Você está na página 1de 9

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DA PARAÍBA - IESP

CURSO: Engenharia Civil - 6º Período – Noite – 2018.2 DISCIPLINA/PROFESSOR: Fundamentos de Engenharia Ambiental/Marco Aurélio

Equipe:

Eduardo Henrique Castor Nóbrega Gondim Fernanda da Silva Avelino Gabriel Jó Alves João José da Silva Neto Pablo Vinicius Brito de Souza

Reuso da água Reuso da água na Construção Civil

Cabedelo

2018

Eduardo Henrique Castor Nóbrega Gondim Fernanda da Silva Avelino Gabriel Jó Alves João José da Silva Neto Pablo Vinicius Brito de Souza

Reuso da água Reuso da água na Construção Civil

Trabalho apresentado ao curso de Engenharia Civil como requisito de avaliação da primeira nota da disciplina de Fundamentos de Engenharia Ambiental.

Cabedelo, 02 de Outubro de 2018.

Introdução

A escassez de recursos hídricos já é um problema enfrentado por diversos países, tal dificuldade vem aumentando a preocupação quanto à reutilização da água da melhor forma possível.

Segundo RODRIGUES (2015) O grande aumento na demanda por água, causado principalmente pelo crescimento e a concentração da ocupação humana e das atividades produtivas decorrentes, somado a degradação crescente dos corpos hídricos, que os tornam impróprios para diversos usos, criam um cenário de escassez de recursos hídricos, cada vez mais comum, em diversas regiões.

Com o uso descontrolado da água, e sem a preocupação de se reaproveitar é gerado alguns problemas no quesito hídrico, como o despejo inadequado do esgoto em galeria pluviais ocasionando a poluição dos rios.

A água é um recurso natural renovável abundante, que ocupa aproximadamente 70% da superfície do nosso planeta. No entanto, 97% desta água são salgada e, portanto, imprópria para o consumo. Menos de 3% da água do planeta é doce, das quais 2.5% estão presas em geleiras. Dos 0.5% de água restante no mundo, a maior parte está presa em aqüíferos subterrâneos, dificultando o acesso humano. Somente 0,04% da água do planeta disponível na superfície, em rios, lagos, mangues, etc.(SISTEMA DE AUTO AVALIAÇÃO DE EFICIENCIA HIDRICA, 2018)

Apenas 0,04% de toda a água disponível no planeta é doce e está em locais de fácil acesso como rios, lagos e mangues. Porem dentro desses 0.04% também está incluso as águas poluídas provenientes da Agricultura, esgoto, deposito inadequado de lixo, entre outros.

Tendo como base os dados citados acima pode se notar a importância do uso consciente dos recursos hídricos, fazendo-se necessário a reutilização da água. Existem diversas maneiras para reaproveitar a água, uma das soluções bastante utilizada em residências e o reaproveitamento das águas pluviais, através das construções de calhas para a coleta da água pluvial que é depositada sobre o telhado, canalizando-a para cisternas, essa água pode ser utilizada para fins sanitários e também para irrigação de jardins, trazendo assim benefícios para o meio ambiente, e também proporcionando economia na conta de água.

Objetivos

Objetivo Geral

Propor soluções para o desperdício e poluição dos recursos hídricos, visando melhorar a qualidade da água disponível na região em que as soluções forem executadas.

Objetivo Específico

1. Dissertar soluções para a reutilização da água

2. Propor soluções para o desperdício da água

3. Reduzir o desperdício da água

4. Orientar quanto a um uso consciente da água

5. Propor soluções para o reaproveitamento das águas pluviais

6. Orientar quanto à gestão de recursos hídricos

Referencial Teórico

Metodologia

Para este trabalho a metodologia utilizada caracteriza-se como um estudo de natureza bibliográfica e documental.

“A característica da pesquisa documental é que a fonte de coleta de dados está restrita a documentos, escritos ou não, constituindo o que se denomina de fontes primárias. Estas podem ser feitas no momento em que o fato ou fenômeno ocorre, ou depois” (LAKATOS E MARCONI, 2003, p.174)

“A pesquisa bibliográfica, ou de fontes secundárias, abrange toda bibliografia já tornada pública em relação ao tema de estudo, desde publicações avulsas, boletins, jornais, revistas, livros, pesquisas, monografias, teses, material cartográfico etc., até meios de comunicação orais: rádio, gravações em fita magnética e audiovisuais: filmes e televisão. Sua finalidade é colocar o pesquisador em contato direto com tudo o que foi escrito, dito ou filmado sobre determinado assunto, inclusive conferencias seguidas de debates que tenham sido transcritos por alguma forma, quer publicadas, quer gravadas” (LAKATOS E MARCONI, 2003, p.183).

A metodologia desse trabalho foi através de busca de informações na literatura formal, dissertações, artigos, e demais publicações sobre o tema na internet.

Resultado e discussões

Conclusão

Hoje nós sabemos que existe uma escassez de recursos hídricos; que a água, se não olharmos para ela com mais cuidado, se não passarmos a vê-la como um recurso cada vê mais escasso, poderemos enfrentar uma grande crise hídrica.

Esta pesquisa nos possibilitou observar a situação atual da disponibilidade de água, da necessidade urgente de fazer o reciclo e o reuso da água. É de suma importância criar e implantar técnicas e sistemas para reaproveitamento da água, assim como é de extrema importância a conscientização de todos quanto à necessidade de redução de desperdício de água,e principalmente, da redução do despejo de dejetos nas redes de drenagem urbana.

A Engenharia Civil utiliza a água em quase todos os serviços, principalmente, na confecção do concreto, argamassa e na umidificação do solo em compactação dos aterros. Diante do atual cenário dos recursos hídricos, é de suma importância buscar economizar e evitar desperdícios na construção civil, e procurar formas de reutilização desse recurso, uma vez que esse reaproveitamento representa não apenas um bem para o meio ambiente em geral, como também trás economia de água potável, que está cada vez mais escassa.

Referências Bibliográficas

FELIX, Edilaine, Artigo de 2015 - Economia de água no canteiro de o bras. Disponível em

<http://economia.estadao.com.br/blogs /radar-imobiliario/economia -de-agua- obras/> acesso 02 de outubro de 2018 .

no -canteiro-de-

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Técnicas de pesquisa. Fundamentos de Metodologia Científica. São Paulo: Atlas, 2003. p. 174,183.

RODRIGUES, R.S. As Dimensões Legais e Institucionais de Reuso de Água no Brasil:

Proposta

em:<http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-03112005-121928/pt-br.php>.

Brasil, 2005. Disponível

de

Regulamentação

do

Reuso

no

SISTEMA DE AUTO AVALIAÇÃO DE EFICIENCIA HIDRICA. A Disponibilidade de Água No Mundo E No Brasil. Disponível em:<https://saveh.com.br/>. Acesso em: 28 de setembro de 2018.