Você está na página 1de 48

ECOLOGIA

APLICADA
INTRODUÇÃO A ECOLOGIA

Prof. Dr. Rômulo Diego de Lima Behrend


OBJETIVOS DA AULA
- Compreender a hierarquia de níveis de organização
ecológica para saber direcionar o estudo de impacto.

- Identificar os fatores limitantes da distribuição e abundância


dos organismos vivos para entender como os organismos se
distribuem – nicho ecológico.
OBJETIVOS DA AULA
- Reconhecer que as espécies podem ser classificadas de
acordo com certas características – história de vida (anual ou
perene) e traços ecológicos (ex. tamanho).

- Entender as causas da extinção de espécies.


Como lobos mudam rios?

Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=fVfB4N_tvlE>


Ecologia (Oikos = casa) “Totalidade das
relações do animal
com o seu ambiente
orgânico e
“Estudo científico da inorgânico”
distribuição e
abundância dos
organismos” (Haeckel 1869)

(Andrewarta 1961) “Estudo da


estrutura e
funcionamento da
natureza”

“Estudo científico das (Odum 1963)


interações que
determinam a
distribuição e abundância
dos organismos”
(menos vaga)
(Krebs 2001)
Células

Tecidos
Órgãos
Sistemas
Organismo
População
Comunidade
Ecossistema
Biosfera
Os sistemas ecológicos podem ser tão pequenos
quanto os organismos e tão grande s quanto a biosfera
ALGUNS TERMOS IMPORTANTE EM ECOLOGIA

Organismo: é a unidade mais fundamental da Ecologia, o


sistema ecológico fundamental.
População: conjunto de organismos da mesma espécie
vivendo em um local.
Comunidade: conjunto de várias populações que habitam a
mesma área.
Ecossistema: conjunto de organismos com seu ambiente
físico.
Biosfera: todos os ecossistemas da Terra.

ECOLOGIA APLICADA
Os Gestores Ambientais podem estudar a
Natureza sob várias perspectivas
Os enfoques (abordagens) da ecologia e suas
aplicações:

Ecologia de populações
Ecologia de comunidades
Ecologia de ecossistemas

ECOLOGIA APLICADA
Ecologia de populações:
Estuda a dinâmica de uma espécie ou algumas,
interagindo entre si.
Ex. Dinâmica espacial e temporal

Atributos úteis no monitoramento:


Taxas de natalidade, mortalidade, imigração,
emigração, crescimento populacional, etc.
Ex. de aplicação: efeito de um poluente sobre as
taxas de reprodução ou de sobrevivência de uma
população.
Um grande problema:
acidificação da água por
poluentes atmosféricos
(chuva ácida).
Para Gammarus lacustris
valores de pH menores
5,5 causam sua morte.
Já Daphnia magna tem
sua sobrevivência
diminuída em valores
de pH abaixo de 4,5.
Provavelmente, estes
efeitos estão
relacionados ao
transporte de íons
através das membranas
celulares.
Título da disciplina
Ecologia de comunidades
Estuda a interação entre espécies agrupadas em uma
área.

Atributos úteis no monitoramento ambiental:


diversidade, riqueza de espécies, uniformidade,
estrutura das teias alimentares etc.
Ecologia de ecossistemas:
Estuda a relação entre a comunidade e o
ambiente abiótico.

Utilização no monitoramento:
Medidas da produção primária,
decomposição, ciclagem de nutrientes se
alteram frente a impactos ambientais.
ECOLOGIA APLICADA: É o estudo dos efeitos
causados pelo homem nos sistemas ecológicos, e
o consequente manejo desses sistemas e
recursos em benefício da sociedade.

Algumas Questões:
Prevenção da Poluição
Conservação de áreas
Preservação da diversidade genética
Necessidades Legais Interesse Econômico
- Padrões de qualidade - Espécies ou habitats de
do ar e água interesse comercial e/ou
- Saúde Pública recreacional
- Espécies ameaçadas
- Habitat e áreas protegidas

Valores estéticos Valores e interesses ambientais


- Paisagens - Raridade do ecossistema
- Comunidades atrativas - Sensibilidade ao stress das
- Espécies atrativas Espécies ou Ecossistemas
- Ar e Água limpos - Recursos genéticos
- Espécies “chave”
- Potencial de recuperação do
ecossistema
ECOLOGIA APLICADA
Algumas definições importantes em Ecologia
Nicho
• Representa o intervalo de condições que o organismo
pode tolerar e as formas de vida que possui - isto é, seu
papel no sistema ecológico.
• Cada espécie tem um nicho diferente
• Os organismos apresentam um mínimo e um máximo
ecológicos que representam os limites de tolerância;
• Tais limites definem o nicho fundamental da espécie:
área que a espécie pode viver.

Fundamental:
Sem os efeitos de interações bióticas
Realizado ou efetivo:
Permitem a permanência da espécie, na presença de
competição, por exemplo
Euri = amplo
Esteno = estreito
Por que uma espécie se dá melhor
que outras em um determinado
ambiente?

Que características elas possuem que


as tornam melhores?
CICLO DE VIDA
Ciclo de vida e reprodução

Espécies semélparas - possuem um episódio


reprodutivo em suas vidas, não alocando
recursos para sobrevivência futura.

Ex. plantas bianuais, insetos.


Ciclo de vida e reprodução

Espécies iteróparas – reproduzem-se repetidamente,


destinando alguns de seus recursos durante um
episódio reprodutivo não para a própria reprodução,
mas à sobrevivência para episódios reprodutivos
futuros.
Ex. seres humanos
Traços de espécies
• Pequenos x Grandes
• Poucos recursos na prole x Muitos recursos na
prole
• Curto período juvenil x longo período juvenil
• Crescimento rápido x Crescimento lento
• Mais vulnerável a mortalidade x menos
vulnerável a mortalidade
• Espécies generalistas x Espécies especialistas
Traços de espécies x restauração

Monitoramento de resultados de tentativas


de restauração de pastagens indicou traços
ligados a maior probabilidade de
estabelecimento:
• Traço generalista.
• Bom colonizador.
• Capacidade de crescer vegetativamente
• Longevidade do banco de semente do
solo.
Traços de espécies x restauração

Restauração de florestas
• Tamanho da semente.
• Capacidade de competir.
• Tolerância a sombra.
Traços de espécies x sucesso de invasão
Traços de espécies de plantas com sucesso
de invasão – Caso dos pinheiros nos EUA.

• Sementes pequenas.
• Alta taxa de crescimento.
• Período juvenil curto.

Rejmaneck e Richardson, 1996


Padrões na história de vida

r estrategistas - potencial de uma espécie de


se multiplicar rapidamente é favorecido pela
seleção natural em ambientes efêmeros,
capacitando também os organismos a
colonizar novos habitats rapidamente e
explorar novos recursos.
Padrões na história de vida

k estrategistas - em habitats com intensa


competição pelos recursos limitados, os
indivíduos que conseguem deixar
descendentes são aqueles que capturaram
uma quantidade maior de recursos, muitas
vezes porque nasceram maiores e/ou
cresceram mais lento rápido.
Padrões na história de vida

R-estrategistas - apostam na colonização


K-estrategistas – apostam na competição
Ameaças a Diversidade Biológica -
Causas da extinção
• Destruição do habitat.
• Fragmentação do habitat.
• Degradação e poluição do habitat.
• Superexploração.
• Introdução de espécies exóticas.
• Dispersão de doenças.
• Vulnerabilidade a extinção.

A maioria das espécies enfrentam dois ou mais


desses problemas.
Ameaças a diversidade biológica
– Destruição do habitat
É a ameaça mais séria para boa parte dos vertebrados que
enfrentam extinção.
Ex. Substituição das florestas por terras agrícolas.

Disponível em: http://wwwblogdoprofalexandre.blogspot.com.br/2013/03/principais-paisagens-naturais-do- Disponível em:


brasil.html http://www.gazetadopovo.com.br/reveleoparana/foto.phtml?foto_id=4105&cidade_id=292
Ameaças a diversidade biológica –
Destruição do habitat
Ex. Substituição de habitats aquáticos por represas.

Disponível em: http://momendereflexao.blogspot.com.br/2012/11/pantanal-nascentes-e-rios-ameacados.html


Disponível em: Website (Itaipu)
ROMPIMENTO DE BARRAGEM DE REJEITOS
DE MINÉRIOS EM BRUMADINHO

Disponível em: https://www.simnoticias.com.br/defesa-civil-confirma-197-mortos-identificados-em-brumadinho-mg/


Disponível em: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2019/02/05/fiocruz-alerta-para-doencas-que-podem-afetar-populacao-de-brumadinho.ghtml
Disponível em: https://noticias.r7.com/minas-gerais/brumadinho-pode-ter-surto-de-dengue-e-febre-amarela-diz-fiocruz-05022019
Ameaças a diversidade biológica -
Fragmentação do habitat
É o processo pelo qual uma grande e contínua área
de habitat é reduzida em sua área e dividida em dois
ou mais fragmentos.

Grandes áreas são divididas em pequenos


pedaços pelas estradas, campos, cidades,
dentre outras atividades humanas.
Fragmentação do habitat – Efeito de
Borda

Disponível em: http://netnature.wordpress.com/2012/12/05/biologia-e-ecologia-de-borboletas-no-brasil/

Primack e Rodrigues, 2001


Ameaças a diversidade biológica -
Degradação e poluição do habitat

• Poluição aquática.
• Poluição terrestre.
• Poluição
atmosférica.
Disponível em: http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/vazamento-petroleo-golfo-mexico-5-000-barris-dia
Efeito Estufa

Disponível em: http://www.pegadadecarbonosuzano.com.br/mudancas-climaticas


Ameaças a diversidade biológica –
Superexploração

Disponível em: http://diversidadeseadversidades.blogspot.com/2015/03/ameacas-


biodiversidade.html

Disponível em: http://diversidadeseadversidades.blogspot.com/2015/03/ameacas-


biodiversidade.html
Ameaças a diversidade biológica
– Introdução de espécies exóticas
Introdução de espécies
exóticas

↓As espécies nativas, altera ciclos de


nutrientes e ciclos biológicos

Perda de habitats para fauna


nativa, da biodiversidade e de
estoques genéticos
Ameaças a diversidade biológica –
Introdução de espécies exóticas
Limnoperna fortunei (molusco bivalve) é
responsável pelo entupimento de encanamentos
de hidrelétricas.

Evitar acidentes na
usina - técnicos precisam
limpar o encanamento
responsável pela
refrigeração das turbinas
periodicamente.
Fonte: arquivo pessoal
Vídeo: Espécie Exótica

Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=D4f7BXYp_9I>


Ameaças a diversidade biológica –
Vulnerabilidade a extinção
Espécies com área de ocorrência limitada.
Espécies com somente uma ou algumas
populações.
Espécies com populações pequenas.
Espécies com populações em declínio.
Espécies com baixa densidade populacional.
Espécies que necessitam de habitats grandes.
Espécies que não caçadas ou consumidas.