Você está na página 1de 7

ANÁLISE DA CONCEPÇÃO DE UM TÚNEL NA AVENIDA

NASCIMENTO DE CASTRO COM A AVENIDA PRUDENTE DE


MORAIS.1

João Paulo Cruz de Lima2


João Augusto Araújo Fialho3
José Silvano de Lima4
Jefferson Lucas da Costa Pereira5

RESUMO

O objetivo deste estudo é propor uma solução viável para o trânsito entre
as avenidas Nascimento de Castro e Prudente de Morais, ambas localizadas em
Natal/RN. Os constantes congestionamentos no cruzamento são devido às
esperas nos semáforos e os atrasos nos atendimentos dos clientes motorizados
em estabelecimentos próximos as vias. Visando permitir o tráfego livre de
veículos, retirou-se durante a concepção os sinais das duas avenidas e
idealizou-se um túnel para avenida de menor fluxo. Já para os pedestres,
planejou-se a continuação da calçada nos dois lados do túnel e também nos dois
lados da avenida de maior fluxo. A pesquisa também apresentou o tráfego de
veículos e pedestres antes e depois do túnel, mostrando as direções, os
sentidos, as opções de virar à direita ou a esquerda, os locais de referências e
as rotas de acesso para os pedestres.

Palavras-Chaves: Túnel. Avenida Nascimento de Castro. Avenida Prudente de


Morais.

1 Artigo apresentado à Universidade Potiguar – UNP.


2 Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Potiguar – jpaulocruzlima@gmail.com.
3 Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Potiguar – joãoafialho@hotmail.com.
4 Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Potiguar – jsilvanolima@gmail.com.
5 Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Potiguar – 7jeffersonlucas@gmail.com.
1 INTRODUÇÃO
A demanda por espaço social tem aumentado devido o crescimento da
população. Isso tem levado o homem a criar técnicas para produzir objetos úteis
e se relacionar politicamente e economicamente para transformar o local em que
vive. A expansão da frota de veículos em Natal/RN somada a ampliação do
espaço urbano, resulta na concentração dos meios de produção, pessoas,
comércios e serviços (AZEVEDO; GALINDO, 2015).
No ano de 2017, o setor de Estatística do Departamento Estadual de
Trânsito do RN (DETRAN) verificou que houve um aumento de 4,6% na frota de
veículos, finalizando o ano com 1.235.046 automóveis cadastrados em atividade.
Deste total entraram 43.372 novos veículos, sendo 17.498 para a capital e
25.874 para os municípios do interior. Em 2011, a relação entre a quantidade de
pessoas e de automóveis em circulação no RN era de 251 veículos para cada
mil habitantes. Já no ano de 2017 esta relação era de 352 (valor que representa
um crescimento de 40% nos últimos seis anos). Essa análise serve para auxiliar
as ações do estado na melhoria de políticas públicas de mobilidade (RIO
GRANDE DO NORTE, 2018).
A crescente verticalização, concentração de uma cidade em determinados
bairros, demanda diversos serviços de infraestrutura para garantir a mobilidade
no tráfego de veículos e pedestres (AZEVEDO; GALINDO, 2015). O bairro de
Lagoa Nova concentra duas importantes avenidas, Nascimento de Castro e
Prudente de Morais, utilizadas como rotas de acesso às localidades adjacentes.
Nessas avenidas existe um grande fluxo de veículos e pedestres que são
constantemente interrompidos pela espera nos semáforos e pelo atraso no
atendimento dos clientes motorizados em estabelecimentos próximos as vias.
Portanto, objetivo deste artigo é minimizar as constantes interrupções no
tráfego de veículos e pedestres no cruzamento da Avenida Nascimento de
Castro com a Avenida Prudente de Morais por mio da concepção de um túnel.
Para tanto, levou-se em consideração a geometria do local, o espaço visual, o
tempo de viagem, o conforto dos passageiros, a segurança dos pedestres, os
estacionamentos e outros fatores.
2 MATERIAIS E MÉTODOS
Em primeiro, analisou-se o aumento da necessidade por espaço social
em decorrência do crescimento populacional e a influência dessa demanda nas
criações e relações humanas. Em seguida, apontou-se a concentração dos
meios de produção pela ampliação do espaço urbano e pela expansão da frota
de veículos.
Em segundo, apresentou-se informações estatística do Departamento
Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (DETRAN/RN) sobre o aumento
da frota de veículos no final de 2017 e a quantidade de veículos novos
destinados a capital e ao interior. Em seguida, mostrou-se a relação entre a
quantidade de pessoas e a quantidade de automóveis em circulação no estado,
juntamente com o crescimento dos últimos seis anos.
Em terceiro, apresentou-se o crescimento das obras de infraestruturas
como decorrência da concentração dos meios de produção e como resposta à
garantia da mobilidade no tráfego de veículos e pedestres. Logo depois,
apontou-se duas importantes avenidas do bairro de Lagoa Nova que ficam
constantemente congestionadas devido a espera nos semáforos e os atrasos
nos atendimentos dos clientes motorizados em estabelecimentos próximos as
vias.
Em quarto, idealizou-se um túnel no programa de desenhos “Paint”
ligando a Avenida Nascimento de Castro em um só sentido. Já para os
pedestres, planejou-se a continuação da calçada nos dois lados do túnel e
também nos dois lados da Avenida Prudente de Morais. Para tanto, levou-se em
consideração: a geometria do local, o espaço visual, o tempo de viagem, o
conforto dos passageiros, a segurança no tráfego de pedestres, os
estacionamentos, o tempo de espera nas paradas de ônibus, o gasto com
combustível, a redução do número de acidentes, a velocidade dos veículos e o
tempo de permanência dos motoristas dentro dos automóveis.
Em quinto, apresentou-se o fluxo de veículos e pedestres antes e depois
do túnel, mostrando as direções, os sentidos, as opções de virar à direita ou a
esquerda e os locais de referências. Por fim, mostrou-se as possíveis rotas de
acesso para quem está se locomovendo a pé e quer passar de um lado para o
outros da via com segurança e agilidade.
3 RESULTADOS E DISCUSSÕES
A figura 1 mostra o fluxo de veículos e pedestres antes e depois da
concepção do túnel. A imagem ao lado esquerdo representa a atual conjuntura
da interseção, de amarelo a faixa do cruzamento, na horizonta a Avenida
Nascimento de Castro e na Vertical a Avenida Prudente de Morais. Já a imagem
ao lado direito representa as duas avenidas após a concepção do túnel
juntamente com a continuação da calçada marcada de vermelho em ambos os
lados das vias.
Figura 1 – Antes e Depois da concepção do Túnel

Fonte: Autores, 2018.


A imagem ao lado esquerdo representa a Avenida Nascimento de Castro
em um nível só, com apenas uma direção e um sentido (Lagoa Nova →
Candelária). Na vertical, foi retratada a Avenida Prudente de Morais em um
mesmo nível, com uma direção e dois sentidos (Lagoa Nova ↔ Nossa Sra. de
Nazaré). Atualmente os motoristas que trafegam na interseção entre essas duas
avenidas possuem as seguintes opções: para quem está na primeira avenida
existe a opção de virar à direita (caminho shopping Midway Mal) ou virar à
esquerda (caminho estádio de Futebol Arena das Dunas). Já para quem está na
segunda avenida, sentido Lagoa Nova → Nossa Sra. de Nazaré, existe a opção
de virar à direita (caminho da 15ª Superintendência Regional da Polícia
Rodoviária Federal do Rio Grande do Norte) e para quem está no sentido Nossa
Sra. de Nazaré → Lagoa Nova não há opção de virar à direita ou a esquerda, é
preciso deslocar o automóvel até a interseção seguinte para poder ter outras
escolhas. Já para os pedestres, existe a opção de trafegar de um lado para outro
das avenidas através dos sinais de trânsito e das faixas de pedestres.
A imagem ao lado direito representa a Avenida Nascimento de Castro em
níveis diferentes após a concepção do túnel, com apenas uma direção e um
sentido (Lagoa Nova → Candelária). Entretanto, desta vez não existe mais as
opções de virar à direita ou à esquerda, é preciso deslocar o veículo até a
interseção seguinte para poder ter outras opções. Nessa concepção, foi levado
em conta o espaço geométrico e visual, por conta disso não houve necessidade
de desapropriar terrenos nem tão pouco de aderir a soluções que acabassem
com as vistas das vitrines de lojas ou fachadas de prédios comerciais. O tempo
de espera nas paradas de ônibus foi reduzido com a retirada dos semáforos do
cruzamento. Os estacionamentos dos comércios ficaram limitados em apenas
um lado da via por causa da construção do túnel na Nascimento de Castro.
Já a Prudente de Morais, avenida de maior fluxo, foi concebida em um
mesmo nível, com apenas uma direção e dois sentidos (Lagoa Nova ↔ Nossa
Sra. de Nazaré). Contudo, desta vez foi retirado a opção de virar à direita
caminho que dava para 15ª Superintendência Regional da Polícia Rodoviária
Federal do Rio Grande do Norte (SRPRF/RN). As viagens de ônibus que davam
acesso aos bairros próximos ou a outros municípios como: Macaíba, Parnamirim,
São José de Mipibu, Santa Cruz, Extremoz, Ceará –Mirim e São Gonçalo do
Amarante, ficaram mais rápidas devido o fluxo contínuo. O conforto dos
passageiros foi garantido pela redução no tempo de permanência dentro dos
alternativos.
Após a concepção do túnel, planejou-se para os pedestres as seguintes
opções: para quem está na Avenida Nascimento de Castro e quer passar para o
outro lado da mesma, há a opção de seguir pela calçada que vai por baixo do
túnel ou seguir pelo passeio que dá acesso à Prudente de Morais, para só assim,
transpor avenida em uma faixa de pedestre mais próxima. No entanto, para
quem está na Prudente de Morais e quer continuar se locomovendo na mesma,
basta seguir a calçada que foi planejada no mesmo nível dessa avenida. Por fim,
resta a opção de quem está nesta última avenida e quer passa para a primeira,
tendo que pegar o caminho do túnel para assim fazê-lo.
4 CONCLUSÕES
Este trabalho apresentou aspectos relevantes da implantação de um túnel
na Avenida Nascimento de Castro com a Avenida Prudente de Morais. As
alterações foram feitas tendo como objetivo apresentar uma solução viável para
o local. A pesquisa demonstrou que o principal benefício para as avenidas foi a
mobilidade no tráfego de veículos e pedestres.
Outro ponto destacado, foi as condições geométricas do local que se
mostraram favoráveis para a construção de um túnel em detrimento de outras
possíveis soluções que poluiriam o espaço visual (como viadutos, passarelas e
pontes). A pesquisa mostrou também que o fluxo predominante de veículos é na
Avenida Prudente de Morais e que o planejamento de mantê-la em um mesmo
nível seria imprescindível para fazer com que as viagens dos interbairros e
intermunicipais ficassem rápidas e confortáveis para os passageiros. A pesquisa
também apresentou o fluxo de veículos e pedestres antes e depois do túnel,
mostrando as direções, os sentidos, as opções de virar à direita ou a esquerda,
os locais de referências, as rotas de acesso para os pedestres e a limitação nos
estacionamentos. O artigo apontou o crescimento das obras de infraestrutura
como resposta ao processo de verticalização.
Chegando ao final da análise no cruzamento da avenida Nascimento de
Castro com a avenida Prudente de Morais, percebe-se a necessidade de
alterações na interseção para que o trânsito flua de forma contínua e para que
os pedestres se locomovam de forma rápida e segura.
REFERÊNCIAS

AZEVEDO, Francisco Fransualdo de; GALINDO, Leonardo da Silva. O


crescimento da frota de automóveis em Natal/RN e seus nexos com a
produção do espaço urbano. Ateliê Geográfico, Goiânia-go, v. 9, n. 3, p.161-
175, dez. 2015. Disponível em: <https://bit.ly/2PPEw7L>. Acesso em: 24 out.
2018.
RIO GRANDE DO NORTE. Assessoria de Comunicação. Departamento Estadual de
Trânsito (DETRAN/RN). Relatório do Detran Aponta Crescimento de 4,6% da Frota
do RN em 2017. 2018. Disponível em: <https://bit.ly/2O8c92N>. Acesso em: 26 out.
2018.