Você está na página 1de 5

NOME DO ALUNO(A): Luana Martins Correia Vale

DISCIPLINA E TURMA: Pesquisa e Prática em Educação V ( 9013)


NOME DO PROFESSOR/A-ORIENTADOR/A: Mari Ângela Monjardim Barbosa

REFERÊNCIA:

RAPOPORT, Andrea; PICCININI, Cesar Augusto. O ingresso e adaptação de


bebês e crianças pequenas à creche: alguns aspectos críticos. Psicologia: reflexão e
crítica, v.14, n.1, p.81-95. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/prc/v14n1/5209
Acesso em: 20 mai.2017.

ASSUNTO:

O presente artigo analisa algumas questões teóricas e estudos empíricos acerca do


ingresso de bebês e crianças pequenas à creche. Avaliar a problemática da separação
precoce e as consequências para o desenvolvimento infantil do ingresso na creche
durante o primeiro ano de vida. Discute-se, ainda, os fatores que interferem na
adaptação e as estratégias de enfrentamento utilizadas pelos bebês e crianças pequenas
para se adaptar e enfrentar às situações potencialmente estressantes no contexto da
creche.

Área específica – Aspectos críticos sobre o ingresso e a adaptação de

O TEMA bebês e crianças pequenas em creche e fatores de


interferências nesse processo.

Contribuição para o Ampliar o olhar sobre alguns fatores que influenciam a


trabalho adaptação da criança pequena em instituições infantis,
além de pontuar algumas estratégias para diminuir ao
máximo o transtorno da criança e dos pais, baseado em
questões teóricas e estudos empíricos. Contribuição
essencial para uma visão mais holística do assunto.
NOME DO ALUNO(A): Luana Martins Correia Vale
DISCIPLINA E TURMA: Pesquisa e Prática em Educação V ( 9013)
NOME DO PROFESSOR/A-ORIENTADOR/A: Mari Angela Monjardim Barbosa

REFERÊNCIA:

VYGOTSKY. L. A Formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

ASSUNTO:

O objetivo de Vygotsky em seu livro é distinguir os aspectos humanos do


comportamento e elaborar hipóteses de como essas características se desenvolveram
durante a vida do indivíduo e enfatizar três aspectos:
• Relação entre seres humanos e o seu ambiente físico e social.
•Novas formas de atividade que fizeram com que o trabalho fosse o meio fundamental
de relacionamentos entre o homem e a natureza e as consequências psicológicas
dessas formas de atividade.
• A natureza das relações entre o uso de instrumento e desenvolvimento da linguagem.

Área específica – O A Formação da mente e a influência dos fatores físicos,


TEMA sociais e ambientais nesse processo.

Contribuição para o Desenvolver uma análise crítica sobre como os aspectos


trabalho humanos e o ambiente em que está inserido pode
influenciar no comportamento e na relação entre as
pessoas.
NOME DO ALUNO(A): Luana Martins Correia Vale
DISCIPLINA E TURMA: Pesquisa e Prática em Educação V ( 9013)
NOME DO PROFESSOR/A-ORIENTADOR/A: Mari Ângela Monjardim Barbosa

REFERÊNCIA:

DANTAS. A.S.M. Crianças em creche: um espaço onde o cuidar e educar caminham


juntos. In: Psicologado Artigos, 2015. Disponível
em:<https://psicologado.com/atuacao/politicas-publicas/criancas-em-creche-um-
espaco-onde-o-cuidar-e-o-educar-caminham-juntos> Acesso em 25/05/2017.

ASSUNTO:

Análise sobre o papel fundamental do cuidar e do educar crianças em creches.


Utilizando uma metodologia englobada em pesquisa bibliográfica com os resultados
indicando que o cuidar e o educar são essenciais no desenvolvimento cognitivo,
afetivo, físico e linguístico da criança, que todas as situações diárias na creche são
atos educativos, pois as brincadeiras, os jogos, as atividades dirigidas, enfim, as
rotinas diárias devem buscar autonomia e a formação da identidade, a construção de
hábitos saudáveis, e tudo isso, é cuidar e educar as crianças em creches para a vida.

Área específica – O A relação do processo de cuidar e educar no momento


TEMA em que as crianças estão inseridas em creche e como
essa ligação influencia de forma positiva no
desenvolvimento infantil.

Contribuição para o Pontuar de forma clara que a creche além do seu papel
trabalho de cuidado desenvolve um papel educativo na vida da
criança que nela está inserida, devido a sua rotina de
atividades nas quais buscam sempre a formação da
identidade e autonomia.
NOME DO ALUNO(A): Luana Martins Correia Vale
DISCIPLINA E TURMA: Pesquisa e Prática em Educação V ( 9013)
NOME DO PROFESSOR/A-ORIENTADOR/A: Mari Ângela Monjardim Barbosa

REFERÊNCIA:

WALLON. H. O Papel do outro na consciência do eu. In: WEREBE. M. J. &


NADEL-BRULFERT. J. São Paulo: Ática, 1986, pp. 158-167.

ASSUNTO:

A questão do Eu e do Outro na sociedade de hoje, cujas rápidas transformações


exigem que se repense continuamente essa relação. Diferentemente dos métodos
tradicionais, Wallon humaniza o desenvolvimento. Ele considera a pessoa como um
todo. Elementos como afetividade, emoções, movimento e espaço físico se encontram
num mesmo plano. As atividades pedagógicas e os objetos devem ser trabalhados de
formas variadas. A formação do eu na teoria de Wallon depende do outro. Seja para
ser referência, seja para ser negado. Principalmente a partir do instante em que a
criança começa a viver a chamada crise de oposição, em que a negação do outro
funciona como uma espécie de instrumento de descoberta de si própria.

Área específica – O A construção do eu e sua relação com o outro sobre a


TEMA perspectiva da teoria de Wallon.

Contribuição para o Aprofundar conhecimentos sobre como as nossas


trabalho (breve características pessoais estão relacionadas com o outro
descrição)
e como se dá essa relação. Entender a formação do eu
sobre a perspectiva do autor influenciando nossa
maneira de enxergar o mundo.
NOME DO ALUNO(A): Luana Martins Correia Vale

DISCIPLINA E TURMA: Pesquisa e Prática em Educação V ( 9013)

NOME DO PROFESSOR/A-ORIENTADOR/A: Mari Ângela Monjardim Barbosa

REFERÊNCIA:

GOLDSCHIMIED Elionor; JACSON Sonia. Educando 0 a 3 anos: Atendimento em


creche. Porto Alegre: Artemed, 2009.

ASSUNTO:

O livro apresenta a teoria e a pesquisa do desenvolvimento infantil para a prática


cotidiana. Enfocando o cuidado de crianças pequenas em creches, projetado para
cuidadores, gestores e administradores de serviços de cuidados de crianças. Todas as
ideias inseridas foram desenvolvidas e testadas em creches e centros familiares,
incluindo orientações detalhadas sobre o brinquedo educativo para bebês e crianças
pequenas e sobre como lidar com as necessidades emocionais das crianças.

Área específica – O TEMA Subsídios através da teoria e pesquisa do


desenvolvimento infantil para a pratica do cuidado de
crianças pequenas em creche.

Contribuição para o Aprofundar conhecimentos sobre as formas de cuidados


trabalho (breve descrição)
e atividades individuais e coletivas com crianças de 0 a
3 anos de idade, e como implantar essas técnicas no
cotidiano. Tomar conhecimento do trabalho
pedagógico, incluindo trabalhos diversificados de
maneira multiprofissional.