Você está na página 1de 2

Universidade Federal do ABC

Av. dos Estados, 5001, Bairro Bangu


Santo André, SP, Brasil, CEP 09210-580

O título não deve conter informações abreviadas que não são de conhecimento comum, parênteses,
caracteres desconhecidos ou referências bibliográficas. No máximo um símbolo que remeta ao rodapé
da página com as devidas explicações [Barba 2013].

3.3 Resumo
O resumo sintetiza e apresenta de forma concisa os seguintes itens (duas a três linhas para cada item,
aproximadamente): tema estudado no trabalho, motivação e importância, principais objetivos do es-
tudo, escopo do trabalho, principais metodologias e materiais, principais resultados ou contribuições,
principais conclusões inferidas [Curty e Boccato 2005].
O resumo deve ser auto-explicativo. Na sua escrita deve-se evitar o uso de referências bibliográ-
ficas, parágrafos, descrições ou explicações detalhadas, figuras, tabelas, gráficos, fórmulas, equações
e diagramas [Madison 2012, Curty e Boccato 2005].

3.4 Introdução
Na Introdução é apresentanda ao leitor uma visão geral do trabalho desenvolvido. Nela os seguintes
itens devem ser abordados [Moro 2008, Barba 2013, Curty e Boccato 2005]:

• O tema do trabalho de maneira geral, focando nos itens principais;


• A motivação para tratar este tema;
• O problema: colocar de forma clara e objetiva a dúvida que motiva a pesquisa, a dificuldade
cuja solução será investigada. É adequado escrever o problema na forma de uma pergunta, que
espera-se responder no transcorrer do estudo;
• Os objetivos indicam o que se deseja descobrir, entender, como resultado do desenvolvimento
da pesquisa. Assim, indicam o que se pretende alcançar. Os objetivos geralmente são elabora-
dos na forma de hipóteses a serem testadas, efeitos a serem analisados, etc;
• Trabalhos anteriores relacionados: geralmente, são citados os trabalhos existentes que não re-
solvem o problema ou apresentam apenas soluções parciais. No caso do artigo ser extensão ou
continuação de um trabalho anterior, tal trabalho deve ser mencionado na Introdução. Outra
opção é estruturar essa parte agrupando trabalhos similares e detalhando apenas um ou dois que
sejam mais importantes para o trabalho;
• A metodologia utilizada no estudo (como): os procedimentos e materiais utilizados e a motiva-
ção dos procedimentos;
• Contribuições que a pesquisa poderá trazer à comunidade, seus resultados principais. Procurar
responder às perguntas: Qual a contribuição original deste trabalho? Por que esta contribuição
deve ser considerada importante? Qual é o trabalho mais próximo deste e quais as diferenças
entre eles?
• Como outros pesquisadores podem usar os resultados deste trabalho?
• Organização do texto: indicação ao leitor de como estão organizadas as seções do texto, expli-
cando a sequência dos assuntos que serão abordados no corpo do trabalho.

4
Universidade Federal do ABC
Av. dos Estados, 5001, Bairro Bangu
Santo André, SP, Brasil, CEP 09210-580

A Introdução não deve ser extensa, e recomenda-se que seja escrita apenas quando a pesquisa
já estiver concluída. Isto porque só neste momento o autor terá a visão geral do trabalho, podendo
transmiti-la de maneira adequada ao leitor.

3.5 Corpo do Texto


No corpo do texto ocorre a apresentação ordenada e detalhada do assunto abordado. Esta apresentação
deve ter uma sequência lógica que varia em função da abordagem do tema e do método adotados. O
corpo do texto pode ser dividido em capítulos, seções e subseções [Curty e Boccato 2005]. Seus
elementos mais usuais são apresentados nas próximas subseções.

3.5.1 Revisão da Literatura


A revisão da literatura, também referenciada como revisão bibliográfica ou fundamentação teórica,
contém o referencial teórico do estudo. Dentre as suas funções cita-se [Maculan 2008]:

• Apresentar uma sistematização do conhecimento científico acumulado sobre os temas da pes-


quisa em questão, fundamentando esta pesquisa nas teorias existentes;

• Servir como material de consulta para a elaboração do estudo.

O autor deve demonstrar conhecimento da literatura principal sobre os temas abordados, anali-
sando e interpretando trabalhos feitos por outros autores. O referencial teórico deve conter somente
os assuntos que tenham relação direta e específica com o trabalho em questão, e que constituam a
base teórica-técnica para o desenvolvimento da pesquisa [Carvalho 2009]. Todo material citado deve
constar nas referências.
Como indicado em [Ehlers, Schor e Lana 2008] é preciso preparar-se para “... passar longos dias
em bibliotecas especializadas - e para correr atrás de pessoas bem informadas sobre o tema. Em
princípio, um professor experiente indicará os principais centros de documentação que deverão ser
rastreados, bem como pesquisadores, autoridades e outros agentes que precisarão ser entrevistados”.

3.5.2 Material e Método (Metodologia)


Nesta parte do texto deve-se apresentar o caminho traçado para atingir os objetivos e responder as
questões de pesquisa, destacando-se os seguintes itens [Madison 2012, IEC 2013, Curty e Boccato 2005,
Ehlers, Schor e Lana 2008]:

• Qual a metodologia utilizada no trabalho (como vai trabalhar?): métodos de pesquisa, experi-
mentos, observações, entre outros;

• O que foi utilizado (com o que vai trabalhar?): materiais, ferramentas, equipamentos, instru-
mentos de coleta de dados (observação, questionários, entrevistas, etc), sistemas computacio-
nais utilizados, etc.

Esta apresentação deve ser completa, clara, na seqüência cronológica em que o trabalho foi con-
duzido e suficientemente detalhada para permitir que outros pesquisadores consigam repetir esta in-
vestigação [Madison 2012, IEC 2013, Curty e Boccato 2005].