderes de Turma; Formalizar parceria com o IFTO para realização de aulas de reforço nos componentes curriculares críticos; Divulgar nos murai
; Divulgar nos murais da escola e nas mídias sociais as atividades empreendidas pela escola para melhoria da aprendizagem; Aplicar bimestralmente provas nos moldes da
rovas nos moldes das avaliações externas SAEB e ENEM.
PLANO
Nome escola: C

Esses campos de versão ser preenchidos no momento de elaboração do Plano de

Número DIMENSÃO AÇÕES DETALHADAS


da Ação

1 A
1. Realizar uma oficina de elaboração de itens e análise de questões das
avaliações externas envolvendo os professores dos componentes
curriculares críticos. 1.1 - Elaborar pauta
formativa da oficina. 1.2 -
Selecionar e organizar os materiais de estudos e equipamentos
necessários parareunião
2. Realizar uma realização
comda oficina.ou responsáveis dos alunos da1.3
a família 3ª-
Informar aos professores sobre data e horário da oficina.
série do E.M que apresentaram rendimentos insatisfatórios de
aprendiagem.
2 B 2.1 - Elaborar convite para a reunião com as famílias ou responsáveis dos
3 alunos. 2.2 - Preparar pauta
daCriar
3. reunião.
grupos de monitoria no contratuno para 2.3 - Confeccionar
atender lista
os alunos com
de presença.de aprendizagem e baixo rendimento em parceria com o
dificuldades
Grêmio Estudantil e Líderes de Turma. 3.1 - Realizar
reunião com representantes do Grêmio Estudantil e líderes de turma para
planejar a criação dos grupos de estudos. 3.2 - Selecionar com
indicação dos professores os alunos monitores.
C
3.3 - Elaborar com os alunos
monitores os horários das aulas de monitoria e de planejamento das
aulas.
3.4 - Divulgar nas salas de aula e
proceder matrícula dos alunos com dificuldades de aprendizagem nas
turmas de monitoria.

4 4. Formalizar parceria com o IFTO para realização de aulas de reforço nos


componentes curriculares críticos.
4.1 - Oficializar reunião com a
direção do IFTO para definir or termos da parceria para realização das
aulas de reforço.
4.2 - Divulgar nas turmas a parceria com O IFTO para realização
D de aulas de reforço.
4.3 - Realizar o
cadastro e seleção dos alunos para as aulas de reforço.

4.4 - Acompanhar quinzenalmente a


frequência e desempenho nas aulas de reforço.

5 5. Divulgar nos murais da escola e nas mídias sociais as atividades


empreendidas pela escola para melhoria da aprendizagem.
5.1 - Organizar
E cronograma semanal das atividades a serem desenvolvidas e divulgas.

5.2 - Elaborar textos e selecionar fotos das


atividades desenvolvidas para divulgação.
5.1 - Selecionar questões
6 para elaboração das provas.

5.2 - Elaborar e providenciar impressão das


provas.
F
5.3 - Organizar cronograma de aplicação das provas.

5.4 - Corrigir e
tabular os dados das provas.
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
101
102
103
104
105
106
107
108
109
110
111
112
113
114
115
116
117
118
119
120
121
122
123
124
125
126
127
128
129
130
131
132
133
134
135
136
137
138
139
140
141
142
143
144
145
146
147
148
149
150
151
152
153
154
155
156
157
158
159
160
161
162
163
164
165
166
167
168
169
170
171
172
173
174
175
176
177
178
179
180
181
182
183
184
185
186
187
188
189
190
191
192
193
194
PLANO DE AÇÃO
COLÉGIO CRISTO REI

Preecher esses campos somente quando iniciar


o de elaboração do Plano de Ação a implementação do Plano de Ação

Previsto Instrumento de Realizado


Responsável Avaliação
Início Término Início Término

Coordenadores
21-set-18 Pauta fotos
Formativa e
Pedagógicos - Benigno 10-set-18
e Maria Lucimária

Diretora - Eliezia e
Secretária Escolar - Rita 10-set-18 14-out-18 Convite, ata, fotos
Mara
Orientadodora - Luzia
Freire

Ata, fotos,
cronograma de
10-set-18 30-nov-18 horários e
planejamento.
Coordenadora
Pedagógica - Rosália

Diretora - Eliezia

Ofício, Ata, Lista


de alunos,
3-set-18 16-nov-18 Relatório de
acompanhamento
e fotos.
Coordenadores
Pedagógicos - Benigno
e Maria Lucimária

Coordenadora Apoio fotos, textos,


Pedagógico - Josineide 3-set-18 30-nov-18 materias de jonais
Professora Gicelma e sites.
Professores
coordenadores Provas, tabulação
Pedagógicos - Benigno, 10-set-18 dos dados em
23-nov-18 tabelas,
Lucimaria e Rosália. gráficos e
Secretária Escolar - Rita registro reflexivo.
Mara
Campo de
somente quando iniciar Preenchimento
do Plano de Ação Automático

Ação STATUS
Cancelada?

Atrasada

Atrasada

Atrasada

Atrasada

Atrasada
Atrasada