Você está na página 1de 14

Interbits – SuperPro ® Web

1. (Fuvest 2012)

Nos mapas, estão representados os Eixos de Integração e Desenvolvimento previstos pela


Iniciativa para a Integração da Infraestrutura Regional Sul-Americana (IIRSA), da qual o Brasil é
um dos países membros, desde o ano 2000. Com base nos mapas e em seus conhecimentos,

a) identifique todos os Eixos de Integração com impacto direto sobre o mercado externo
brasileiro, analisando, particularmente, o Eixo de Integração 9. Explique.
b) identifique e analise dois possíveis impactos ambientais do Eixo de Integração 8.

2. (Cesgranrio 2011) “As tímidas reformas iniciadas pelo Presidente Raúl Castro não têm dado
os resultados esperados. Um informe oficial do governo cubano revelou que, dos mais de 1
milhão de hectares de terras estatais entregues em usufruto a novos produtores em 2008, para
aumentar a oferta de alimentos, 54% continuam improdutivas. Cuba, fortemente atingida pela
crise econômica global e vários furacões em 2008, muito tem investido anualmente na
importação de alimentos, e precisa urgentemente produzir mais....”

“Cuba dá um passo à frente, outro atrás”. O Globo. Caderno Opinião, 1º caderno, 22/08/2010,
p.06.

Com base no contexto acima, a respeito dos resultados das recentes transformações
econômicas realizadas em Cuba, é correto afirmar que a(o)
a) reestruturação cubana se baseia principalmente em uma reforma agrária concentrada em
produtos de exportação, tais como: fumo, cana-de-açúcar e gêneros alimentícios, em
resposta à posição do governo Barack Obama de reforçar o embargo econômico decretado
há mais de 40 anos pelos Estados Unidos.
b) escassez de alimentos sempre foi uma das maiores dificuldades de governo cubano e,
aliada a imposições econômicas e aos poucos incentivos dados aos agricultores, contribuiu
ainda mais para a queda da produção agrícola.
c) presidente Castro permitiu a ampliação da base militar de Guantánamo, em troca de
empréstimos norte-americanos para a recuperação econômica de Cuba.
d) governo cubano vem investindo nas atividades ligadas à exportação de bens e serviços, com
a finalidade de combater o problema mais imediato no país, que é a escassez de divisas.
e) governo cubano tem se aproximado do Grupo dos Oito (G8), como forma de atrair
investimentos estrangeiros, mas as negociações são dificultadas pela recusa renitente de
Cuba a reingressar na Organização dos Estados Americanos (OEA).

3. (Ufrj 2011) O bolero, o mambo, o calipso, a salsa, o reggae e o rap mostram a diversidade
rítmica que caracteriza o mundo caribenho.

Página 1 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

Apresente dois fatores que explicam a diversidade musical do Caribe.

4. (Fuvest 2010) A Organização dos Estados Americanos (OEA) revogou, por meio da
Resolução de 03/06/2009, a decisão, tomada em 1962, que excluía Cuba dessa organização.
Em relação a esse tema, é correto afirmar que
a) os países membros impuseram, como condição para a volta de Cuba à OEA, o cumprimento
do acordo de fechamento da prisão de Guantánamo.
b) o retorno de Cuba à OEA deve resultar de um processo de diálogo a pedido do próprio
governo cubano.
c) a atual decisão da OEA foi criticada por países da
América do Sul que não fazem parte dessa organização como, por exemplo, Venezuela e
Bolívia.
d) o Brasil não participou da decisão da OEA, em junho de 2009, mantendo-se alheio ao
processo de diálogo e de negociação com Cuba.
e) os EUA retiraram-se do processo de discussão da referida Resolução por discordarem da
readmissão de Cuba à OEA.

5. (Fuvest 2010) Honduras é um país da América Central, cuja história, assim como a de
outros países latino-americanos, é marcada pela dependência externa política e econômica.
Em 2009, Honduras esteve em evidência no noticiário político.

a) Explique por que esse país, bem como outros países da América Central, ficou conhecido
como “Republiqueta das Bananas” ou “República das Bananas”.
b) Em junho de 2009, um jornal de grande circulação publicou uma reportagem intitulada:
Golpe em Honduras repete roteiro do século XX. Identifique e explique duas características
comuns ao golpe ocorrido em Honduras e a outros golpes ocorridos na América Latina,
durante o período da Guerra Fria.

6. (Ufmg 2010) A mídia tem veiculado reflexões, de muitos especialistas, acerca da recente
crise econômica mundial, nas quais abordam origens e consequências dela, bem como
estratégias que vêm sendo adotadas para enfrentar a situação instalada.

Considerando-se tais reflexões, é INCORRETO afirmar que

Página 2 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

a) a América Latina procura criar um ambiente econômico protegido da crise, ao substituir tanto
os acordos bilaterais por um bloco regional único quanto as divergências entre governantes
por ações conjuntas que visam à retomada da expansão do PIB.
b) a desvalorização do dólar enfraquece as reservas internas de capital estrangeiro de
economias que, a exemplo da China, na última década, conseguiram elevados índices de
expansão do seu PIB.
c) a reestruturação da economia mundial pressupõe um redimensionamento do papel do
Estado, no sentido de afastá-lo dos limites de ação impostos pelo neoliberalismo e de ele
exercer controle efetivo sobre os sistemas financeiros e o mercado.
d) o consumismo extremo, em particular nos EUA, alimentou a expansão recente de economias
como as do Leste Asiático, mas é ambientalmente insustentável se praticado por um número
maior de populações ou se projetado no longo prazo.

7. (Cesgranrio 2010) “O antigo presidente da Polônia e Prêmio Nobel da Paz Lech Walesa deu
o primeiro empurrão no dominó gigante que simboliza a queda do Muro de Berlim, cujo 20 o
aniversário se assinala hoje.”

O Globo, 09 nov. 2009.

A caricatura publicada no dia seguinte às comemorações pelos 20 anos da queda do Muro de


Berlim faz alusão à
a) radicalização dos governos latino-americanos que compõem o MERCOSUL frente ao
possível ingresso da Venezuela na organização econômica.
b) reação do presidente venezuelano Hugo Chávez ao rechaçar a influência norte-americana
na ação de Walesa contra a permanência do comunismo na Polônia.
c) tentativa de manutenção dos princípios da Revolução Bolivariana no governo de Hugo
Chávez, com a finalidade de conquistar o apoio popular para a concretização das reformas
venezuelanas.
d) postura centralizadora do presidente venezuelano Hugo Chavez ao tentar conter a onda
liberal que caracterizou a derrubada do muro, símbolo do socialismo autoritário do leste
europeu no pós-guerra.
e) postura liberal-democrática do presidente boliviano Evo Morales ao tentar barrar a expansão
do socialismo, que foi o grande impulso ideológico na trajetória de Lech Walesa durante a
Guerra Fria.

8. (Uerj 2009)

Página 3 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

A capa da revista ilustra mudanças políticas na tradicional relação entre os Estados latino-
americanos, antes aliados na busca de maior autonomia. Uma dessas mudanças pode ser
exemplificada por:
a) estatização dos recursos naturais da Bolívia.
b) implementação da política livre-cambista da Argentina.
c) ampliação do movimento de privatizações na economia da Venezuela.
d) incorporação do socialismo cubano ao projeto nacionalista da Colômbia.

9. (Fuvest 2008) Em setembro de 2007, aconteceram passeatas em diversas cidades do País,


como forma de protesto contra a privatização da Vale (Companhia Vale do Rio Doce, antiga
CVRD).
a) Caracterize o contexto político-econômico mundial e nacional em que se deu a privatização
da Vale.
b) Outros movimentos pró-reestatização de empresas públicas que foram privatizadas têm
ocorrido na América Latina. Identifique um país em que isto aconteceu recentemente e explique
o fato.

10. (Ufsc 2008) Observe o mapa e assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

01) A Colômbia, identificada no mapa com o número 1, possui litoral tanto no Atlântico como no
Pacífico, o que facilita a conexão das rotas do narcotráfico com os países europeus,
africanos, asiáticos e da Oceania.

Página 4 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

02) Os países identificados com os números 2, 3 e 4 formam o conjunto regional denominado


América Platina.
04) Exceto o Brasil, todos os países da América do Sul foram colonizados por espanhóis. Até
obterem a independência política, esses mesmos países foram fortemente marcados por
colônias de povoamento.
08) O Chile, identificado com o número 5, apresenta um dos melhores indicadores
socioeconômicos da América do Sul.
16) Os países identificados com os números 6, 7, 8,10 e 11 pertencem a dois blocos
econômicos: Área de Livre Comércio das Américas (Alca) e Mercado Comum do Livre
Comércio do Caribe e Pacífico (Nafta).
32) O Brasil tem suas terras mais concentradas na porção centro-oriental do continente sul-
americano.

11. (Fgv 2007) Dois países latino-americanos possuem vários pontos em comum:

- localizam-se na América Central;


- sofreram interferência política e militar dos Estados Unidos;
- foram colônias de exploração;
- possuem economias baseadas no cultivo de cana-de-açúcar;
- na década de 1990, muitos de seus habitantes tentaram migrar para os Estados Unidos em
embarcações precárias.

As diferenças, porém, estão retratadas no quadro.

Os países A e B são, respectivamente,


a) Cuba e Haiti.
b) El Salvador e Porto Rico.
c) Bahamas e Jamaica.
d) Nicarágua e Porto Rico.
e) República Dominicana e Costa Rica.

12. (Pucrs 2007) Responder à questão com base na leitura do mapa.

Página 5 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

O país destacado no mapa é o mais pobre do continente, tendo aproximadamente 80% da sua
população vivendo abaixo da linha de pobreza. Seu nome é
a) Cuba.
b) Guatemala.
c) Nicarágua.
d) Jamaica.
e) Haiti.

13. (Puc-rio 2007)

A América Latina vem passando, desde o início da última década, por processos de
redemocratização que reativaram projetos socioeconômicos há muito desejados pelos povos
da região. Porém, existem disparidades entre os desejos por justiça social dos povos latinos e
as possibilidades político-econômicas de se chegar, mais rapidamente, à justa equidade
socioespacial.

Em relação a esse momento singular na região, responda às questões a seguir.


a) Identifique o país da América Andina onde os movimentos sociais históricos levaram ao
poder executivo do Estado Nacional um descendente de ameríndios, em 2006, e explique de
que maneira a sua ação política vem colocando em xeque a globalização em seu país.
b) Explique dois fatores ligados às ações paramilitares e/ou econômicas dos narcotraficantes
que caracterizam a atual crise de governabilidade vivenciada pela Colômbia.

14. (Ufjf 2007) O mapa a seguir representa um bloco econômico regional. Em sua formação

Página 6 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

original, o bloco era formado por quatro países, tendo o quinto aderido em julho de 2006.

a) Qual o nome desse bloco econômico?


b) Quais são os países membros assinalados no mapa?
c) Explique um objetivo da criação desse bloco.

15. (Unicamp 2004) Os processos dominantes de contra-reforma agrária no continente latino-


americano foram responsáveis por uma dinâmica progressiva de concentração da riqueza e,
especificamente, da terra. Processos de desagregação social provenientes da excessiva
acumulação de miséria resultaram na exclusão de contingentes consideráveis, tornando
'exilados internos' cidadãos sem oportunidades de integração produtiva no mercado de trabalho
formal. Grande parte deles são provenientes de uma expulsão estrutural do campo, cada vez
mais fechado ao acesso à terra ou a políticas de reprodução da agricultura, sobretudo
alimentar, o que circularmente atinge o abastecimento do mercado interno nacional de
consumo basicamente popular. (Adaptado de Ana Maria Motta Ribeiro, Sociologia do
narcotráfico na América Latina e a questão camponesa, em Ana Maria Motta Ribeiro e Jorge
Atílio Silva Iulianelli (orgs.), "Narcotráfico e Violência no Campo". Rio de Janeiro: DP&A, 2000,
p. 23).

a) Explique como a intensificação da concentração de terras se colocou como obstáculo à


agricultura camponesa na América Latina.
b) Dificuldades de manutenção das famílias camponesas no campo têm reforçado o
estabelecimento da prática de cultivo de plantas narcóticas como um agronegócio
(narcoagronegócio). Por que o narcoagronegócio tornou-se uma atividade alternativa para os
camponeses da América Latina?
c) Cite dois países da América do Sul onde o cultivo da coca (Erythroxylum coca) é tradicional
entre os camponeses.

16. (Unesp 2002) Na atualidade, a Venezuela possui 24 milhões de habitantes, PIB de 90


bilhões de dólares e renda "per capita" de 3808 dólares. É uma das potências petrolíferas
mundiais, mas 80% da população são pobres e 33% encontram-se abaixo da linha de pobreza.

a) Cite três fatores que explicam a pobreza da maioria da população deste país.
b) Qual é o maior importador do petróleo venezuelano? Qual a região do globo cujas reservas
petrolíferas superam as da Venezuela?

17. (Unesp 2001) No mundo contemporâneo, Cuba é um dos últimos países a manter o regime

Página 7 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

socialista. Observe os gráficos, expressos em milhões de dólares/ano, e responda.

Fonte: CIA e Conselho Econômico EUA-Cuba, 2000.

a) Descreva os gráficos I e II. Identifique a grande potência mundial ausente, justificando sua
resposta.
b) Compare os dados relativos ao Canadá nos gráficos I, II e III. Utilizando seus
conhecimentos, indique o setor que recebe o maior volume de recursos estrangeiros em Cuba,
na atualidade.

Página 8 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

Gabarito:

Resposta da questão 1:
a) Observando o mapa podemos constatar que os Eixos de Integração que apresentam
impacto direto sobre o mercado externo brasileiro são apresentados pelos números 3, 4, 5,
6, 8, 9 e 10. Todos estes Eixos apresentam algum tipo de infraestrutura, principalmente no
tocante aos transportes, interligando o Brasil com os demais países da América do Sul e
consequentemente possibilitando a troca de produtos entre os países. O Eixo de Integração
9 é o MERCOSUL - Chile, ele tem uma importância maior que os demais, pois, além de
interligar as áreas mais desenvolvidas da economia brasileira (Sul-Sudeste) ainda passa
pelas áreas mais prósperas da economia da Argentina (Buenos Aires) e Chile (Santiago).

b) O Eixo de Integração 8 (Intercâmbio Central) passa pelo Pantanal, área de Bioma


extremamente rico e frágil e pelo cerrado, área já intensamente afetada pela atividade
agropecuária. Nesta região, as obras para facilitar o escoamento da produção e o comércio
inter-regional poderiam agravar o desmatamento e a destruição dos ecossistemas locais, bem
como intensificar o povoamento da região, colocando maior pressão sobre os biomas ai
existentes.

Resposta da questão 2:
[B]

Com o fim da URSS e com a manutenção do embargo econômico que lhe foi imposto na
década de 1960, o país entrou em crise financeira, que tem sido enfrentada por tímidas
medidas de abertura econômica por parte do governo e por ainda existir na legislação o
embargo econômico americano.
A alternativa [A] é falsa, Cuba não é um país exportador de gêneros alimentícios, e o governo
Obama vê com bons olhos a suspensão do embargo imposto a Cuba.
A alternativa [C] é falsa, o governo Castro exige a devolução da área de Guantánamo para
Cuba.
A alternativa [D] é falsa, Cuba não é um país exportador de bens e serviços ainda.
A alternativa [E] é falsa, a OEA é que recusa a entrada de Cuba na organização sem antes
promover a abertura democrática política.

Resposta da questão 3:
Desde o período colonial, a região do Caribe passou por crescente e intenso processo de
circulação marítima em função do comércio praticado pelas potencias coloniais como Espanha,
Inglaterra e Holanda. Além dos brancos europeus latinos e anglo-saxônicos, os negros
africanos trazidos para o trabalho escravo e as populações indígenas nativas, ajudaram a
transformar o Caribe num mosaico cultural a partir da grande diversidade humana com povos
de variadas origens. A riqueza e multiplicidade de manifestações artísticas resultantes são
fáceis de entender por esse ponto de vista.

Resposta da questão 4:
[B]

A imposição do embargo americano nos anos 1960 e o fim da União Soviética transformaram
Cuba num país muito isolado. Com a economia mundial cada vez mais integrada, Cuba se
recente da falta de um maior intercâmbio em termos de sua participação no comércio
internacional, de modo a tentar se aproximar de organizações multilaterais como a OEA.

A alternativa [A] é falsa. A prisão de Guantánamo fica em território americano dentro de Cuba.
Na alternativa [C] a Venezuela e a Bolívia, estão entre os países sul-americanos que mais
apoiaram a volta de Cuba à Organização.
Em [D] o Brasil participou ativamente da campanha para o retorno de Cuba à Organização.
Em “e”os Estados Unidos concordam, mas com restrições ao retorno de Cuba à Organização.

Página 9 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

Resposta da questão 5:
a) A denominação “República das bananas” ou “Republiquetas das bananas” está
relacionada aos países centro-americanos, e tem um caráter depreciativo, expressando uma
conotação de área dominada, dependente, como antigas colônias europeias exportadoras
de produtos agrícolas tropicais, principalmente a fruticultura, que após a independência,
devido à proximidade geográfica e aos interesses comerciais, passaram a tutela dos Estados
Unidos em decorrência de sua política de hegemonia no continente americano,
caracterizada, entre outros aspectos, pelas ações da United Fruit Corporation.

b) A história recente da América Latina mostra uma sucessão de golpes de estado e governos
populistas ao sabor das mais variadas justificativas, desde a guerra fria a questões de
segurança interna. Os golpes, em geral são patrocinados por oligarquias locais e apoiados pela
alta hierarquia local da Igreja Católica. Outro aspecto comum foi o autoritarismo através de
repressão à liberdade de expressão e dos direitos individuais, sempre vistos como ameaças à
segurança nacional.

Resposta da questão 6:
[A]

A América Latina sofre diversos problemas de ordem natural, histórica, política, econômica e
financeira que dificultam uma plena integração no subcontinente. O México, país da América do
Norte está mais associado ao Caribe e à América Central, ficando mais à margem da América
do Sul. No subcontinente sul-americano a América Andina mostra diferenças significativas em
relação à América Platina. O Brasil procura exercer liderança na América do Sul, mas esbarra
em alguns problemas. A nacionalização dos hidrocarbonetos na Bolívia, a expansão militarista
na Venezuela e a instabilidade da Colômbia frente ao narcotráfico e à presença das FARC
(Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) ainda ativas em parte de seu território além da
potencial atrito com a Venezuela, são alguns exemplos.

Resposta da questão 7:
[D]

A Venezuela chavista propaga o bolivarianismo, uma proposta socialista para solucionar os


problemas do neoliberalismo e pretende com sua figura, centralizar a propagação de suas
ideias no continente sul-americano. No plano interno, no entanto, o chavismo tem perseguido
oposicionistas e coibido a imprensa, sofrendo problemas de abastecimento e de energia.

A alternativa [A] é falsa, a Venezuela foi aceita no MERCOSUL.


A alternativa [B] é falsa, os Estados Unidos são favoráveis ao fim do comunismo na Polônia.
A alternativa [C] é falsa, Chaves tem dificuldades internas quanto a seu prestígio.
A alternativa [E] é falsa, o presidente Evo Morales se diz socialista afeito às ideias
bolivarianistas.

Resposta da questão 8:
[A]

Resposta da questão 9:
a) A associação entre democracia e neoliberalismo foi marcante no mundo pós-guerra fria.
Aspectos como a consolidação da democracia e estabilidade econômica foram destacados no
período. Nesse contexto, o governo brasileiro privatizou várias empresas estatais, como a
Companhia Vale do Rio Doce, ao longo da década de 1990.

b) A Bolívia reestatizou a exploração e o refino do petróleo e do gás natural em maio de 2006,


por decreto-lei, revertendo privatizações da década de 1990.

Resposta da questão 10:


1 + 8 + 32 = 41

Página 10 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

Resposta da questão 11:


[A]

Resposta da questão 12:


[E]

Resposta da questão 13:


a) A Bolívia. Em dezembro de 2005, o líder cocalero Evo Morales venceu, com maioria
absoluta e apoio político e financeiro do venezuelano Hugo Chávez, as eleições presidenciais
bolivianas, tornando-se o primeiro presidente de origem indígena do país. Ao assumir o poder
em 22 de janeiro de 2006, a plataforma política do partido que o representa (MAS - Movimento
ao Socialismo) passou a ser discutida nacionalmente e no exterior, colocando em tensão
países e investidores diversos em relação ao "Risco-país" que a Bolívia passaria a representar,
na economia global. Como forte opositor à erradicação do cultivo da coca defendida pelos
Estados Unidos, Evo Morales diverge, frontalmente, do sistema socioeconômico capitalista,
que é a força motriz da globalização econômica. Dentre os pontos mais polêmicos da
plataforma política desenvolvida por Morales, destacam-se:
- A nacionalização de indústrias estratégicas e dos recursos naturais (hidrocarbonetos).
- O controle estatal total das propriedades onde estão presentes os recursos energéticos.
- A redução dos preços de produtos para o consumo de massa.
- A saúde e educação gratuitas para toda a população.
- O aumento dos impostos para as classes média-alta e alta.
- As resistências à consolidação da ALCA.
- O suporte político e administrativo ao cultivo da folha de coca, reforçando o PIB "subterrâneo".
- A redistribuição de terra.

b) Em relação à crise de governabilidade na Colômbia ligada a fatores paramilitares e/ou


econômicos dos narcotraficantes, pode-se destacar:
- A fuga de divisas do país frente aos imensos lucros ilegais obtidos com a produção
transformação, circulação e consumo da droga, em escala internacional.
- O financiamento ao contrabando, principalmente de armas.
- A concentração da propriedade rural (os narcotraficantes apropriaram-se de 4,3% da terra
cultivável na Colômbia).
- A concentração da propriedade urbana (20% aproximadamente das transações em
propriedade raiz)
- O progressivo crescimento do mercado de trabalho a serviço das máfias (250 mil empregos,
equivalentes a 3% da força trabalhista do país).
- A reversão no crescimento dos PIB: o regular cresceu 3% e o δsubterrâneoε 7%, nos anos de
1990 e 2000.
- A invasão da economia formal pela informal (os cartéis da coca, através de testas-de-ferro,
passaram a controlar empresas variadas que vão desde farmácias até redes de TV, emissoras
de rádio e linhas aéreas).
- O financiamento à narcoguerrilha e ao terrorismo nacional e internacional.
- Uma rede de suborno e corrupção que atravessa todo o Estado, particularmente as agências
estatais encarregadas de seu controle e repressão.
- A influência política e um eficiente esquema de informação dos narcotraficantes fragmentam,
geograficamente, os países produtores, constituindo encraves políticos e militares e, em alguns
casos, estabelecendo territórios livres junto com grupos guerrilheiros.
- A divisão político-administrativa criada pelo Estado é substituída por zonas produtoras de
drogas, divididas de acordo com os interesses da máfia e da guerrilha, onde as leis, a
autoridade e até mesmo a moeda nacional não têm validade.

Página 11 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

- O Estado de direito, além de perder o controle sobre a economia, perde hegemonia,


legitimidade e autoridade, com narcotraficantes financiando campanhas para senadores e
deputados e golpes de Estado.

Resposta da questão 14:


a) Mercosul ou Mercado Comum do Sul.
b) Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.
c) O objetivo primordial do Tratado de Assunção é a integração dos Estados Partes, por meio
da livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos, do estabelecimento de uma tarifa
externa comum e da adoção de uma política comercial comum, da coordenação de políticas
macroeconômicas e setoriais e da harmonização de legislações nas áreas pertinentes, para
alcançar o fortalecimento do processo de integração.
Também foram consideradas as seguintes respostas:
- A República Argentina, a República Federativa do Brasil, a República do Paraguai e a
República Oriental do Uruguai assinaram em 26 de março de 1991 o Tratado de Assunção,
criando o Mercado Comum do Sul, MERCOSUL, que constitui o projeto internacional mais
relevante com o qual estão comprometidos esses países.
- Compromisso com a consolidação da democracia, a segurança jurídica, o combate à pobreza
e o desenvolvimento econômico e social com equidade.
- Na Reunião de Cúpula de Presidentes de Ouro Preto, em dezembro de 1994, aprovou-se um
Protocolo Adicional ao Tratado de Assunção - o Protocolo de Ouro Preto - Em Ouro Preto
adotaram-se os instrumentos fundamentais de política comercial comum que regem a zona de
livre comércio e a união aduaneira que caracterizam hoje o MERCOSUL, encabeçados pela
Tarifa Externa Comum.
- Os Estados Partes iniciaram nova etapa - de consolidação e aprofundamento - em que a zona
de livre comércio e a união aduaneira constituem passos intermediários para alcançar um
mercado único que gere um maior crescimento de suas economias, aproveitando o efeito
multiplicador da especialização, das economias de escala e do maior poder de negociação do
bloco.
- O MERCOSUL foi constituído como uma união aduaneira, fato que marcou mudanças
fundamentais para as economias da região.
- Uma nova política comercial comum que tende a fortalecer e reafirmar os processos de
abertura e inserção nos mercados mundiais que atualmente vêm sendo realizados
individualmente pelos sócios. O MERCOSUL não foi criado como uma fortaleza com vocação
de isolamento; ao contrário, foi concebido para assegurar a inserção de nossos países no
mundo exterior;
- Com a adesão do Paraguai e do Uruguai, os quatro países se tornaram signatários do Tratado
de Assunção (1991) que estabelecia o Mercado Comum do Sul, uma aliança comercial visando
a dinamizar a economia regional, movimentando entre si mercadorias, pessoas, força de
trabalho e capitais.
- O Mercosul foi criado com o objetivo de diminuir a influência dos Estados Unidos na região,
tanto na forma da Área de Livre Comércio das Américas quanto na de tratados bilaterais.
- O Mercosul foi criado com o objetivo de aumentar o poder de negociação frente a outros
blocos econômicos como a União Europeia.

Resposta da questão 15:


a) No período colonial a terra era um bem de produção, com a produção em larga escala para
atingir os mercados metropolitanos.

b) Trata-se de uma forma agregadora, inserindo os "exilados internos" ou excluídos, que


encontram no narcoagronegócio, uma forma de subsistência.

c) Peru, Bolívia, Equador, Colômbia.

Resposta da questão 16:

Página 12 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

a) Má distribuição de renda, predomínio de jovens, população ativa pouco ou mal qualificada.

b) E. U. A. Oriente Médio.

Resposta da questão 17:


a) Os maiores fornecedores (exportadores) de produtos para Cuba são a Espanha, a
Venezuela, o Canadá, a França, o México e a Itália, destacando-se desde produtos agrícolas,
alimentos, até petróleo. Os países que mais comercializam com Cuba, importando produtos
desse país, são a Rússia, a Holanda, o Canadá, a Espanha, a China e a França. A maior
potência mundial, os EUA, não aparece nas tabelas devido ao embargo econômico imposto
pelo país a Cuba em 1962, o que restringiu o comércio entre os dois países.

b) O Canadá é destacável (3∘) exportador para Cuba. É, também, o 3∘ maior importador de


Cuba, o primeiro importador de produtos cubanos da América. No entanto, a balança comercial
canadense tem superavit em relação a Cuba.
O Canadá é, também, o maior investidor em Cuba, principalmente no setor de mineração, de
energia e de exploração de petróleo.
O setor do turismo é o que recebe maior volume de recursos estrangeiros em Cuba, liderados
por grandes redes de hotéis, como a espanhola (Meliá) e a francesa (Club Med).

Página 13 de 14
Interbits – SuperPro ® Web

Resumo das questões selecionadas nesta atividade

Data de elaboração: 15/04/2012 às 11:37


Nome do arquivo: iii

Legenda:
Q/Prova = número da questão na prova
Q/DB = número da questão no banco de dados do SuperPro®

Q/prova Q/DB Matéria Fonte Tipo

1..................110442.............Geografia............Fuvest/2012............................Analítica
2..................103211.............Geografia............Cesgranrio/2011.....................Múltipla escolha
3..................102754.............Geografia............Ufrj/2011.................................Analítica
4..................90488...............Geografia............Fuvest/2010............................Múltipla escolha
5..................92038...............Geografia............Fuvest/2010............................Analítica
6..................90303...............Geografia............Ufmg/2010..............................Múltipla escolha
7..................92056...............Geografia............Cesgranrio/2010.....................Múltipla escolha
8..................85376...............Geografia............Uerj/2009................................Múltipla escolha
9..................83241...............Geografia............Fuvest/2008............................Analítica
10................78814...............Geografia............Ufsc/2008................................Somatória
11................72047...............Geografia............Fgv/2007.................................Múltipla escolha
12................74551...............Geografia............Pucrs/2007..............................Múltipla escolha
13................72500...............Geografia............Puc-rio/2007...........................Analítica
14................75276...............Geografia............Ufjf/2007.................................Analítica
15................52892...............Geografia............Unicamp/2004.........................Analítica
16................38457...............Geografia............Unesp/2002............................Analítica
17................36262...............Geografia............Unesp/2001............................Analítica

Página 14 de 14