Você está na página 1de 5

Capı́tulo 2

Pronúncia

Inicialmente abordaremos a pronúncia das palavras italianas. Após aprender a pronunciar as vogais e as consoan-
tes, o estudante será capaz de determinar com 90% de exatidão a pronúncia de qualquer nova palavra que encontrar
pela frente. Se tiver boa intuição (ou boa sorte), poderá determinar satisfatoriamente a pronúncia de 100% das no-
vas palavras.

Recomendamos que o estudante consiga o auxı́lio de um falante nativo, pois só assim é possı́vel aprender real-
mente a pronúncia correta.

2.1 Vogais
As vogais italianas são sete, representadas na escrita por cinco letras, as mesmas que representam as vogais em
Português:

• A a – sempre igual ao nosso “a” das palavras “lá”, “está”, “araçá”.


• E e – pode ser fechado (igual ao nosso “ê” das palavras “você”, “bebê”) ou aberto (igual ao nosso “é” das
palavras “fé”, “até”)

• I i – igual ao nosso “i” das palavras “aqui”, “ilha”


• O o – pode ser aberto (igual ao nosso “ó” das palavras “dó”, “vovó”) ou fechado (igual ao nosso “ô” das
palavras “avô”, “complô”)

• U u – igual ao nosso “u” das palavras “tu”, “lua”


Não existem vogais nasais (p. ex., iguais às nossas vogais “ã” e “õ” das palavras “mãe”, “lições” etc.). Mesmo
quando são seguidas de “m” ou “n”, as vogais mantém seu som original. P. ex., cane se pronuncia /ká-ne/; a
palavra Roma se pronuncia /rô-ma/ etc.

A distinção entre “e” e “o” aberto ou fechado não é indicada na escrita; devemos aprender caso a caso, palavra
por palavra, se um “e” deve ser pronunciado como “ê” ou como “é”, e se um “o” deve ser pronunciado como “ô” ou
como “ó”. Porém, esta distinção só existe na sı́laba tônica das palavras. Nas sı́labas átonas essas vogais são sem-
pre fechadas (ou seja, “ê” e “ô”). P. ex.: tomemos as palavras gente e rete. Em ambos os casos temos palavras
de duas sı́labas: uma forte (a sı́laba tônica) e outra fraca (átona): gen- (forte), -te (fraca); re- (forte), -te (fraca).
No caso da sı́laba tônica, a vogal da primeira palavra (gente) é aberta (ou seja, é pronunciada “é”: /djén/; já a
vogal da segunda palavra (rete) é fechada: /rê/. Porém, em ambos os casos, a última sı́laba é átona e, portanto,
a vogal “e” só pode ser fechada: /tê/. Na indicação da pronúncia vamos marcar apenas a pronúncia das vogais
tônicas; o estudante deve lembrar que o “e” e o “o” átonos são sempre fechados (“ê”, “ô”).

2.1.1 Acentos
Se a palavra é oxı́tona (ou seja, a sı́laba tônica é a última) terminada em vogal, o italiano utiliza dois acentos: o
grave ( ‘ ) para marcar vogais abertas, e o agudo ( ´ ) para marcar vogais fechadas. Com as vogais “a”, “i” e “u”
usa-se somente o acento grave. Ex.: caffè, pron. /ka-fé/;

5
2.2 Consoantes
As consoantes, em geral, têm o mesmo valor que em Português. Porém, há algumas exceções marcantes.

cia, ce, ci, cio, ciu A letra “c” tem o valor de “tch” quando se une às vogais “e” e “i”. Portanto, ce se pronuncia
/tchê/, e ci se pronuncia /tchi/: ciao! /tchá-o/; centro /tchén-tro/; cibo /cı́-bo/; ciò /tchó/ etc.

ca, che, chi, co, cu O grupo che se pronuncia como o nosso “que” (“queijo”, “aquele”); o grupo chi se pronuncia
como o nosso “qui” (“aqui”, “quisera”). As sı́labas “ca”, “co” e “cu” têm a mesma pronúncia do Português. Indicaremos
essa pronúncia como /k/. Ex.: tasca pron. /tás-ka/; tasche, pron. /tás-ke/; chi?, pron. /ki?/; etc.

scia, sce, sci, scio, sciu Essas sı́labas são pronunciadas como as nossas “chá”, “chê”, “chi”, “chô”, “chu” ou ainda
“xá”, “xê”, “xı́”, “xô”, “xu” das palavras “chácara”, “cheiro”, “China”, “chocolate”, “chuchu”, “enxada”, “peixeiro”,
“xı́cara”, “xô!”. Indicaremos essa pronúncia com a letra “x”. Exemplos: fascia pron. /fá-xa/; pesce pron.
/pê-xe/; sci pron. /xı́/; etc.

gia, ge, gi, gio, giu Essas sı́labas são pronunciadas como “djá”, “djê”, “djı́”, “djô”, “djú”. Ex.: giallo pron.
/djál-lo/; gente pron. /djén-te/; giorno pron. /djôr-no/; giusto pron. /djús-to/ etc.

ga, ghe, ghi, go, gu Essas sı́labas são pronunciadas como as nossas “gá”, “guê”, “guı́”, “gô”, “gú”. Já as sı́labas
gua, gue, gui, gui e guo são pronunciadas como “guá”, “güê”, “güı́”, “guô”. Para evitar confusão, indicaremos a
pronúncia do “g” como /gh/. Ex.: gatto pron. /gát-to/; paghi pron. /pá-ghi/ etc.

gn Este grupo consonantal se pronuncia como o nosso “nh”. P. ex.: bagno pron. /bá-nho/; ogni pron. /ó-nhi/
etc.

gl Este grupo consonantal se pronuncia como o nosso “lh”. P. ex.: figlio pron. /fı́-lho/; famiglia pron.
/fa-mı́-lha/ etc.

z A letra “z” (ou duplicada, “zz”) é pronunciada como “ts” em algumas palavras, “dz” em outras. P. ex.: pizza pron.
/pı́t-sa/; piazza pron. /piát-sa/; zaino pron. /dzái-no/; zio pron. /dzı́o/ ou /tsı́o/.

r O “r” é sempre pronunciado igual ao nosso “r” das palavras “arara”, “praia”, “areia”, “credo”, “estrada”. Ex.:
ragazzo pron. /’ra-gát-so/ etc.

2.2.1 Consoantes duplas


Quando uma consoante aparece escrita duas vezes em Italiano, ambas devem ser pronunciadas. Assim: ella é
pronunciado /él-la/ (os dois “l” aparecem, um no fim da primeira sı́laba, outro no inı́cio da segunda); mamma
pron. /mám-ma/ (aparecem os dois “m”); gatto pron. /gát-to/; etc.

No caso da letra “z”, ela é sempre pronunciada como uma dupla, independente da forma escrita (simples ou
dupla). Ex.: polizia pron. /po-lit-tsı́-a/; pazzo pron. /pát-tso/; etc.

2.3 Sı́laba tônica


Sı́laba tônica é a sı́laba da palavra que é pronunciada com mais força. Cada palavra tem uma sı́laba tônica; as
outras são chamadas átonas (ou seja, sem força).

Em Italiano a sı́laba tônica não é indicada na escrita, exceto no caso das oxı́tonas terminadas em vogal (aliás,
bem raras em italiano moderno). Nas paroxı́tonas, proparoxı́tonas e pré-proparoxı́tonas não se indica o acento;
devemos conhecer a palavra para saber como pronunciá-la corretamente.

Alguns exemplos:

6
Oxı́tonas: a última sı́laba é a mais forte. P. ex.: caffè, papà, finı̀, arrivò, virtù etc.

Paroxı́tonas: a penúltima sı́laba é a mais forte. P. ex.: gente, casa, arriva, chiave, mondo etc.

Proparoxı́tonas: a antepenúltima sı́laba é a mais forte. P. ex.: sintesi, macchina, arrivano, genere, cer-
cano etc.

Pré-proparoxı́tonas: a ante-antepenúltima sı́laba é a mais forte. P. ex.: visitano, significano etc.

É importante não tentar adivinhar a sı́laba tônica das palavras. Consulte uma fonte segura (manual, dicionário,
ou, de preferência, um falante nativo).

Vale a pena ficar atento a alguns casos. Um dos mais recorrentes são os verbos na terceira pessoa do plural
que terminam em -no mantêm, sempre, o acento na mesma sı́laba que é acentuada na terceira pessoa do singular.
Assim: abita “ele mora” é pronunciado /á-bi-ta/ (a primeira é mais forte); então, no plural temos abitano, e o
acento se mantém sobre a primeira sı́laba (/á-bi-ta-no/).

Outro caso comum é quando se acrescentam pronomes pessoais oblı́quos aos verbos; o acento deve permane-
cer sobre a sı́laba original, como se os pronomes estivessem separados do verbo. Ex.: portino “tragam”, pron.
/pór-t’i-no/ – portinolo “tragam-no”, pron. /pór-t’i-no-lo/; portinomelo “tragam-no para mim”, pron.
/pór-t’i-no-me-lo/; observe que, nestas três palavras, o acento se mantém na primeira sı́laba, não sendo
afetado pelos pronomes me e lo.

2.4 Você fala Italiano!


Você já almoçou em uma trattoria? Provavelmente já comeu pizza, talvez uma quattro formaggi? Se gosta
de opera, provavelmente já ouviu falar de Don Giovanni. . . Se gosta de futebol, deve saber que quem venceu
a copa de 2006 foi a azzurra. Já se o seu negócio são corridas, creio que você sinta uma certa admiração pela
scuderia Ferrari. . .
Se você já estudou música, deve se lembrar o que é um ritornello, uma fermata, um maestro, um tutti, um
da capo, um spalla; deve saber o que é cantar a cappella, ou como se faz um crescendo, um diminuendo,
um ritardando e um affrettando. . .

Em vários campos do conhecimento, da Fórmula 1 até a cozinha, da mais alta filosofia até palavras de baixo
calão, existem palavras italianas infiltradas em nossa lı́ngua. De quais outras você se lembra? Consultando o
dicionário ou com a ajuda do professor, descubra como estas palavras são pronunciadas em Italiano, e qual seu
significado original.

2.5 Exercı́cios
2.5.1 Grupo I • grigio /grı́-djo/
Pronúncia – palavras isoladas
• sciopero /xó-pero/
• casa /ká-za/
• padre /pá-dre/ • liscio /lı́-xo/
• cane /ká-ne/
• giù /djú/
• terra /tér-ra/
• dolce /dôl-txe/ • già /djá/
• tre /trê/
• ce /txê/
• caccia /kát-txa/
• specie /spé-txe/ • ciao /txáo/

7
Pronúncia – duplas de palavras 2.5.2 Grupo II
• gatto grigio /gát-to grı́-djo/ Pronúncia – palavras isoladas
• libro nuovo /lı́-bro nuó-vo/ • dieci /dié-txi/
• molta gente /môl-ta djén-te/ • diciasette /d’i-txas-sét-te/
• parecchi uomini /parêk-ki uómini/ • undici /ún-d’i-txi/
• buone idee /buó-ne i-dé-e/ • dodici /dô-d’i-txi/
• belle donne /bél-le dón-ne/ • amicizia /a-mi-txı́t-tsia/
• cento venti /txén-to vén-t’i/ • studente /stu-dén-te/
• lunga amicizia /lún-ga-mi-txı́t-tsia/ • spiaggia /spiád-dja/
• vecchio monaco /vék-kio mó-na-ko/ • stirare /st’i-rá-re/
• strano /strá-no/
Pronúncia – grupos de três palavras
• straniero /stra-niêro/
• cento per cento /txén-to per txén-to/
• giudizio /dju-dı́t-tsio/
• quattro libri nuovi /kuát-tro lı́-bri
nuó-vi/ • giustizia /djus-t’ı́t-tsia/
• nostra bella città /nós-tra bél-la • chiacchiere /kiák-kiere/
txit-tá/
• pasticcio /pas-t’ı́t-txo/
• una buona macchina /ú-na buó-na
mák-ki-na/ Pronúncia – duplas de palavras
• un film straniero /un fı́lm stra-niê-ro/ • un ragazzo /un ra-gát-tso/
• due lunghe settimane /dú-e lún-ghe • due ragazzi /dú-e ra-gát-tsi/
set-t’i-má-ne/
• una ragazza /ú-na ra-gát-tsa/
• dizionario portoghese-italiano /dit-tsio-ná-rio
por-to-ghê-ze i-ta-li-á-no/ • due ragazze /dú-e ra-gát-tse/
• una bella mattina /ú-na bél-la • duodici amici /duó-d’i-txi a-mı́-txi/
mat-t’ı́-na/
• cagnolino intelligente /ca-nho-lı́-no
• acqua molto fredda /ák-kua môl-to in-tel-li-dgén-te/
frêd-da/
• giustizia divina /djus-t’ı́t-tsia
d’i-vı́-na/
Pronúncia – orações curtas
• undici citazioni /ún-d’i-txi txi-tat-tsiô-ni/
• Il libro è nuovo. /il lı́-bro é nuó-vo/
• dieci giorni /dié-txi djôr-ni/
• Il cane è pericoloso. /il ká-ne é
pe-ri-ko-lô-zo/
Pronúncia – grupos de três palavras
• Il gatto è grigio. /il gát-to é grı́-djo/
• più di cinquanta /piú di txin-kuán-ta/
• La casa è bella. /la ká-za é bél-la/
• uno strano stregone /ú-nos-trá-nos-tre-gô-ne/
• La macchina è rossa. /la mák-ki-na é
rôs-sa/ • quel gran pazzo /kuêl grán pát-tso/
• La ragazza parla Italiano. /lara-gát-tsa • cane da guardia /ká-ne da guár-d’ia/
pár-la i-ta-li-á-no/ • la birra scura /la bı́r-ras-cú-ra/
• Il professore insegna Portoghese. /il • il rasoio elettrico /il ra-zô-io e-lét-tri-ko/
pro-fes-sô-re in-sé-nha por-to-ghê-ze/
• fare il bagno /fá-re il bán-nho/
• Lo studente legge il testo. /los-tu-dén-te
léd-dje il tés-to/ • spazzolino da denti /spat-tso-lı́-no da
dén-t’i/
• Il cielo è azzurro. /il txé-lo é
ad-dzúr-ro/ • cane da caccia /ká-ne da kát-txa/

8
Pronúncia – orações curtas Pronúncia – duplas de palavras
• Il cielo è azzurro. /il txé-lo é • gli stuzzicadenti /lhis-tut-tsi-ka-dén-t’i/
ad-dzúr-ro/
• degli ufficiali /dêl-lhi uf-fi-txá-li/
• Il tronco ha diverse parti. /il trón-ko a
d’i-vér-se pár-t’i/ • biglietto semplice /bil-lhêt-to sêm-pli-txe/
• Ti è piaciuto lo spettacolo? /t’i é • cartellone pubblicitario /kar-tel-lô-ne
piat-txú-to los-pet-tá-ko-lo?/ pub-bli-txi-tá-rio/
• Adesso vado a pescare. /a-dés-so vá-do
a pes-ká-re/ • vettura ristorante /vet-tú-ra ris-to-rán-te/
• Vediamo allora cosa c’è. /ve-d’iá-mo • cinquantaamila euro /txin-kuan-ta-mı́-la
al-lôra kó-za txé/ êu-ro/
• Chi regola le luci? /ki ré-go-la le • sbagliarsi troppo /zbal-lhár-si tróp-po/
lú-txi?/
• quegli strumenti /kuêl-lhis-tru-mén-t’i/
• Lei ha una buona salute. /léi a ú-na
buó-na sa-lú-te/
Pronúncia – orações curtas
• Io vado a rispondere. /ı́-o vá-do a
ris-pón-de-re/ • Lei prenderà questi medicamenti. /léi
• Porti delle mele e delle pesche. /pór-t’i pren-de-rá kues-t’i me-d’i-ka-mén-t’i/
dêl-le mé-le e dêl-le pés-ke/
• Mi faccia vedere il polso. /mi fát-txa
ve-dê-re il pôl-so/
2.5.3 Grupo III
• Non lo so bene. /nón lo só bé-ne/
Pronúncia – palavras isoladas
• Le ossa formano lo schelettro umano.
• tizio /t’ı́t-tsio/ /lê ós-sa fór-ma-no los-ké-let-tro
• civilizzazione /txi-vi-lid-dzat-tsiô-ne/ u-má-no/

• zittire /tsit-t’ı́-re/ • Sono sciente di tutto. /sô-no xén-te d’i


tút-to/
• zuzzurellone /dzud-dzu-rel-lô-ne/
• zucchero /tsúk-ke-ro/ • Ci si dica. /txi si d’ı́-ka/
• zucchina /tsuk-kı́-na/ • Siamo arrivati in anticipo. /siá-mo
ar-ri-vá-ti i-nan-t’ı́-txi-po/
• ciccioso /txit-txô-zo/
• ditino /d’i-t’ı́-no/ • Dipende del tipo di cinema. /d’i-pén-de
dêl t’ı́-po d’i txı́-ne-ma/
• digitale /d’i-dji-tá-le/
• zotichezza /dzo-t’i-kêt-tsa/ • Ti piace cosı̀ tanto la televisi-
one? /t’i piá-txe ko-zı́ tán-to la
• dicitura /d’i-txi-tú-ra/ te-le-vi-ziô-ne?/