Você está na página 1de 1

ESPAÇOS | EDIFÍCIOS | EMPRESAS | 41

CRESTRON

A era da automação predial


Hoje, qualquer projeto residencial ou predialrecebe todas as previsões necessárias
para os sistemas hidráulicos e elétricos, na concepção da arquitetura.
Assim também deveria ser para a automação Por Ricardo Honório / Crestron do Brasil

artigo
Há aproximadamente 130 anos, Para integrar todos esses sistemas,
passávamos por um período de tran- com objetivo de buscar a eficiência
sição da luz de lampião para a luz energética e a facilidade de geren-
de lâmpadas incandescentes. Cer- ciamento, a automação surge como
tamente os mais conservadores e resposta a essas demandas através
críticos da época diziam que a luz de empresas como a Crestron, que
elétrica era algo desnecessário, um oferece uma linha de produtos com
luxo com alto custo e que dificil- mais de 1600 itens. As soluções
mente se tornaria essencial para o da empresa baseiam-se, resumida-
dia a dia. mente, em um processador Risk, com
E hoje? Você consegue viver em uma rede dedicada (protocolo 485
uma casa sem luz elétrica ou sem modificado e dedicado), denominada
água encanada? Impossível não é? de Cresnet. A composição a partir da
O que pensar então se no edifício CPU DIN-AP2 é capaz de processar a
onde você mora não existisse infra- lógica de funcionamento, controlar
estrutura para energia, que alimenta outros sistemas em RS-232, infra-
os elevadores e/ou os circuitos de vermelho (IR), relés e contatos secos
iluminação, as bombas de recalque, I/O (imput Output de 0-10vcc variá-
os portões de acesso e etc... Já vel ou 24Vcc fixo) e comunicar-se
pensou você ter que descer e subir com a plataforma Windows.
alguns andares com baldes de água Com isso, o controle e o geren-
para o seu apartamento? ciamento podem ser feitos a partir de
Percebe-se assim o quanto os sis- qualquer computador. Uma vez a que
temas hidráulicos e elétricos estão intrínsecos com espessuras adequadas para quadros, forros CPU esteja conectada à internet, ela pode ser
na arquitetura de prédios e residências. Prati- de gesso e tubulações, entre outros. O ideal é controlada e gerenciada através de um ende-
camente é impossível implementar uma solução que esses devidos “espaços” sejam concebidos reço (IP) com softwares dedicados como o Room
arquitetônica sem estes sistemas. ainda na arquitetura e sem dúvida nenhuma, View e o e-Control.
Nos tempos atuais, é possível afirmar que, eles influenciam muito no projeto. Entre os módulos dedicados da empresa,
tal como os sistemas citados anteriormente, Nos tempos atuais, quando se discutem, estão os módulos:
o sistema de automação também deve estar cada vez mais, temas como aquecimento global, DIN-1DIMU4 - para controle e dimerização
intrínseco na arquitetura. eficiência energética, qualidade de vida, otimi- de cargas universais, transformadores magnéti-
Hoje qualquer projeto, seja residencial ou zação do gerenciamento entre outros, é difícil cos ou eletrônicos e também cargas indutivas.
predial, na concepção da arquitetura, recebe pensar em edifícios sem o conceito de susten- DIN-4DINFLV4 - para dimerização de lâmpa-
todas as previsões necessárias para os sis- tabilidade, pois imagine operar um prédio com das fluorescentes.
temas hidráulicos e elétricos. Assim também bombas de águas servidas, pluviais, níveis dos DIN-8SW8 - para controlar (on/off) cargas de
deveria ser para a automação, que são essen- tanques de água, de óleo, síntese de falhas do alta corrente e indutivas.
ciais, principalmente para edifícios, com suas gerador, circuitos das áreas comuns (que cada DIN-2MC2 - para controle de motores com
Infraestrutura

salas Building Management System, espaço nos vez são bem mais numerosos, pois já fazem lógica embutida de abrir, fechar e parar.
shafts, quadros próximos aos sistemas elétricos, parte de decoração das fachadas e do interior), DIN-A08 - para sinais analógicos ou digitais
tubulações, eletro calhas, enfim, tudo o que for detecção de incêndio, câmeras de segurança, de 24V, aplicável sempre para coletar sinais e
necessário para o gerenciamento e operação do controle de acesso, comunicação e ar condi- gerar uma ação específica de controle.
edifício (facilities manager). Há também, para o cionado , que junto com a iluminação podemos DIN-IO8 - para entrada e saída de sinais vari-
caso das residências, as salas técnicas, paredes considerar como “vilões no consumo”. áveis de 0-10v. ■