Você está na página 1de 41

A Chave Do Coração

Do Homem

Marcelo Oliveira

Www.chavedocoracaodohomem.com

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


PARTE 2
Como Usar os Sinais
Nesta seção, você encontrará mais detalhes sobre os sinais
do instinto do herói.

Ela explora exemplos e aplicações práticas da vida real. Essas


histórias facilitarão a fixação dos conceitos na sua memória.

E não se esqueça que você não precisa decorar todos esses


sinais de uma vez! Use este material como apoio e retorne a
ele sempre que sentir que você está travada ou evoluindo
devagar com o seu parceiro. Escolha um dos métodos abaixo,
e foque unicamente nessa ideia até dominar o seu uso.

Assim, você vai conseguir progredir gradualmente sem se


sentir sobrecarregada com tantas opções. Quando menos
perceber, você vai ficar muito boa no uso desses métodos.
Você saberá se já os está dominando quando começar a
desenvolver os seus próprios sinais baseados nos padrões do
instinto do herói que você percebe em sua volta.
“A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. ”
Peter Drucker

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


MÓDULO 12
Sinal “A Ilha Deserta”

Vamos revisar rapidamente o que é o sinal da ilha deserta.


Depois disso, eu vou te ensinar em detalhes como usá-lo.
Ele é o que existe de mais próximo de uma verdadeira “poção
do amor”, pois libera todo o seu poder de sedução natural.

O que é o sinal?
Vamos dar um passo para trás e ver o quadro geral. O que
queremos alcançar?
Queremos fazer coisas que vão disparar o instinto do herói
dele. E o que isso tem a ver com uma ilha deserta?
Deixa eu te fazer uma pergunta: o que você acha que
aconteceria se você estivesse de verdade numa ilha deserta
com o homem que você deseja?

Pare um pouco para imaginar. Pode pensar, eu te espero.


Imagine algumas cenas prováveis dos cinco primeiros dias na
ilha.
Você pensou na cena de uma praia paradisíaca com redes e
coqueiros? Se a resposta é SIM, você está fora da realidade,
porque estar numa ilha deserta é uma experiência de
sobrevivência.
Vocês dois precisariam trabalhar juntos para encontrar
alimentos, abrigo e água fresca. É claro que também
precisariam descansar, planejar e dar apoio emocional um ao
outro.

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


De forma prática, vocês dependeriam um do outro. Se
encontra uma nova fonte de alimento, quem é a primeira
pessoa a quem você vai correndo contar a notícia? Se corta o
pé numa pedra, quem você procura?

Mesmo se a ilha for enorme, existe uma coisa em que você


vai se apegar rápido mais do que qualquer coisa. Uma coisa
que você detestaria perder. E é ele.
E naturalmente, isso também funciona para o outro lado
também. Para ele, você seria a coisa mais importante da ilha.
Ele sempre teria uma noção boa de onde pode te encontrar,
mesmo se ele estivesse ocupado fazendo outra coisa.
E quando sentar ao lado do fogo à noite, ele se sentiria muito
sozinho se você não estivesse lá junto. Ele sempre estaria
levantando a cabeça e olhando nos seus olhos. A sua
presença seria confortadora para ele. E tudo que a natureza
colocou no seu corpo e no corpo dele começaria a criar um
tipo especial de relacionamento.
O que eu acabei de descrever a você é um exemplo extremo
de afinidade. Mas vamos imaginar uma versão mais provável.
Marina vive em São Paulo. Ela nunca conheceu o Leandro que
vive numa fazenda no Mato Grosso. Os seus caminhos nunca
se cruzaram. Eles não possuem nenhum amigo em comum. E
eles não possuem nenhum interesse em comum que possa
fazer com que eles tenham uma conversa em algum chat na
internet. Eles não têm nenhuma interação.

Mas então o Leandro se cansa do trabalho pesado e se muda


para São Paulo. Ele aceita um emprego numa agência de
viagens. Ele encontra um apartamento legal para morar.
Todas as caixas de correspondência ficam no térreo perto da
entrada do prédio. E por acaso a caixa de correspondência
dele é do lado da caixa da Marina.

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Agora a Marian e o Leandro possuem um pouco de interação,
têm mais oportunidades para interagir mesmo sem ter
intenção.
A interação é poderosa numa ilha deserta. Mas ela pode ser
muito mais forte do que você pensa, até mesmo em encontros
casuais duas vezes por semana no hall de um prédio.

Todo o conceito da interação é muito simples...


Faça tudo que estiver ao seu alcance para aumentar as
chances de interação casuais com o cara que você gosta.
Como um terapeuta de relacionamentos, eu percebi que existe
um método para aumentar a chance de interação que funciona
melhor do que tudo o que eu descrevi acima. E ele consiste
em atrair a atenção dele para as coisas pelas quais ele já é
apaixonado.

Não tente fazer ele se apaixonar por você. Não tente fazer ele
ficar fascinado por você diretamente. Ao invés disso, faça isso
indiretamente descobrindo quais são as coisas pelas quais ele
já é apaixonado.

Nessa altura do curso você já conhece uma necessidade


emocional que fascina os homens. Ele é fascinado pela
oportunidade de ser o herói de alguém.

Então, fascine-o com oportunidade de ser o seu herói. Prenda


a atenção dele ativando o instinto do herói dele ao intensificar
gradualmente os pedidos para ele assumir o papel de herói na
sua vida.

Isso cria muitas oportunidades de interação. E como você


aprendeu, ela é uma poderosa força da natureza.

Depois disso, o próximo passo é “seja apenas você mesma”.


A Interação toma conta do resto.

QUER EXEMPLOS PRÁTICOS?

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Eu vou assumir que você já está pensando em algum cara. E
vou assumir que você já tem pelo menos um pouco de contato
com ele.

Aqui vão algumas coisas com que você pode pedir ajudar a
ele. Qualquer uma delas vai fasciná-lo por disparar o instinto
do herói.
Note como a primeira ideia não é nada intrusiva. E como cada
uma das ideais seguintes gradualmente aumenta a
intensidade do comprometimento de tempo e intimidade que
você precisa.

1. Peça sugestão de um presente de aniversário ou de natal


para o seu irmão. Pergunte o que homens gostam.
2. Peça para ele ficar no seu apartamento enquanto um
estranho vai te encontrar para buscar algum item que você
vendeu na OLX.
3. Fale que você precisa visitar um apartamento com um
corretor de imóveis desconhecido e que você está com
medo de ir sozinha. Pergunte se ele se importaria de te
acompanhar, que será bem rápido. Aproveite e pergunte a
opinião dele sobre o apartamento

Aqui vai outra sequência de pedidos progressivos de ajuda.


Nesse exemplo, ele pode ser um colega de trabalho no seu
novo trabalho.

1. Pergunte se ele se importa em te dar o número do celular


dele para você mandar WhatsApp para fazer perguntas
mais específicas sobre seus novos colegas de trabalho.
Diga que você está com um pouco de medo e precisa de

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


mais informações para saber em quem pode confiar, quem
você precisa impressionar, esse tipo de coisa.
2. Ligue para ele e pergunte quais são as disputas por poder
e armadilhas sociais do escritório.
3. Peça uma carona saindo do escritório para buscar seu
carro na revisão.
4. Peça para ele não sair de perto de você na festa da
empresa com medo de ser abordada por colegas bêbados
desagradáveis.

Lembre-se, os últimos pedidos só devem ser feitos quando


você já tem uma boa intimidade com ele.

Como cada pedido precedente dispara o instinto do herói,


você vai se surpreender em como vocês se tornarão próximos
rápido até chegar ao último pedido. Não vai parecer que é
artificial ou forçado.

Por que funciona?

Isso faz ele se sentir diferente sempre que interage com você.
Isso cria uma resposta emocional positiva nele. Ele começa a
sentir falta desse sentimento mesmo que não admita isso para
ninguém.

Um Exemplo Real de uma Paciente


Larissa era uma das minhas pacientes já há alguns anos. Ela
trabalhava numa empresa grande que produz equipamentos
para bombeiros. Ela trabalhava na linha de montagem, mas
estava interessada no Eduardo, que trabalhava no
departamento de engenharia.

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Ela se interessou por ele quando ouviu por acaso ele falar
sobre o cachorro dele quando os dois estavam almoçando no
restaurante da empresa.
Naquela época, a Larissa tinha muitos pássaros, gatos, um
cachorro, e até um cavalo. Ela era um pouco fanática por
animais e então perguntou para o Eduardo qual era a raça do
cachorro dele.
Aquilo foi uma deixa para ela pedir indicação de veterinário
para ela levar o filhote dela. Ele indicou então o veterinário que
mais gostava e pediu para ela falar depois se tinha gostado...

Um pouco depois, ela ligou para perguntar qual era a função


de uma peça que estava montando no trabalho. É assim que
as coisas vão ficando interessantes.
Veja, a Larissa tem um leve TOC (Transtorno Obsessivo
Compulsivo) e um dos sintomas é a sua preocupação
excessiva em conferir se tinha apertado demais ou apertado
de menos as peças que montava. Ela tinha dificuldade em
parar de pensar que um erro seu poderia causar uma falha
num componente em uma situação de emergência.
Ela não disse nada ao Eduardo, mas eu sugeri que usasse o
poder da vulnerabilidade para criar uma conexão mais forte.
Ela então ligou para ele depois do trabalho e confessou que
estava um pouco ansiosa. E perguntou qual era a função de
um componente pequeno que ela estava montando bastante
para um pedido grande.

Como ele trabalhava no departamento de engenharia,


conhecia a função de vários componentes que eles estavam
fabricando. O Eduardo então ficou feliz com a oportunidade de
demonstrar um pouco o conhecimento que poucas pessoas
conheciam ou valorizavam.
No fim da conversa, ela perguntou se ele se incomodaria se
ela fizesse mais perguntas sobre outros componentes no
futuro caso surgisse alguma dúvida. Ele concordou.

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Durante a segunda conversa deles, a Larissa ficou sabendo
que ele realmente tinha muito conhecimento sobre conserto
de carros também. Ela memorizou bem essa informação.
Dois meses depois, ela pediu para ele analisar o barulho do
motor do carro dela no estacionamento da empresa. Enquanto
estavam lá conversando de pé, olhando um no olho do outro,
eles perceberam que alguma tinha mudado no relacionamento
entre eles.

Tudo isso parece uma situação normal, mas a Larissa tinha


uma arma secreta. Ela estava disparando o instinto do herói
do Eduardo.

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


MÓDULO 13
A “Pergunta Raio-X”

Dirigir um carro não é uma tarefa muito difícil, mas se você não
sabe para onde vai, acaba sendo algo sem utilidade na sua
vida.

Você também deve parar o carro, se não tiver certeza que está
indo na direção certa. Porque senão, você pode estar se
distanciando cada vez mais do seu destino ao invés de estar
chegando a ele.
A “Pergunta Raio-X” é tão especial porque ela te coloca dentro
da mente do homem e te permite ouvir o que ele realmente
quer.

Ela te ajuda a descobrir as coisas que ele mais deseja na vida!

O que é uma Pergunta Raio-X?


É uma pergunta que revela o que ele quer acessando as suas
memórias recentes.
As pessoas parecem não saber o que as faz felizes de
verdade. Esta é a conclusão de um grupo de psicologistas se
intitulam “Pesquisadores da Felicidade”, do Instituto de
Pesquisa da Felicidade.
Parece inacreditável, mas essa é uma disciplina no campo da
psicologia. Centenas e centenas de estudos foram realizados
para diferenciar coisas como satisfação, felicidade,
contentamento, e todas as variáveis que podem levar à
felicidade. Porém, aqui vai a parte esquisita.

10

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


A pesquisa sugere que nós temos apenas noções vagas sobre
o que nos faz feliz, e mesmo estas normalmente são
incorretas. Isso pode te fazer pensar: como um pesquisador
pode a alguém que esta pessoa está errada sobre a própria
felicidade?
A reposta para isso é que os pesquisadores utilizaram
telefones celulares para enviar aleatoriamente tópicos da
pesquisa e uma solicitação para que as pessoas
respondessem o que estavam fazendo naquele momento e o
quão feliz estavam se sentindo.

Eles então compararam essas respostas com as previsões


que fizeram antes de o estudo começar. As previsões tendiam
a fazer afirmações do tipo: “Eu sou mais feliz quando eu chego
em casa à noite, estico as minhas pernas e assisto Televisão.”

Mas os resultados mostraram algo bem diferente. As pessoas


tendiam a ser mais felizes quando estavam ativamente
trabalhando em alguma tarefa desafiadora. Eram tanto
tarefas de trabalho como domésticas.

Para concluir, as pessoas não são boas para identificar o que


de fato as faz se sentir felizes e vivas. É por isso que você
nunca deve perguntar para o seu parceiro “O que você quer
da vida?”. A resposta provavelmente não será o que você
gostaria.

Ao invés disso, eu quero que você acesse as memórias


recentes dele.

Pergunte quando ele teve emoções e pensamentos positivos


nos últimos dias. Essa pergunta age como um detector de
metais.
Quando ele te contar situações em que ele sentiu emoções
positivas, isso é um alarme para você, te diz que existe alguma
coisa interessante ali, mas não exatamente o que é. É uma
boa indicação de onde você deve procurar.

11

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Mas não pergunte diretamente a ele. Apenas observe com
atenção. Preste atenção em quais são os objetivos e desafios
que parecem ser o que deixam o mundo emocional dele
animado.

Lembre-se, as emoções controlam tudo. Então, mesmo que


ele não saiba, os momentos felizes dele escondem segredos.
Segredos que te permitem descobrir formas de se alinhar com
as emoções positivas deles.

Exemplos de Frases

• Você lembra quando foi a última vez que você se divertiu


tanto que perdeu a noção do tempo?
• No mês passado você lembra de ter se sentido muito
contente em algum dia?
• Você lembra de alguma situação que te deixou tão
empolgado a ponto de tirar o seu sono?
• Onde você estava na última vez que teve um
pressentimento muito bom sobre alguma coisa?
• Qual foi a última vez que nós estivemos junto que te fez
sentir bem de verdade?

Como funciona?
Com a pergunta Raio-X, você pergunta quando ele se sentiu
bem. Uma situação recente que ele sentiu vibrações positivas.
Logo depois, você faz perguntas bem sutis que revelem o
motivo escondido do porquê ele se sentiu bem nesses
momentos.

Normalmente isso revela um ou mais dos princípios mais


importantes dele, pois nós só nos sentimos felizes, animados
e cheios de vida quando estamos fazendo coisas que nos
ligam de alguma forma aos nossos valores e princípios mais
íntimos (as coisas que realmente importam na nossa vida).

12

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


E por que você precisa conhecer os princípios mais
importantes dele? Porque saber disso te permite despertar
mais facilmente o instinto do herói ao trabalhar os assuntos
que já são importantes para ele.

Você pode trabalhar coisas que o fazem sentir bem e sugerir


maneiras de ter uma vida que mais se alinha com as coisas
que ele valoriza. Isso o deixa feliz porque toca na obsessão
secreta dele, e faz você ser uma parte da melhor vida que ele
pode desejar.

História de Exemplo
A minha secretária estava com um sorriso discreto quando
apareceu na minha sala. Ela estava chamando a minha nova
paciente, a Sofia que estava aguardando na sala de espera.
Eu só entendi o porquê daquele sorriso depois que eu comecei
a atendê-la e me apresentei.

A Sofia era linda! E se vestia muito bem, como se estivesse


indo para uma festa.

A minha secretária costumava me perguntar por que mulheres


como ela vinham me consultar para pedir ajuda com
relacionamentos e namorados. Ela tinha pensava que beleza
poderia dispensar uma mulher do esforço de construir um
relacionamento prazeroso.

Eu tenho que admitir que a Sofia era tão bonita que chamava
atenção de todos. Mas isso não facilita nada. Bons
relacionamentos não são baseados na beleza. Um
relacionamento agradável acontece com duas pessoas amam
fazer um ao outro felizes!
A Sofia estava buscando esse tipo de relacionamento.

Ela já tinha um namorado e me perguntou se ela deveria


continuar com ele porque ela tinha conhecido outra pessoa.

13

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


A Sofia tinha a impressão que o novo cara combinava melhor
com ela. E algumas semanas depois ela terminou com o
namorado antigo.
Mas ela se frustrou. Isso ocorreu porque o cara novo não se
interessou tanto quanto ela tinha imaginado.
Quando eles se conheceram, sem dúvida, havia uma química
entre eles. Mas então ele começou a ficar menos a fim. A Sofia
entrou no que eu chamo de “Modo Implorar”.

O Modo Implorar ocorre no nível psicológico. Ela ficou


submissa a ele. Nós tínhamos que mudar isso.

Eu pedi a ela para se concentrar em coisas que esse novo


namorado já era fissurado. Ela usou as perguntas Raio-X para
descobrir sutilmente quais eram. Sem ele perceber.
A nova meta dela era simples. Em cada interação com ele, ela
perguntava das experiências mais empolgantes que ele havia
tido recentemente.

E ele adorava falar dessas coisas. Isso o energizava e o fazia


prestar cada vez mais atenção nela quando ele tentava
responder ou contar as histórias por trás de momentos
magníficos da sua vida.
Não demorou para ela descobrir um interesse em comum por
empreendedorismo. Eles começaram a conversar sobre
comprar casas antigas por preço baixo, reformar e revender.
Ele se sentia vibrante quando sonhava com isso!
Ela perguntou sobre o que ele gostava de conversar com ela.
A resposta foi bem diferente do que ela esperava. Ela
esperava que ele diria que era sobre os empreendimentos,
que era o assunto em comum que ambos tinham.
Mas ele disse: “Você acredita em mim, e isso me inspira. Os
meus pais e as minhas antigas namoradas paravam de
conversar comigo quando eu falava dessas possibilidades.
Você é diferente”.

14

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Isso deu uma ideia genial sobre o que funcionava com ele para
fazer o relacionamento evoluir. O Modo Implorar tinha
acabado. E ela sabia agora como fugir dele.
As perguntas Raio-X te dão uma baita vantagem. Pare um
pouco para refletir como pode usá-las com o cara que você
está ou quer conquistar. Comece perguntando sobre
momentos especiais que ele teve recentemente, momentos
felizes e picos nas experiências de vida.

15

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


MÓDULO 14
A Frase De Degustação

Quando usar essa frase, perceba o olhar dele mudar enquanto


a fantasia explode na cabeça dele...
... E ele imaginando como fazer maravilhoso o futuro com
você.
Eu tenho certeza que você quer construir uma vida
maravilhosa com o homem dos seus sonhos, não é? Mas
como vender essa ideia para ele? Como você dá a ele uma
degustação e aguça o paladar dele?

É isso que a frase de degustação faz. Ela desperta a


imaginação dele, e ela faz o resto por você.

O que é o sinal ou frase?

A frase de degustação é algo que você diz para ativar a


imaginação dele. Você escolhe palavras que antecipam o
prazer.
Se ele deseja essa sensação, ele será atraído pelo o que
ouvir.
A maioria das pessoas tentam convencer outros usando a
lógica. Mas isso só complica o processo.
Um dos maiores problemas com a lógica é que as pessoas
naturalmente arrumam argumentos contra ou encontram
pontos fracos nos seus argumentos.

Com a Emoção é outro jogo. Ganhe as pessoas com a


emoção e elas arranjarão seus próprios motivos para justificar
suas ações com a lógica.

16

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


E o jeito mais fácil de mudar as emoções de alguém é
despertar a imaginação delas. Não tente convencê-lo que
você é a pessoa certa. Não fale para ele as razões por que se
comprometer em um relacionamento será bom para ele. Ao
invés disso, desperte a imaginação dele e deixe que ela
trabalhe por você.

Como? Pedindo para ele imaginar as possibilidades, sem


nunca dar muitos detalhes.

Deixe a imaginação dele encontrar esses detalhes. O seu


trabalho é simplesmente dar o pontapé inicial com frases
simples que iniciam os tipos certos de conversas.

Frases de Exemplos
O melhor jeito de usar essa frase é simplesmente fazer
perguntas ;-) :

• “O que você acha que aconteceria se nós sairmos do


padrão e corrermos para a felicidade ao invés de apenas
ficar esperando a felicidade?”

Ele naturalmente vai ter novas perguntas para te fazer depois


de ouvir as suas. É com essas perguntas adicionais dele que
ele vai perceber que você é séria.

Ele vai ter uma pista da ideia que você tem em mente. A ideia
que a vida dele pode ser mais feliz, mais aventureira, mais
excitante, e mais divertida com você ao lado dele.
Aqui vai outra forma de dizer a sua pergunta inicial:

• “O que você acha de sair da rotina?”

17

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Essa pergunta embute a ideia de que existe uma rotina, a
mesmice dos padrões que os relacionamentos seguem. Mas
ela não afirma isso diretamente, o que dificulta para o cérebro
lutar contra a ideia.
Essa pergunta cria um padrão mental que abre a mente dele
para uma nova possibilidade. A possibilidade de que você
está o convidando para algo especial, único!

Se ele te perguntar o que exatamente é isso, descreva a sua


convicção no poder da busca intencional da felicidade mútua.
Na essência, você está sugerindo que vocês dois usem
ingredientes do amor verdadeiro (um pacto pela felicidade dos
dois).
Mas não conte a ele em detalhes como isso vai acontecer.
Convide-o para imaginar e planejar junto com você.
Deixe a imaginação brincar com essa ideia. Não assuma o
papel de alguém que quer convencer outra pessoa que vai dar
certo.

Aqui vai outra frase para abrir esse tipo de discussão:

• “Eu não tenho medo de construir uma vida de aventuras


com você.”

Se quiser, você pode complementar com essa pergunta no


final:

• “O que você acha que mudaria nas nossas vidas se a gente


não tivesse medo de errar e corrêssemos atrás da melhor
vida que pudermos imaginar?”

18

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Por que funciona?
Isso faz com que ele fantasie sobre as possibilidades. O
resultado é que a ideia de ter um relacionamento com você
exige uma qualidade especial. Vira um mundo de
possibilidades ao invés de o final das escolhas e das
possibilidades.

Você consegue ver como uma das coisas que nos impedem
de assumir um compromisso tem a ver com a própria natureza
das escolhas. Portanto, a não ser que você hesite, todas as
escolhas permanecem abertas para você. Mas assim que fizer
uma escolha, você terá restringido as suas opções.
Então faça perguntas com o uso estratégico do “E se...”. Pois
esse tipo de pergunta vislumbra um futuro com você que é um
novo começo e não o fim das possibilidades de exploração do
futuro para ele.

Exemplo Real
A Luíza me procurou para ajudá-la com um relacionamento de
muitos anos. Ela só tinha 24 anos, mas parecia ser muito
madura e responsável. A sua descrição do namorado, Jonas,
dava a entender que ele era oposto da maturidade.

Apesar de a Luíza possuir um emprego estável, ela tinha que


acordar bem cedo para levar o Jonas ao trabalho, pois ele
tinha perdido a carta quando foi pego numa blitz da Lei Seca.
Na nossa primeira sessão, a Luíza desabou a chorar. Eu
perguntei por que ela estava se sentindo abandonada no
relacionamento. E isso levou a um assunto desesperador para
ela.
Ela me contou de um aborto recente. Ela disse que o Jonas se
recusava a falar sobre isso, sem dar apoio a ela. Ela tinha
dúvidas sobre a decisão irrevogável que ela tinha tomado. E

19

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


ela estava sofrendo sozinha, pois não podia conversar com
outras pessoas sobre isso.

O Jonas foi ligeiramente contra o aborto, e agora a Luíza se


perguntava se isso seria o motivo que fazia ele se afastar do
compromisso de se casar com ela. Eles já moravam juntos e
dividiam as despesas. Mas o Jonas parecia se afastar
emocionalmente dela. Não existia mais romance, nem
paixão... Só atração física e a Luíza começou a questionar se
o relacionamento com o Jonas ainda tinha alguma chance.
Eu não estou usando os nomes reais das pessoas, porque,
assim, consigo te contar toda a verdade. Parte do motivo que
a trouxe para o meu aconselhamento era perguntar se eu
recomendaria que ela terminasse com ele. Mas eu sentia que
ela ainda tinha medo de perguntar isso. Ela claramente ainda
tinha sentimentos fortes por esse homem.
No caso da Luíza, a solução foi usar a frase de degustação.
Ela usou a frase para reacender o interesse do Jonas em se
comprometer com um futuro com ela.

Por várias semanas seguidas, eu pedi para a Luíza usar as


perguntas “e se” enquanto conversava com o Jonas à noite.
Eles faziam caminhadas longas juntos com frequência em
uma rua tranquila que havia perto da sua casa. Foi em uma
dessas caminhadas que a Luíza começou a dar ao Jonas
degustações das possibilidades.
Ela nunca pediu para ele assumir um compromisso. Nunca
pediu para ele fazer uma escolha. Ela simplesmente fazia
breves comentários dos novos começos que iriam se revelar
a eles se ambos se comprometessem a perseguir a felicidade
como um time.

É muito mais fácil se comprometer com alguma coisa que você


deseja muito, como a felicidade plena. E isso também diminui
os obstáculos de você se ver com uma pessoa que quer te
ajudar a chegar lá.

20

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


A Luíza sumiu do consultório, por vários meses. Quando ela
marcou uma nova consulta comigo, eu fiquei surpreso em
ouvir a sua voz com energia. Ela estava feliz de verdade,
planejando o casamento e pedindo conselho sobre outros
assuntos.
Quando eu perguntei como o Jonas estava reagindo ao
método da frase de degustação, ela disse: “Bom, eu não
preciso mais fazer isso. Agora ele é quem está sempre falando
do nosso futuro. Eu fiquei tão concentrada em resolver os
problemas que eu nem percebi que fui parando de falar das
coisas divertidas que poderíamos fazer no futuro.”.
Esse é o poder secreto da frase de degustação. Ela mantém
vocês dois conversando sobre um assunto gostoso, leve e
divertido. Um objetivo em comum e como chegar até ele,
juntos como um time.

21

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


MÓDULO 15
A “Moeda” Secreta Dos
Relacionamentos Felizes

Esse sinal do instinto do herói é incrivelmente poderoso.

A verdade é que existem pequenas oportunidades todos os


dias para realizar “depósitos emocionais” no seu
relacionamento...
...para fazê-lo crescer e fortalecer o crédito que você tem com
o seu amor.

Estudos mostram que fazer estes simples “depósitos” diminui


o índice de separação pela metade!

Portanto, garanta que você realize-os.


Porque apesar de demorar menos de 10 segundos... isso
coloca o Instinto do Herói no piloto automático.
E com isso, ele vai sentir uma conexão emocional com você
que cresce com o tempo.
O que é o sinal?

É mostrar apreço. Essa é a moeda dos relacionamentos


felizes.

E o motivo é simples...
Homens precisam de progresso incremental, e apreço
remete a progresso. Nós nos sentimos mais felizes quando
estamos progredindo com coisas que são realmente
importantes para nós. O segredo é que não importa se esse
progresso é pequeno.

22

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


A maioria das pessoas acredita que a felicidade deriva das
circunstâncias da vida. “Eu serei feliz quando eu tiver um
aumento.” “Eu vou ser feliz quando eu conseguir um
namorado.” “Eu serei feliz quando eu finalmente terminar a
minha faculdade.”.
Elas condicionam a sua felicidade a um evento, pontual, e não
a um resultado natural de um processo, construído com
trabalho.

E essas conquistas leva a curtos períodos de felicidade. Mas


então nós nos ajustamos. Nos acostumamos muito rápido às
nossas circunstâncias. E a felicidade vai sumindo a não ser
que nós comecemos a progredir para alcançar mais uma
meta.
Nós precisamos sentir que estamos chegando a algo que
valha muito a pena. É isso que desperta as regiões do nosso
cérebro que liberam energia e nos fazer sentir felizes e
animados com a vida.
Nessa altura do programa, você já sabe que homens se
sentem obrigados a perseguir uma missão na vida. Quanto
mais você se posicionar como parte dessa missão, melhor.
Expressar estima mantém o seu homem ligado. Isso mantém
o seu relacionamento renovado e importante para ele se sentir
bem, feliz e com um propósito na vida.

Exemplos de Frases

Vamos começar com o tipo de apreço que você pode entregar


num relacionamento muito novo:

• “Eu adoro o jeito que você fala o meu nome quando nós
conversamos. Eu achei demais que você memorizou ele logo
depois que nós nos conhecemos naquele dia.”

23

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


• “É muito fácil conversar com você. Eu não sei se você faz
isso de propósito, mas eu adoro.”

Vamos voltar à história da Larissa um pouco, pois eu pedi para


ela usar essas frases de apreço para disparar o instinto do
herói do Eduardo.

Só relembrando, ela admitiu que fica insegura na montagem


dos componentes do seu trabalho. Depois daquele telefone,
ela o encontrou no café e disse: “Você adivinhou o que estava
me deixando nervosa, e você mergulhou na luta contra essa
insegurança junto comigo. Obrigada!”.
Preste atenção nos termos que ela usou. Alguns tinham a ver
com entrar em uma luta ou guerra. Sempre que possível,
expresse-se estima usando palavras que impliquem que ele
estava lutando para te proteger. Isso faz toda a diferença
quando você quer despertar o instinto do herói dele.

Aqui vão mais exemplos de uso de palavras de aventura ou


de luta para expressar apreço.

• “Eu sei que você vai dizer que o que você fez por mim não
foi nada, mas o jeito que jeito que você enfrentou aqueles
obstáculos foi muito impressionante para mim.”
• “Obrigada por deixar eu me proteger debaixo da sua força
enquanto aquele negócio estava acontecendo.”
• “Eu fico muito agradecida pela carona de hoje. Obrigada por
me salvar da vergonha de chegar atrasada no trabalho.”
• “Eu adorei o conselho. Posso te procurar de novo quando
eu precisar de proteção nesse projeto?”

POR QUE FUNCIONA?

24

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Demonstrações de gratidão ajustam gradualmente o
comportamento dele. Você pode gradualmente transformar o
cara menos romântico em uma pessoa que procura novas
formas de impressionar você. Você consegue isso começando
pequeno e gradualmente ensinando a ele formas de se tornar
o seu herói e receber gratidão.
Dê destaque até aos menores esforços heroicos com
demonstrações de gratidão. Mais do que qualquer outro sinal
do instinto do herói, este requer um pouco de estudo e
preparação.

25

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


MÓDULO 16
O Sinal “Eu Te Devo Uma”

Esse é interessante, pois usa uma peripécia da psicologia


humana e a torna em uma forma de influência. Além disso, ela
fica fora do radar, ou seja, ele não consegue resistir porque
nem o percebe que está sendo impactado.
O sinal “Eu te devo uma” é apenas uma aplicação interessante
do que os psicólogos chamam de o “efeito pé na porta”.
A técnica “pé na porta” é uma estratégia de influência. A
sua força vem de uma particularidade da psicologia humana.
Isto é, concordar com um pedido pequeno aumenta a
probabilidade de que você concorde com um segundo pedido,
maior.
Portanto, faça um pedido pequeno primeiro e, se a pessoa
concordar com ele, ela achará mais difícil negar um segundo
pedido, maior.

E aqui vai a aplicação em relacionamentos. Primeiro faça ele


concordar com alguma coisa pequena. Em seguida faça ele
migrar para uma interação que beneficie o relacionamento.

O que é o sinal?
Eu tinha um professor na faculdade que também era
especialista em hipnose que dava um nome diferente. Ele
chama isto de um “sequência de SIMs”, ou seja, uma
mentalidade pró-sim. O jeito que ele explicava isso era
simples.

26

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Ele dizia: “Consiga primeiro que uma pessoa diga um sim.
Estabeleça uma ‘sequência de sim’ antes que você faça a
pergunta que deseja de verdade”.
As pessoas possuem um desejo muito grande de serem
consistentes. Isso é uma coisa que os psicólogos sociais
registraram em diversas pesquisas científicas. A tendência de
consistência faz as pessoas desejarem, parecer que são
consistentes. Aqui vai como usar isso para seu benefício.

Primeiro faça ele se comprometer com alguma coisa muito


pequena. Então use esse “sim” que ele te disse para fazê-lo
concordar com alguma coisa maior ou mais importante.

Frases de Exemplo
Rafaela: “Denis, você diria que você é o tipo de pessoa que
corre atrás do que quer na vida? Uma pessoa que está
disposta a fazer o que for preciso para conseguir o que a
vida tem de melhor?”
Denis: “Sim claro! Eu não entendo essas pessoas que
ficam reclamando da vida mas não fazem nada para
mudar.”
Rafaela: “Ótimo, porque eu quero conversar com você
sobre o que nós queremos de verdade da vida. Pode
parecer um pouco estranho, mas eu percebi que você é o
tipo de pessoa que está disposta a suportar dificuldades se
isso os levar ao melhor que a vida tem.”

Nesse exemplo, a Rafaela primeiro o faz reconhecer um


desejo. Só depois ela apresenta uma oportunidade de poder
perseguir aquele desejo.
Aqui vai um exemplo que aproveita algo que ele já valoriza
muito. Faça ele dizer sim a um determinado valor, e então
sugira uma aplicação específica deste valor.

27

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Rafaela: “Denis, você é uma pessoa que adora descobrir e
explorar o máximo possível da cidade em que vive, não é?”
Denis: “Sim. As pessoas sempre me procuram para pedir
dicas, instruções e ajuda.”
Rafaela: “Então você vai adorar essa ideia. Eu estava
pensando... Não seria legal se nós fizéssemos um jogo
explorando alguns restaurantes conhecidos da cidade. A
gente poderia avaliar e dar notas para cada um. Seria um
jeito divertido de explorar a cidade e descobrir novas
oportunidades de lazer...”

28

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


MÓDULO 17
O Sinal “A Donzela Em
Perigo”
Com esse sinal, você pode explorar o instinto de proteção,
natural do homem.
Isso o coloca no modo “Servir e Proteger”.

Como você pode turbinar o seu apelo romântico usando a


necessidade que ele tem de impressionar? A reposta é
simples. Deixe ele te ajudar.

Deixe ele ser um servidor.


Reconheça prontamente as forças e habilidades dele ao
deixá-lo “te resgatar” nas ínfimas maneiras.
Mas não, isso não significa que você precisa abandonar o seu
jeito confiante, capaz e independente. Na verdade, é
exatamente o oposto.

Quanto mais confiante e capaz você for, melhor esse método


vai funcionar, pois o contraste é maior.
Só é necessário um gesto sutil de uma mulher confiante para
despertar o instinto do herói dele. Já no caso de uma mulher
que tem um estilo de personalidade dependente tem que se
esforçar muito mais para fazer o método funcionar.

Não o Faça Escolher entre Você e a Aventura que Ele


Adora

Você já sabe por que todo filme para o público masculino tem
um herói numa jornada para aumentar o seu poder e as suas
conquistas?

29

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


O herói masculino enfrenta todos os tipos de provações e se
vai se tornando mais poderoso, colecionando ferramentas e
conhecimento que eventualmente o leva para a glória.
Homens PRECISAM de aventura e poder!

Essa motivação existe em todo homem. Pesquisas de muitos


sociólogos e psicólogos têm comprovado que meninos têm
preferência por ferramentas de brinquedo (por exemplo:
caminhão ou martelo) bem antes de a socialização reforçar
esse instinto.
Por outro lado, as meninas são mais orientadas a conexão,
apego e brinquedos que traduzem essa motivação básica
(como bonecas e jogos que têm como objetivo mais
compartilhar do que competir).
Se você se posicionar contra essa orientação natural à
aventura, você estará numa batalha sem fim. Ao invés disso,
por que não ter o melhor dos dois mundos? Ser uma parte da
missão dele o fará curtir o relacionamento mais do que você
jamais seria capaz de imaginar.

Existe uma razão pela qual os filmes e as fábulas antigas


sempre voltam para um cenário que contempla algum tipo de
dama em perigo. E sempre voltam para o mesmo gancho que
nós já conversamos bastante, a fascinação.
O Super-homem por acaso se apaixona por uma modelo?
Claro que não. Isso deixaria o filme chato. Ele se apaixona
pela Lois Lane, que está sempre se envolvendo em situações
de perigo com a sua busca destemida pelas reportagens mais
quentes.

O Popeye fica em casa relaxando com as suas canecas de


espinafre? Não. Se ficasse, você nem o conheceria. Ele está
sempre indo salvar a sua namorada, a Olívia Palito.
E por quê? Porque isso é um fascínio tanto para os meninos
quanto para os homens. Eles ligam a TV para assistir mais e
mais dessa velha história.

30

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Na Idade Média, eram histórias como a da Rapunzel na torre,
esperando o seu salvador escalar os seus longos cabelos.
Outas histórias da Idade Média são a Branca de Neve e a Bela
Adormecida (é claro que nós as conhecemos porque o
estúdios Disney desenterraram essas histórias, pelo seu
grande apelo).

Ainda antes disso, era claro nas histórias da Mitologia Grega,


Perseu enfrentando um monstro marinho para salvar
Andrômeda, de seu sacrifício de ficar acorrentada no mar. E
Sita na antiga epopeia indiana Ramayana.

A questão é, a ficção atende ao interesse humano, e não ao


contrário. As pessoas há muito tempo têm se fascinado com
esse tipo de interação. O encontro entre uma mulher em
perigo e um homem que se apaixona por ela depois de lutar
para protegê-la.
Mas o sinal em si não precisa ser tão dramático. Ele funciona
muito bem do jeito mais simples. Vamos examinar a fórmula
simples que você pode começar a usar hoje.

O que é o sinal?
Três irmãos, já homens adultos, iniciam uma conversa longa
com o seu pai. Eles estão sentados confortavelmente na sala
enquanto as suas esposas e namoradas socializam num
cômodo da casa próximo.
Os quatro homens viram para a namorada do irmão mais novo
que estava entrando na sala onde eles estavam e disse a eles:
“Estevam, você pode me emprestar os seus músculos um
pouco? Eu não consigo abrir esse pote.”.
Depois de abrir o pote, o Estevam volta à sala e retoma a
conversa que eles haviam interrompido brevemente e
observaram a interação dele com sua namorada.

31

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Advinha quem ganhou um upgrade no status social com os
quatro homens?

Sim, o Estevam ganhou. Todos passaram a adivinhar o


relacionamento dinâmico do Estevam e sua namorada. É uma
percepção silenciosa que eles sentiram nessa interação
simples.

Quando uma mulher pede com segurança um favor para um


homem, a autoestima dele aumenta. E isso melhora mais
coisas além do relacionamento em si. Isso até melhora o
relacionamento dele com os outros homens.

Os outros três homens classificam esse relacionamento como


saudável. Por quê? Pois essas interações são raras em casais
cujos relacionamentos estão cansados.
Isso pode parecer estranho, mas quando uma mulher
demonstra alegria em ser a donzela em perigo, isso sinaliza o
instinto do herói no nível biológico. Faz ele sentir que tem
uma dívida maior com a mulher que deu a ele uma
oportunidade para ele fazer o seu papel.

Quer exemplos de frases?


• “João, eu odeio aranha, e tem uma atrás da minha mesa.
Você pode ser meu herói e defender o meu território da
invasão?”

• João, eu estou ouvindo um barulho estranho no pneu do


meu carro. Você pode dar uma olhada e me dar a sua opinião
de especialista?”
• “João, eu estou com medo porque tem um cara estranho
em frente ao meu prédio. Você se incomoda em me
acompanhar até o elevador?”

• “João, minha amiga está saindo com um cara que parece


ser legal, mas nós achamos que seria bom ter uma opinião de

32

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


um homem. Você pode ir com a gente num bar na sexta-feira
e nos dar a sua opinião, se você acha que ele é um bom
pretendente para ela?”

Esse último exemplo é um pouco diferente, não é? A grande


força dele vem da afirmação social. Você o recomendou para
as suas amigas baseado na grande habilidade dele em julgar
o caráter de outras pessoas.

Isso para ele soa como um grande elogio embutido no seu


pedido de ajuda, mesmo sendo ajuda para outra pessoa.

Olhe, no começo você vai se sentir um pouco ridícula, é


normal! Ele pode até caçoar de você. Mas lembre-se, isso
FUNCIONA!!! E muito bem. O lado racional do cérebro dele
não controla os benefícios gerados por essa técnica, ele
apenas reage e gosta!
Compare os exemplos acima com outros que não funcionam:

“João, a minha filha está fazendo uma campanha de


arrecadação de fundos. Você pode ver com os seus amigos
do trabalho se eles podem comprar uma caixa de
brigadeiros?”

Esse último carece da qualidade “donzela em perigo”. Além


disso, é um pedido um pouco inconveniente que não implica
nenhuma habilidade, expertise, ou qualquer qualidade
masculina.
“João, eu quero comprar uma máquina fotográfica nova. Você
pode pesquisar na internet para mim?”
O problema dessa é que você não está usando algo que
coloque o seu bem-estar ou segurança em perigo. Além disso,

33

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


você deu a ele uma tarefa que não faz na sua frente ou
interagindo com você.

O resultado: o instinto do herói dele não é disparado (a não


ser que ele tenha um motivo para acreditar que você o vê
como um especialista em lentes ou máquinas fotográficas).
“João, eu estou com uma dor de cabeça forte. Eu esqueci a
minha Aspirina no carro. Você pode buscar para mim por
favor?”

Aqui você está usando o seu senso de bem-estar, qual o


problema então?

O problema é que a natureza da tarefa não traduz uma crença


na força, poder ou qualidades heroicas dele. Ao invés disso,
você o está tratando como um menino arteiro. De novo, pode
até ter um efeito positivo por ele ser o escolhido mas será
muito fraco e pode levá-lo inclusive a retrucar.
Se você estiver com dor de cabeça e quer muito que ele
busque o seu remédio, existe uma abordagem melhor. Você
pode apenas dizer que a sua cabeça está doendo.

Em seguida, num raciocínio separado mencione que você tem


um remédio no carro mas não se sente bem para ir até lá
buscar. Ele pode assim se voluntariar para buscar para você.
Isso muda a situação. Pois ele é quem vai achar a solução e
executar o plano. O seu próximo passo é expressar gratidão e
chama-lo de “meu herói”.
Se você precisar chamá-lo de seu herói na frente de colegas
de trabalho, seja muito discreta. Chegue bem perto, olhe bem
nos olhos dele e quase suspire, “Você é meu herói. Obrigada!”

Assim fica uma troca privada e aumenta o poder da sua


demonstração de apreço.

Como funciona?

34

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Você revela uma necessidade e o deixa vir com a solução.
Não importa se o pedido é simples ou complexo. A fórmula
funciona desde os ingredientes certos sejam bem usados.
Então, aqui vai uma revisão dos ingredientes:

1. Uma necessidade é apresentada (algo que o impacte de


algum jeito).
2. O seu pedido por ajuda demonstra confiança em alguma
qualidade que ele teria orgulho de demonstrar (de preferência
uma qualidade que o faça sentir-se másculo, qualidades como
coragem, força, conhecimento, experiência.
3. Não dite a forma exata ou os passos que ele deve seguir.
Deixe isso com ele (mesmo se você conhecer uma solução
melhor que a dele).

História de Exemplo

Daniel e Vitória já eram casados quando me procuraram. Mas


a Vitória queria se separar.

Ela ainda amava o Daniel, mas o sofrimento dela estava num


ponto insuportável.
Eles eram mais velhos do que a maioria dos casais que eu já
atendi, tinham criado quatro filhas, e uma delas havia falecido
logo depois de chegar à idade adulta. Juntos, eles investiram
nas filhas, nas suas carreiras e no seu lar. Mas eles estavam
vivendo como estranhos, pelo menos na visão da Vitória.

Ela se sentia sozinha e deprimida. Ela disse que o Daniel


sempre tinha sido um bom companheiro, com presença
constante na vida dela. Mas agora ele mal respondia às
tentativas dela de iniciar uma conversa. Todos os anos ele
passava 10 dias das poucas férias dele pescando com dois
amigos. Ele também tinha dificuldade de dizer não para um

35

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


desses amigos, chamado Jean. De uma hora para outra, o
Daniel largaria tudo que estivesse fazendo para sair com o
Jean.
Quando eu sugeri que ela planejasse sair junto com ele, ela
disse: “O que acontece? Ele sai em falar nada e me deixa
falando sozinha.”

A Vitória já estava se aproximando da idade de se aposentar,


e não queria passá-los abandonada num casamento que era
vazio.
O mais estranho é que foi o Daniel que sugeriu que eles
procurassem ajuda. A Vitória respondeu dizendo que ela
adoraria salvar o seu casamento, mas ela não conseguia
pensar em nenhum jeito de tentar. Ela não tinha mais
nenhuma esperança de mudá-lo depois de tantos anos
tentando.
Mas eu não desisto tão fácil dos meus pacientes. E eu tinha
alguns truques para ensinar.
Eu fiz uma sessão individual com cada um. Você amaria os
dois. Inteligentes, elegantes, dóceis e amáveis.
O Daniel admitiu as suas falhas como parceiro, mas ele não
conseguia sentir a paixão que a Vitória esperava dele. Ele
estava satisfeito com o casamento e não queria mexer muito
nas coisas a essa altura da vida.

Depois de várias sessões, eu atendi a Vitória sozinha,


conversando e checando se ela estava vendo alguma
evolução. Ela estava irritada naquele dia. Ela me contou que
da noite anterior, com lágrimas escorrendo no rosto.

Ela contou que tinha decidido dar um jeito nas coisas, que iria
entrar de coração no relacionamento mais uma vez para criar
um novo começo. Como ela tinha horário de trabalho flexível,
ela saiu mais cedo do escritório. Ela investiu um bom tempo
fazendo um jantar especial que demorou um bom tempo e

36

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


esforço. Ela deixou tudo arrumado antes de o marido dela
chegar em casa.

Ela ouviu a porta do carro bater e foi para a janela. O Daniel


estava em casa mas parou quando o seu amigo Jean parou
devagar o carro e abriu a janela para conversar com o Daniel.
Ela esperou pacientemente por 10 minutos, mas não queria
que a comida esfriasse. Então, ela foi até a porta da frente e
chamou o Daniel, pedindo para ela se juntar a ela para o jantar
especial que estava na mesa.
Ela ficou andando pela casa mais 30 minutos, e, de vez em
quando, olhava pela janela mas o seu marido ainda estava na
janela do carro do Jean conversando. Você já deve saber o
que aconteceu em seguida.
Quando o Daniel entrou, ela já não tinha mais vontade de
aproveitar o jantar especial com ele. Ela deixou ele jantando
sozinho e ficou no quarto chorando.

“E o pior”, ela me disse, “ele agiu como se não tivesse feito


nada de errado quando eu o questionei. Ele disse que seria
falta de educação encerrar a conversa com o seu amigo e que
ele não era esse tipo de pessoa. Por que ele se importa mais
com o que o Jean pensa dele do que eu penso dele?”

Naquele momento, eu visualizei a donzela em perigo. Eu sabia


o que eu precisava fazer. Então eu pedi para ela esperar na
recepção enquanto eu falaria com o Daniel.
“Você está tendo um caso”, eu disse a ele. Ele olhou chocado,
depois um pouco bravo e confuso.
Ele respondeu: “Olha Marcelo, eu cometi muitos erros no meu
casamento mas eu posso te garantir que esse eu nunca nem
cheguei perto.”

Eu disse: “Sim, mas num relacionamento, isso não importa! A


única coisa que importa é como você faz a sua esposa se

37

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


sentir. E ela está se sentindo como se você estivesse tendo
um caso.”

“Com quem?!”, ele indagou.


“Com o Jean”, eu respondi.

Ele travou. Nenhuma reação. Ficou congelado. E naquele


momento ele me encarou de um jeito que para ele parecia ser
uma eternidade de silêncio por ter entendido o que eu estava
tentando dizer. Finalmente ele entendeu a gravidade da
situação.
E então eu joguei o meu coringa. A carta que eu sempre
deixava na manga. A jogada que sempre me dava a vitória.
Eu disse: “Daniel, tem uma mulher lá fora te esperando agora.
Uma pessoa que sempre desejou uma coisa mais do que tudo.
Ela sempre quis um companheiro de verdade. Alguém para
dividir as ideias. Alguém que escolha ela acima de tudo. Mas
ela está triste e abandonada.”

“Ela está no portão de saída, mas olhando para trás, para o lar
que ela tanto ama. Ela está considerando largar tudo que ela
construiu na vida. Ela olha para o homem que ela sempre quis,
mas tem outra pessoa entre eles. Alguém a substituiu. Uma
pessoa com quem você conversa por horas, passa as férias
junto. Uma pessoa que você prioriza na sua vida. Ela acredita
que ele tenha vencido.”

O Daniel mede 1,92 m e fala com uma voz que parece um


trovão. Ele estava sentado na minha sala. E chorou.

Eu recebi um e-mail do casal dois meses depois e outro depois


de 16 meses. O primeiro e-mail era da Vitória. Ela disse: “Eu
só queria te dizer uma coisa: você salvou o nosso casamento!”
O segundo e-mail foi do Daniel. Ele relembrou o dia em que
eu o acusei de ter um caso. Ele não lembrava de mais nada
que eu tinha falado. Pois aquele momento decisivo mudou
tudo para ele.

38

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Eu vou resumir o que ele disse:
“Quando você me explicou daquele jeito, tudo mudou para
mim. Eu finalmente entendi o que eu precisava fazer. E
encerrei o meu relacionamento com o Jean porque ele era
uma ameaça para o meu casamento. Eu ainda não estou bom,
mas estou aprendendo a dividir com a Vitória o que eu penso
e sinto. Eu não sei por que eu precisei que você me explicasse
tudo daquele jeito para perceber o que eu estava jogando no
lixo. Mas eu sou grato todos os dias.”
O que mudou na verdade?

O Daniel de repente enxergou a sua esposa como a donzela


em perigo, e não uma esposa irritante que criticava as falhas
do marido. Aconteceu uma transformação emocional. As
emoções dele se transformaram quando o instinto do herói foi
ativado.
Ele viu uma nova identidade se abrir para ele. Uma versão de
si próprio que ele sempre desejou secretamente. Era como um
convite a ser uma versão melhor dele próprio.

E ele aceitou esse convite.

39

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Mais Uma Coisa...
Eu desafiei você a adotar uma nova perspectiva com o
comprometimento de enxergar o seu relacionamento como
uma parceria sem fim na busca de um objetivo.

Você se lembra qual objetivo era esse? Era fazer um ao outro


feliz!

Quanto mais relevante você for na vida dele, mais a sua


felicidade será importante para ele.
Quanto mais oportunidades você der a ele de trabalhar
ativamente para a sua felicidade (e a própria), ele se sentirá
mais confiante de que conseguiu conquista algo valioso (que
é o que move o instinto do herói).
E quanto mais ele agarra os objetivos que você definirem
juntos no Método do Momentum, mais importante você se
torna para ele. É como uma bola de neve que ganha mais
velocidade e força com o tempo.
Esse conhecimento é a recompensa para a sua persistência
em ficar comigo durante o curso. Use esses conceitos e você
verá a beleza do relacionamento moldado nos instintos
masculinos dele e banhado no sol da delicadeza feminina.
Juntos vocês dividirão um nível de felicidade que
pouquíssimas jamais chegaram perto. E é com esse sonho,
essa esperança, essa quase já realidade que eu vou partir
agora. Minha mais profunda gratidão.
Do seu amigo,

Marcelo Oliveira
P.S. Eu incluí um material de treinamento como bônus para
você. Ele ensina como usar uma funcionalidade relativamente
diferente, mas relacionada ao gatilho da fascinação: a

40

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812


Curiosidade. Se você se interessou, eu vou te mostrar como
usá-la em conjunto com as mensagens de texto para acelerar
o momentum do seu relacionamento.

41

E-book licenciado para Janice Amorim janiceamorim@yahoo.com.br CPF: 16037302812