Você está na página 1de 2

Rio do Sul, / 10/2019.

Aluno(a): ...................................................................................................

AVALIAÇÃO: INDEPENDENCIAS NA AMERICA LATINA


1. No início do século XIX, a independência da América Espanhola ocorreu num contexto político
internacional marcado por fatos. Dentre os fatos que favoreceram a independência da América
Espanhola, podemos mencionar.
a) A Revolução Industrial Espanhola.
b) A derrota dos americanos na guerra de independência dos Estados Unidos.
c) O Despotismo Esclarecido.
d) O triunfo do absolutismo de direito divino na Espanha.
e) As guerras napoleônicas.

2. No processo de formação do Estado Nacional na América Latina os chefes locais desempenharam um


importante papel. Esses líderes eram denominados:
a) "Chapetones". b) "Cabildos". c) "Corregidores". d) "Cimarrones".

3. O movimento de emancipação política da maioria dos países de colonização espanhola da América não
significou a quebra das estruturas sociais e econômicas. Daí se verificou que:
a) A dominação dos proprietários rurais foi garantida por novas incorporações territoriais.
b) As diferenças entre as várias classes da população foram superadas pelo desejo de união nacional.
c) O fortalecimento do poder político pessoal deu origem ao caudilhismo.
d) Os intelectuais apoiaram-se nas idéias libertárias para defender propostas de igualdade social.
e) A atuação da Igreja foi importante para garantir as reivindicações populares.

4. Uma das diferenças essenciais entre a Independência da América Espanhola e a Independência


Brasileira está no:
a) modelo político adotado, haja vista que na América Hispânica predominou o modelo republicano, enquanto
no Brasil adotou-se o modelo monárquico.
b) modelo de guerra adotado, já que no Brasil a guerrilha foi o modelo de combate adotado no processo de
independência.
c) modelo econômico, haja vista que o Brasil, ao contrário da América Espanhola, sofreu um grave transtorno
na produção agrícola, levando a política colonial ao colapso.
d) carisma do líder, já que Bolívar tinha menos impacto na consciência da população do que Dom Pedro I.
e) papel do exército, já que, no caso brasileiro, o exército precisou impedir que Portugal retomasse o Brasil
como sua colônia.

5. Sobre as lutas pela independência na América Hispânica, é correto afirmar que


a) contaram com participação política e militar direta dos Estados Unidos e da Alemanha, interessados em
ampliar sua presença comercial na região.
b) tiveram claro caráter popular, expresso na realização, após a emancipação, de reformas sociais profundas.
c) impediram a modernização das economias coloniais e reduziram a participação dos países da região no
comércio internacional.
d) asseguraram a manutenção da unidade territorial e impediram a fragmentação política da região.
e) foram controladas, na maior parte dos casos, pelas elites criollas, embora tenham contado com participação
popular.

6. A Espanha manteve entre o séc. XVI e o séc. XIX, um grande império colonial na América. Dos vice-
reinados abaixo, qual NÃO PERTENCIA a esse império:
A. Vice-reinado de Nova Granada. B. Vice-reinado de Corumbá.
C. Vice-reinado de Nova Espanha. D. Vice-reinado del Rio de La Prata.

7. No processo de independência da América espanhola muitos foram os fatores que contribuiram para
esses acontecimentos. Abaixo estão relacionados alguns desses fatores de ordem INTERNA. Qual dos
acontecimentos abaixo NÃO faz parte desse processo:
A. A oposição dos nativos aos espanhóis.
B. O descontentamento dos criollos com a sua marginalização.
C. O grande momento vivido pela Espanha, que nesse momento passava por um período de grande
prosperidade.
D. A continuação do monopólio comercial, mantido pelos espanhóis.

8. Qual era o grande sonho de Simon Bolívar para a América após a sua independência?
A. Deveria fragmentar-se em várias repúblicas.
B. Deveria unificar-se e adotar como regime político a monarquia absolutista.
C. Deveria unificar-se e adotar o regime político republicano.
D. Deveria fragmentar-se e adotar como regime político a monarquia constitucional.

CRUZADINHA: